Texto: João 20:1-18


Introdução: Ao examinarmos a narrativa da ressurreição, notamos quão marcadamente as aparições do Senhor atendiam as necessidades de várias pessoas.
Jesus é o nosso porto seguro, venceu a doença, a angústia, a humilhação, a solidão, o abandono, a dor, a agonia, e por fim a morte para que em tudo sejamos com Ele vencedores.


1) Maria Madalena - Com seu coração cheio de lealdade, recebeu consolação.
(Jo.20:15) "Mulher, por que choras? A quem procuras?".
2) Pedro - O arrependido, foi perdoado e restaurado.
(Jo.21:15-17). "Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes?”


3) Os dois pensadores no caminho de Emaús - Receberam a convicção.
(Lc.24:25-35) Jesus lhes disse: "Ó néscios e tardios de coração para crer em tudo o que os profetas disseram! Não era necessário que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória?". E depois lhes deu pão para comer.


4) Os dez discípulos - Amedrontados, receberam confiança e forças.
Jesus chegou e lhes disse "paz seja convosco" e disse-lhes Jesus de novo "paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, eu vos envio" e soprou sobre eles e lhes disse "recebei o Espírito Santo". (Jo.20:19-23).


5) Tomé - Foi transformado de duvidoso em crente firme.
(Jo.20:24-29) Oito dias depois: Com as portas trancadas Jesus entrou e disse: "paz seja convosco" então disse a Tomé: "põe aqui o teu dedo; vê as minhas mãos. Chega a tua mão, e põe-na no meu lado. Não sejas incrédulo, mas crente”. Disse-lhe Tomé: Senhor meu, Deus meu! Então lhe disse Jesus: “Porque me viste, crestes. Bem aventurados os que não viram e creram".


Conclusão: Para todas as pessoas, a presença do Cristo Vivo mostrou-se suficiente.
A ressurreição traz vida a todos os que aceitam Jesus como Senhor e Salvador.