12/20/2013

Intimidade com Jesus

Intimidade com Jesus

Você já teve surpresas com alguém que pensou que conhecia?

Texto: Lucas 24:15-16

Já temos dito que o nosso grande objetivo como pessoas nesta terra é conhecer e andar com Deus, porém conhecer alguém não é rápido nem simples. Convivemos com pessoas durante anos, achamos que as conhecemos, mas muitas vezes somos surpreendidos, positiva e negativamente. Conhecer alguém com profundidade exige algumas coisas.

Vemos isso na relação de Jesus com seus discípulos. Eles conviveram com Jesus durante 3 anos e após a ressurreição não conseguiram reconhecê-lo. Isso mostra que eles não tinham tanta intimidade com Jesus como pensavam. E nós, temos intimidade com Jesus Cristo? Muitos confundem intimidade com Jesus com conhecimento bíblico e tempo de oração, isso pode nos levar a ter intimidade com Ele, mas não é intimidade. Você pode ler muito sobre alguém, tornar-se fã dessa pessoa, sem nunca encontrá-la pessoalmente; pode enviar várias cartas e e-mails a ela, tentar entrar em contato várias vezes, sem nunca receber resposta; isso não quer dizer que você tem intimidade com essa pessoa.

Precisamos ter intimidade com Jesus, para isso:

1. Precisamos retirar os impedimentos.

No texto de Lucas 24:16 diz que os olhos dos discípulos estavam como que impedidos de reconhecer a Jesus. Não existia impedimento real, só estavam como que impedidos.

Não existe impedimento real para que possamos ter intimidade com Deus, Jesus retirou todos os impedimentos reais através de Seu sacrifício à cruz, mas muitas vezes continuamos como que impedidos de reconhecê-lo porque mantemos alguns bloqueios na vida. Precisamos retirar de nossas vidas o pecado, o orgulho, o egoísmo, a dificuldade em humilhar-se debaixo da potente mão de Deus e submeter-se a Ele. O que pode te impedir de ter intimidade com Jesus? Retire todo impedimento.

2. Precisamos ter tempo com Jesus.

Ninguém se torna íntimo sem passar tempo junto. Quanto tempo de seu dia você tem dedicado para conhecer a Deus? Invista tempo para conhecê-lo.

3. Precisamos perseverar em fazer a vontade Dele.

Em João 15:14 vemos que nos tornamos amigos de Jesus se estamos dispostos a fazer a Sua vontade. Conheça a vontade de Deus para você e cumpra essa vontade.

Conclusão: Você quer ter intimidade verdadeira com o Senhor? Está disposto(a) a retirar os impedimentos? Quer fazer a vontade de Deus?

Em busca da vontade de Deus

Em busca da vontade de Deus

Você crê que a Bíblia é a Palavra de Deus? Sua vida é estruturada segundo as orientações da Bíblia?

Texto: Gênesis 3:1-6

Hoje, boa parte das pessoas, acredita na Bíblia como Palavra de Deus, mas a maioria das pessoas que acreditam não organiza sua vida inteiramente segundo a Bíblia.

A Bíblia nos foi deixada como fonte segura da vontade de Deus. Nem sempre foi assim, em alguns momentos Deus falou diretamente a Seu povo, como no caso de Adão e Eva, mas mesmo assim notamos a dificuldade que Adão e Eva tinham para manter suas vidas organizadas de acordo com o que Deus tinha lhes falado.

Podemos conhecer a vontade de Deus, mas para isso precisamos:

1. Confiar em Deus e fazer Dele e da Sua Palavra a única fonte de sabedoria para as nossas vidas.

Deus deve ser o Senhor de nossas vidas, em consequência disso sua Palavra deve ser o que dirige nossas vidas.

2. Abrir mão de nossa independência e liberdade.

Desconfiamos muito da opinião de terceiros, achamos que quem melhor deve saber a resposta certa para as nossas vidas somos nós mesmos, e isso realmente é uma verdade, a não ser em relação a Deus. Deus sabe, com toda certeza, o que é melhor para a minha vida.

Decida abrir mão de sua liberdade e submeta-se as orientações de Deus. Entregue sua vida a Deus e o deixa dirigi-la.

3. Decidir obedecer a qualquer orientação de Deus.

Gostamos de selecionar as orientações que obedeceremos, as que nos são mais convenientes, desejáveis e agradáveis. Decida obedecer a tudo que Deus mandar, mesmo que não seja o que você gostaria no momento.

Talvez tenhamos dificuldade no início em entender ou ter prazer nos mandamentos de Deus, mas o exercício da obediência em qualquer circunstância nos levará a conhecer melhor a Deus e a Sua vontade.

Conclusão: Você quer conhecer a vontade de Deus? Para que? Se for por mera curiosidade desista, mas se quer organizar sua vida de acordo com a vontade de Deus peça a Ele que te ajude a conhecer a vontade Dele.

Quer entregar sua vida a Deus? Quer conhecer e obedecer a Sua vontade? Quer que Ele seja teu Senhor? se ainda não fez, faça isso hoje mesmo!!!

Basta uma palavra

Basta uma palavra

Texto: Mateus 8:5-8,13.

Introdução: Ansiedade é um sentimento que faz parte da vida da maioria das pessoas. São várias as situações que podem produzir ansiedade, o importante é sabermos lidar de maneira positiva com a ansiedade. A Bíblia nos ensina o que devemos fazer para lidar com a ansiedade: levar o motivo de nossa ansiedade a Jesus em oração, receber uma palavra Dele, e junto com ela o descanso (a paz), pois Ele cuida de nós.

O texto de Mateus 8 que lemos nos mostra uma situação de ansiedade na vida de um centurião romano (soldado romano), ele tinha um criado que ficou enfermo, a enfermidade se agravou e o criado caiu de cama paralítico, sofrendo horrivelmente; essa situação produziu tanta ansiedade ao soldado romano que se tornou em aflição; por causa de sua aflição, e do sofrimento de seu criado, ele resolveu procurar a Jesus. O relato dessa história nos ensina uma tremenda lição sobre como enfrentarmos a vida, a ansiedade que as situações inesperadas da vida nos trazem, e o sofrimento consequente disso.

Você quer saber como obter a vitória?

1. Vá a Jesus.

Faça o que o centurião fez, deixe seu orgulho de lado, deixe sua incredulidade de lado, reconheça que precisa de Jesus e vá até Ele. Vá a Jesus em oração, insista até conseguir sua atenção, peça perdão pelo tempo que o desprezou e as suas orientações, e reconheça, de coração, que precisa Dele.

2. Creia na Palavra de Jesus.

A maior lição que o exemplo do centurião pode nos dar é de fé na Palavra de Jesus. Basta uma Palavra de Jesus. Você tem recebido uma palavra de vitória da parte de Deus, mas tem crido nela? Tem confiado na Palavra de Deus como o centurião? O nosso problema é que muitas vezes, mesmo tendo a Palavra de Deus, preferimos desconfiar. Podemos pensar que desconfiamos por causa das circunstâncias, por causa das nossas feridas, por causa do que aprendemos; mas a verdade é que desconfiamos das palavras de Jesus por causa da dureza de nosso coração. Você só terá a vitória se confiar na palavra de Jesus de todo o coração. Confie em Jesus.

3. Tome posse da promessa.

A palavra de vitória pode ser para muitos, mas também é para você. Creia nisso.

Conclusão: Você quer ir a Jesus e entregar a vida a Ele? Quer pedir perdão pela dureza do seu coração e depositar a fé na Palavra que Jesus tem te dado, confiando e obedecendo a Ele?

O que Deus nos propõe

O que Deus nos propõe

Texto: Deuteronômio 30:15-20

Introdução: O que você faria se alguém te propusesse uma vida onde você fosse bem sucedido profissionalmente; tivesse uma família abençoada com filhos abençoados; se desse bem em tudo o que fizesse e não tivesse que se preocupar com inimigos, pois estaria bem protegido? Você toparia uma proposta dessas? Poderíamos desconfiar de uma proposta assim, mas sabendo que é real provavelmente toparíamos.

A verdade é que essa proposta já foi feita; ela está registrada na Bíblia, no livro de Deuteronômio. Deus nos propõe o que relatamos acima, mas a maioria rejeita a proposta. Por que fazemos isso? Por que rejeitamos uma proposta tão boa assim?

Para aceitá-la precisamos:

1. Amar a Deus.

Talvez pensemos que isso é fácil, mas a Bíblia ensina que devemos amar a Deus em primeiro lugar, e aí reside a dificuldade, pois costumamos amar a nós mesmos em primeiro lugar. Não estamos acostumados a abrir mão do que queremos e desejamos de maneira voluntária, até cedemos quando somos forçados a isso, mas para termos a vida abençoada que Deus nos propõe precisamos aprender a amá-Lo em primeiro lugar.

2. Dar ouvidos a sua voz.

Não é só escutar, é levar a sério o que Ele diz. Nosso problema aqui é que não estamos acostumados a obedecer, na verdade não gostamos disso. Preferimos fazer o que quisermos, quando e como quisermos. Isso não é possível.

Para aceitar o que Deus nos propõe precisamos dar ouvidos a sua voz. Não basta falar que quer, é preciso obedecer a Deus.

3. Andar nos seus caminhos e segui-lo.

Para que a proposta de Deus se torne uma realidade em nossas vidas às vezes demora um pouquinho, não por causa de Deus, mas por nossa causa. Precisamos ser tratados, curados e transformados e, às vezes, esse processo demora um pouquinho. Muitos não conseguem esperar ou não gostam do tratamento de Deus e desistem. Se quisermos a vida que Deus nos propõe precisamos perseverar em seguir a Deus.

Conclusão: Deuteronômio deixa muito claro o que Deus nos propõe: bênção ou maldição; vida ou morte. E você o que escolhe? Quer amar a Deus e abandonar o pecado? Quer deixar seu orgulho e rebeldia de lado e obedecer a Deus? Quer escolher viver para segui-lo? Quer a vida abençoada que Deus te propõe?

A esperança

A esperança

Texto: “Abraão, esperando contra a esperança, creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência. E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, não duvidou, por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus, estando plenamente convicto de que ele era poderoso para cumprir o que prometera”- Romanos 4:18-21.

Introdução: A esperança é o que move o homem em busca de seus ideais, isto é, a concretização dos seus sonhos. Mas quantos, em consequência de suas muitas perdas, deixaram que o desânimo, sentimentos de derrota e a desesperança, tomassem conta de suas vidas e deixaram de sonhar.

É tempo de ressuscitarmos os nossos Sonhos;     

1 - O que precisamos ressuscitar?

- Esperança da cura - “Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si...” - Isaías 53:4-5
- Esperança da prosperidade - “Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: O SENHOR seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo” -Sl. 35:27                                                                         
“Quanto ao homem a quem Deus conferiu riquezas e bens e lhe deu poder para deles comer, e receber a sua porção, e gozar do seu trabalho, isto é dom de Deus”  - Eclesiastes 5:19
- Esperança da vida abundante - “...; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” -
João 10:10
- Esperança de um casamento - “Deus faz que o solitário more em família, ...” - Sl 68:6
- Esperança do nascimento de um filho - “vejas os filhos de teus filhos” - Sl 128
- Esperança da justiça - Tu és um juiz justo e, sentado no teu trono, fizeste justiça, julgando a meu favor  - Sl.  9:4
- Esperança da liberdade - “O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados”  - Is. 61:1
- Esperança da restauração da família - “Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas” - Lc. 1:37
- Esperança da vida eterna em Cristo - E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também - João14:3

2 - Necessário esperar mesmo que não haja esperança. Deus é fiel

“Porque eu sei que o meu Redentor vive e que por fim se levantará sobre a terra”  - Jó 19:25

Conclusão: Jesus (nossa esperança), nosso exemplo, ali no Getsêmani. Teve paciência e suportou todo sofrimento com a esperança da redenção da raça humana.

Uma esperança de futuro

Uma esperança de futuro

O que te daria segurança de um futuro melhor?

Textos: Jeremias 29:11-13 e Mateus 6:19-20

Introdução: Muitas pessoas acham que o que pode lhes garantir um futuro melhor é uma grande conta bancária, uma boa poupança, certo número de bens materiais e uma boa estrutura financeira. A história prova que essa ideia é errada. Muitos que depositaram nisso suas esperanças não tiveram um futuro, pois perderam o que tinham.

Enquanto nossa esperança de um futuro melhor estiver em coisas que podem mudar, podem se desgastar ou podem ser perdidas, nosso futuro corre risco, nunca estaremos seguros.

A Bíblia mostra o que pode nos dar segurança. Se quisermos ter uma esperança de futuro:

1. Precisamos depositar nossa confiança em Deus.

Deus nunca muda. Precisamos conhecer a Deus e aprender a confiar Nele.
Muitos não conseguem confiar em Deus porque não o conhecem. Precisamos procurar conhecer a Deus cada vez melhor para ter um futuro tranquilo.

2. Precisamos aceitar os planos de Deus para nós.

Não adianta conhecer a Deus e confiar Nele se não aceitamos os planos de Deus para nossa vida. Precisamos aceitar os planos de Deus para ter uma esperança de futuro.

3. Precisamos fazer de Deus o nosso maior tesouro.

A coisa mais preciosa que podemos ter na vida é um relacionamento de verdade com Deus. Devemos dedicar nossa vida a conseguir isso. Nosso relacionamento com Deus, o conhecimento de Seus planos e a aceitação de Sua direção para as nossas vidas são a nossa segurança de um futuro melhor.

Conclusão: Você quer entregar sua vida a Deus? Quer fazer Dele o seu maior tesouro? Quer depositar Nele a sua confiança e esperança de um futuro melhor?

Prosperando na terra da aflição

Prosperando na terra da aflição

Você já passou por aflições? Como é?

Textos: Gênesis 41:52 e João 16:33

Introdução: A Bíblia ensina que enquanto vivermos nessa terra passaremos por aflições, porém a Bíblia também mostra que é possível prosperar na terra de nossas aflições, essa foi a experiência de José.

José foi um rapaz que até os trinta anos de idade passou muitas aflições, não vamos entrar aqui em detalhes, mas José até os trinta anos sofreu muito mesmo conhecendo a Deus. Dos trinta anos em diante que a vida de José começa a melhorar e José prospera muito.

Nós também podemos vencer em meio às aflições, essa pode ser a nossa experiência. É só aprendermos com José.

1. Permaneça firme com Deus.

José em meio a todas as aflições que viveu sempre permaneceu firme, fiel a Deus. Ele foi muito tentado, mas resistiu. Não cedeu, não pecou contra Deus (Gênesis 39:7-9). Quando cedemos à tentação pecamos contra Deus, não faça isso, independente do que você enfrentar permaneça firme com Deus.

2. Lembre-se: Deus estará com você.

A Bíblia ensina que nada, nem ninguém podem nos separar do amor de Deus (Romanos 8:38-39). A única coisa que nos separa de Deus são os nossos pecados (Isaías 59:1-2). Se permanecermos firmes com Deus, mesmo em meio a aflições Ele estará conosco.

Quando Deus está conosco tudo é diferente. A presença Dele torna tudo mais fácil de ser enfrentado (exemplo: Moisés e a travessia do deserto com o povo – Êxodo 33:15).

3. A bênção de Deus te torna próspero(a).

Prosperidade não é uma questão de quanta riqueza eu possuo, ou quantos bens eu tenho, prosperidade é muito maior que isso. Tem muitas pessoas que são ricas, mas tem uma vida miserável; não tem paz na família, vivem preocupadas em perder o que tem, não tem amigos verdadeiros, só os que são resultado do dinheiro; são miseráveis ricos, isso não é ser próspero. José foi próspero como escravo e como prisioneiro antes de ser o segundo homem mais importante do Egito (Gênesis 39:2-3 e 20-23). É a presença de Deus e a bênção Dele que fazem de alguém uma pessoa próspera.

Conclusão: Enquanto viver neste mundo você terá aflições, isso é inevitável, mas também pode ser uma pessoa próspera. Para isso é preciso permanecer firme com Deus. Você quer isso? Quer permanecer firme com Deus? Quer que Ele esteja com você?

Em quem ter fé

Em quem ter fé

Texto: João 11:40

Breve relato da história. Sugere 3 classes de fé.

I – A fé na vida.

1. O triste estado de Marta.

a) Havia confiado na saúde vigorosa de seu irmão.

b) Crera que a enfermidade seria passageira.

c) A morte causara-lhe desilusão.

2. O panorama atual do mundo.

a) A guerra causou-nos misérias e sofrimentos.

(1) A depressão financeira.

(2) O fracasso dos remédios para salvar a paz.

(3) O sofrimento e a luta diária da vida.

II – A fé nos homens

1. O triste estado de Marta.

a) os curandeiros de Betânia, em quem havia confiado, tinham fracassado.

b) os melhores remédios resultaram inúteis.

c) No dia da morte e enterro, possivelmente faltaram alguns dos amigos íntimos e parentes.

2. O panorama atual da sociedade.

a) Lutas, paixões, egoísmos etc.

b) A sinceridade e amizade têm desaparecido.

(1) O melhor amigo é, às vezes, aquele que não se tem.

(2) Temos de depender de nós mesmos nas alegrias e tristezas.

III – A fé em Deus – João 11:40.

1. O que Jesus quis dizer.

a) Não ponha sua fé na vida só.

b) Não ponha sua fé nos homens.

c) Creia em Mim – creia e espere em Deus.

(1) A vida é enganosa, os homens também, porém em Deus pode-se confiar sempre.

(2) Ao confiar em Jesus, Marta viu realizado o milagre.

2. A fé em Deus ilumina tudo.

a) A vida.

b) Os homens.

c) O nosso futuro.

Tenhamos fé em Deus! – João 11:40.

A fé vencedora

A fé vencedora

Texto: Números 13:1, 2; 17:33; I João 5:4

I – Israel escravo no Egito.

1. Buscaram a liberdade.

a) Apelando ao rei.

b) Falhando com o rei, apelaram para Deus. Deus os atendeu, Porém condicionalmente; e enviou Moisés a falar-lhes das condições, as quais eram a fé no Seu querer; e essa fé exigiu as seguintes provas:

(1) Sair do Egito.

(2) obedecer às ordens do Seu redentor.

2. As dificuldades que encontraram no caminho.

a) O jugo do rei na saída.

b) O mar vermelho no caminho.

c) O relatório dos espias quando chegaram.

3. Só tinham bastante fé - Josué e Calebe. - V. 3.

a) os infiéis foram entregues ao seu destino.

II – O afundo escravo dó pecado.

1. Todos buscam a redenção.

a) Alguns pelas boas qualidades.

b) Alguns pelos ritos e cerimônias,

c) E alguns por Jesus, o único meio. - I Timóteo 2:5.

2. Jesus atende condicionalmente – João 3:16.

3. Devem acompanhar esta fé as seguintes provas:

a) O arrependimento.

b) A obediência ao Redentor.

c) O salvo bem pode esperar encontrar-se com as dificuldades.

d) Só os fiéis vencerão no fim. – João 16:33.