3/31/2012

Os 3 aspectos dos milagres de Deus no deserto

Os 3 aspectos dos milagres de Deus no deserto
Meus amados e queridos irmãos em Cristo Jesus, a Paz do Senhor!

Vamos nesta oportunidade meditar na Palavra de Deus que se encontra em Êxodo 17:8-15
No deserto é difícil a caminhada, mas com Deus na frente os milagres acontecem e tudo se torna mais fácil.

Algumas vezes Deus permite que certas circunstâncias surjam na nossa vida, só para ver se somos assim tão honestos e sinceros quando falamos no Seu nome.

Por isso, Ele permite que na nossa vida aconteçam dificuldades, adversidades, opressões, doenças, e problemas familiares. Por que Deus permite o deserto na nossa vida?. A própria Palavra de Deus nos afirma que, muitas vezes, o próprio Deus nos manda para o deserto.

E, para que não tenhamos dúvidas sobre isso, lembremos que nem mesmo o Filho de Deus, ficou isento da provação. O Espírito Santo o conduziu ao deserto para ser tentado pelo diabo (Mateus 4.1).

O povo de Israel viveu no Egito durante 430 anos, a maior parte deste período, foram como escravos.
Viveram numa liberdade reprimida e controlada pelos egípcios que possuíam crenças e hábitos estranhos aos valores espirituais de Israel.

Isso resultou na assimilação de alguns hábitos e comportamentos, e no surgimento de sentimentos mesquinhos, medíocres e negativistas, os quais se tornaram mais evidentes no deserto.

Esses sentimentos faziam com que o povo de Israel reclamasse de tudo e perdesse boas oportunidades de valorizar as experiências com Deus no deserto. Dessa forma, o povo acabou tornando-se mais hostis e amargos.

O ambiente do deserto permitiu a Israel perceber não só as suas limitações e desafios, como também a grandeza de Deus evidenciada por grandes obras e preciosas lições.

Essas experiências foram necessárias para mudar essa Nação à maneira de Deus, pois como povo Seu, ela deveria cumprir os seus propósitos aqui na terra como havia sido dito a Abraão: “em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gênesis 12.3).

A história de Israel é bem conhecida: o povo judeu era escravo do Faraó no Egito. Moisés o libertou da servidão para receber a Torá no Monte Sinai e, após quarenta anos no deserto, entrou na Terra Prometida.

No deserto, era uma vida repleta de milagres e maravilhas. Você mesmo já parou para pensar como o povo sobreviveu no meio do nada? Pois saiba que aconteceu um verdadeiro "show" de milagres.

As roupas que as crianças vestiam cresciam junto com elas. Lavanderia? Nem pensar! Ao passar entre nuvens, a sujeira sumia! Estavam brancas com aquele "branco total", de dar inveja até às melhores multinacionais fabricantes de sabões em pó deste século.

A comida, chamada maná, caia do céu e tinha o sabor do alimento que a pessoa desejasse. Na sexta-feira, véspera de Shabat, caia em dose dupla. Imagine se fosse com a gente... Uma fonte de água jorrava constantemente de uma rocha. Uma nuvem em torno do acampamento do povo de Israel agia como escudo e durante a movimentação do pessoal no deserto.

Nada de sustos, tínhamos seguro contra tudo. Aliás, estávamos com tudo. Quem poderia querer mais? Mas o que significa o Êxodo nos tempos atuais? O que nos ensina a festa de nossa liberdade e como sentir a futura Redenção de toda a humanidade na Era Messiânica?

Humildade é o princípio da libertação e o pilar de todo crescimento espiritual. Somente alguém que reconhece suas próprias falhas e se submete a uma sabedoria mais elevada pode se libertar das próprias limitações.

A Divisão do Mar


No sétimo dia da Páscoa comemoramos o milagre da Divisão do Mar Vermelho, que finalizou o Êxodo do Egito. Com as carruagens egípcias em seu encalço, os judeus pularam no mar; Deus "transformou o mar em terra seca", criando paredes de água em ambos os lados e permitindo que Seu povo atravessasse. Em seguida, as águas retornaram a seu estado normal, afogando os egípcios.

A Divisão do Mar simboliza mais uma jornada espiritual rumo à liberdade verdadeira. Assim como as águas do mar cobrem e esconde tudo o que se encontra nelas, do mesmo modo o mundo material oculta a força vital Divina que mantém sua existência. A transformação do mar em terra seca representa a revelação da verdade oculta de que o mundo não é separado de Deus; de fato, é unido a Ele.

Freqüentemente, após "sair do Egito" passamos por um despertar brusco. Podemos ter trabalhado o Egito em nosso interior, mas a vida em termos de valores materiais, ainda continua aqui. Devemos buscar então maior empenho para estarmos cientes da presença e influência de Deus em nossas vidas, pois hoje em dia é realmente um milagre sobreviver a cada dia, e não nos damos conta disto. Devemos aguardar mais um pouco, até que "o mar se divida" e a liberdade seja completa.
Eu lhes mostrarei maravilhas

Nossos sábios perguntam: "Por que ‘nos dias de tua saída‘, se o Êxodo ocorreu num só dia?"
A resposta é que a verdadeira liberdade é um processo contínuo. Os primeiros passos fora do "Egito" são apenas o início. E assim diz o Talmude: "A cada geração e em cada dia, cada um é obrigado a se ver como que se ele próprio estivesse saindo do Egito naquele mesmo dia."

I- Milagre contra os inimigos

1- Destruiu Faraó no mar vermelho Ex 14:27-31
2- Derrotou Amaleque Ex 17:8-11,15
3- Derrotou os reis de Moabe e Basã Nm 21:21-24,28
4- Derrubou as muralhas de Jericó Js 6:1-4,15,20

II- Milagre contra os rebeldes

1- Miriã ficou leprosa Nm 12:2-5,10,13-15
2- Coré é destruído Nm 16:1-3,28-32
3- Matou os murmuradores Nm 16:41,42,47-49
4- Fez a jumenta falar com Balaão Nm.22:21-34

III- Milagre a favor do povo de Deus

1 - Abriu o mar vermelho Êxodo 14:15,16,19,21,22
2 - Tornou as águas doce Êxodo 15:23-26
3 - Os calçados não envelheceram Neemias 9:21; Deuteronômio 2:7; 8:4; 29:5
4 - A passagem pelo Jordão Josué 3:1,5,15-17

Amados, quando estiver passando pelo seu deserto, lembre-se que caminhando ao seu lado, tem um Deus Forte para lhe guiar até o final do caminho. Deus sabe que você vai chegar até o final da sua jornada, pois o fraco não consegue ir longe, na sua missão. Deus sabe que a impaciência e a incompreensão, estarão fazendo parte do seu caminho. Precisamos entender que o deserto não é só uma fase na nossa vida, mas um princípio espiritual.

Deus quer que reconheçamos que o deserto faz parte da Sua disciplina, mas também é um momento sublime de sabermos como os nossos corações estavam cheios de motivações erradas. Quando olhamos para as nossas igrejas, podemos ver que muitos estão entrando e outros estão saindo do deserto. Sempre que Deus precisar transformar o nosso caráter, é possível que muitos vão ser lançados no deserto. O tempo da nossa permanência ali dependerá exclusivamente de não murmurarmos, obedecermos e aceitarmos fazer a vontade do Senhor.

O Deus que servimos é este mesmo que cuidou de Israel no deserto, realizando estes grandes milagres, creia nele e viva também uma vida de milagres.

Que o Senhor abençoe a todos grandemente. Amém

Autor: Jânio Santos de Oliveira - Presbítero e professor de teologia da Igreja Assembleia de Deus Taquara - Duque de Caxias - RJ

5 Atitudes que nos levam a alcançar o impossível

5 Atitudes que nos levam a alcançar o impossível
Meus amados e queridos irmãos em Cristo Jesus a Paz do Senhor!

Nesta oportunidade nos vamos meditar na Palavra de Deus que se encontra em Marcos 9.23 que diz: Disse Jesus. “Tudo é possível àquele que crê.”

E ainda em Lucas 18. 27 que diz: Jesus respondeu: “O que é impossível para os homens é possível para Deus”

Você já chegou a um ponto em sua vida onde você não vê nenhuma saída?

É com você que eu quero falar nessa noite: Deus quer fazer o impossível acontecer em sua vida!
Nós em nossa capacidade humana somos limitados, isso é algo indiscutível, mas Deus não o é, e Ele sempre quer nos ajudar em nossas causas, principalmente em nos mostrar como fazer o possível para alcançar o impossível.

Às vezes pedimos muito, oramos muito para que Deus guie nossos passos e nos ajude em diversas causas, em diferentes áreas de nossa vida, mas nem sempre estamos dispostos a levantar nossos pés para fazermos a parte que cabe a nós, e esse é o fato de não alcançarmos tudo aquilo que desejamos você já parou para pensar nesse fato?

Você já tentou correr, ou ir à busca do impossível?

“Sábia que a única maneira de alcançar o impossível é acreditando que é possível “e entregando o impossível nas mãos de Deus! Várias passagens Bíblicas nos mostra isso claramente, e uma passagem que sempre muito me chamou a atenção, de uma pessoa que foi em busca do impossível acreditando no possível, é da mulher Sunamita (2 Reis 4:18-37) em que, Eliseu ressuscitou o seu filho, é uma passagem que nos preenche com muitos ensinamentos.

Essa passagem relata a vida da família dessa mulher, em uma experiência extraordinária com Deus através do profeta Eliseu.

Nessa passagem a Sunamita era uma mulher estéril e foi profetizado na vida dela que veria a ter um filho e assim o foi, e alguns anos depois a criança já era um jovenzinho e veio a falecer quão imaginável seria a dor dessa mãe, mas mesmo assim ela não deixou de acreditar no possível, não deixou de exercer a fé em Deus, essa mulher acreditou e foi em busca do impossível.

Gostaria que prestassem bem atenção nesses versículos a seguir, quando essa mulher se encontra a caminho de Eliseu, para relatar a morte de seu filho, ela é questionada se tudo iria bem com ela e sua família? Ela diz que sim!

(2 Reis 4:26) Agora, pois, corre-lhe ao encontro e dize-lhe: Vai bem contigo? Vai bem com teu marido? Vai bem com teu filho? E ela disse: Vai bem.

Fico imaginando como tudo poderia ir bem à vida dela, com seu filho morto.

Mas assertivamente, essa mulher fez o que realmente devemos fazer em situações de dificuldades, não olhar para a situação por pior que seja de uma maneira pessimista, mas ir a busca da solução, no versículo (2 Reis 4:24) ela diz ao moço que a levara até a presença de Eliseu, para que não se deter-se até que ela chegasse ao seu objetivo, que era a presença de Eliseu, e é assim que devemos agir em situações que não depende mais de nós mas de Deus, ir direto ao encontro com o Senhor que tudo pode.

Deus não exige que façamos o que não temos condições, mas espera que fazemos o que se encontra em nosso alcance, a atitude da mulher Sunamita é um grande exemplo de que quando fazemos o nosso possível, Deus amorosamente executa o impossível, como aconteceu na ressurreição do filho da Sunamita (2 Reis 4:34).

Podemos afirmar que o ato de conquistar é uma característica inerente ao ser humano. Contudo, apesar de sua capacidade mental e psíquica, o homem é um ser com limitações. Ao homem, no curso da vida, apresentam-se os impossíveis, situações das quais o homem é incapaz de solucionar recorrendo às suas faculdades e ciências.

a) O homem não pode conquistar o impossível por meio do “dinheiro” – (Atos 8.9-20)
Impor as mãos e pessoas receberem o Espírito Santo é um ato que somente alguém entronizado ao trono de Deus e à sua vontade pode conseguir.

É um ato impossível ao homem natural. Simão, o mágico, ao ver o apóstolo Pedro impondo as mãos e pessoas recebendo o Espírito Santo pensou que poderia fazer a mesma coisa através do dinheiro. O dinheiro para nada serve no mundo espiritual. Serve no mundo físico, material, mas no espiritual não tem valor algum.

Logo, entende-se que o impossível de Deus não pode ser alcançado por meio de barganhas ou coisas do tipo.

Pedro disse a Simão: “O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro”. (Atos 8.20)

b) O homem não pode conquistar o impossível por meio da “sabedoria humana” – (Lucas 5.5)
Pedro era um pescador profissional, tinha seu barco próprio, conhecia o mar da Galileia como poucos assim como a melhor técnica para se apanhar os melhores peixes. Aconteceu, porém, que, após pescar a noite toda, nada apanhou, a impossibilidade se apresentou, e quando o impossível ocorre, a sabedoria humana é incapaz de resolver.

c) O homem não pode conquistar o impossível por meio da “posição social” – (Lucas 8.41-56)
Jairo era um dos principais da sinagoga, pessoa proeminente, de posição social, abastada financeiramente, tinha acesso aos melhores médicos, porém, quando o impossível se apresenta através de uma enfermidade que leva a sua filha a óbito, sua posição social em nada muda a circunstância.

d) O homem não pode conquistar o impossível por meio da “religiosidade” – (João 3.1-3)
Nicodemos era mestre da lei, um homem religioso, mas ao ser confrontado pelos argumentos de Jesus acerca de nascer de novo, algo que só é possível por meio da ação divina no homem, algo impossível de ser alcançado por meio de dogmas religiosos, Nicodemos contemplou a impossibilidade de se entender naturalmente as coisas espirituais.

Só existe uma forma, uma maneira de o homem tornar o impossível como algo possível, é por meio da busca da providência divina, do sobrenatural poder de Deus. O Deus do impossível pode todas as coisas, visto que agindo Deus, quem o impedirá. (Is 43.13)

Por que para Deus nada é impossível?

Para entender a razão pela qual nada é impossível para Deus é necessário analisar um dos atributos ativos de Deus, ou seja, o que Deus é em relação ao universo, a sua “onipotência”.
“Ah Senhor Deus! Eis que tu fizeste os céus e a terra com o teu grande poder, e com o teu braço estendido, nada há que te seja demasiado difícil”. (Jr 32.17)

A onipotência de Deus significa duas coisas:

a) Deus tem liberdade e poder para fazer tudo que esteja em harmonia com a sua natureza. Por isso dizer que “nada é impossível para Deus” é uma verdade que está em total conformidade com as Escrituras Sagradas.

b) Deus tem controle e soberania sobre tudo que existe ou possa existir. Somente Deus é Todo-Poderoso.

Vamos meditar agora em Josué 10. 5-15

Vejamos as 5 atitudes que nos levam a alcançar o impossível:

1. Encare os desafios com coragem e fé – Josué 10. 5,6

1.1. Os maiores desafios surgem como resposta às maiores Necessidades
1.2. Frequentemente problemas são gerados por erros cometidos
1.2. A responsabilidade nos impele a aceitar novos desafios

2. Dedique o que você tem de melhor – Josué 10. 7ª

2.1. A conquista do improvável requer dedicação integral
2.2. A dedicação integral atrai o favor divino
2.3. A concentração no prioritário garante o foco necessário para a vitória

3. Julgue o desafio baseado em Deus e não em sua capacidade – Josué 10. 8

3.1. Encare os problemas como oportunidades.
3.2. Veja as dificuldades pelos olhos da fé
3.3. Confie totalmente em Deus

4. Espere a intervenção sobrenatural de Deus – Josué 10.10,11

4.1. Deus responde aos que chamam por Ele
4.2. Deus se revela aos que o buscam
4.3. Deus socorre os que nele confiam

5. Transforme a realidade por meio da fé – Josué 10.12,13.

5.1. A fé cura o passado
5.2. A fé muda o presente
5.3. A fé previne o futuro

A conquista do impossível em Deus é possível

• Pedro não havia pescado nada. Todavia, Jesus entra em cena, o Deus-homem ordena que Pedro tente mais uma vez e então o impossível torna-se possível e o milagre acontece. “E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede”. (Lucas 5.5)
• Jairo diante da impossibilidade de cura da filha prostrou-se aos pés de Jesus e apesar da menina ter vindo a falecer, Jesus opera o impossível e Jairo tem a restituição da sua filha, a conquista do impossível. (Lucas 8.55)
• Nicodemos conquista o possível num quadro de impossibilidades e então nasce da água e do espírito e marca presença no sepultamento de Jesus, demonstrando sua mudança de pensamento e posição religiosa. (João 19.39-40)

Você quer conquistar o impossível? Apresente a sua causa a Deus porque para Deus nada é impossível.

Autor: Jânio Santos de Oliveira - Presbítero e professor de teologia da Igreja Assembleia de Deus Taquara - Duque de Caxias - RJ

3/29/2012

Deus é o Nosso Socorro!

Deus é o Nosso Socorro!

Texto Bíblico: Salmos 46.1

Introdução:

Deus não é apenas nosso protetor; Ele é nosso auxiliador (socorro). Mesmo quando nosso mundo parece estar desmoronando ao nosso redor, Ele está presente. Nossa tarefa é confiar que, no meio dos terremotos e tsunamis das nossas vidas, não estaremos sozinhos, nem abandonados.

 

O Socorro de Deus.

O socorro de Deus está ao alcance do seu povo e quer que busquemos seu socorro em qualquer momento de necessidades.

Precisamos confiar nEle de todo coração; e buscar a sua graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno. (Hb 4.16).

Não Existe Problema Que Deus Não Possa Resolver. Exemplos:

 

1- Davi. (Sl 121).

Quando Davi estava na caverna de Adulão. Todos os dias se colocava à porta da caverna , olhando para as montanhas com a esperança de conseguir novos recrutas chegando em seu apoio. Desanimado ante tão longa expectativa, ele pergunta a si mesmo e logo a seguir, responde: “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra.”(vv.1,2).

2- A mulher do fluxo de sangue. (Mc 5.25-34).

A mulher tinha uma hemorragia debilitante, embaraçosa, desencorajadora (v.26), que estava além da ajuda do conhecimento e da simpatia humanos.

A mulher solicitara a ajuda de muitos médicos, mas nenhum deles pode aliviá-la. Só Jesus podia ajudar agora.

A conclusão daquela mulher:

  • Meu socorro vem do Senhor (vv.27,28).

Apelou para Jesus como último recurso. Porque dizia: “Se tão-somente tocar nas suas vestes sararei.” (v.28). Teria apelado para ele antes, se tivesse podido fazê-lo.

 

Socorro Para o Necessitado:

1- Socorro Bem Presente.

Socorro bem presente. Significa um socorro que se confirmou confiável ou que provou ser uma fortaleza confiável no passado, de forma que nenhuma calamidade presente ou futuro possa ser motivo de temor.

2- Socorro seguro.

O nosso socorro em qualquer situação. (Is 41.10). Quem conhece Deus como ajudador, não precisa ter medo de nada.

3- Socorro Suficiente.

Ele é suficiente em qualquer situação e nunca nos deixa só. Por isso não precisamos temer.

Tornamo-nos satisfeitos quando percebermos a suficiência do socorro que Deus nos concede quanto às nossas necessidades.

 

Resumo: Que bom poder contar com o Deus todo poderoso em todos os momentos em todos os lugares. Não importa a situação, não importa se merecemos ou não. “Ele sempre está conosco para nos socorrer.”

http://eloizio.wordpress.com/

Os problemas podem ser positivos

Os problemas podem ser positivos

Devemos nos gloriar nas provações porque elas não ocorrem por acaso, antes, cumprem um propósito maior da parte de Deus. Sabemos que o próprio Senhor teve de padecer para entrar na glória.

Em Lucas 24:26 lemos: "Pois era preciso que o Messias sofresse e assim recebesse de Deus toda a glória" O que acontece com Cristo deve acontecer com o cristão. Paulo mesmo afirma que precisamos sofrer com Cristo para também com ele ser glorificado. É isso que lemos em Romanos. 8:17 "Nós somos seus filhos, e por isso receberemos as bênçãos que ele guarda para o seu povo, e também receberemos com Cristo aquilo que Deus tem guardado para ele. Porque, se tomamos parte nos sofrimentos de Cristo, também tomaremos parte na sua glória".

O sofrimento que Cristo passou não foi a enfermidade, porque ele jamais ficou doente. Nem o sofrimento das necessidades, porque ele foi suprido em tudo. Trata-se então do sofrimento da perseguição e das pressões do mundo. Todavia, como vivemos ainda num mundo caído, estamos sujeitos a vários tipos de sofrimentos. Podemos, porém ter certeza que o Senhor está no controle de todas as coisas.

Existem três palavras que descrevem o processo de tratamento de Deus conosco: santificação, transformação e conformação. A santificação é uma separação e um encher de Deus. A transformação é uma restauração de algo que estava danificado, mas a conformação é processo de Deus nos fazer encaixar na fôrma que é Jesus. Tente pegar uma quantidade de massa disforme e colocá-la num molde. Ao fazermos isso uma quantidade de massa sobra nas beiradas e precisa ser removida. É precisamente essa a nossa experiência. Quando somos colocados na forma que é Cristo muitas cosias em nossa vida como que sobram de fora da forma. Essas coisas então precisam ser removidas, mas o processo de removê-las invariavelmente produz dor e sofrimento.

Gostamos de paz, graça e glória, e fugimos das tribulações, mas a palavra de Deus diz que elas são necessárias para chegarmos à glória. Veja isso em Romanos 8:28 "Pois sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles a quem ele chamou de acordo com o seu plano". Também fomos avisados por Jesus em João 16:33 "Eu digo isso para que, por estarem unidos comigo, vocês tenham paz. No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo" .

Podemos tirar coisas positivas do sofrimento e crescermos com ele. Não quero estimular você a aprender com o problema e não buscar um milagre de fé para resolvê-lo. Devemos aprender com o sofrimento até mesmo para podermos experimentar o milagre. Portanto, nada de conformismo ou acomodação com a dor. Deus tem uma vida abundante para você, mas é necessário que você aprenda com a tribulação quando passar por ela. Vamos ver pelo menos doze razões porque os problemas podem ser positivos.

1. Eles expõem a nossa realidade espiritual

As dificuldades e problemas mostram o nível de nossa profundidade ou superficialidade em Deus. Eles realçam onde estamos parados e onde precisamos avançar. O sofrimento mostra o que nós realmente somos. Daquilo que possuímos, somente é digno de confiança aquilo que pode suportar o teste das provações. Sim, algumas vezes a tribulação é um teste. E dependendo de como respondemos seremos promovidos dentro do plano de Deus a lugares mais altos. Saul, por exemplo, foi um teste na vida de Davi e certamente uma grande fonte de sofrimento. Porque Davi foi aprovado no teste ele foi promovido dentro do propósito de Deus.

As provações veem para que a Palavra e a vida de Deus possam ser checadas e confirmados em nós. Depois de ouvir uma palavra sobre paciência, por exemplo, Deus permitirá circunstâncias para que a nossa paciência seja testada. É fato que depois de pregar, ensinar ou aconselhar seremos checados por Deus para vermos a realidade das nossas palavras.

Há inúmeras pessoas, que em determinados aspectos da vida pessoal, profissional ou até espiritual, julgam ser especialistas e que nesta ou naquela área pensam ser infalíveis. A atitude vigilante, aplica-se a todas as áreas. Os médicos também podem ficar doentes, os advogados podem ter problemas com a lei, psicólogos podem deprimir, pastores e avós também podem passar por divórcios se não vigiam nem estão atentos aos seus relacionamentos. Nada se mantem ou melhora por si só.

2. Eles nos mostram os verdadeiros valores da vida

Quando perseguições e dificuldades se levantam elas colocam diante de nós o que realmente é importante e o que é apenas enfeite. O verdadeiro valor de qualquer coisa somente pode ser percebido diante da morte. Na verdade as tribulações nos dão a perspectiva correta das coisas. Existem doenças que só chateiam: resfriado, torcicolo, frieira, hemorroidas. Ninguém pensa que vai morrer por causa delas " só se for alguém perturbado da cabeça. Com essas doenças o incômodo e o desconforto viram nossos companheiros. Mas há outras doenças que inevitavelmente trazem consigo a possibilidade da morte. Quem tem leucemia pensa que morre. Quem tem insuficiência renal crônica pensa na possibilidade da morte. Quem tem aids pensa em morte. E quando isso acontece o corpo se torna um lugar mal-assombrado.

Todavia alguns pensam que o remédio para afastar esse fantasma é não falar nele. Tenho um amigo que se recusa a ir a médicos. E a sua justificativa é simples: "vai que ele descobre alguma coisa em mim", diz ele meio ressabiado. Na cabeça dele a coisa só existe quando é falada. Assim, o remédio contra a morte é não falar. Mas nada pode ser mais tolo que isso. Tem gente passando pela vida como se ela fosse durar para sempre.

3. Eles nos permitem conhecer mais a Deus

Só podemos conhecer o Deus que cura se passarmos pela enfermidade. Deus permite tribulações como uma forma dele se manifestar com poder em nossas vidas. É no meio das tribulações que somos quebrantados e nos tornamos mais sensíveis a Deus. É no meio dos problemas que conhecermos a Deus e o seu poder. A primeira condição para um milagre é ter um problema. Não gostamos dos problemas, mas eles são uma oportunidade de conhecermos o poder de Deus.

4. Eles desenvolvem nossa fé

No meio das dificuldades é que aprendemos a confiar em Deus em vez de confiar em nós mesmos. Sua missão terá sempre um inimigo. A diferença entre a obscuridade e a significância é o inimigo que você precisa vencer. A glória de Davi era Golias. A nossa glória é a vitória no meio da tribulação. Muitos querem a glória, mas não querem a luta, mas uma simplesmente não virá sem a outra. Todo propósito e missão são concebidos no meio de dores e aflição. Se não há dor é porque não houve gestação. O tamanho da dor não fala do tamanho da bênção, mas da iminência de vir a luz.

5. Eles desenvolvem a perseverança espiritual

Se queremos vencer ou resolver nossos problemas nós temos de prosseguir e não desistir. Muitos desistem antes da vitória chegar. Leia Tiago 1:2-4. Perseverança é a maior expressão de fé. Se o tempo é um grande teste, a perseverança pertence aos vencedores. É apenas nos tempos difíceis que a paciência e a perseverança se desenvolvem. Eu não preciso de paciência quando tudo está ao meu agrado. Paciência é uma matéria aprendida nas contrariedades, nas adversidades, nas surpresas da vida. Paciência é o produto de alguém humilde e calmo, de alguém que confia em Deus, de alguém que sabe que somos apenas mordomos do que somos e temos.

6. Eles desenvolvem a nossa sensibilidade e compaixão

Desenvolvemos empatia para com as pessoas e suas necessidades, porque nós aprendemos pela experiência como é estar no lugar delas. Leia II Cor. 1:3-6.

7. Eles refinam nossos dons e habilidades

A pressão dos problemas quebra nossa dureza quando lidamos com eles da maneira de Deus e pelo seu poder. A tribulação pode nos dar experiência desde que respondamos a ela da forma correta. "E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança." Rm. 5:3-4

8. Eles alargam a nossa capacidade em Deus

Os problemas nos esticam e nos distendem levando nossa fé a crescer.Todo fruto precisa de tempo para amadurecer. O novo crente pode adquirir muito conhecimento rapidamente, todavia

toma tempo para amadurecer. Alguns porém tem tomado um tempo excessivamente longo. Ser alargado por Deus significa que depois de uma experiência ou situação você não consegue mais ser como era antes. Certos materiais possuem a propriedade física de serem expandidos e não mais voltarem ao tamanho original. Foram enlarguecidos..

9. Eles testam as nossas seguranças

As lutas nos ensinam que precisamos confiar em Deus e depender dele que é o único que não pode ser abalado. Acima de tudo os problemas nos testam e nos depuram. Áreas duras de nossa vida serão purificadas com fogo, mas áreas mais macias e maleáveis serão purificadas pela água. A água aponta para a Palavra. Precisamos receber a Palavra e sermos purificados por ela.

10. Eles nos estimulam e nos livram da complacência e comodidade

Problemas são como um cachorro furioso atrás de nós, eles nos fazem correr.

11. Eles despertam criatividade e ajudam-nos a pensar e desenvolver novas idéias

As tribulações frequentemente nos forçam a desafiar a maneira como sempre fizemos as coisas e assim descobrir novas e mais eficientes formas de realizá-las.

12. Eles desenvolvem sabedoria

Se esperamos em Deus em vez de reagirmos aos problemas precipitadamente, aprendemos os princípios de Deus. Outra sabedoria é entendermos que muitas de nossas aflições e tribulações são colheitas de semeaduras anteriores que fizemos. Tudo é uma questão de plantio e colheita.Não acredite que existam situações imutáveis. As tribulações e lutas vêm na proporção da nossa força, e Deus nos dá a graça de enfrentá-las, sabedoria para superá-las e fé para vencê-las.

Amigos de verdade

Amigos de verdade

Texto: Lucas 5:17-26

- Estamos diante de uma história de salvação e cura.

- O segredo nessa história está na fé dos quatro amigos e não do paralítico.

- Feliz a pessoa que tem amigos como esses, que se sacrificam para abençoá-lo. Pelo menos um amigo desses nós temos – é Jesus – Leia João 15:13.

- Iniciamos um período de 21 dias de jejum e fixamos alguns alvos: Salvação, relacionamentos, saúde, restituição de sonhos e finanças e resgate da ovelha desgarrada.

- Nosso alvo é abençoar pessoas. Você concorda com isso? Vai estar nesse Jejum conosco?

- Precisamos ser amigos como esses quatro foram e como Jesus é. Você está disposto a ser?

- Os resultados que queremos nesse jejum vão depender da fé de cada um de nós que está jejuando.

- É de acordo com o que cremos que vamos ver a bênção ser derramada sobre outras pessoas. Eles podem não ter fé, mas se nós tivermos o milagre vai acontecer. Mas, se sua fé está doente precisa ser curada, para ver os milagres acontecerem.

- Tinham muitas pessoas naquela casa, mas o texto diz que apenas um homem foi curado.

- E os demais? Porque outros não foram curados?

- Um dos motivos pode ser – só queriam adquirir cultura religiosa - não queriam desfrutar do poder que estava em Jesus para curar doentes.

- A multidão só queria ouvir Jesus falar bonito sobre as leis de Deus, e alguns até queriam pegá-lo em contradição, achando que sabiam mais.

- Não temos visto tantas curas em nosso meio hoje, e talvez seja por causa desse mesmo motivo – queremos a cultura religiosa e não cremos que milagres possam acontecer.

- Outro motivo talvez fosse: Ninguém estava disposto a dar honras a Jesus.

- Não conheciam um princípio que Jesus ensinou sobre honra: Mc. 6:4 .

- Quem não honra o profeta não recebe a bênção que vem através dele - Leia Mt. 10:41.

- Quem honra a pessoa que Deus envia para o abençoar recebe parte de sua bênção. O ap. Paulo aprendeu e ensinou isso em Rm 13:7.

- Quem aprende honrar e pratica é abençoado – Mas, quatro amigos creram no poder de Deus que estava em Jesus, e fizeram algo para honrar a pessoa do Senhor. Por causa disso aquele amigo paralítico foi curado.

- Quantos aqui estão dispostos a honrar ao Senhor Jesus fazendo algum tipo de sacrifício, como jejuar, a fim de abençoar alguém que precisa, mas não tem fé suficiente?

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DESSES 4 AMIGOS DE VERDADE.

 

1. Por Amor abriram mão da comodidade e conforto,- v.18

– trouxeram o paralítico até Jesus porque amavam o amigo e fizeram algo para vê-lo abençoado.

- Leia 1 Coríntios 13:7 - com certeza, amor foi a motivação primária. Ninguém sem amor lembraria de alguém que estivesse sofrendo.

- A casa estava repleta de pessoas, mas quem se lembrou do paralítico? Só quem ama lembra-se da pessoa amada e se dispõe ao desconforto de um jejum em seu benefício.

- Jesus diz em João 13:35.

- Quem se diz discípulo de Jesus precisa cultivar amor por outras pessoas. Leia 1 João 3:10.

2. Estavam dispostos ao sacrifício: V.19

- Carregar um paralítico com cama e tudo, e ainda puxar o homem para cima e descobrir o telhado são atitudes de quem realmente está disposto a tudo.

- O que estamos dispostos a fazer como sacrifício a favor de alguém?

- Queremos fazer um buraco no mundo espiritual para colocar pessoas diante de Jesus.

- O paralítico foi curado porque alguém fez um sacrifício por ele. Eles creram e se esforçaram para abençoá-lo.

3. Estavam dispostos a pagar o preço

- sabiam do custo de quebrar e consertar o telhado. O verdadeiro amigo paga o preço para abençoar o amigo.

- Nada é de graça, mas quem é amigo não reclama do preço e paga.

- Jejuar 21 dias será que é um preço muito caro para ver alguém salvo e abençoado por Jesus?

- Até onde estamos dispostos a ir para ver alguém salvo, transformado e restaurado?

CONCLUSÃO:

Os quatro amigos do paralítico mostraram que queriam 2 coisas:

1 - Desfrutar do poder de curar que estava sobre Jesus. Queremos isso também?

2 - Honrar a Jesus mostrando com atitudes a fé que tinham nele.

- Queremos isso mesmo?

- Nesses 21 dias vamos ter nossa oportunidade para demonstrar isso.

- Jejuar a favor de alguém ou algum propósito agrada a Deus- Isaias 58:5-9.

- vamos buscar em Deus coragem para sermos verdadeiros amigos de alguém que sabemos estar necessitado? Amem.

Saia do Egito

Saia do Egito

- O apelo a este sermão é quase irresistível.

- A saída do povo de Deus do Egito e tudo o que aquela nação representava, naquele momento, para o povo de Israel; é um ótimo exemplo para muitas situações em que algumas pessoas se encontram hoje. Longe de casa, da família, sobrevivendo ao invés de viver, chorando, sofrendo...

- Este é o momento de nós, pastores do Rebanho de Jesus Cristo, arrancar o povo brasileiro do "Egito" da corrupção, indecência, das drogas, da violência...

- Êxodo 3:1-10

- O que significava o Egito para os filhos de Israel?

- Vamos traçar aqui um paralelo entre a situação dos israelitas no Egito e a vida de muitos "filhos de Deus" hoje em nossos dias, como também a vida de tantos outros que ainda não tiveram uma experiência direta com Deus!
- Para que a gente entenda o que significava o Egito para os israelitas, vejamos o texto de Ex 3:7-9:

- Escravidão, Sofrimento, Opressão, Fome, Miséria, Pobreza, falta de esperança, morte dos sonhos...!

- Muitos hoje vivem pior do que os escravos do século passado, pois trabalhavam pela comida e hoje muitos trabalham e não conseguem nem comer...!

- Hoje, Deus vai te tirar do Egito, vai te arrancar do seu Egito... (Seu Egito pode ser uma opressão maligna, uma perseguição no trabalho, na família...)!

I - SAIA DO EGITO CLAMANDO A DEUS - Êxodo 3:7 "... ouvido o seu clamor..."!


- Deus não é Surdo! Deus não é cego! Ele vê a nossa aflição e ouve quando clamamos!

- IS 59:1-2 "Eis que a mão do Sr....nem surdo... Mas as Vossas iniqüidades fazem separação... de modo que não vos ouça"!"

- Precisamos Clamar ao Senhor, expressando assim a nossa Dependência e Confiança em Deus!

- SL 91: "Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo... Pois que tanto me amou, Eu o livrarei... Quando ele me Invocar, Eu lhe responderei, estarei com ele na angústia, livrá-lo-ei e o Honrarei, com longura de dias fartá-lo-ei e lhe mostrarei a minha salvação"!

- Qual tem sido o seu "Egito"?

- Pode ser um pecado que lhe prende...uma dificuldade na sua família/casamento/filho... desemprego... uma dívida... uma maldição... Não importa qual é o seu Egito.

- Deus é poderoso para arrancá-lo de lá e te conduzir à terra Prometida...!!!

- Não importa qual tem sido o seu Egito, pois Deus é capaz de fazer novas todas as coisas...

- Você crê nas Promessas de Deus? - IS 65:17-19, 22-24!

II - SAIA DO EGITO CRENDO E OBEDECENDO A DEUS - Ex 4:1-9


- Você crê que a sua vida pode mudar a partir de agora?

- Você crê que Deus pode te livrar do teu "Egito" por um milagre?

- Lamentavelmente muitos não crêem assim, pois estão tão "escravizados" que as suas mentes ficaram cauterizadas... não conseguem mais sonhar... Já foram tantos anos escravizados...

Ilust.: Elefantes são domados quando ainda filhotes, amarram sua perna c/corrente num tronco e eles lutam p/sair e não conseguem, desistem de lutar e quando adultos já não tentam mais...!

- Para arrancar o povo do Egito, Deus precisava antes, arrancá-los da Incredulidade!

- Então vieram os sinais (Ex 4:8-9):

1º) Vara em Cobra;

2º) Lepra;

3º) Água em Sangue.

- Deus usou uma estratégia p/libertar o seu povo. Ele não veio sozinho e brigou com o Faraó... Ele usou um servo seu, um Líder, Moisés!

- Obedeça ao Líder que Deus levantou sobre a sua vida e assim saia do seu Egito!

- II CRON 20:20 "... Ouvi-me, oh Judá e vós, moradores de Jerusalém! Crede no Senhor vosso Deus e estareis seguros, crede nos seus profetas e Prosperareis!

- Incredulidade e desobediência, só o prende e o escraviza ainda mais no seu Egito!

- Creia e decida Obedecer a Deus na sua vida e prepare-se para libertar-se do seu Egito!

III - SAIA DO EGITO VENCENDO O FARAÓ - Êxodo 3:19-20


- Faraó representa um principado e o Egito simboliza uma cadeia espiritual. Portanto, sair do Egito é passar por um processo de Libertação!

- Ilust.: Quantas pragas foram necessárias p/Faraó liberar o povo?

- 10! (água em Sangue; Rãs; Piolhos; Moscas; Praga no Gado; Tumores/Úlceras; Saraiva; Gafanhotos; Trevas; Morte dos Primogênitos!

- O que isso nos ensina?

- Precisamos ser persistentes e perseverantes...!

- Precisaremos tentar tantas vezes quantas forem necessárias, sem desistir, até que Satanás nos solte... "Resisti ao Diabo e ele fugirá de vós" (Tg 4:7)!

- Não desista até conquistar a Libertação! Toda Conversão a Deus é uma Libertação das mãos de Satanás:

ATOS 26:18 "Para lhes abrires os olhos e os converteres das trevas para a luz e do poder de satanás para Deus..."!

- Você já saiu do Egito? Você já se converteu a Cristo?

- Saiba que Satanás não deixa barato... ele persegue, luta, insiste, tenta enganar, tenta nos puxar de volta...

- Faraó quando deixou o povo ir, em seguida foi atrás com todo o seu exército... (Ex 14:9-10)!

- Marche! Siga em Frente!

- Quando derrotamos Faraó, vem a Restituição, vem os despojos e nunca saímos de mãos vazias: Êxodo 3:21-22!

- A cada Libertação, Deus libera uma bênção de Restituição sobre as nossas vidas!

CONCLUSÃO:

- Deus hoje está levantando verdadeiros "Moisés" e até "Arãos para Moisés que se acham "gagos", a fim de levar adiante o Seu Projeto de Libertação do Seu povo!

- Deus hoje está derramando a sua Unção de Libertação sobre todos aqueles que crêem e decidem Obedecê-lO!

- Deus hoje está ordenando a Satanás que devolva tudo o que ele roubou!

- Deus tem tirado muitos dos seus Egitos, mas muitos saem e querem carregar o Egito...

- É fácil Sair do Egito, porque é Deus quem faz esse Milagre. O difícil é tirar o Egito da Mente...!

- Hoje é dia de Libertação!

- Com a decisão da copa américa, a vinda de muitos aqui já representa uma libertação...

- Vamos Clamar e Deus vai nos dar uma Nova Unção e nos Levar a um Novo Nível de Libertação...!!!

Ap. Wagner Tenório

O líder visionário

O líder visionário

Textos: Gn.13:11-18 / Hc.2:2-4; Jz.4:4-5; I Sm.1:17.

- O visionário é aquele que possuí a rara habilidade de aliar a visão à competência.

- Ele não enxerga apenas o presente:enxerga também o futuro.

- É capaz de prever tendências e de antecipar mudanças, em vez de ser simplesmente atropelado por elas.

- O visionário é todo aquele que é vocacionado, abraçado e fortalecido por Deus para o propósito que o Senhor determinou para ele. Dessa maneira, será sempre encorajado nos tempos de crise.

- Quando se é visionário, é possível se levantar acima das circunstâncias e até mesmo se alegrar nelas, através da visão direcionada por Deus que está sobre todas as coisas.

- O visionário não nega seus problemas nem os trata brandamente; ele encontra o Deus capaz no meio dos seus problemas.

- Exemplos de homens e mulheres de Deus que foram visionários, segundo a Bíblia:

1. Abraão

- Mesmo quando ainda era Abrão, tinha o coração e visão direcionados aos propósitos de Deus, pois não escolheu a direção segundo a sua ótica, como fez seu sobrinho Ló.

- Abrão habitou em Canaã e, de lá recebeu o comando de Deus, que disse: “Levanta os teus olhos e olha desde o lugar onde estas. Para a banda do norte, sul, oriente e ocidente”(Gn.13:11-18).

- Somente um visionário recebe de Deus a conquista dos quatro cantos da terra.

- Porque uma pessoa que tem fé é alguém que confia e em quem se pode confiar. O justo viverá pela fé, e se retroceder, o Senhor não tem prazer nele (Hb 10:38).

2. Débora

- Mulher profetiza e juíza em Israel, foi levantada por Deus com habilidades de liderança por ser uma mulher visionária que tinha um ofício reconhecido, que incluía tomada de decisões a respeito das questões do povo (Jz.4:4-5).

3. Ana

- Foi mulher visionária na conquista do propósito mediante a fidelidade de um Deus que não falha, que lhe deu sete filhos após a entrega do seu filho prometido, Samuel, e veio a ser profetisa na casa do Senhor (I Sm 1 e 2).

4. Habacuque

- Era um homem que confiava em Deus, mas estava perplexo diante da vida, por essa razão era um profeta questionador. Resolveu buscar a Deus para saber que resposta ele teria da sua queixa.

- Ele era um profeta visionário, portanto recebeu do Senhor a Visão do tempo do fim, onde o Senhor lhe instruiu a escrever a visão de tal forma que pudesse ler até quem passasse correndo, e que o cumprimento seria no tempo determinado, mas se apressava para o fim (Hc.2:1-4).

- O profeta torna a buscar a Deus e a clamar dizendo: Tenho ouvido, oh, Senhor, as tuas declarações, e me sinto alarmado; aviva a tua obra, oh, Senhor, no decorrer dos anos, e no decurso dos anos faze-a conhecida; na tua ira lembra-te da tua misericórdia(Hc.3:2).

- O profeta se satisfez em saber que os caminhos de Deus, embora não totalmente compreensíveis, são os melhores.

- Ele foi um profeta justiceiro, mas a nossa própria justiça não nos leva a lugar nenhum, se não formos direcionados na justiça de Deus através de Jesus.

5. Jesus

- O maior visionário na história da Igreja. Nele se cumpre a revelação do profeta Habacuque (Hc.2:1-4).

- A Igreja primitiva, instituída na pessoa de Jesus, foi o modelo deixado para ser seguido.

- Havia culto no templo, bem como reuniões de casa em casa; no discipulado havia temor; o ministério quíntuplo era visível. Através do governo dos 12, o Senhor dia a dia acrescentava o número dos que iam sendo salvos. (At.2:42-47).
- Na Igreja primitiva foram dadas, através de Jesus, duas ordens imperativas: “Ide, portanto, e pregai o Evangelho” (Mc.16:15) e “ide, portanto, e fazei discípulos” (Mt.28:18-20).
- A perseguição à Igreja veio fortalecer o caráter dos fiéis.

- O apóstolo Paulo foi um dos maiores exemplos de homem visionário porque não temeu o que tinha de padecer por amor a Jesus.

- Ele aprendeu a viver contente com toda e qualquer circunstância, a ponto de dizer: “em nada tenho a minha vida como preciosa para mim, contando que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus” (At 20:24).
- Durante dois mil anos o diabo tentou suplantar o corpo de Cristo e muitos líderes visionários deixaram-se levar pela “sintologia” (“eu sinto que...”), “achologia” (“eu acho que...”) e tantas outras “gias” (leia Fp 3:4-8).

- De maneira muito sutil, o espírito de engano foi roubando a graça de Deus, que em Cristo nos conduz em triunfo e por meio de nós manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento (II Co 2:14-16).

- Jesus nos deu autoridade (isto é, governo) para fazermos as obras que ele fez e até maiores (Jo14:2).
- Em pleno século XXI, o Espírito do Senhor, através da visão celular no governo dos doze, traz o resgate da Igreja Primitiva.

- Como? Através dos cultos no templo e das reuniões de célula nos lares com o objetivo de que cada casa seja uma igreja e cada membro seja um líder e discípulo-ovelha, sendo tratável no caráter através do discipulado onde aprendemos a guardar tudo que o Senhor tem nos ensinado.

- Por muitos anos o corpo de Cristo evangelizou, mas esqueceu de cumprir a ordem de Jesus em Mateus 28:18-20.

- Por falta do discipulado, havia nas igrejas muitos líderes sem caráter e unção sem caráter é uma catástrofe, porque “a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”.

- Diante de tudo isto, o que mais me alegra no Senhor é a maneira como Ele usa as circunstâncias para execução dos seus propósitos. E tudo Ele faz formoso a seu tempo (Ec 3:11).
- Hoje estamos vivendo o melhor tempo da Igreja, onde cada membro do corpo tem o compromisso de ser e fazer discípulo, e o mundo verá que somos verdadeiramente discípulos de Cristo Jesus.

- Assim como a tecnologia avançada, Deus é um Deus contemporâneo. Se o seu celular leva a mensagem aonde você estiver, tendo uma central, assim também é a Visão Celular no Governo dos 12: através das células a mensagem de Cristo é levada aonde você estiver, e todas elas têm a central, que é o templo.

- O templo é onde, de forma coletiva, celebramos o nome do Senhor, que se faz maravilhoso para conosco ao nos tratar na conquista diária, para ganharmos outros, à proporção que somos conquistados por Ele, através do discipulado, à medida que somos transparentes para com Deus, conosco mesmos e com nosso discipulador.
- Os olhos do Senhor, desde o passado até hoje, continuam procurando os fiéis da terra para que habitem com Ele, e o que anda em retos caminhos, esse o servirá (Sl 101:6).

- Dentro dessa realidade, o Senhor tem encontrado homens e mulheres fiéis, que andam em retos caminhos, os quais decidiram ser visionários na escolha que Deus fez de cada um deles.
- Exemplos de homens e mulheres visionários do século XXI na Visão Celular no Governo dos 12:

• Pr. David Yonggi Cho (Coréia do Sul)
• Rv. Benny Hinn (Estados Unidos)
• Pr. César Castellanos (Colômbia)
• Prª Claudia Castellanos (Colômbia)
• Apóstolo Renê de Araújo Terra Nova (Brasil)
• Apóstola Ana Marita Terra Nova (Brasil)
• Apóstolo Sinomar e esposa (Brasil)
• Apóstola Valnice Milhomens (Brasil)

- Por não poder mencionar o nome de todos os que Deus escolheu e ainda está escolhendo, lembre-se que eu, você e outros estamos todos dentro do propósito da escolha de Deus para sermos guerreiros como soldados da última hora.

- Pois, a Visão Celular é a ferramenta de Deus para o tempo do fim. É só dizer: Pai, conta comigo! Tão somente a tua graça me basta (leia II Tm 2:1-5).
- Amados, vamos prosseguir para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus que está em Cristo Jesus. Não desfaleçam porque a vossa obra tem recompensa (IICr 15:7 e I Co15:58).

3/28/2012

Ativando a fé para milagres

Ativando a fé para milagres

Mateus 14.25-32

QUEBRA-GELO: PERGUNTA E RESPOSTA:Qual foi a coisa mais “louca”(ousada), que você fez em sua vida?

LOUVOR E ADORAÇÃO: Quando louvamos ao Senhor lembramos a Satanás quem é o verdadeiro rei da nossa vida. Portanto vamos louvar a Deus!

CONFISSÃO DA PALAVRA: Salmo 118.14-17

EDIFICAÇÃO:

- Nós somos um povo espiritual. Portanto não podemos viver uma vida natural. Milagre precisa ser algo corriqueiro em nosso meio. Impossível tem que acontecer todos os dias.

- A história de cada crente precisa ser uma história de milagres. Por isso, hoje eu quero compartilhar com você algumas regras de como Ativar a Fé Para Milagres! Vejamos, pois, através da experiência de Pedro:
F.T.: Se você quer ativar sua fé para milagres...

I - NÃO SIGA O CONSELHO DOS QUE FICAM NO BARCO(Vv.25-27)

1.1. Você consegue imaginar o tipo de conselho que os demais discípulos deram a Pedro quando ele decidiu andar sobre as águas? Provavelmente Tomé lhe disse: “Pedro não vá não irmão, você vai afundar” ou quem sabe um conselho sensato de Bartolomeu: “Pedro ninguém nunca andou antes sobre as águas. Isso é loucura pura”

Quem está no barco sempre quer te segurar. Sempre tem alguém no barco para dar uma palavra contrária. Portanto, não compartilhe seu problema com alguém incapaz de resolvê-lo. Mas também não conte seus sonhos a quem não pode compreendê-los.

1.2. Não há neutralidade nos seus relacionamentos. Quem não ajuda em algum momento vai atrapalhar. Quem não motiva você em algum momento vai desmotivá-lo. Quem não acredita em algum momento vai semear incredulidade.

Cuidado com os relacionamentos. Porque até onde você vai conquistar, em grande medida depende de quem está do seu lado.

Sempre pergunte: O que essa pessoa está acrescentando de espiritual na sua vida. O seu sucessos depende da pessoa que você permite ao seu derredor. Ande com pessoas que estimulam você a ter experiências em Deus. Ande com aqueles que contribuem para o seu crescimento.

Seja na obra do ministério, seja no compromisso espiritual, na sua profissão ou na área estudantil, em algum momento você se colocará de frente com algo que lhe parecerá impossível. Ouse. Recuse-se a viver no natural. Surpreenda aqueles que o criticam!

F.T.: Se você quer ativar sua fé para milagres...

II - NÃO TENTE O IMPOSSÍVEL NA SUA PRÓPRIA FORÇA(Vv.28,29a)

2.1. Um desejo profundo é a primeira condição para uma vida vitoriosa. Com um desejo profundo já dá para fazer o possível, mas para fazer o impossível você precisa de uma palavra do Senhor. Você precisa ouvir o Senhor dizendo: “Vem”

2.2. Qualquer outra coisa passa. Qualquer outro motivo não sustenta por tempo suficiente. Porque às vezes a ingratidão nos aborrece. Às vezes pessoas decepcionam. Mas nesses dias o que nos sustenta é a Palavra que recebemos de Deus. Nós não estávamos fazendo o que fazemos não apenas porque queremos mas porque recebemos uma palavra da parte de Deus.

Você precisa de uma palavra de Deus para abrir uma empresa. Você precisa de uma palavra de Deus para fazer uma faculdade e ir até o final. Você precisa de uma palavra de Deus para o ministério. Você precisa ouvir de Deus até mesmo para ser parte de uma igreja.

Porque na hora dos ventos contrários, o que vai sustentar você fazendo o que você está fazendo é a palavra que você recebeu do Senhor. Tem gente que entra e que sai por conta própria. Mas aqueles que são comissionados vão experimentar a vitória do Senhor.

F.T.: Se você quer ativar sua fé para milagres...

III - NÃO FIQUE NO BARCO(V.29b)

3.1. O barco é muito bom, mas se você quer andar sobre as águas não dá para andar dentro dele. Você tem que sair do barco. “E Pedro descendo do barco andou por sobre as águas e foi ter com Jesus”.

Muitos não têm saído do barco para servir a o Senhor. Muitos ainda têm dificuldade em aceitar os desafios, porque estão vivendo confortavelmente no seu barco.

3.2. E isso tem se tornado um problema para muitos. Porque primeiro nós precisamos de uma palavra de Deus. Mas uma vez que Deus já liberou a Palavra para sair, se continuarmos no barco isso vai se tornar um problema para nós. Assim como foi com o profeta Jonas.

* Quando você tem a palavra para andar sobre as águas e resolve ficar no barco, você está se opondo ao mover e a ordem expressa do Senhor. Portanto se o Senhor já tem falado com você, já é tempo de você responder ao chamado do Senhor!

F.T.: Se você quer ativar sua fé para milagres...

IV - NÃO OLHE AS CIRCUNSTÂNCIAS AO DERREDOR(Vv.30-32):

4.1. Não avalie a palavra de Deus com base no que as circunstâncias mostram. Nem sempre elas testificam a palavra de Deus. “reparando pois Pedro na força no vento teve medo”. Por que Pedro teve medo? Porque ele resolveu tirar os olhos do Senhor e olhar ao derredor.

4.2. O que nós aprendemos com essa experiência de Pedro? Que quem quer viver na dimensão do milagre e do sobrenatural tem que simplesmente ignorar as circunstâncias. As circunstâncias nunca são favoráveis, sempre há alguma razão pela qual não se deve tentar.

Precisamos caminhar apenas firmados na Palavra de Deus pela fé e ignorarmos as circunstâncias(II Co. 5.7)

4.3. Podemos dizer que na igreja existem três tipos de pessoas com relação a fé:Primeiro temos os incrédulos como Tomé, depois temos os tímidos e cautelosos como os outros discípulos e por fim temos também os ousados como Pedro.

Não se iluda, se não tivermos muitos Pedros atuando na Igreja nunca avançaremos e nem veremos o poder de Deus.

COMPARTILHAMENTO NAS MICROCÉLULAS

1) Você já deixou de fazer coisas ou aceitar desafios por andar ou ouvir conselhos de pessoas que desmotivaram você? Compartilhe!

2) Você tem uma palavra de Deus para fazer o que você está fazendo ou você ainda é tentado a desistir por causa das dificuldades?

3) Existem três tipos de crentes no que diz respeito a fé: Tomé, os discípulos cautelosos que ficaram no barco e Pedro que andou sobre as águas. Com qual deles você se identifica mais. Por quê?

http://www.videirario.com.br/

3/24/2012

As Raposinhas

As Raposinhas

Texto Base: Cantares 2:15

ALEGORIA: “Raposinhas”- Nome dado a certas plantas que nascem junto da videira, que tem o aspecto semelhante a ela, mas que são altamente danosas e até mortais a plantação de uvas, impedem o crescimento sadio da videira, levando-a à esterilidade. Por serem parecidas com a parreira são difíceis de identificar, sendo preciso a ajuda de um viticultor experiente. Se não forem arrancadas infestam toda a plantação, sufocando a videira e acabando com ela!

Imaginando que a parreira de uva seja a nossa vida, o que seriam as “raposinhas”?

DEFINIÇÃO: Pecados ou pequenos problemas, que impedem o nosso crescimento espiritual. Pecados sutis que por se tornarem prática no dia a dia, são definidos como maus hábitos, e não como pecados. Se não crescemos, regredimos. Exemplo de mau hábito: Comer bebendo água, porque dilata o calibre do estomago.

Mas algumas atitudes nossas vistas a luz da Palavra deixam de ser vistas de maneira LEVE e precisamos encará-las como pecados que desagradam e entristecem profundamente a Deus.

VAMOS CONHECER ALGUMAS DAS TANTAS RAPOSINHAS QUE PODEM INFESTAR A NOSSA VIDA.

1° Inveja:

Pesar ou desgosto provocado pela alegria e prosperidade dos outros, pelo bem ou felicidade do próximo. Desejo de adquirir um bem que outro possui ou desfruta.

Cobiça: Intenso apetite, desejo ansioso (semelhante a fome ou sede) por bens matérias, status, etc.
Desgosto: Falta de prazer, desagrado, mágoa ou aversão (rancor, ódio, antipatia, repulsa) por algo ou alguém.
Expressão: “Não estou satisfeito com o que tenho o que os outros possuem sempre é o melhor, e eu quero”!

O que a bíblia diz:
Tg 3:16_Onde a inveja a divisão e confusão.
I Co 3:1-3_É coisa de homens carnais.
Não há motivo para termos inveja no coração. Se nossos valores não são os de Deus, por isso pensamos haver diferenças para Ele. Todas as pessoas e funções que elas possam exercer são importantes para Deus.

Antídoto: CONTENTAMENTO
Hb 13:5 – Contentar: Tornar-se contente, alegre, feliz, com prazer.
Gl 5:24-26 – Optar pelo fruto ou pela concupiscência.
Fl – Acreditar na fidelidade de Deus independente dos recursos.

2° Murmuração:

Queixar-se ou reclamar em voz baixa, falar mal de alguma coisa, censurar. Maldizer alguma coisa ou circunstância como fruto de insatisfação ou descontentamento. A murmuração tem sua raiz na ingratidão.

Expressão: Não estou agradado pelos acontecimentos, preciso falar que não estou satisfeito, por isso reclamo.

O que a bíblia diz:
Ex 16:1-8 – O povo de Israel a 1 mês e 15 dias que estava no deserto, murmurava, falando contra Moisés, mas principalmente contra Deus. Independente disso, Deus se mostra fiel e supre as necessidades do povo. E é exatamente assim que acontece conosco, pois quando murmuramos, o fazemos contra o Senhor que cuida de nós. Murmuraram na fome.
Ex 17:3 – Na sua sede murmuraram.
Depois de tanto tempo, murmuravam, e isto fez com que o Senhor se irasse (contraste com Ex 16:8). Depois de tantos benefícios ainda murmuraram.

Antídoto: GRATIDÃO
Salmos 71:20-23 – Se somos gratos por tudo não murmuramos.
I Ts 5:18 – Quando reconheço a Soberania de Deus não tenho do que me queixar, mas sim aprender.
Sl 111:1 – Gratidão como atitude de coração, não ritual de boca.

3° Fofoca:

Bisbilhotar, promover mexerico, divulgar informações sobre alguém sem a devida autorização com o objetivo de maldizer, criticar ou expor. Intriga; divulgar um segredo com o fim de mal conquistar ou mal quere.

*(Mal conquistar é: Obter resultados ruins, como difamar alguém, obter “glória” para si, tirar a pessoa do cargo que ocupa, etc.)

COMPARTILHOCA: É o comentário sem a intenção de fofoca, mas que acaba sendo fofoca por ser uma atitude desleal.

O que a bíblia diz:
Lv 19:16-18 – Deus reprova o “mexerico”. Pv 11:13, Pv 10:19, Tg 4:11, Pv 11:19.

Antídoto: FALAR COM RETIDÃO QUANDO NECESSÁRIO. (Pv 16:13, I Pd 3:10).

4° Orgulho:

Sentimento ou pensamento elevado de si mesmo. Amor próprio exagerado que não reconhece seus limites e debilidades.

Nuances do Orgulho:
Soberba: Sentir-se mais elevado, ou melhor, que o próximo. Orgulho excessivo, arrogância.
Auto-suficiência: Ação isolada por não confiar na competência do próximo, só ele é capaz.
Obstinação: Relutante, teimoso, birrento, relutância a algo diferente do que penso ou quero, inflexível a própria vontade de Deus (I Sm 15:23).
Jactância: Arrogância, tomar como próprio, atribuir louvor a sí (I Co 5:6)
Expressão: Eu sou mais eu, sei o que é melhor para mim, sou melhor do que os outros por isso não preciso de ninguém, seria humilhante mostrar uma fraqueza ou necessidade. O que eu preciso é correto, o que eu quero é o melhor. Eu posso me virar sozinho ( “Posso todas as coisas no orgulho, amor próprio me fortalece” ).

O que a Bíblia diz:
Pv 21:4, 11:2
Pv 16:8, 29:23
Jr 49:16
Dn 4:37
Mc 7:22
Sl 101:5, 138:6
Cl 2:23

Antídoto: A melhor arma contra o orgulho é a HUMILDADE ( ser sem precisar mostrar que é, reconhecer exatamente o que somos.)
Pv 1:32, 16:19, 11:2
I Tm 6:17
Fp 2:3
I Pe 5:5
I Co 1:28
Zc 4:10

5º Mentira:

Se opor à verdade dando tons à realidade, acrescentando, omitindo ou criando uma situação que não ocorreu. Afirmação de coisas ( fatos ou informações que sabemos ser contraditórias à verdade ). Distorção dos fatos que tem origem nu ser – o diabo ( João 8:44 ). Falsidade, enganar as pessoas, dizer meias verdades.
Nuances da mentira:
Engano – Mentir para o próximo.
Ilusão – Mentir para si mesmo.

O que não é 100% verdade é mentira!

Conseqüência: Ap 21:8, 22:15

É coisa do velho homem: Cl 3:9,10

Somos filhos de quem?: Jô 8:44

Temos que ser verdadeiros!!! Esse é o princípio de Deus, e em todas as situações ele pode nos orientar. Não precisamos nos esconder das mentiras.

Expressão: Não posso apresentar o que aconteceu de verdade, pode me prejudicar. A verdade é exigente e severa demais na maioria das vezes, não posso lidar com ela, não estou comprometido com ela.

O que a Bíblia diz:
Sl 101:7
Pv 19:5, 6:17, 12:22
Rm 1:25
I Jô 2:21
Is 28:1,14,15 – A mentira pode se tornar estilo de vida e isso é patológico.

Antídoto: AMAR A VERDADE
Verdade é a conformidade com o real, exatidão de fatos.
Jo 14:6 – Porcentagem da verdade e da mentira.
Cl 3:9 – Não temos que continuar usando as roupas de um caráter do passado.
Hb 6:18 – Mentira é algo impossível na natureza de Deus.
Sl 15:1,3
Zc 8:19
EF 4:25 – A arma é amar a verdade.

6º Ira:

Explosão visível ou não, de raiva ou cólera na tentativa de demonstrar indignação, ou defender-se de ofensa ou agressão. Reação egoísta de defesa (Gl 5:19,20 Cl 3:5,8 )

Nuances da ira:
Cólera: Impulso violento contra quem nos ofende ou irrita, fere ou indigna. È a reação de um coração vazio da graça de Deus.
Raiva: Sentimento violento de indignação.
Expressão: Não posso tolerar isso contra minha pessoa, preciso mostrar meu desagrado seja como for.

O que a Bíblia diz:
Ef 4:26 – Não temos como escolher numa dada circunstância se vamos reagir ou não com ira, esta ira é instintual, natural do ser humano, coisa do momento. È uma reação, o desafio é sua administração.
Gn 45:5 – Diferente da ira abrigada no coração. Adubada, curtida, nutrida, consciente, que dura tempo sem perdão,sem acerto, sem conserto, antes de tornar desejo de vingança.

Antídoto: DOMÍNIO PRÓPRIO, PONDERAÇÃO.
Sl 4:4
Ec 7:9
Pv 22:24
Ef 4:31

Para pensar: É melhor errar por esperar, do que errar por se precipitar.

7° Concupiscência:

Desejo desordenado, sem controle por alguma coisa, é o que a ciência chama de concupiscência (comida, sexo, prazer...).

Expressão: Não consigo ficar sem isso, se não fizer, se não tiver eu morro.

O que a bíblia diz:
Gl 5:16, Ef 4:17-24, I Tm 6:9, I Jo. 2:16 (Procede do mundo), Mt 5:28 (Deus se preocupa com a intenção do nosso coração).

Antídoto: DOMÍNIO PRÓPRIO.
I Jo 2:15-17, Rm 13:14, Gl 5:24.

8° Ociosidade:

Estado desocupado, acomodação, sem procurar ou se dispor para o trabalho ou alguma maneira de ser útil. Promove falta de produtividade material e espiritual. Mente vazia é oficina do diabo. Aprenda a planejar o tempo, ter objetivos, pois isso ajuda a evitar a ociosidade. Cuidado com a preguiça! Pv 6:6-11.

O que a bíblia diz:
Pv 19:15 (A preguiça atrai ruína), Pv 21:25, Ec 10:18.

Antídoto: DILIGÊNCIA ou DISPOSIÇÃO
Pv 6:6-10, Pv 13:4, Lc 9:62.

9° Indiferença:

Desinteresse, apatia, insensibilidade, desânimo, negligência, desleixo, pela vida, por si mesmo, pelo próximo e por Deus.

Tratamos as pessoas com indiferença e até mesmo as “coisas de Deus”, perdendo o interesse por elas e esquecemos que Deus conta conosco para executar seus sonhos. É preciso acordar para o Senhor e sair da anemia espiritual.

Expressão: Posso fazer de qualquer maneira, as coisas de Deus não precisa de luxo, ninguém vai reparar. Ninguém vai ver, por isso não ligo para detalhes. Não ajudo porque não tem jeito mesmo.

O que a bíblia diz:
Jr 48:10, Ap 3:15, Pv 18:9.

Antídoto: COMPROMISSO e DEDICAÇÃO
II Cr 29:11, Hb 13:2.

10° Amizade com o mundo:

Dar prioridade na vida as coisas que tiram Deus do centro da nossa atenção. É dar mais atenção para as coisas do mundo do que para Deus. (Mundo=Sistema diabólico e pecaminoso).

Expressão: Sou humano, Deus me conhece, e com certeza não vai se incomodar com minhas escapadinhas, depois eu peço perdão e Ele volta a me amar e a reinar em mim.

O que a bíblia diz:
Tg 4:4 (Mais ou menos amigo do mundo=menos amigo de Deus)
I Jo. 2:15 (Amor a Deus e ao mundo não são compatíveis)
Ef 5:11 (Não pode haver cumplicidade com o mundo)
Rm 12:2 (Não se conformar, “não ter a mesma forma”)
II Tm 3:1-5 (Perfil de quem não teme a Deus)
Rm 8:7

Antídoto: AMAR A DEUS COM COMPROMETIMENTO
Jo. 15:14, Dt 10:12-13, Ef 5:11, Jo. 14:21 (Podemos medir o nosso amor por Deus).

11° incredulidade:

Falta de fé e confiança no Senhor e na sua palavra.

As duas áreas que a incredulidade tenta tomar conta em nossas vidas são:

Financeira: Prefere-se agir com o próprio braço (não descansa em Deus)

Sentimental: Age pela emoção e não crê que Deus vai abençoar.

Expressão: Será? Por quê? Isso é impossível! Não creio, é demais pra mim! Eu acredito, mas...

O que a bíblia diz:
Rm 3:3, Hb 3:12.

Antídoto: FÉ E CONFIANÇA
Hb 11:6, Sl 37:5.

12° Falta de Perdão:

Rancores, ressentimentos adubados no coração contra ofensores. Guardar humanos mortos na terra do coração.

Expressão: Nunca vou conseguir esquecer isso, ela não podia ter feito isso comigo, isso é imperdoável. Só Deus tem poder de perdoar!

O que a bíblia diz:
Lc 7:47, Pv 14:10, Hb 12:15 (raiz de amargura), Mt 18:23-35 (Deus nos perdoou de uma divida maior.

Antídoto: PERDÃO, RESTITUIÇÃO e LIBERAÇÃO.
Cl 3:13, Ef 4:31
Hb 12:15, Lc 6:37
Mt 614-15

Daniel e a Oração

Daniel e a Oração

Texto: Daniel 6:10 "Daniel, pois, quando soube que o edito estava assinado, entrou em sua casa (ora havia no seu quarto janelas abertas do lado de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus, como também antes costumava fazer"

Quando falamos em oração lembramos-nos de muitos servos que tanto no Velho como no Novo testamento, usaram este grande ensinamento do Senhor Jesus, para serem vitoriosos.
Em especial podemos citar Daniel, que resolveu no seu coração não se contaminar com as iguarias do rei da Babilônia, e mesmo no seu cativeiro, ele orava três vezes por dia, na janela do seu quarto voltada para Jerusalém. Com suas orações, Deus concedeu a vida de Daniel e seus amigos, grandes experiências com o Senhor. Fecharam bocas de leão, foram salvos de fornalha de fogo, desvendaram mistérios que só uma pessoa com muita intimidade de oração com Deus, pode ter essas experiências. Hoje a igreja que ora ela é vitoriosa. A oração é um dos fundamentos para que o servo do Senhor hoje consiga vencer todas as suas batalhas. (APDSJESUS).

Observemos, pois, algumas lições do texto acima que são perfeitamente aplicáveis a nossas vidas.

1) Daniel quando soube...

Daniel tinha ciência do que acontecia ao seu redor. Quando soube do edito real assinado e que colocaria sua vida em perigo ele procurou a Deus em oração. Ele sabia que "se Deus não guardar a casa, em vão vigia a sentinela". (Salmo 127:1).

Temos até ciência do que nos cerca, mas invariavelmente não temos a mesma atitude de Daniel quando tomamos conhecimento de algo que se levanta contra nós. Ao invés de buscarmos ao Senhor em oração, nos desesperamos, buscamos ajuda em quem de fato não pode nos ajudar. Simplesmente fracassamos!

2) Daniel entrou em sua casa, em cujo quarto havia janelas abertas para o lado de Jerusalém...

Entrar em casa diz respeito a nos recolher para buscar somente ao Senhor. Diz respeito a buscar o Senhor em secreto e o Pai que nos vê em secreto nos recompensará! (Mateus 6:6). Aleluia! Interessante que buscamos a Deus em secreto, mas a recompensa virá PUBLICAMENTE! (Não foi isto que ocorreu - por exemplo - com Daniel?).

Outra observação: Para que lado as janelas de nossa alma estão abertas? Para Jerusalém ou Babilônia? Jerusalém aponta para cima (celestial), enquanto que Babilônia aponta para baixo (terreno). Assim, Daniel se encontrava fisicamente na Babilônia, mas espiritualmente ele se encontrava em Jerusalém! Mesmo que haja até mesmo um edito escrito e assinado contra nós, nunca poderá haver janela fechada para Deus em nossas vidas. Jamais nos esqueçamos que as "janelas abertas" dizem respeito a nossa comunhão com Deus, cujo canal principal é a oração!

3) Daniel três vezes ao dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus...

Quem era o Deus de Daniel? Era o grande "EU SOU"!

Quem é seu Deus? Quem é nosso Deus?

É o mesmo Deus de Daniel? Então, mesmo que sejamos um estadista (como Daniel se tornara em Babilônia) será necessário buscar a Deus em oração. NÃO temos desculpas! Somos indesculpáveis porque somos relaxados, indisciplinados. Não gostamos quando somos confrontados com palavras que nos exortam e nos acusam de um tempo demasiado em frente à TV e depois falamos que não temos tempo para orar... ou que estamos cansados demais para tal. A carne não aprecia este tipo de palavra, mas, a exortação é para nosso próprio bem.

Estamos sendo "cortados" por essa palavra hoje... penso eu!

4) Como Daniel também antes costumava fazer...

Daniel não nasceu no cativeiro, portanto, ele cultivava uma vida de oração mesmo antes de ser desterrado para Babilônia, entretanto, tudo isso, todas as implicações que sobrevieram sobre sua vida cativa não foi suficiente para forçá-lo abandonar sua fé. Entendemos porque um anjo lhe disse: "Daniel, homem muito amado, entende as palavras que vou te dizer, e levanta-te sobre os teus pés, porque a ti sou enviado" (Daniel 10:11).

Por que homem mui amado?

As respostas podem ser muitas, mas todas elas passarão pela "oração".

Foi através da oração que Daniel mantinha sua comunhão com o Senhor, matinha sua fé, através dela ele recebeu proteção em variados níveis de sua vida e instruções claras e objetivas acerca de como devia proceder.

Então, fica a pergunta:

Quando "sabemos" de algo que pode nos prejudicar, que atitude nós temos tomado?

Entramos em nosso quarto, cujas janelas estão abertas para o lado de Jerusalém e oramos... ou...

...Não podemos apenas ficar com o "jejum de Daniel"... pois, a vida dele não se resumia apenas ao jejum de 21 dias, mas numa pratica diária completa de oração, abnegação e santidade diante do Senhor!

Vilson Ferro Martins - www.vozdotrono.com.br

Orai sem Cessar

Orai sem Cessar

Texto:  “Orai sem cessar” (1 Ts 5.17).

Introdução:

A oração deve ser a chave que abre a porta do dia e tranca que fecha a porta da noite. Lech Valessa, líder sindical e político polonês disse o seguinte sobre oração: “Um homem que não ora é um homem perigoso, pois seus únicos ideais voltam-se para si mesmo”.
A vida cristã envolve uma permanente atitude de oração.

1. Orai sem cessar:

no ônibus, na escola, no trânsito, em casa, no trabalho, em todo lugar é lugar de orar – “com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos” (Ef 6.18).

2. Orai se cessar:

para que a sua ação seja prudente e a reação seja mansa – “Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu, na terra; portanto, sejam poucas as tuas palavras” (Ec 5.2).

3. Orai sem cessar:

para que o seu coração tenha prazer no amor e se horrorize diante da possibilidade da indiferença – “Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Está alguém alegre? Cante louvores” (Tg 5.13).

4. Orai se cessar:

para que a mesma língua que glorifica ao Senhor não calunie os irmãos. Para que o poder de sua mente não seja o de criticar, mas o de construir – “E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber? Então, Moisés clamou ao Senhor, e o Senhor lhe mostrou uma árvore; lançou-a Moisés nas águas, e as águas se tornaram doces. Deu-lhes ali estatutos e uma ordenação, e ali os provou” (Ex 15.24,25).

5. Orai sem cessar:

para que não se perca o verdadeiro significado das coisas, para que os valores não sejam invertidos – “Então, me invocarão, mas eu não responderei; procurar-me-ão, porém não me hão de achar. Porquanto aborreceram o conhecimento e não preferiram o temor do Senhor” (Pv 1.28,29).

6. Orai se cessar:

para que não caia em tentação de pensar que sua opinião é uma lei e sua vontade um oráculo – “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca” (Mt 26.41).

7. Orai sem cessar:

para que o fluxo do Espírito Santo não cesse em sua vida, secando os frutos, os dons, a vida espiritual – “Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos” (Rm 8.26,27).
8. Orai sem cessar: porque sem oração cessa toda a virtude da vida, ficando apenas a perigosa e legalista religiosidade dos fariseus – “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia!” (Mt 23.27).

Conclusão:

O caminho para a paz e qualidade de vida é a intimidade com Deus, que somente é conquistada através da oração, veja o que diz Filipenses 4.6,7: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. 7E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”.

Adaptado de esboço de Caio Fabio

Os milagres de Jesus

Os milagres de Jesus

Os verdadeiros milagres são de Deus, não pertencem ao homem. Um milagre é uma manifestação do poder divino de maneira incomum e extraordinária. O milagre divino, quando Deus quer que seja operado, sempre é para curar, para salvar e chamar nossa atenção para o poder divino.

Os milagres de Cristo eram dessa natureza. Destinavam-se a chamar a atenção para o Seu Ministério, e provar que Ele era o esperado Messias, cuja vinda havia sido predita pelos profetas, séculos antes. Eram evidências da sua divindade e para ser acreditado como sendo o “Enviado de Deus.”

Os milagres são descritos nos quatro Evangelhos. Eis alguns deles:

1 – Nas bodas de Canaã Jesus transformou a água em vinho (João 2: 1-11)

Jesus transformou a água em vinho a pedido de sua mãe. Maria esperava que Ele fizesse um milagre? Isso não se sabe, mas podemos ver nessa passagem que Maria claramente dependia de seu filho e tinha fé que Ele seria capaz de cuidar de uma má situação.
Este foi o primeiro milagre de Jesus. Ele estava demonstrando o Seu poder sobre a natureza. Quando seus discípulos viram isso João nos diz que acreditaram. Diariamente Deus faz o vinho de maneira usual, nos vinhedos em quantidades quase ilimitadas e ninguém fala nada.

2 – A multiplicação de cinco pães e dois peixes (Marcos 6: 31-44)

Houve uma ocasião em que Jesus olhou para o céu, abençoou e multiplicou cinco pães e dois peixes para uma multidão faminta.
O fato ocorreu diante dos Apóstolos e das pessoas para quem Ele pregava e os peixes e pães puderam ser repartidos entre mais de cinco mil homens, mulheres e crianças, recebendo cada um deles sua parte suficiente para comer e ficarem satisfeitos. Todo o dia Deus alimenta milhões de pessoas com os frutos da terra e ninguém fica perplexo.

3 – Jesus acalmando a tempestade (Marcos 4: 35-41)

Uma vez Jesus teria deixado perplexos os discípulos ao caminhar sobre as águas do mar durante uma tempestade. Ele repreendeu o vento e disse ao mar: “Acalma-te, emudece! O vento se aquietou e fez-se grande bonança. E os Apóstolos falaram uns aos outros: Mas quem é este que até o mar e o vento lhe obedecem?”

4 – A cura do endemoninhado de Cafarnaum (Marcos 1: 23-28)

Jesus fez vários exorcismos, entre eles a cura de um homem com um espírito imundo, que estava na sinagoga, em Cafarnaum e que desafiou Jesus dizendo: És Jesus Nazareno, vieste destruir-nos? Bem sei quem és – o santo de Deus. Então Jesus mandou que o espírito saísse dizendo: Cala-te e sai dele, e assim, ele saiu clamando com grande voz. E todos se admiraram falando entre si: “Que doutrina é essa Ele fala com autoridade e os espíritos imundos lhe obedecem!”

5 – Jesus faz quatro curas de cegos:

O de Jericó (Marcos 10: 46-52).
O de Betsaida (Marcos 8: 22-26).
O de nascença (João 9: 1-41).
Os dois cegos de Cafarnaum (Mateus 9: 27-31).

6 – Jesus realizou quatro curas de paralíticos:

O homem com a mão seca (Marcos: 3: 1-6).
O paralítico de Cafarnaum (Marcos 2: 1-12)
A da piscina de Betesda (João 5: 1-15).
A da mulher da sinagoga (Lucas 13: 10-17).

7 – Jesus curou também leprosos:

Um leproso (Marcos 1: 40-45).)
Dez leprosos (Lucas 17: 11-19).

8 - Jesus ressuscitou mortos:

Ressurreição do filho da viúva de Naim (Lucas 7: 11-17).
Da filha de Jairo (Marcos 5: 21-24).
Ressurreição de Lázaro (João 11: 1-44).

9 – Jesus realizou também curas em massa:

Em Cafarnaum (Lucas 4: 40-41).
Num povoado (Lucas 5: 15).
Ao descer do monte (Lucas 6: 17-19).

Enfim, todos esses milagres estão descritos na Bíblia, mas devem existir muitos outros ainda, de que não se tem conhecimento.

Olhando essa dinâmica de Jesus no uso desses sinais, vemos a atuação plena de Deus agindo no meio da humanidade necessitada. Os milagres de Jesus indicam a presença libertadora de Deus, escutando o clamor daquele que sofre, do que está doente, do marginalizado. O milagre é um pequeno sinal para lembrar Deus presente, atuante e vivo.

Vejamos o relato em Mateus 8: 8-10, comprovando a fé que Jesus admira e espera de nós: “Mas o centurião replicou: - Senhor, não sou digno que entres
no meu teto. Basta que pronuncies uma palavra e meu criado ficará curado. Também eu tenho um superior e soldados às minhas ordens. Se digo a este que vá, ele vai; a outro que venha, ele vem; ao servo que faça isso e ele o faz. Ao ouvi-lo Jesus se admirou e disse aos que os seguiam: Eu vos asseguro: Fé semelhante não encontrei em nenhum israelita.”

É isso que Deus espera de nós, para que possamos ver os milagres que Ele realiza ainda hoje, em nosso meio, não pelos nossos merecimentos, porque não os temos, mas pela infinita misericórdia de Deus para conosco, Glória a Deus!

Fonte: Portal 4IEQ

3/21/2012

Decida quem você quer ser na vida - II

Decida quem você quer ser na vida - II

DECIDA QUEM VOCE QUER SER NA VIDA (2ª parte)
“Aprenda a tomar decisões corretas sempre; e acabe com os altos e baixos na sua vida”


Texto: HEBREUS 11:23-29
SUA VIDA E DE SEUS DESCENDENTES DEPENDEM DE SUAS DECISÕES.

1-DECIDA PELOS VALORES DIVINOS

2-DECIDA PELOS OUTROS QUANDO NECESSARIO

Hebreus 11:23“Pela fé, Moisés, apenas nascido, foi ocultado por seus pais, durante três meses, porque viram que a criança era formosa; também não ficaram amedrontados pelo decreto do rei.”
GOVERNO;
IGREJA E
FAMILIA

3-DECIDA ENFRENTAR SUA PROPRIA VONTADE

Hebreus 11:24-25 “Pela fé, Moisés, quando já homem feito, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, preferindo ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado;”

4-MANTENHA FIRME SUAS DECISÕES DE FÉ

Hebreus 11:27
“Pela fé, ele abandonou o Egito, não ficando amedrontado com a cólera do rei; antes, permaneceu firme como quem vê aquele que é invisível.”
RUTE 1:10-14

5-A DECISÃO DE SER ALGUEM NA VIDA NÃO PERTENCE AO DESTINO, MAS A VOCE

DEUTERONOMIO 30:19
“Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência,”
Deuteronomio 31:19-20 “Escrevei para vós outros este cântico e ensinai-o aos filhos de Israel; ponde-o na sua boca, para que este cântico me seja por testemunha contra os filhos de Israel.
20 Quando eu tiver introduzido o meu povo na terra que mana leite e mel, a qual, sob juramento, prometi a seus pais, e, tendo ele comido, e se fartado, e engordado, e houver tornado a outros deuses, e os houver servido, e me irritado, e anulado a minha aliança;”

6-A DECISÃO PELA FIDELIDADE A DEUS GARANTE UMA VIDA VITORIOSA

SALMOS 119:30;45
“Escolhi o caminho da fidelidade e decidi-me pelos teus juízos.”
“E andarei com largueza, pois me empenho pelos teus preceitos.

Pr. Roberto Braz

Decida Quem Voce Quer Ser Na Vida - I

Decida Quem Voce Quer Ser Na Vida - I

DECIDA QUEM VOCE QUER SER NA VIDA (1ª parte)

“Aprenda a tomar decisões corretas sempre; e acabe com os altos e baixos na sua vida”


Texto: JOSUÉ 24:15; HEBREUS 11:23-29
“Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates”

Introdução:

Tomar decisões é uma rotina. Com coragem escolha o correto ao invés do conveniente.
Desde que abrimos os olhos pela manhã até fecharmos os olhos à noite enfrentamos o desafio de tomar decisões.

l- AS DECISÕES SÃO PODEROSAS

Escolher é um dever que todos estamos obrigados a assumir.

ll- DECIDA O NECESSÁRIO

Lucas 10:42
“Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.”

lll – DECIDA SEM ANSIEDADE

Salmo 119:25-30
“A minha alma está apegada ao pó; vivifica-me segundo a tua palavra.
26  Eu te expus os meus caminhos, e tu me valeste; ensina-me os teus decretos.
27 Faze-me atinar com o caminho dos teus preceitos, e meditarei nas tuas maravilhas.
28  A minha alma, de tristeza, verte lágrimas; fortalece-me segundo a tua palavra.
29 Afasta de mim o caminho da falsidade e favorece-me com a tua lei.
30  Escolhi o caminho da fidelidade e decidi-me pelos teus juízos.”

lV- DECIDA COM SABEDORIA

Provérbios 24:3 “Com a sabedoria edifica-se a casa, e com a inteligência ela se firma;”

V- DECIDA PELO BEM E NÃO PELO DESEJO

Isaías 7:14,15
“4 Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel.
Ele comerá manteiga e mel quando souber desprezar o mal e escolher o bem.”

Vl- DEUS RESPEITA SUAS DECISÕES

Josué 24:15
“Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.”

CONCLUSÃO:

 

Pr. Roberto Braz

3/16/2012

O que leva um cristão a se afastar de Deus?

O que leva um cristão a se afastar de Deus?
Texto: Isaías 59:2


INTRODUÇÃO



Longe de mim de querer enxugar esse assunto, todavia, quero estudar junto com vocês algumas razões pelas quais o cristão se afasta de Deus.



I. FALTA DE UMA CONVERSÃO GENUÍNA



Alguns se convertem por um interesse humano Jo 6.2

- Querem uma cura; Uma benção financeira; Um casamento, etc.


Aceitou um evangelho superficial – sem cruz Lc 14.27


- Evangelho barato, sem mudança de vida, sem cruz


- Não houve uma rendição verdadeira ao senhorio de Cristo Lc 6.46




II. FALTA DE INVESTIMENTO NA VIDA ESPIRITUAL



a) Não investem na vida Espiritual

    Não Lêem Bíblia Mt 22.29


    Não Oram 1 Ts 5.17


    Não Jejuam At 10.30-32


    Não tem tempo para Deus


    Não ajuntam tesouro no céu




III. APEGO AOS BENS MATERIAIS Sl 24



a) Muitos têm feito dos bens materiais, um empecilho para servir a Deus.

    Se esquecem que somos mordomos dos bens que Deus nos confiou


    Não sabem adorar a Deus por aquilo que Ele lhe tem dado


Exemplos:


    O Mancebo de qualidade foi impedido de servir a Deus, pois seu coração estava dominado pelos bens que possuía Mc 10.20-22;


    Ananias e Safira, tomados pela usura, mentiu a Deus e teve a morte como punição At 5.1-5;


    Judas traiu Jesus por trinta moedas de Prata Mt 26.15;


    Geasí ficou leproso pois não foi capaz de dominar a usura 2Rs5.20,27.




IV. APEGO AOS PRAZERES MUNDANO Gl 5.24



a) Muitos são os que têm recebido Jesus, porém, nunca deixaram a inclinação da carne.

    Esses são aqueles que só não pecam se não tiverem oportunidade


Exemplo:


    Demais abandonou a Paulo no momento em que Paulo mais precisava dele por deixar se dominar pelos prazeres do mundo 2 Tm 4.10


    A mulher de Ló, embora estivesse sendo arrastada pela mão, não se conteve e olhou para traz. Gn 19.26




V. INFLUÊNCIAS MUNDANAS



a) Por influência de suas mulheres Salomão se tornou um idólatra 1 Rs 11.4

b) Roboão, sob influência de seus amigos, deixou de ouvir sábios conselhos 1 Rs 12.1-11.


c) Quem são as pessoas que tem influenciado você?


    Uns tem sido influenciados pelos artistas famosos


    Outros por um jogador de futebol


    A Recomendação de Paulo é:


        o Sede pois, meus imitadores como sou de Cristo 1 Cor 11.1


        o O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco. Fp 4.9




VI. INTRIGAS ENTRE IRMÃOS Hb 12.14; Rm 12.18.



a) Alguém tem afastado de Deus por picuinhas entre irmãos:

    Porque não gosta: do irmão; do pregador; do cantor, do dirigente do culto; do pastor etc.


    o Implica com o timbre de vós do Pastor


    o Implica com o som da igreja


    o Implica com a roupa que alguém usa


    o Implica com a equipe de louvo, etc




VII. EXCESSO DE BENÇÃOS



a) Existem pessoas que tem sido tão abençoados que, já estão lhes afastando de Deus

    o Quando via para a igreja de bicicleta, vinha louvando a Deus, hoje tem seu carrão e agora não vem mais com a mesma alegria.


    o Quando estava desempregado não faltava ao círculo de oração, agora já tem um bom emprego, não é visto jamais na casa do Senhor


    o Quando estava passando necessidade das coisas, era fiel contribuinte, hoje, tem dificuldades de ser dizimista fiel




VIII. A PRESUNÇÃO HUMANA



a) Muitos se acham super crentes, e por isso não precisam mais orar, jejuar, vir à casa do Senhor, já sabem tudo, não precisam submeter a ninguém, etc

Exemplo:


o A presunção de Pedro era tão grande que ele se achava altamente preparado para enfrentar todas as adversidades espirituais Lc 22.31,32


o A Igreja de Laudicéia não tinha dado conta que embora tivesse tudo, não tinha nada


b) A Recomendação Bíblica é:


Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; 1 Pe 5:8



CONCLUSÃO



De toda essa lista de fatores que nos afasta de Deus, se resume no Pecado. Isaias 59.2.



 



Pr. Genismar Marques de Souza

Chamados para fazer discipulos

Chamados para fazer discipulos

II Tm 2:2 - A continuidade do discipulado.
At 9:26,27 - O discipulado de Saulo.
At 11:25,26 - O cuidado de Barnabé com Saulo.
Mt 4:18,19 - Jesus e seus discípulos.
Mt 28:19,20 – A nossa incumbência.

INTRODUÇÃO:

- O discipulado é a continuidade da integração.

- É o processo em que o novo convertido recebe todas as instruções indispensáveis ao crescimento de sua fé e a conscientização de suas responsabilidades.

- Depois de integrado á igreja, o novo convertido precisa continuar desfrutando de cuidados especiais até que alcance a maturidade espiritual e se torne, ele mesmo um discipulador.

1 - O DISCIPULADO E SUA CONTINUIDADE.

a) O discipulado é uma necessidade
Assim como o bebê recebe, nos seus primeiro dias de vida, uma alimentação adequada ao seu organismo, da mesma forma o novo convertido nesta fase.
b) A continuidade do discipulado II Tm 2:2
O que eu aprendi, devo ensinar a outros, para que esses passem a diante; é fazer discípulos que façam discípulos.

2 - O DISCIPULADO DE SAULO (PAULO).

a) Seu principal discipulador foi Barnabé.
Barnabé o tomou para si, quando sofreu discriminação da igreja em Jerusalém At 9:26.

- Barnabé manteve Saulo ao seu lado por um ano At 11:25,26.

- Observe que logo ele começa a ajudar Barnabé At 11:26.

- Veja a importância do discipulado, Saulo se torna o grande Paulo, o precioso apostolo dos gentios.

3 - QUALIDADES DE BERNABÉ QUE TODO DISCIPULADOR DEVE TER.

a) Era homem de bem, era cheio do Espírito Santo e cheio de fé At. 11:24, fiel nas contribuições At 4:37.
b) Seu nome destacava sua conduta(Barnabé, filho da consolação) At 4:36.
Era amoroso, encorajador, consolador, amigo etc.
c) Outras qualidades do discipulador.
Deve amar incondicionalmente.
Deve ser respeitável.
Ser confiável.
Ser equilibrado.
Cuidadoso com as criticas.
Transparente também nas fraquezas.

4 - JESUS E SEU DISCIPULOS MT 4:18,19.

a) Eu vos farei pescadores.
Está claro que discipulado é treinamento.
Está claro que ninguém é inútil, basta ser treinados.

5 - A INCUBÊNCIA É PARA TODA Á IGREJA MT 28:19,20.

a) Todos devem fazer discípulos.
b) Aperfeiçoando os santos (preparando a igreja).
c) Para a obra do ministério (que é a edificação do corpo).
d) É a igreja cuidando da igreja (é crente cuidando de crente).

6 - QUANTO TEMPO DEVE DURAR O DISCIPULADO?

a) Enquanto houver necessidade de aprender.
b) E não somente até o batismo, como às vezes pensamos.

7 - PROBLEMAS DA FALTA DE DISCIPULADO HB 5:12.

a) Quem não tem um discipulador já tem um problema.
Está propenso a se desviar com facilidade.
Não cresce adequadamente.
É presa fácil para heresia.
É improdutivo.
É uma brasa só, e logo esfriará.
Por que ser dois, é um principio divino Ec 4:9-12.

8 - BENÇÃOS DO DISCIPULADO.

a) Se você tem um discipulador você tem um pai, um amigo.
Alguém que ouça você.
Alguém que ore com você.
Alguém que fale sobre a sua vida (chame a sua atenção).
b) Resultado.

Seremos melhores servos de Deus, melhores obreiros.
Teremos raízes bem firmadas.
Teremos melhor colheita.

 

Pr. Carlos de Jesus

Três necessidades essenciais na vida para ser uma pessoa feliz.

Três necessidades essenciais na vida para ser uma pessoa feliz.

Amados, toda pessoa tem três necessidades essenciais na sua vida para ser uma pessoa feliz.

- Ela precisa Ter: 1 – Algo para fazer; 2 – Algo para esperar e 3 – Alguém para amar.

- Quando conseguimos realizar de forma equilibrada a busca por preencher estas três necessidades na nossa vida, nos sentimos felizes e realizados, felizes conosco mesmo.

- Hoje, eu e você vamos entender o que e somente como estas três necessidades podem ser preenchidas e realizadas na nossa vida, não de forma passageira, mas de modo duradouro.

Abra sua Bíblia em 1º João 4.7-21:

1 - ALGO PARA FAZER

a) Um trabalho significativo;
b) Algo que dê alegria e sentido (ajudar ao próximo);
c) Quem não trabalha, dá trabalho;
d) Recebemos dons e talentos para serem usados, servindo a Deus e ao próximo;
e) Temos uma missão, uma tarefa: evangelizar – proclamar a palavra de Deus ao mundo.
f) Na sua vida pessoal, o que você precisa fazer: um curso // um vestibular // buscar um trabalho melhor // construir uma casa // edificar sua família // organizar sua vida pessoal //
g) O que você precisa fazer, ninguém vai fazer por você – Vá à luta!

2 - ALGO A ESPERAR

a) Onde há esperança, ali há felicidade;
b) O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã – Sl 30.5
c) Você precisa aprender a esperar – férias, visita, uma saúde melhor, melhores perspectivas de vida;
d) O que você tem esperado de Deus e em Deus? – Ele é premiador daqueles que o buscam – Hb 11.6;
e) A esperança é resultante da nossa experiência com Deus – Rm 5.6;
f) A esperança não traz confusão – Rm 5.5 – quando é colocada em Deus;
g) A esperança nos mantém vivos, faz com que a gente não desista;
h) Nossa maior esperança: um dia veremos a Jesus e estaremos para sempre com ele – Ap 21.3,4;

3 - ALGUÉM PARA AMAR

a) Só tem capacidade para amar, quem é amado – Ele nos amou primeiro (19)
b) O amor procede de Deus, através do perdão dos nossos pecados; (7)
c) Amar é se entregar sem esperar nada em troca – liberar perdão;
d) Não podemos ter medo de amar – o verdadeiro amor lança fora todo medo (18)
e) Deus me ama incondicionalmente;
f) Para amar a Deus, precisamos amar o nosso irmão que vemos (20);

- e como amamos a pessoa que Deus colocou próximo de nós? (pai, mãe, filhos, irmãos, amigos)???

4 - ATITUDES DE QUEM AMA DE VERDADE (1Co 13.4)

a) Quem ama é paciente – só pode ser paciente quem espera algo com fé;
b) Quem ama faz o bem – apesar de tudo, escolhe fazer o bem;
c) Quem ama não inveja, nem se vangloria, não ensoberbece;
d) Quem ama não se porta inconvenientemente (escandaloso);
e) Quem ama não busca o seu próprio interesse;
f) Quem ama não se irrita, não suspeita o mal;
g) Quem ama se alegra com a verdade;
h) O amor nos permite suportar, sofrer, crer e esperar;
i) A uma grande certeza: O AMOR NUNCA FALHA.
1 Coríntios 13.4-8 – na linguagem de hoje

4  Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso.
5 Quem ama não é grosseiro nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas.
6 Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo.
7 Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência.
8  O amor é eterno.

Conclusão:

- A nossa vida diária pode ser algo dinâmica e significativa. Depende de como encaramos as realidades da vida e da nossa disposição de buscar estas três necessidades de forma constante e coerente na nossa vida.

- Hoje você entendeu que Deus deseja que você invista sua vida, seu tempo, suas capacidade em FAZER ALGO; entendeu que Deus te capacitará a ESPERAR ALGO e que você precisa AMAR ALGUÉM, sendo Deus o primeiro a ser amado porque Ele te ama.

- Se quisermos de fato amar a pessoa que Deus colocou ao nosso lado, nossas atitudes devem demonstrar este amor; vimos que estamos longe do perfil ideal, mas o amor incondicional de Deus por nós, aliados à certeza da palavra, nos motivam a experimentar este amor de Deus, porque o amor nunca falha (Deus é amor!).

Oração:

“Senhor, obrigado pelo teu amor por mim. Não sou merecedor, mas tu me amaste e fico feliz por me permitir viver a cada dia com esta certeza. Confesso-te o meu pecado de muitas vezes duvidar deste amor e peço nesta noite que o Senhor me capacite a receber todo o amor que tens por mim, me ensine a ter um objetivo, me capacite para esperar algo e permita que eu seja um instrumento de amor às pessoas que estão à minha volta, na minha casa, no meu trabalho, para que o mundo veja o quanto és um Deus maravilhoso.”

Pr. Elton Melo