Texto: Lucas 20:9-18

Introdução: Neste estudo, vamos focalizar a Vinha do Senhor, os maus lavradores e o que podemos aprender para nossas vidas e nossas células. 

I. Quais são os elementos mencionados por Jesus na parábola?

1. O certo Homem. O certo homem é Deus que sempre se revelou como aquele que quer resgatar o homem. Quando o filho pródigo voltou, o pai o estava esperando. Assim, Deus sempre espera pela volta de cada pecador para resgatá-lo – Lucas 15:20

2. A vinha. A Vinha representa Israel – a igreja do Velho Testamento. A palavra Israel, nasceu com Jacó no vau de Jaboque – Gênesis 32:27-28

3. Os Lavradores. Os Lavradores são os maus líderes como: Os maus reis, doutores da lei, sacerdotes, falsos profetas e outros que tinham poder de decisão sobre Israel, e como tais na maioria das vezes agiam mal.

4. Os servos enviados e que foram expulsos são os profetas.

5. E finalmente, o filho que foi morto é o próprio Jesus. 

II. O arrendamento da vinha – Lucas 20:9

1. O Senhor arrendou a vinha a uns lavradores e eles foram infiéis e usaram de tirania contra os servos do Senhor – Lucas 20:10-12

2. Finalmente, o Senhor da vinha enviou seu próprio filho e eles o mataram – Lucas 20:13-16 / João 1:10-12.

3. Hoje vivemos nos dias da nova vinha do Senhor – Lucas 20:16

4. A igreja é a nova vinha do Senhor...

Somos a nova vinha do Senhor e ao mesmo tempo somos os lavradores e temos o poder de escolha. Podemos agradar ou desagradar ao Senhor...

5. O Senhor procura frutos na sua vinha – Lucas 20:10

6. Não podemos despedir o Senhor com as mãos vazias – Lucas 20:10

7. O filho rejeitado e a pedra de esquina – Lucas 20:17-18

8. O juízo de Deus será inevitável aos desobedientes – Lucas 20:16 e 18

Estamos vivificados pela pedra viva, ou ela cairá sobre nós?

Qual é a nossa posição hoje quanto à vinha do Senhor?

Conclusão: Deus tem uma vinha que é a igreja, que se compõe de pessoas salvas - homens e mulheres pequenos e grandes...

Que Deus possa encontrar em nós, verdadeiros e fiéis trabalhadores da sua vinha...

Que Deus possa dizer de cada um de nós: Este é meu filho amado em quem eu tenho prazer.

Pr. Elpídio Lourenço