Presentes para o Senhor Jesus

Presentes para o Senhor Jesus
Texto: Mateus 2:11

Introdução: Mateus 2:11 fala sobre os homens sábios que saíram do Oriente para adorar o Senhor Jesus Cristo e trazer-Lhe presentes. Não deve haver debate ou dúvida quando se trata do fato de que o Senhor Jesus deve ser adorado. Seu "valor" deve ser reconhecido e proclamado. Muitas vezes pensamos sobre o que podemos obter e não o que podemos dar.

Você deu um presente especial ao Senhor este Natal?

Os homens sábios trouxeram presentes ao Senhor Jesus. Vamos considerar esses presentes e encontrar as mensagens que há neles. Todos os três presentes são presentes que são dignos de realeza e foram dignos de ser dado a um rei.

I. Eles deram ouro.

O ouro aqui pode representar a divindade do Senhor Jesus Cristo. Quando dizemos "deidade" em referência a Cristo, nós apontamos que Jesus é Deus manifestado na carne.

Primeiro, a divindade de Cristo é vista nas Escrituras (João 1:1-2, João 1:14).

Em segundo lugar, a deidade de Cristo foi vista em Seus atos sobrenaturais. Quem, exceto o Filho de Deus, poderia curar os enfermos, ressuscitar os mortos, fazer com que os olhos cegos vissem, fizessem os surdos ouvir e perdoassem os pecados?

Terceiro, a deidade de Cristo é vista em palavras especiais que o Pai disse quando Cristo estava sendo batizado. Deus, o Pai, falou do céu e disse: "Este é o meu Filho Amado, em quem me comprazo" (Mateus 17:5). Cristo se compraz quando reconhecemos quem Ele realmente é.

II. Eles deram incenso.

Era a goma perfumada de uma árvore que crescia na Arábia. Era parte do ingrediente quando o incenso sagrado era usado na adoração do Velho Testamento (Êxodo 30:34). Isso poderia muito bem falar da fragrância que Cristo traz para a vida de um indivíduo que verdadeiramente O adora! Quando adoramos a Cristo regularmente, sinceramente e intensamente, a fragrância é acrescentada à nossa vida diária. Vale muito a pena passar tempo em adoração!

III. Eles deram mirra.

A mirra era usada no óleo sagrado da unção no Tabernáculo (Êxodo 30.23), como perfume (Provérbios 7:17), e também para fins de embalsamação (João 19.39). Creio que falava da morte futura de Jesus, quando Ele morreria no lugar dos pecadores. Sua morte era uma morte pré-ordenada, era uma morte substitutiva, e era uma morte agradável (aos olhos do Pai). Leia Isaías 53:11.

0 Comentários