Privilégios e Responsabilidades
Texto: 1 Pedro 1:23-25; 2:1-16

Introdução: Em sua primeira carta, Pedro nos dá uma descrição sétupla dos crentes, e a descrição é tão verdadeira quanto aos cristãos de hoje. Pedro nos conta o que são os verdadeiros crentes e enfatiza seus privilégios; mas todo privilégio traz consigo uma responsabilidade, e assim ele nos diz quais são nossas responsabilidades como cristãos.

Na seguinte descrição sétupla dos crentes, observe a relação entre essa questão de privilégio e responsabilidade.

1. Em 1 Pedro 2:2, os Crentes São Descritos Como "Recém-Nascidos".

Começamos a vida cristã - nascendo na família de Deus como bebês espirituais. Que imenso privilégio é ser filho de Deus, nascer na Família Real do Céu e ter Deus como nosso Pai - observe 1 João 3:1!

Os bebês não apreciam o privilégio de sua posição e paternidade enquanto permanecem bebês, mas o privilégio está lá. Mas qual é a nossa responsabilidade como recém-nascidos? 1 Pedro 2:2 nos dá a resposta: alimentar-nos da Palavra de Deus a fim de crescermos em filhos fortes e depois na idade adulta.

Só podemos crescer se alimentarmos e, se não nos alimentarmos adequadamente com o alimento certo, permaneceremos bebês e nosso crescimento espiritual será prejudicado. Para evitar que isso aconteça, devemos "desejar (o) puro leite espiritual" da Palavra. Não há substituto para isso, e mais tarde devemos nos alimentar do "alimento sólido" da Palavra - veja Hebreus 5:12 e 14.

2. Em 1 Pedro 1:14, os Crentes São Descritos Como "Filhos Obedientes".

Este é um avanço em 1 Pedro 2:2, pois aqui não somos "recém-nascidos", mas "filhos obedientes"; estamos crescendo; e é um privilégio ser uma criança com a capacidade de entender o que Deus fez em Sua graça ao nos tornar Seus.

Nossa responsabilidade como filhos é ser obediente. A palavra grega em 1 Pedro 1:14 significa "Como filhos da obediência". Isso nos diz que quando nascemos de novo, o princípio da obediência é colocado dentro de nós. É-nos dito claramente como esta obediência expressa-se em 1 Pedro 1:14-16 - 'Não deixe seu caráter ser moldado pelos desejos de sua vida não regenerado, mas seja santo em cada departamento de sua vida.'

Aqui está nossa responsabilidade. Porque somos filhos de Deus que é santo, devemos ser santos, e isso é uma questão de obediência direta. É muito importante para nós ver isso e agir de acordo com isso, pois é somente quando obedecemos ao Senhor que nos tornaremos pessoas santas.

3. Em 1 Pedro 2:5, os Crentes São Descritos Como “Pedras Vivas”.

Aqui, sem dúvida, Pedro está pensando no incidente registrado em Mateus 16:13-20 (e em particular no verso 18). Como crentes, somos "pedras vivas". Quando nascemos de novo fomos feitos participantes da natureza divina - veja 2 Pedro 1:4.

Que privilégio é para nós sermos uma pedra no edifício espiritual, o templo de Deus! Mas e a nossa responsabilidade nisso? - olhe novamente para 1 Pedro 2:5. Nós não estamos mortos, pedras sem vida na casa espiritual do Senhor; nós somos "pedras vivas", e nossa responsabilidade, portanto, é oferecer sacrifícios espirituais a Deus. Somos um sacerdócio santo; como crentes somos sacerdotes - olhe Apocalipse 1:6; 5:10; e devemos oferecer sacrifícios espirituais, alguns dos quais são mencionados em Romanos 12:1; Efésios 5:2; Hebreus 13:15-16. Estamos exercendo os privilégios de nosso sacerdócio e assumindo nossa responsabilidade nesta questão, oferecendo sacrifícios espirituais ao Senhor?

4. Em 1 Pedro 2:11, os Crentes São Descritos Como "Peregrinos e Forasteiros".

Leia os versículos 11 e 12 e observe que Pedro está dizendo que os crentes são como 'peregrinos' neste mundo, pois pertencem a outro mundo para o qual estão viajando. É um grande privilégio para nós sermos apenas residentes temporários aqui nessa terra - olhe e compare Filipenses 3:20!

Mas qual é a nossa responsabilidade como peregrinos e forasteiros? 1 Pedro 2:11-12 nos dá a resposta - e olhe essas palavras cuidadosamente. Nossa responsabilidade como residentes temporários é ver que não nos tornamos engolfados e manchados com a vida do mundo, mas que estamos separados das coisas pecaminosas e mundanas e que todo o nosso modo de vida é marcado pela integridade espiritual e moral.

5. Em 1 Pedro 2:16, os Crentes São Descritos Como "Servos de Deus".

Aqui Pedro diz que os crentes são homens livres, pois Cristo nos deu liberdade, mas não devemos tornar nossa liberdade uma desculpa para licença. É um grande privilégio ser o servo de Deus, mas que responsabilidade tremenda repousa sobre nós como Seus servos, como Seus escravos - porque possuí-Lo como Mestre e Senhor significa estar pronto para fazer Sua vontade.

Um servo na casa real do Céu deve ser muito disciplinado e muito leal em sua maneira de viver e em seu serviço. Ele também deve estar pronto para qualquer coisa e estar à disposição de seu Mestre.

6. Em 1 Pedro 4:9-10, os Crentes São Descritos Como “Bons Mordomos”.

Devemos ser hospitaleiros uns com os outros e devemos servir uns aos outros com os dons particulares que Deus nos deu. O fato de que Deus nos confiou com dons especiais enfatiza novamente que pessoas privilegiadas somos.

Alguns cristãos têm um lar encantador, dinheiro, o dom da amizade ... mas eles são apenas mordomos desses dons; Sua responsabilidade é usá-los fielmente, não apenas para seu próprio prazer, mas para o benefício de outros, e eles devem fazer isso para a glória de Deus - veja 1 Coríntios 4:1-2; 1 Pedro 4:10.

7. Em 1 Pedro 4:15-16, os Crentes São Descritos Como "Cristãos".

Que tremendo privilégio ser um cristão e carregar o nome de Cristo! - mas que responsabilidade isso é, uma responsabilidade de ser como Cristo e, portanto, ser amoroso, gracioso, agradável, atencioso, gentil, compreensivo e humilde!

Isso deve nos levar a fazer duas perguntas:

1) Você é um cristão, um verdadeiro crente em nosso Senhor Jesus Cristo? Se sim...
2) Você é como o Senhor Jesus e está se tornando cada vez mais semelhante a Ele no dia a dia?

Gostou Desse Esboço? Conheça 365 Esboços de Sermões Selecionados:

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem