Enxergue o futuro III

Texto: João 4.1-42

Introdução: Deus tem suas estratégias e cabe a você aproveitar as oportunidades que Ele esta dando a você.

Os Samaritanos, bem como os judeus, sempre pediam e dependiam de sinais para crerem. Comumente pediam sinais a Jesus: os fariseus o tentaram diversas vezes pedindo um sinal do céu.

Assim, temos, hoje, um evangelho já confirmado a respeito de Cristo já vitorioso. O Evangelho que pregamos não carece de milagres para confirmá-lo, pois não pregamos um Evangelho novo, e sim o “velho” e perfeito Evangelho já confirmado pelos sinais opera- dos por Cristo e os Apóstolos. Não estou dizendo com isso que os milagres cessaram, o que digo é que os milagres de hoje não são operados para confirmar a doutrina, mas tão somente para beneficiar os filhos de Deus. Se alguma doutrina carece de confirmação por milagres, essa doutrina não é de Cristo, pois a doutrina de Cristo, o Evangelho, já esta confirmada.

Eu creio que Deus tem buscado ao longo dos tempos homens e mulheres para usar.

Cristo nos constituiu luz do mundo para que o mundo recebesse nossa luz.

Ele nos fez sal da terra, para que a terra tivesse sabor a partir de nossa simples presença e interação com ela.

Não é nas igrejas que a nossa luz é mais requisitada, e sim no mundo. Não é em nossos grupos de estudo que o sal é mais necessário, e sim entre os ímpios. Não foi no templo que Jesus alcançou a mulher samaritana e sim a beira do poço. Da mesma sorte, não é no templo que se concretiza o propósito de Deus para nós, e sim nos poços da vida.

Nos poços, volta-se constantemente para buscar água. Outra vez, e outra vez, outra, e outras mais e mais...

A condição de quem busca água junto ao poço é insaciável. Assim está o mundo e, infelizmente, a maio- ria dos que se dizem cristãos. Pois tanto os prazeres mundanos quanto a busca insaciável por sinais e outros caprichos religiosos são engano e engodo.

Jesus quebrou os padrões estabelecidos pela religiosidade: conversou com uma mulher samaritana, jantou na casa de publicanos, permitiu que prostitutas lavassem seus pés, sem se importar com quem, ou o que, murmuravam dele.

Tudo isso porque Jesus veio para os enfermos e não para os sãos. Diante disso eu pergunto: é coerente o corpo de Cristo, hoje, agir diferente do próprio Cristo, seu Mestre?

Para o Mestre, era mais importante e prazeroso falar da salvação aos samaritanos, do que almoçar com seus discípulos, isso porque fazer a vontade do Pai lhe saciava infinitamente mais que a comida terrena. Quando realmente estivermos moldados pelo poder do Espírito Santo, segundo a imagem de Jesus, também agiremos como Cristo e, então, só então, seremos saciados.

Você precisa entender as estratégias

1 - Jesus sempre quebra as regras. V.6 …Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isso quase à hora sexta.”

Jesus veio ao mundo no momento da maior sede e esta é a hora em que mais precisamos matar a sede dos nossos corações. (hora sexta = 12:00 = calor = hora das lutas), mas Jesus está presente.

2 - Jesus sempre vai estar de esperando. V.7 - E veio uma mulher de Samaria tirar água;…”

Muitas pessoas tem comparecido às igrejas, sedentas de uma palavra de conforto e de salvação; O Senhor Jesus está assentado junto à fonte e ele tem águas vivas para matar a sede da igreja.

Ele é a fonte das águas vivas.

3 – Jesus sempre me compreende. V.9 …sendo tu Judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana ?…”

A princípio colocamos empecilhos para não ouvir a voz de Jesus. Empecilhos da razão: “sou desta religião a muito tempo“, “todas as igrejas são iguais“,

4 - Jesus é o próprio poço. V.10 …Se tu conheceras o dom de Deus…”

Aquela mulher agora tinha dois poços. Um tem água natural.

O outro tem agua espiritual.

Entenda quando Jesus te pede algo é porque ele já tem.

Sem revelação a Obra de Deus não pode ser compreendida, pois não é algo que se apreende nas enciclopédias ou cursos teológicos. Jesus é o dom gratuito de Deus. Aquela fonte era uma dádiva de Deus provida pelo pai Jacó, mas Jesus era uma dádiva de Deus provida por Ele próprio.

5 - Jesus jorra da água da vida. V.11 “…Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo;…”

– A água daquela fonte era tirada com um cântaro, mas a água da vida não era um vaso qualquer mas o vaso escolhido por Deus.

O poço mais fundo era aquele em que o pecado lançou o homem, que foi a morte, mas Jesus foi o vaso nas mãos do Pai enviado para descer até à profundidade desse poço.

Aquela mulher por alguns minutos pensou que Jesus queria ter um caso com ela.

Aquela mulher era acostumada com homens já tinha tido 6.

6 – Jesus sempre será maior. V.12 És tu maior do que o nosso Pai Jacó…”

Jesus era maior do que todos, pois Ele foi antes de Jacó e José, conforme João 8.58 - “(…) antes que Abraão existisse, eu sou.”

V.15-17: “…Senhor, dá-me dessa água…chama o teu

marido…não tenho marido…” – Se almejamos este projeto salvador, o governo de nossas vidas deve ser de Jesus. Marido, segundo o ensino bíblico, é figura de governo de uma casa, e quando encontramos Jesus temos ciência de que sem ele nossa vida não tem direção.

7 – Jesus sempre acreditou no homem. V.28 - Deixou pois a mulher o seu cântaro, e foi à cidade…”

– Deixando o coração religioso ( pesado ) e recebendo a leveza da salvação pela graça. A cidade fala do campo da nossa evangelização (familiares, local de trabalho, escolas, etc).

O Senhor sempre investiu em um homem em uma mulher.

  • Usou Adão - Para dar nomes a todos os animais. Usou Eva - Para gerar a semente.
  • Usou Noé - Para salvar sua família.
  • Usou Abraão - Para começar uma poderosa nação. Usou Davi - Para derrotar Golias.
  • Usou Gideão - Para libertar Israel. Usou Jefté - Para libertar Israel. Usou Debora - Para libertar Israel.
  • Usou a Samaritana - Para salvar Samaria.

E todos tinha problema, mais ela era a chave para libertar Samaria.

O Senhor esconde a chave onde o diabo nem imagina. Ele não esconde a chave em lugares alto. Diga eu sou essa pessoa a chave para abrir portas.

8 - Jesus é o sétimo homem. V.29 Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito…”

Pregamos a palavra de Deus para estabelecer o “vinde”, mas todos precisam ter uma experiência individual com Jesus: “vede“, pois Ele já nos conhecia mesmo antes do primeiro encontro com o Salvador. “Vinde” é o convite para a salvação, “vede” é a busca da experiência pessoal com Jesus.

9 – Jesus sempre vira para quebrar o ciclo.

Quebre esse Ciclo de sua vida:

De novo, de novo, de novo, de novo. O sétimo quebra o ciclo.

A Bispo eu não aguento mais quebre o ciclo saia dessa mesmice.

Conclusão: O que você esta esperando...

Bispo José Antônio de Souza

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á  disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!