7/10/2019

A Expiação de Cristo

A Expiação de Cristo
Texto: Hebreus 9

Introdução

1. O sacrifício de Jesus foi eternamente proposto por Deus para expiar os pecados do homem. (Efésios 3:10-11)

2. Pode-se aprender muito sobre o Seu sacrifício voltando ao Antigo Testamento e estudando as coisas da Antiga Lei que serviram como tipos, sombras e figuras das coisas por vir.

I. O Tabernáculo e Seus Utensílios

A. O pátio exterior.
1. O altar da oferta queimada. (Levítico 27:1-8)
2. A pia. (Êxodo 30:17-21)
B. O lugar santo
1. O candelabro de ouro. (Êxodo 37:17-24)
2. O altar do incenso. (Êxodo 30:1-10)
3. A mesa do pão da proposição. (Êxodo 37:10-16)
C. O lugar mais sagrado. (Santo dos Santos)
1. A arca da aliança: as tábuas de pedra, a tigela de maná e a vara de Arão que brotou. (Êxodo 25:10-22)
2. O propiciatório. (Êxodo 25:17-18)

II. O Dia da Expiação. Levítico 16:1-34

A. O dia anual em que o Sumo Sacerdote oferecia sacrifício pelos pecados do povo.
B. As atividades do dia:
1. O sumo sacerdote devia se vestir com vestes sagradas. (vv. 3-4)
2. O sumo sacerdote se lavava na pia. (v. 4)
3. O sumo sacerdote oferecia um novilho como oferta pelo pecado por si mesmo. (vv. 6,11)
4. Uma oferta de bode era feita pelos pecados do povo - um bode era sacrificado, ele se tornava um “bode expiatório”. (Vv. 7-11, 20-22)
5. Uma nuvem de incenso era oferecida do incensário de ouro. (vv. 12-13)
6. O sumo sacerdote aspergiria o sangue do novilho e do bode no propiciatório. (vv. 14-16; Levítico 17:11)

III. Nossa Expiação em Jesus. Romanos 5:11

“E não somente isso, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora temos recebido a reconciliação”

A. O sumo sacerdote que está vestido de santidade. (Hebreus 7:26; 4:15)
B. Batizado com o batismo de João para “cumprir toda a justiça” (Mateus 3:11).
1. O batismo de João foi para purificação.
2. Jesus foi batizado por João para satisfazer as exigências do céu.
C. Ele não precisava de oferta pelo pecado para Si mesmo, pois Ele era sem pecado. (Hebreus 7:26-28)
D. Ele foi feito pecado por nós (Hebreus 10:4; 2 Coríntios 5:21; Mateus 25: 31-46; Apocalipse 5:6; João 1:29)
E. Ele foi um sacrifício para Deus em um “cheiro suave”. (Efésios 5:2)
F. Seu sangue foi dado para a remissão dos pecados. (Hebreus 9:22; 9:11-14)
1. Expiação (Mateus 26:28)
2. Apaziguamento - propiciação. (Romanos 3:25)
3. "Propiciatório" (Hebreus 9:5; João 14:6; Efésios 3:8-12)

Conclusão

Hebreus 9:23-28 23 Era necessário, portanto, que as figuras das coisas que estão no céu fossem purificadas com tais sacrifícios, mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios melhores do que estes. 24 Pois Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, mas no próprio céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus; 25 nem também para se oferecer muitas vezes, como o sumo sacerdote de ano em ano entra no santo lugar com sangue alheio; 26 doutra forma, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo; mas agora, na consumação dos séculos, uma vez por todas se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo. 27 E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo, 28 assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação”.

Jó: Um Verdadeiro Homem de Família

Jó: Um Verdadeiro Homem de Família
Texto: Jó 1:5

Introdução: Eu acredito que as escrituras apoia o fato de que Jó era um verdadeiro homem de família. Quando pensamos em Jó e em sua vida, a maioria de nós imediatamente toma consciência das provações e aflições e falha em reconhecer a dedicação de Jó à sua família.

Um homem deve amar sua esposa como Cristo amou a igreja e dar-lhe honra como o vaso mais fraco. Para conseguir isso, vamos ter que trabalhar e trabalhar duro. Não vai acontecer por si só, nem vai acontecer da noite para o dia.

De acordo com o verso dois, Jó teve uma grande família. O verso diz: “e lhe nasceram sete filhos e três filhas”. Sabemos no versículo cinco que Jó os criou na doutrina e admoestação do Senhor, e nunca seria culpado de provocá-los à ira.

Alguns acreditam que o versículo quatro indica que seus filhos viveram e tiveram uma vida indisciplinada e desenfreada. Mas eu vejo aqui uma família que era muito próxima, amando e cuidando um do outro. “Iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs para comerem e beberem com eles”. Acredito que a frase “cada um por sua vez” provavelmente se refere aos seus aniversários. Parece também que suas irmãs ainda não haviam se casado, mas ainda eram incluídas na comunhão.

Eu quero observar cinco coisas que evidenciam que Jó era um verdadeiro homem de família.

I. O Sacrifício Que Fazia Por Eles: V. 5

(Nessas ofertas queimadas havia custo para Jó) (mas ele estava disposto a gastar o dinheiro em benefício de seus filhos)

A. Família antes das finanças: (Babá) (Dois empregos)
B. Família antes da fama: (meninas glamourosas)
C. Família antes do atrito: (Briga e divórcio)
D. Família antes dos amigos:
E. Família antes da família:

II. A Salvação Que Ele Desejava Para Eles: V. 5

“E sucedia que, tendo decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó e os santificava; e, levantando-se de madrugada, oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; pois dizia Jó: Talvez meus filhos tenham pecado, e blasfemado de Deus no seu coração. Assim o fazia Jó continuamente”.

A. Ele orava por eles: (Ele oferecia holocaustos). Embora a lei ainda não tivesse sido dada, como sacerdote ele intercedia por eles por meio de orações e sacrifícios. Mateus 21:21-22 “Jesus, porém, respondeu-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até, se a este monte disserdes: Ergue-te e lança-te no mar, isso será feito; e tudo o que pedirdes na oração, crendo, recebereis”.
B. Ele os apontou para Cristo: (Ele oferecia holocaustos)
1. Ele deu provas de um sacrifício necessário:
2. Ele deu exemplo: (Ele provou a eles que ele cria em Deus)
C. Ele agradou ao Senhor: (Ele sabia que o sacrifício era necessário)
1. Pela fé ele ofereceu e sem fé é impossível agradá-lo:

III. A Postura Que Ele Tomou: V. 1

“...e se desviava do mal”.

A. Se opôs a música não bíblica: Ilus. Davi e Saul, I Samuel 16:23 “E quando o espírito maligno da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então Saul sentia alívio, e se achava melhor, e o espírito maligno se retirava dele”
B. Se opôs a tudo que não estava de acordo com a Palavra: Salmos 12:6-7 “As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada numa fornalha de barro, purificada sete vezes. Guarda-nos, ó Senhor; desta geração defende-nos para sempre”
C. Se opôs a Hollywood profana:
D. Se opôs ao jugo desigual: II Coríntios 6:14 “Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas?”

IV. O Apoio Que Ele Deu:

V. O Sucesso Que Ele Encontrou: Jó 42:13-14

“Também teve sete filhos e três filhas. E chamou o nome da primeira Jemima, e o nome da segunda Quezia, e o nome da terceira Quéren-Hapuque”.

A. Jemima: Calorosa e carinhosa (pomba ou formosa como o dia)
B. Quezia: Cássia, uma casca triturada como à canela, (perfumada)
C. Quéren-Hapuque: Chifre de antimônio (olhos que brilham)

7/04/2019

Nosso Relacionamento Com Deus

Nosso Relacionamento Com Deus
Texto: Salmo 63:1-11

Introdução: Como você descreveria seu relacionamento com o Senhor? Você está perto Dele ou existe uma desconexão espiritual? Os cristãos podem ser salvos, mas o Senhor pode parecer muito distante às vezes.

A Ceia do Senhor é um momento para refletir sobre nosso relacionamento com o Senhor, bem como nossa comunhão com Ele. Somos lembrados do Seu sangue derramado e do corpo partido na cruz por nós. Ao tomarmos a Ceia do Senhor, precisamos nos perguntar se estamos crescendo em nosso conhecimento Dele e em nosso amor por Ele.

I. Base Para o Relacionamento

A. Redimido pelo sangue. (1 Pedro 1:18-19)
B. Reconciliado pelo sangue. (Romanos 5:9-10; Colossenses 1:20; 2 Coríntios 5:19)

II. Construção do Relacionamento

Existe uma enorme diferença entre saber sobre uma pessoa e realmente conhecer essa pessoa. Nós sabemos muito sobre Deus desde a sua criação. Podemos até ser salvos e ainda ser limitados em nosso relacionamento com o Senhor e nosso conhecimento Dele. Como todos os relacionamentos, temos que construir nosso relacionamento com Deus.

O Senhor ama os seus. Ele deseja ter um relacionamento próximo com Seus filhos. Quando nos desviamos do Senhor, Ele nos repreende para nos trazer de volta a um relacionamento adequado com Ele.

A. Paixão por Deus "minha alma tem sede de ti"
A paixão de Davi era por Deus. Ele expressou seu desejo por Deus dizendo "minha alma tem sede de ti". Davi era conhecido como o homem segundo o coração de Deus.
A complacência (satisfação consigo mesmo) é um inimigo mortal para todo o crescimento espiritual.

Pelo que você é conhecido? Qual é a sua paixão?

A maioria das pessoas é apaixonada por alguém ou alguma coisa. Essa paixão os leva a dedicar seu tempo, talento e energia à sua paixão. Não há nada de errado em ter um hobby ou algo que gostamos de usar nossos talentos para fazer. O problema surge quando temos uma paixão maior por essas coisas do que por Deus. O Senhor deve ser o primeiro em nossas vidas. Se uma pessoa é boa em jogar futebol ou cozinhar ou caçar ou nadar ou qualquer outra coisa que você possa nomear, é porque Deus lhes deu as habilidades. Se uma pessoa recebe reconhecimento por suas realizações sem dar a Deus a glória, então ela está tentando roubar a glória de Deus. Ele não compartilhará sua glória com ninguém.

B. Busca de Deus. (v. 1, 8) "ansiosamente te busco"
Aqueles que buscam a Deus desfrutarão de proximidade com Ele e o conhecerão de uma maneira maior. Não podemos negligenciar nosso relacionamento com Deus e crescer espiritualmente. Sentiremos falta das riquezas da Sua presença em nossa comunhão diária com o Senhor.

C. Suplica a Deus. (v. 2) "para ver o teu poder e a tua glória"
Davi havia testemunhado o poder e a glória de Deus antes no santuário. Ele ansiava por essa experiência novamente. Moisés implorou ao Senhor quando disse "manifesta-me a tua glória". (Êxodo 33:18)

O pedido de Paulo era para que ele "pudesse conhecê-lo e o poder de sua ressurreição".
Muito tem sido escrito sobre a condição da igreja hoje. Parece que não há fim para as respostas que os especialistas nos dão sobre como cultivar a igreja. A maioria das sugestões são meios mundanos, na melhor das hipóteses, e carnalmente, no pior dos casos. Eu acredito que a resposta a esta situação é expressa por Davi neste Salmo. O grito de um coração ansiando por Deus para revelar Seu poder e glória novamente na igreja é a resposta. Quando o povo de Deus tem sede do Senhor e começa a clamar a Ele como Davi, podemos testemunhar um poderoso mover de Deus.

D. Louvor a Deus (v. 3, 5) "meus lábios te louvarão"
A pessoa que tem uma paixão por Deus e busca a Deus experimentará Seu amor e graça. Essa pessoa vai louvá-lo com lábios alegres.

E. Meditar sobre Deus (v. 6) "medito em ti nas vigílias da noite"
A pessoa que está construindo um relacionamento mais profundo e comunhão com Deus meditará no Senhor mesmo à noite. Sua mente está cheia dos pensamentos de Deus. Ele está ponderando a vontade de Deus.

III. Bênçãos do Relacionamento

A. Presença de Deus (v. 7) "à sombra das tuas asas"
1. Ajudado por Deus. (v. 7) "tu tens sido o meu auxílio"
2. Sustentado por Deus. (v. 8) "a tua destra me sustenta"

B. Prazer com Deus (v. 5) "A minha alma se farta"
Este mundo tem muitas diversões, mas tem poucos prazeres. O prazer, como nos lembra CS Lewis, é invenção de Deus. Satanás nunca foi capaz de produzir um único prazer genuíno e duradouro. Somos levados de volta a Deus para o verdadeiro gozo da vida.

Davi escreveu: "de júbilo canto à sombra das tuas asas".

Lições Para a Vida:

1. O pecado tem um efeito devastador em nosso relacionamento com Deus. Até que lidemos com nosso pecado, permaneceremos alienados de Deus. Confissão e arrependimento é o nosso caminho de volta para Deus.

2. A Ceia do Senhor é um lembrete do amor de Deus por nós. É um lembrete da razão pela qual Ele morreu na cruz por nós. A Ceia do Senhor é também um lembrete de como podemos voltar a Ele quando pecamos.

3. Sua paixão por Deus determinará a prioridade que você dá a Ele em sua vida.

4. Você precisa nascer de novo espiritualmente antes de ter um relacionamento com Deus. Você é salvo?

4/30/2019

Capacitados Para os Últimos Dias

Capacitados Para os Últimos Dias
O Sermão em uma Sentença: Nós precisamos ser capacitados pelo Espírito Santo para cumprir nossa missão para os últimos dias.

O Propósito do Sermão: Ver crentes batizados no Espírito Santo para que eles possam participar na seara de Deus dos últimos dias.

O Texto: Atos 2.17

Introdução

1. Os últimos dias de uma preparação para qualquer evento sempre são um tempo de atividade aumentada e urgente (Um casamento).

2. Nosso texto fala dos “últimos dias”, um tempo de atividade aumentada e urgente no reino espiritual.

3. Baseado no nosso texto, nós vamos fazer e responder três perguntas sobre os Últimos Dias:

I. O Que Significa a Frase “Os Últimos Dias”?

A. Os Judeus antigos viram os Últimos Dias como um tempo de bênção Messiânica.
1. Um tempo quando Deus trará julgamento sobre os ímpios.
2. E vindicação ao Seu povo.

B. No Novo Testamento nós temos uma revelação mais ampla dos Últimos Dias.
1. Pedro identificou os Últimos Dias como um tempo do derramamento do Espírito de Deus sobre toda a humanidade (veja o texto).
2. Engloba toda a era da igreja.
a. Começou com a vinda de Jesus no poder do Espírito e o derramamento do Espírito no Dia do Pentecostes.
b. Estenderá até a segunda vinda de Cristo.
3. Nós estamos nos Últimos Dias.
a. Nós somos um “Povo dos Últimos Dias”.
b. Nós estamos vivendo “entre os tempos” (O tempo entre a primeira e a segunda vinda de Jesus).
c. Nós precisamos, então, viver com um senso de urgência (Atos 1.10-11).

II. Quais São Algumas Das Características Dominantes Dos Últimos Dias?

(Existem muitas. Nós vamos falar de quatro:)

A. Um tempo de “término” do plano de Deus para as nações (Atos 3.19-21).

B. Um tempo de derramamento mundial do Espírito (“sobre toda a humanidade”).

C. Um tempo quando o evangelho será pregado com poder para todas as nações (Atos 1.8; Mateus 24.14; Atos 2.21).

D. Um tempo de grande atividade profética e uma demonstração poderosa do poder de Deus contra o reino de satanás (Atos 2.14-18).

III. Quais São Algumas Das Implicações Destas Verdades Sobre Nós Hoje Como o Povo Pentecostal?

A. Cada um de nós precisa reconhecer que temos sido chamados e capacitados para participar do plano de Deus para as nações.

B. Como o “Povo dos Últimos Dias” de Deus nós precisamos ter um senso de urgência da nossa tarefa (João 9.4).

C. Cada um de nós precisa ser capacitado pessoalmente pelo Espírito para realizar nossos ministérios (Lucas 24.49; Atos 1.4-5).

Conclusão e Apelo

1. Você pergunta, “Como posso participar da missão de Deus nos últimos dias?
a. Entender que você é uma das “pessoas dos últimos dias” de Deus.
b. Ser cheio do Espírito hoje.

2. O que alguém precisa fazer para ser cheio do Espírito?
a. Pedir com fé (Lucas 11.9-13).
b. Receber pela fé (Marcos 11.24).

Gostou Desse Esboço? Conheça 365 Esboços de Sermões Selecionados:

Dunamis – Martus

Dunamis – Martus
O Sermão em uma Sentença: Todos nós precisamos ser cheios com o dunamis (poder) de Deus a fim de sermos suas martus (testemunhas) às nações.

O Propósito do Sermão: Que crentes compreendam seu papel como testemunhas de Cristo e então receber o poder do Espírito para realizar esse papel.

O Texto: Atos 1.8

Introdução

1. Nosso texto contém as palavras finais de Jesus antes da Sua ascensão ao céu (Atos 1.8).
a. Estas palavras claramente definem a missão da igreja.
b. Elas também revelam o padrão evangelístico da igreja: “Receber poder (então) ser Suas testemunhas”.
c. O verso, então, contém duas palavras chaves: “poder” e “testemunhas”.
d. O Grego para estas duas palavras é dunamis e martus.

2. Nesta mensagem nós vamos observar de perto estas duas palavras Gregas, e nós vamos chegar a umas implicações do que nós descobrirmos.

I. Dunamis (Poder)

A. Nota que nós estamos falando aqui sobre o dunamis de Deus.
1. É muito significante que nós enfatizemos que este dunamis é possessão somente de Deus para dar.
2. Pertence a Ele, então, somente Ele pode dar.

B. A palavra dunamis é usada 120 vezes no NT em Grego. 1. 77 vezes é traduzido “poder”.
2. Também é traduzida como “obras poderosas”, “força”, “milagres”, e “virtude”.

C. Amplamente definida, a palavra dunamis significa força, poder ou habilidade. É um poder inerente ou “poder por dentro”.
1. É poder residindo dentro por virtude da sua natureza.
2. Inclui poder para operar milagres, poder moral, poder financeira, e poder militar.

D. Este poder não é limitado pelo que nós sentimos ou não sentimos, pelo que fazemos ou não fazemos.
1. É o dunamis de Deus que inclui tudo.
2. É manifesto em testemunha poderosa, incluindo sinais, maravilhas, poder moral, e excelência de alma.
3. É o poder que Ele deseja nos dar!

E. É o dunamis de Deus operando entre as nações do mundo, operando no continente da África, operando através de barreiras étnicas e de línguas, operando em nossas famílias, operando aqui neste salão, operando na sua vida hoje.

II. Martus (Testemunha)

A. A palavra martus é usada 34 vezes no NT em Grego.
1. 29 vezes é traduzida “testemunha”.
2. Também é traduzida “mártir” e “arquivo”.
3. Uma testemunha dá testemunho através de palavras, através de ações, e através de sacrifício.

B. Existem várias maneiras de entender esta palavra:
1. Por exemplo, uma testemunha na sala do tribunal.
2. Ou, alguém que participa de um evento (um espectador).
3. Ou, alguém que dá sua vida para uma causa (um mártir).
4. Martus certamente inclui pregar e testemunhar verbalmente; porém, é muito mais.

C. Vamos observar dois usos de martus no livro de Atos:
1. Estêvão era uma testemunha em maneiras múltiplas.
a. Ele era um homem cheio de fé e do Espírito Santo (6.5).
b. Ele fez grandes maravilhas entre o povo (6.8).
c. Ele falou com poder (6.10).
d. Ele mostrou coragem moral na morte (7.56-60).
2. Paulo (Saulo de Tarso) apresenta uma diferente, mas também significante paradigma de testemunha.
a. Ele consentiu na morte de Estêvão (Atos 8.1).
b. O testemunho de Estêvão contribuiu na sua conversão.
c. Em todo seu ministério, Paulo testemunhou através de pregação poderosa, sinais e maravilhas, caráter moral, etc.
d. Como Estêvão, Saulo deu sua vida, através de uma vida vivida “morta para a carne” e “viva para Cristo”.

Conclusão e Apelo

1. Então, a igreja primitiva foi capacitada pelo dunamis de Deus e comprometida a martus de Cristo. Como resultado, o evangelho espalhou por toda Jerusalém, Judéia e Samaria, e aos “confins” daquela era.

2. Agora, vem e se compromete a Cristo como Seu martus, e recebe Seu dunamis para proclamar Sua mensagem a todo o povo até que Ele retorne do céu.

Gostou Desse Esboço? Conheça 365 Esboços de Sermões Selecionados:

4/23/2019

Os Resultados Das Provações da Vida

Os Resultados Das Provações da Vida
Texto: Jó 2:7-13

Introdução: As provações de Jó. Estamos familiarizados com as coisas que Jó teve que suportar. Ele sofreu muito para a glória do Senhor e, por milhares de anos, sua vida tem sido um testemunho da fidelidade do Senhor e de sua capacidade de sustentar o Seu povo através de qualquer provação. A história de Jó é de um grande encorajamento, pelo menos para mim.

Nesta passagem, veremos o que as provações da vida nos trazem. Vamos observar cuidadosamente quatro dos Resultados Das Provações da Vida.

I. As Provações Desafiarão Sua Fé. V. 9

A. O Contexto. A esposa de Jó vem até ele e tenta levá-lo a amaldiçoar Deus e ir logo morrer com alguma dignidade. Eu sempre fui incomodado pela atitude dessa mulher. No entanto, enquanto pensava em tudo o que ela tinha sofrido, eu comecei a imaginar como ela deve ter se sentido. Afinal, ela acabara de perder seus dez filhos, ela não era mais a "primeira dama do leste". Seu marido, outrora o maior homem do oriente, v. 1, 3, agora ele está sentado em um monte de cinza, raspando seu corpo cheio de tumores com um caco de barro. Não é de admirar que ela esteja um pouco chateada.

B. Jó foi atacado pela primeira vez na área de sua fé. Este é sempre o caminho com as provações. Se ouvirmos o diabo, ele nos dirá que Deus não sabe, não se importa, não entende; e não é capaz de fazer nada sobre a nossa situação.

- Não se surpreenda quando a sua fé for a primeira coisa a ser atacada no meio de uma provação. Apenas lembre-se dos discípulos na tempestade no Mar da Galileia. Jesus estava no barco com eles e ainda assim se desesperaram pela vida. As vezes, até mesmo aquelas coisas que sabemos serem absolutamente verdadeiras parecerão apenas poeira diante de nossas provações.

- Jesus está absolutamente interessado em tudo o que enfrentamos na vida. Ele é rápido em nos dizer isso em 1 Pedro 5:7; Mateus 10:29-31.

C. Quando as provações da vida vierem em sua direção, em vez de ouvir as mentiras do diabo destruidoras de fé, aprenda a repousar nas imutáveis ​​promessas do Senhor Deus. A Palavra de Deus é certa! Portanto, você pode contar com o Senhor para fazer o que Ele prometeu fazer por você em sua vida. Sua fé em Deus nunca é em vão!

II. As Provações Irão Mudar Seu Rosto. V. 12

A. Quando os três amigos de Jó chegaram, eles não reconheceram o velho Jó. Ele parecia tão mal para eles que parecia uma outra pessoa. Parece que as provações da vida de Jó foram suficientes para mudar seu rosto.

B. Suas provações farão o mesmo com você se você permitir. Elas vão roubar sua alegria. Elas vão roubar seu sorriso. Elas vão substituir o olhar de esperança pelas linhas de preocupação. É evidente quando as pessoas estão preocupadas. Muitas vezes, você pode ver a preocupação e a tensão em seus rostos. Esta é apenas a natureza humana, mas acredito que o Senhor tenha uma cura.

C. A razão pela qual as provações podem nosso rosto é simplesmente porque permitimos que elas o façam! Deus deseja que aprendamos a lidar com nossas provações por meio de um modelo bíblico, em vez de permitir que elas nos tratem. Observe o que o Senhor quer que façamos.
  1. Aprender a não se preocupar - Filipenses 4:6-7; Mateus 6:25-33.
  2. Aprender a descansar - Mateus 11:28-30.
  3. Aprender a confiar nos planos do Senhor - Romanos 8:28
  4. Aprender a lembrar Suas promessas - 2 Coríntios 4:17; Romanos 8:18; Filipenses 4:19
  5. Aprender a orar regularmente sobre nossas provações - Colossenses 4:2; 1 Tessalonicenses 5:17 (Salmo 55:22; Salmo 62:8).
  6. Aprender a se alegrar no meio das provações - 1 Tessalonicenses 5:18; Efésios 5:20.
D. Quando as provações da vida te pegar e te espremer, o diabo anseia que você produza suco de limão. Ele quer que você se torne amargo e murmure contra Deus sobre suas provações. Quando a vida lhe espremer, continue servindo fielmente ao Senhor e louvando Seu maravilhoso nome. Se você quer deixar o diabo envergonhado, não há maneira melhor!

III. As Provações Revelarão o Caráter de Seus Amigos

A. Quando os amigos de Jó chegaram, eles não chegaram com nenhuma palavra de encorajamento para o santo sofredor. Na verdade, eles tentaram empurrá-lo mais para baixo em sua miséria. Apenas uma pequena amostra do que eles disseram para ele é a seguinte.

1. Elifaz - Este é o homem da experiência testemunhal. Ele já esteve lá e passou por isso. Não importa o que você passe, esse tipo de pessoa já passou por coisas piores. Conhece alguém assim? (O homem falhará com você, Jesus não - Provérbios 18:24)

A. Ele lisonjeia Jó. 4:3-4 - Diz a ele que bênção ele tem sido, ele realmente lisonjeia o velho Jó.
B. Ele castiga Jó. 4:5-11 - Ele o acusa de Hipocrisia, v. 5,8; Fraqueza, 5-6; 10-11; Maldade, 7-9.
C. Ele pisa em Jó. 4:12 - 5:27 - Diz que ele é hipócrita, 17; Não aceito por Deus, 5:1; Simplesmente recebendo o que ele merecia, 5:13; Tem uma atitude ruim, 5:17. Em 15.2, Elifaz chega ao ponto de chamar Jó de saco de vento! Quem precisa de um amigo assim?

2. Bildade - Este é o homem da explicação tradicional.

A. Seu ataque. 8:2 - Ele chama Jó de velho saco de vento
B. Seu Apelo. 8:3-22 - Bildade diz que todas essas coisas aconteceram a Jó porque ele era um sujeito mau.

3. Zofar - O homem da estimativa total - Ele olha para a situação e simplesmente diz a Jó que ele precisa se arrepender de seus pecados e se acertar com Deus, então essas coisas não aconteceriam.

4. Eliú - O homem de expressão verdadeira - São necessários 6 grandes capítulos para esse grande falador nos dizer que Deus é grande e justo. Ele nunca faz bem a Jó.

B. Você tem algum amigo como esses homens? De tempos em tempos, todos nós temos aqueles ao nosso redor que parecem fazer tudo para nos manter no lugar onde estamos. Eles sentem que trabalho deles apontar nossos fracassos e nossas deficiências. Deus nos livre de amigos como estes! (A atitude de Jó para com seus amigos - Jó 12:2; 13:4)

C. Meu objetivo em dizer essas coisas tem sido mostrar que os homens falharão com você. Nossos amigos neste mundo não são nada além de pecadores como somos e são propensos ao fracasso, Salmo 146:3. No entanto, Jesus Cristo nunca falhará com aqueles que colocam sua fé nEle - Deuteronômio 31:6-8; Hebreus 13:5; Provérbios 3:5-6. Há um amigo que nunca falhará - Provérbios 18:24

IV. As Provações confirmarão Suas Fundações. 1:20-21; 42:10-17

A. No final, Jó foi restaurado a posição que ocupava anteriormente - Jó 42:10-17. Deus deu tudo de volta.
(Deus restaurou tudo!
  1. Saúde
  2. Finanças
  3. Família
  4. Relacionamento com o cônjuge
B. A vida nunca sai como planejamos, mas nunca surpreende Deus! Ele sabe o caminho que tomamos e quando somos provados, sairemos como ouro, Jó 23:10. Deus sabe como tirar o pior dessa situação e transformá-lo em grande vitória em nossas vidas. Ele pode não devolver tudo como estava, mas você pode contar com o Senhor para se mostrar fiel em seu tempo de provação.

C. Eu acredito que a grande vitória de Jó depende do fato de que ele nunca perdeu Deus de vista, mesmo na provação. Observe suas ações em 1:20-21. Ele era um homem abatido e humilde, mas ainda assim era capaz de exaltar o nome do Senhor e louvar ao Deus do céu. Enquanto você ainda pode adorar, você ainda tem a vitória! (Quer vivamos ou não, a vitória é nossa de qualquer maneira - 1 Coríntios 15:17; Romanos 8:37).

Conclusão: À medida que enfrentou as provações da vida, tenho certeza de que você já viu as coisas serem verdadeiras e repetidas vezes. Eu não sei em que vale você pode estar andando nesta noite, mas eu conheço um Deus que quer ajudá-lo a passar com segurança através dele. Você vai trazer sua necessidade para Jesus esta noite? Você virá diante dEle e entregará tudo? Seja qual for a situação, seja qual for a provação, seja qual for o fardo da necessidade, traga-os ao Senhor agora mesmo.

Gostou Desse Esboço? Conheça 365 Esboços de Sermões Selecionados:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *