Como Amar a Vida e Ver Dias Felizes
Quebra-Gelo: Há um grande debate e preocupação com a quantidade de “fake news” surgindo a todo instante. Alguém saberia definir o que são “fake news”? Poderiam citar alguns exemplos reais dos quais tomaram conhecimento? Qual seria, na sua opinião, o maior perigo ou malefício das chamadas “fake news”?

Leitura Bíblica: 1 Pedro 3.10-12

“Pois quem quiser amar a vida e ver dias felizes guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade. Afaste-se do mal e faça o bem; busque a paz com perseverança. Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração, mas o rosto do Senhor volta-se contra os que praticam o mal”.

Lamentavelmente, muitas pessoas alimentam ideias erradas a respeito de Deus e acabam acreditando que amar a vida e desejar viver dias felizes não seriam anseios considerados legítimos para um cristão. Imaginam um Deus carrancudo, cobrador, sempre em busca de falhas e que não coloca a felicidade dos seus filhos, nós, entre as suas prioridades.

Pode ter certeza de que isso é “fake news”, ou seja, são argumentos falsos inventadas pelo nosso maior inimigo, afinal sabemos que Deus anela a nossa felicidade.

Basta observar o ministério de Jesus e ver a que ele se dedicou tanto. Por exemplo, o Senhor Jesus curou todos os enfermos que vieram a Ele com nenhum outro objetivo que não fosse aliviar sua dor e sofrimento proporcionando mais vida e alegria. Alguma vez percebemos Jesus enviando doença sobre alguém? Podemos também lembrar que no céu não haverá sofrimento, nem enfermos e nem hospitais, por isso o Senhor Jesus ensinou que devemos orar para que a vontade de Deus seja feita na terra assim como é no céu. Não podemos ter nenhuma dúvida: A vontade de Deus é que amemos a vida e tenhamos dias felizes.

É muito bom acordar de manhã e poder dizer: “Eu amo estar vivo! Eu amo esta vida!” Infelizmente, muitos acreditam que a vida cristã é uma vida de sofrimento e privação, sem graça, sem prazer ou alegria. Mas é o contrário disso.

Na presença do Senhor, há plenitude de alegria (Salmo 16.11).

E como podemos amar a vida e ver dias felizes? No texto que lemos, o apóstolo Pedro nos dá a resposta. Sempre as respostas para as nossas questões estão na Bíblia, porque ela é a revelação da vontade de Deus e do seu plano, que é termos o tipo de vida que Ele sonhou para nós.

1. Guarde a Sua Língua do Mal

O conceito comum é que guardar ou refrear a língua do mal é não falar obscenidades e vulgaridades. Evidentemente, não vamos falar tais tipos de palavras, mas Pedro está falando de algo mais profundo. Quando o povo de Israel estava para entrar em Canaã, eles ouviram o relatório dos espias que falaram coisas ruins a respeito da terra prometida.

“E espalharam entre os israelitas um relatório negativo acerca daquela terra. Disseram: A terra para a qual fomos em missão de reconhecimento devora os que nela vivem. Todos os que vimos são de grande estatura” Números 13.32

Guardar a língua do mal é também vigiar-se e refrear-se de falar com incredulidade, falar de forma negativa, falar o oposto do que Deus disse. Infelizmente, muitos são “viciados” em falar negativamente de tudo e, principalmente, de si mesmos. Deus disse para o povo de Israel que estava levando-os para uma terra que manava leite e mel, mas aqueles espias falaram mal da terra e disseram que era uma terra que devorava os seus moradores.

Se você é convertido, a Bíblia afirma que você está em Cristo (Romanos 8.1). Hoje, Deus não olha para você, mas olha para Cristo como seu representante. Pois assim como Ele é, nós somos neste mundo. A questão já não é: “Será que estou agradando a Deus?”, mas “Cristo está agradando a Deus?”

Um grande problema é tentar se relacionar com Deus baseado no seu próprio eu, nos seus méritos próprios. Você olha o que deveria ser, e como não consegue ser, então fica deprimido. É daí que vem todo estresse e cansaço da alma. Quanto mais ocupado pensando em si mesmo mais angústia você sente, mas quanto mais você se ocupa olhando para Cristo mais liberdade experimenta.

Provérbios 18.21 diz que a língua tem poder sobre a vida e sobre a morte. Então veja como isso é tão importante: Você vai ter vida ou morte, dependendo daquilo que você diz. Você vai ou não amar a vida, tudo depende do que você confessa. Você pode abrir a sua boca e liberar a palavra para ver dias felizes. Você pode fazer isso porque é filho e, como filho, você recebeu autoridade para mandar que as montanhas se lancem no mar. Ou pode declarar sua própria derrota o tempo todo e alimentar-se de incredulidade e negativismo.

Você nunca alcançará dias felizes se não mudar sua postura. Você tem a identidade de filho de Deus. Veja-se como filho de Deus. Ande como filho de Deus. O mundo espiritual vai respeitá-lo se você respeitar o que Deus diz a seu respeito. O diabo vai respeitá-lo quando você concordar com o que Deus diz a seu respeito.

2. Aparte-se do Mal

Alguém já disse muito corretamente que não há nada bom que eu possa fazer para Deus me amar mais e que também não há nada errado que eu venha a fazer que o faça me amar menos.

Entretanto, precisamos considerar um outro aspecto; é que posso amar alguém mas não estar satisfeito com sua atitude.

Depende de mim o fato de Deus estar satisfeito comigo ou não. Uma coisa é o amor de Deus por nós, outra coisa a sua satisfação conosco. Muitas pessoas presumem que, uma vez que Deus nos ama, Ele sempre estará satisfeito. Mas veja o que Paulo disse:

“É por isso que também nos esforçamos, quer presentes, quer ausentes, para lhe sermos agradáveis” 2 Coríntios 5.9

Muitas vezes, quando as pessoas entendem as boas novas do evangelho, elas concluem que agora seu estilo de vida não importa pra Deus. É verdade que o nosso estilo de vida não vai determinar se Deus nos ama ou não, mas ele é muito importante. Lembre-se de que mesmo que Ele nos ame pode não estar satisfeito conosco.

A vontade de Deus é que nos apartemos do mal para o nosso próprio bem. O pecado tem consequências que fazem com que não amemos a vida. Repetindo: o pecado tem consequências, sempre. No mínimo, ele rouba a nossa alegria de viver.

E nós podemos dizer não ao pecado porque temos provado da graça de Deus, da capacitação que ele nos dá para vencermos as tentações e o pecado. Quando provamos da graça de Deus espontaneamente nos apartamos do mal e do pecado, porque desejamos agradá-lo.

“Pois o pecado não os dominará, porque vocês não estão debaixo da Lei, mas debaixo da graça” Romanos 6.14

A Palavra de Deus diz que aqueles que receberam a graça já não estão debaixo do domínio do pecado. Um grande sinal de que alguém provou da graça é que ele tem vitória sobre o pecado. Mas como a graça pode nos ajudar a vencer o pecado? Uma das maiores razões é muito simples: quando sabemos que fomos perdoados, somos conquistados pelo amor de Deus. Quanto mais nos sentimos amados e maravilhados por um Deus tão bom e gracioso, mais nos afastamos do pecado e procuramos agradar a Deus. É um fato da vida que filhos que se sentem amados serão mais obedientes que filhos que não se sentem amados.

3. Busque a Paz

Quer viver dias felizes, então, lógico, pare de promover brigas e conflitos desnecessários e busque a paz com as pessoas.

Mas como vamos promover a paz se não temos paz em nosso interior? Por isso podemos considerar algo mais profundo quanto a buscar a paz. Vejamos os salmos a seguir:

“O Senhor é o meu pastor e nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso” Salmo 23.1-2

“O que habita no esconderijo do Altíssimo e descansa à sombra do Onipotente” Salmo 91.1

Não temos paz interior porque vivemos preocupados e ansiosos com tudo. Não dá pra ser feliz assim. Mas se agora somos ovelhas do Senhor, a primeira coisa que o nosso Bom Pastor faz é nos levar para repousar em pastos verdejantes e descansar junto das águas tranquilas. A provisão de Deus vem quando descansamos e confiamos nele. Podemos ver o mesmo princípio no Salmo 91. Todas as bênçãos que o salmista descreve estão disponíveis somente para aquele que está descansando na sombra do Onipotente.

O suprimento e o poder de Deus são liberados quando entregamos tudo a Ele e entramos no Seu descanso. Confiar e descansar, com paz e segurança no coração, é a expressão mais poderosa de fé.

“Diz o Soberano, o Senhor, o Santo de Israel: No arrependimento e no descanso está a salvação de vocês, na quietude e na confiança está o seu vigor, mas vocês não quiseram” Isaías 30.15

Nós devemos sim batalhar por nossa casa, nossa família, nossos filhos e cônjuge, e também pela salvação de nossos parentes e amigos, mas essa luta precisa ser no descanso de quem sabe que Jesus já completou a obra, está reinando soberano sobre tudo e cuida de nós. Quando entendemos que fomos completamente perdoados e fomos feitos justos diante de Deus, então já não tememos o futuro, mas cremos que Deus nos ama e está preparando coisas boas para nós.

Pedro diz que os olhos do Senhor repousam sobre os justos, e os seus ouvidos estão abertos às suas súplicas (1Pedro 3.12). Se Deus ouve nossas orações, então podemos ter certeza de que amaremos a vida e teremos dias felizes.

Conclusão: A razão pela qual muitos crentes vivem uma vida infeliz e não amam a vida é porque acreditam na mentira de que Deus está zangado com eles, estão sempre com a sensação de que não fizeram o suficiente e sentem-se sempre em falta. Por causa disso, vivem uma vida que, na verdade, não amam. Podem até achar que algumas vezes Deus os ama, mas quase sempre sentem que Deus está zangado. Simplesmente não dá para amar a vida e ver dias felizes vivendo desse jeito.

Por causa da obra consumada de Jesus, a ira de Deus não pode mais estar sobre nós. Se toda a ira já caiu sobre Jesus, então Ele não pode estar irado conosco. Não estamos mais debaixo da velha aliança segundo a qual Deus às vezes estava feliz com você e às vezes estava zangado. Hoje, Ele tem total prazer em você por causa de Jesus.

Não há nada que você possa fazer para Deus amá-lo mais e não há nada que você faça que o leve a amá-lo menos.

Então, repetindo, aqui está a receita poderosa: “quem quiser amar a vida e ver dias felizes guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade. Afaste-se do mal e faça o bem; busque a paz com perseverança. Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração, mas o rosto do Senhor volta-se contra os que praticam o mal” 1 Pedro 3.10-12.

Perguntas Para Compartilhar
  1. Como têm sido os seus dias? Você tem vivido dias felizes e ama a sua vida?
  2. De qual maneira você tem se relacionado com Deus? Na base do medo e das cobranças ou com base na fé em seu amor, graça e plena aceitação?
  3. O descanso tem sido parte de sua vida?
  4. Com base neste estudo, o que você precisará fazer para experimentar dias felizes?