Os Relacionamentos Dos Cristãos
Texto: Efésios 5:22-33 e 6:1-19

Introdução: A importância desse assunto é vista pelo fato de o Espírito Santo ter dedicado uma proporção tão grande dessa carta aos relacionamentos que deveriam existir entre maridos e esposas cristãs, pais e filhos, senhores e servos.

A. Não há nada mais bonito na terra do que um lar cristão. Nesta parte das escrituras, temos uma imagem inspirada do que Deus pretende que um lar cristão seja e do que é possível que ele seja com Sua capacitação.

B. A vida cristã deve ser vivida efetivamente em primeiro lugar no lar. Devemos levar nossa experiência cristã a todo relacionamento da vida - pessoal, social, comercial, profissional, recreativo etc., mas primeiro deve operar na esfera doméstica - observe e compare Marcos 5:19 e Lucas 8:39. Nossas vidas devem falar e nossos lábios devem falar primeiro em casa - veja também 1 Timóteo 5:4 e Tito 2:5.

C. O lugar mais difícil de viver uma vida realmente consistente é no lar. Isso ocorre porque é no lar que mais facilmente abandonamos as restrições e, a menos que tenhamos aprendido o caminho da vitória de Deus e o plano de Deus para uma vida harmoniosa, é provável que haja discórdia e atrito.

D. O maior testemunho que podemos oferecer ao mundo é um lar cristão feliz, harmonioso e pacífico. No lar, o cristianismo é visto em ação - observe 2 Reis 4:8-10.

E. Deus providenciou para que cada um de Seus filhos levasse uma vida cristã consistente no lar. Essa provisão é o preenchimento do Espírito Santo - Efésios 5:18. O ideal de Deus para um lar só é possível com o preenchimento do Espírito Santo.

Como, então, os crentes devem se comportar nas relações exatas da vida doméstica? A resposta está no versículo 21. Em outras palavras, o segredo de um lar feliz e harmonioso é a submissão mútua; resistência não orgulhosa, não lutando para defender os "direitos" de uma pessoa, mas uma consideração amorosa da outra pessoa, um respeito e lealdade mútuos, um espírito semelhante a Cristo. Considere em detalhes os relacionamentos mencionados.

1. ESPOSAS, submeta-se aos seus maridos (5:22-24 e 33).

Essas não são as ideias do homem, são as instruções de Deus. As esposas devem se submeter a seus maridos "como ao Senhor ... em tudo". O Senhor é o Cabeça do Corpo, a Igreja, e, portanto, Ele cuida da Igreja, a provê e a protege. O marido deve fazer isso por sua esposa e, assim, a esposa deve se submeter a ele como cabeça. "Não se trata da superioridade do marido e da inferioridade da esposa, mas das respectivas posições que Deus, em Sua soberana sabedoria, atribuiu a cada um". Desde a criação, essa foi a ordem de Deus - veja Gênesis 2:21-23 - e se a ordem for revertida, sempre haverá problemas.

2. MARIDOS, amem suas esposas (5:25-33).

O marido deve amar sua esposa "exatamente como Cristo amou a igreja e se entregou por ela" - isto é, com um amor que é altruísta e sacrificial. Quantas vezes há falta de consideração cuidadosa e de compreensão por parte do marido, e com que frequência isso causa infelicidade no lar! O amor de um marido por sua esposa deve operar em todas as fases da vida matrimonial, doméstica e social, que incluem os relacionamentos mais íntimos e os observados por outros.

3. FILHOS, sede obedientes a vossos pais. (6:1-3).

Esses versículos nos dão a ordem de Deus para um lar cristão, e é o único tipo de lar que Ele reconhece. Que necessidade hoje existe de que as crianças deem atenção ao versículo 2! - observe 2 Timóteo 3:1-3 e observe que a desobediência aos pais é um dos sinais da apostasia dos "últimos dias". Em nosso Senhor Jesus Cristo, temos o exemplo perfeito de obediência - consulte Lucas 2:51.

4. PAIS, criem seus filhos disciplina e admoestação do Senhor. (6:4).

Observe que este versículo começa com uma nota de advertência: “E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos” - procure Deuteronômio 6:6-9. Que ministério sagrado é confiado àqueles que têm filhos para cria-los “na disciplina e admoestação do Senhor” - compare Provérbios 22:6.

5. SERVOS, sejam obedientes aos seus senhores (6:5-6).

Em Éfeso, havia escravos na maioria das famílias, e é por isso que o Espírito Santo incluiu esse relacionamento de senhor-servo aqui. Que alto padrão é esperado dos servos! Devemos trabalhar para o nosso senhor terrestre como se ele fosse o nosso senhor celestial (versículos 5 e 7). Isso significa que não devemos ficar o tempo todo no celular, não nos atrasarmos, sermos preguiçosos ou desleais - e Deus certamente nos recompensará (versículo 8).

6. SENHORES, considerem o bem-estar de seus servos (6:9).

Isso significa que os empregadores devem dar a mesma consideração que esperam e a que têm direito de seus funcionários. Aqui está um pensamento para todos os empregadores!

Essas são as regras de Deus para relacionamentos humanos felizes, santos e harmoniosos, e só são possíveis quando vivemos em obediência a Efésios 5:18 - ou seja, como esposas e maridos, filhos e pais, servos e senhores procurem viver suas vidas sob o controle e em obediência ao Espírito Santo.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Gostou? Olha a Novidade Que Tenho Para Você!


Eu preparei um E-book Com 365 Esboços de Sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.


Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! CLIQUE AQUI para adquirir seu livro.