7/20/2013

O valor da educação cristã

O valor da educação cristã

I – A educação segundo o mundo.

1. Soma de conhecimentos.

2. Títulos, diplomas etc,

3. Desenvolve o intelecto, ergue um pilar à glória humana:

a) Exemplo: – Absalão, - II Samuel 18:18.

b) Exemplo: – Napoleão.

II – A educação segundo Deus.

l. Tem como base o temor e o conhecimento de Deus. – Provérbios 9:10; 1:7; Jeremias 9:23, 24.

2. Esta é a verdadeira educação de que o mundo necessita.

a) A maior crise atual é a de caracteres formados.

3. No mundo uma tal educação não é vista.

a) Nos colégios hoje ensinam evolução, ateísmo, etc.

4. A falta de educação cristã, completamente sã, tem sido a causa do crescimento da onda de crimes entre a mocidade.

5. A educação traz bênçãos à humanidade.

a) O poço de Jacó. – João 4:6.

b) O trabalho e a vida de Pasteur.

c) O espírito de sacrifício da mocidade cristã como consequência da educação cristã,

III – A verdadeira educação poderá salvar o mundo da hecatombe final.

1. Prepara a juventude para esta vida e para a vida eterna.

2. É nosso dever apoiar e incentivar a educação cristã. – Isaias 8:18.

Educação cristã

Educação cristã

Texto:  Provérbios 22:6

I – A filosofia da educação.

1. A suscetibilidade da criança.

2. A durabilidade das impressões.

II – A arte da educação.

l. A disciplina da vontade.

a) Pelo preceito.

2. A disciplina da consciência.

a) Pelo exemplo. - I Samuel 2; Jeremias 35:4-15.

III – A educação cristã.

1. É restaurar no indivíduo a imagem de Deus.

2. Desenvolver obediência à vontade de Deus.

3. Amar e imitar o caráter divino.

4. É preparar o indivíduo para esta vida que passa e para a vida que não passa. – Isaias 8:18.

Levantando-se de madrugada

Levantando-se de madrugada

1. Abraão levantou-se de madrugada para estar diante da face do Senhor. - Gên. 19:27.

2. Jacó levantou-se de madrugada pai-a adorar o Senhor. - Gên. 28:18.

3. Moisés levantou-se de madrugada para transmitir a mensagem de Jeová a Faraó. - Êx. 8:20.

4. Moisés levantou-se de madrugada para erigir um altar a Deus. - Êx. 24:4.

5. Moisés levantou-se de madrugada para encontrar-se com Deus no Sinai. - Êx. 34:4.

6. Josué levantou-se de madrugada para conduzir Israel além do Jordão. - Jos. 3:1.

7. Josué levantou-se de madrugada para tomar Jericó. - Josué 6:12.

8. Josué levantou-se de madrugada para tomar Ai. - Josué 8:10.

9. Gideão levantou-se de madrugada para examinar a lã com orvalho e a terra seca. – Juízes 6:38.

10. Ana e Elcana levantaram-se de madrugada para adorar a Deus. - I Sam. 1:19.

11. Davi levantou-s-e de madrugada para fazer o que seu pai lhe ordenara. - I Sam. 17:20.

12. Os filhos de Israel levantaram-se de madrugada e encontraram seus inimigos mortos. - II Reis 19:35.

13. Jó levantou-se de madrugada para oferecer sacrifícios pelos seus filhos. - Jó 1:5.

14. Jesus levantou-se de madrugada para ir ao Templo ensinar. - Jo. 8:2.

15. O povo madrugou para ir ouvir a Jesus. - Luc. 21:38.

16. As mulheres cristãs levantaram-se de madrugada para ir ao sepulcro de Jesus. - Mar. 16:2.

Aprendendo com Jesus e o homem liberto

Aprendendo com Jesus e o homem liberto

Texto base – Lucas 8:38-40.

Introdução: O texto base para nossa lição nos mostra um homem que Jesus libertou de uma possessão maligna. Mostra também o desejo ardente que o homem tinha de estar com Jesus. Diz o texto: “rogou-Lhe que deixasse estar com Ele”. Mas Jesus o orientou a ir para sua casa, sua família, e contar o que Jesus lhe havia feito. Ele não somente foi para sua casa, mas também anunciando Jesus por onde passava. V.40.

Vejamos o que podemos aprender com Jesus e com esse homem...

I. Com Jesus aprendemos que há libertação para os que sofrem – Lucas 8:27.

a. sofria porque não andava com Jesus e os demônios o possuíram- v 27b, Lucas 9:38-39 e 42.

b. sofria porque não andava vestido, nem com as vestes da justiça de Deus- v 27c, Isaias 61:10.

c. sofria porque não morava em casa, nem era ainda morada do Espirito Santo- v 27d, João 14:23.

d. sofria porque morava no cemitério, lugar de mortos físicos e espirituais- v 27e, Salmo 23:4.

Obs. As pessoas que conhecemos que ainda não passaram pela conversão genuína o novo Nascimento João 3:1-9,  podem não estarem com possessão maligna, mas estão sem as vestes da justiça de Deus, estão fora da casa de Deus, e com certeza vivendo em verdadeiros cemitérios de impurezas e pecados. Aprendemos que só em Jesus há libertação João 8:36.

II. Com Jesus aprendemos que há mudanças em geral na vida - Lucas 8:35.

a. aprendemos que há mudanças no corpo, ele estava vestido. V. 35d, Hebreus 10:22, Filemon 1:20

b. aprendemos que há mudanças na alma, estava em perfeito juízo. v. 35e Salmo 19:7, 23;3, 25:13.

c.  aprendemos que há mudanças no coração, ele estava tranquilo aos pés de Jesus- v. 35. Ezequiel 11:39,36:26-27.

III Com esse homem aprendemos a obedecer Jesus – Lucas 8:39 

a. aprendemos a valorizar a família – v. 39a, Provérbios 24:3, Atos 16:31.

b. aprendemos que a família precisa de salvação – v. 39b, Timóteo 2:10, Tito 2:11.

c. aprendemos que devemos testemunhar o que Jesus fez onde estivermos – v. 39c, Salmo 67: 2.

Conclusão: As mudanças que Jesus operou na vida deste homem de nossa lição, foram evidenciadas por muitos, mas Jesus fez questão que a família contatasse tais mudanças. Jesus tem um propósito nisso, é que as famílias são os que podem confirmar melhor o poder de Deus em uma vida transformada. Nossos familiares precisam confirmar isso em nós. Observemos isso, se cada um de nós ganharmos nossos familiares para Jesus, o mundo inteiro será ganho sem muita dificuldade. Pensemos nisso e que Deus nos ajude nesta grande causa. Amém.

Pr. Elpídio Lourenço

7/11/2013

O heroísmo de uma mulher

O heroísmo de uma mulher

Texto: Ester 4:15,16

Introdução: A coragem que a mulher em geral revela eia situações críticas especiais, não obstante a delicadeza de sua constituição.

I – A grandeza do heroísmo de Ester é revelada pela sua sabedoria.

1. Mulheres sábias – grande necessidade hoje.

2. Heroísmo da mulher crente – um grande poder,

II – A sabedoria de Ester é aqui mostrada pelo seu reconhecimento de que os deveres divinos são superiores às leis humanas.

1. Ela iria falar ao rei, embora contra a lei.

2. É melhor obedecer a Deus que aos homens.

III – O heroísmo e a sabedoria de Ester são aqui mostrados pelo seu reconhecimento de que os deveres para corri Deus devem ser assumidos num espírito de abnegação.

1. Ninguém fará um bom trabalho para Deus sem que se negue a si mesmo.

2. "E perecendo, pereço", isto é, "Seja o que Deus quiser, mas obedeceremos"

IV – A sabedoria de Ester é demonstrada no seu reconhecimento de que os deveres para com Deus devem ser assumidos em dependência da cooperação humana.

1. Devemos ser cooperadores de Deus.

2. Devemos cooperar uns com os outros: ide.., jejuai.., eu e minhas moças faremos o mesmo.

3. A utilidade da cooperação feminina em nossas igrejas.

V – A sabedoria de Ester se revela no reconhecimento da verdade de que os deveres para com Deus podem lograr êxito se tiverem o auxílio divino.

1. Necessidade do apoio divino.

2. Estamos ao lado de Deus?

3. Dever supremo: servir Deus e Sua Causa.

Quase cristão – ou cristão cabal

Quase cristão – ou cristão cabal

Texto: Atos 26:28

I – O que quer dizer quase cristão.

1. Um que sabe o que deve fazer, porém não o faz. – Tiago 4:17.

2. Um que está convencido, porém não se rendeu ao Senhor.

3. Um que entregou quase tudo, porém retém alguma coisa.

4. Um que procura servir Deus e o mundo ao mesmo tempo.

5. Um que procura viver uma vida moral, porém não quer render-se a Cristo e ser membro da Igreja.

II – Porque tantos são quase cristãos.

1. Ideias errôneas de religião.

a) Doutrinas dos homens. – Mateus 15:1-9.

b) Presunção da graça – sem os frutos da justiça, sem obediência.

2. O temor dos homens.

a) A causa dos fariseus. – João 12:42,43,

b) A causa dos parentes, dos amigos ou companheiros.

c) Temor à perseguição: creem, mas não confessam.

d) Temor ao desprezo.

e) Amam os louvores dos homens mais do que os de Deus. – Isaias 51:7-9.

3. A cobiça. – Lucas 12:15-21.

a) Não querem pagar o dízimo, cobiçam o que pertence a Deus.

b) Por causa do amor ao dinheiro, Judas traiu ao Salvador.

4. O amor aos prazeres e ao mundo. - II Timóteo 3:1-7.

5. Pecados não confessados. – Provérbios 5:22.

6. Adiamento. - Atos 22:16; 26:19.

III – A insensatez de viver desta maneira quando Cristo fez tanto por nós.

1. Atos 16:31,32; Miqueias 6:3; João 5:46.

2. Hebreus 12:25; Hebreus 10:25.

Quando tudo o que é bom neste mundo é nosso em Cristo. – Hebreus 2:1-3.

IV – O cristão cabal é o que rendeu "tudo" a Cristo. Filipenses 3:7-9; Atos 26:28.

A sinceridade não basta

A sinceridade não basta

Texto: Atos 10:1-48

I – Cornélio e seu caráter.

1. Tinha uma importante colocação.

2. Era de grande influência.

3. Também era muito religioso.

a) Temia a Deus.

b) Amava o próximo.

c) Orava a Deus.

d) Obedecia a Deus, conforme a luz que tinha.

II – Como conseguiu a salvação.

1. Buscou de Deus mais luz.

a) Ainda que religioso, sentia falta de algo.

b) Sabia que era pecador e que carecia de perdão.

2. Raiando uma luz, prontamente a aproveitou.

a) Mandou chamar Pedro.

b) Congregou os seus parentes e amigos para ouvirem a palavra de Deus.

3. Fez aquilo que se exige de todos, a saber; crer em Jesus.

III – Aplicação.

1. O conhecimento que faltou a Cornélio, vocês já o têm. – Mateus 19:16, 17.

2. Falta-lhes a resolução que caracterizou Cornélio.

3. Vocês precisam aceitar a Jesus como o seu Salvador pessoal.

Nenhum lugar para Jesus

Nenhum lugar para Jesus

Texto: João 1:1-14; Lucas 2:7

I – O Messias prometido – Gênesis 3:15.

1. O rei que o povo esperava.

a) Que nascesse depois ricos.

b) Que fosse um grande guerreiro.

c) Que fosse um grande tradicionalista.

2. O rei que Deus enviou.

a) Um pobre, nascido numa manjedoura, para pobres.

b) Um manso para estabelecer um reino espiritual. Lucas 24:21.

3. Era um conquistador de almas. – João 12 :32.

II – A sua chegada foi rejeitada.

1. A desculpa do povo:

a) Não havia lugar. – Lucas 2:7.

b) Era chamado de Nazareno. – João 1:46.

c) Era filho de José e Maria.

d) Era um simples carpinteiro. – Marcos 6:3.

e) Não seguia a tradição. – Marcos 2:23-28; Mateus 15:1,2.

2. A verdadeira razão.

a) O povo tinha abandonado a Verdade.

b) A tradição era-lhes (aos sacerdotes) um bom balcão. Mateus 15:6-9.

c) Jesus lhes desmascarou a hipocrisia. – Mateus 15:1-9.

III – A condição atual.

1. O povo rejeita a Jesus.

a) Por ser concupiscente, mundano.

b) Por ser ambicioso. – Marcos 3:20.

c) Por estar agarrado aos preconceitos e opiniões.

d) Por querer uma religião de comodidades.

2. Há lugar para tudo, menos para Jesus.

a) Jesus está à porta e pede entrada. – Apocalipse 3:20.

b) Ele fica muito tempo. – Cantares 5:2.

c) Se não dermos lugar a Ele, Se retirará para sempre. Cantares 5:6; Isaias 55:6; Amós 8:11,13.

3. Hoje é o dia da salvação! Ouçamos a voz de Jesus – Hebreus 3:7-8.

7/03/2013

Desculpas para não servir a Cristo

Desculpas para não servir a Cristo

Texto: Lucas 14:15-24

Introdução: Pessoas há que sempre apresentam desculpas quando não querem fazer algo, mas há outras cujas desculpas são sinceras e merecem devida consideração.

I – Sou demasiado pecador

– A pessoa que não reconhece que está doente, não chamará o médico. Há esperança para tais pessoas, ao passo que não pode haver para os que se julgam perfeitos. Às vezes pensamos que somos piores do que somos: Moisés matou um homem. Paulo, principal pecador, Pedro blasfemou. Maria, a meretriz. O ladrão da cruz. Ele pode salvar a você, pois Deus é amor.

1. Cristo veio salvar o pecador. - I Timóteo 1:15.

2. Cristo morreu pelos pecados. – Romanos 5:6 8.

3. Tornará pecado como a neve. – Isaias 1:18.

4. Ele não nos lançará fora. – João 6 :37.

a) A experiência do filho mau que quis voltar ao lar e pediu à mãe Dara pôr lençóis como sinal, à passagem do trem.

N.B. - Os sinais de que e como nos aceita estão nas Suas mãos.

II – Temo fracassar: Já me esforcei uma vez, já tentei. A coisa não vai.

Que diremos de uma criança começando a andar? Não vale a pena procurar andar?

1. Deus tem prometido cuidar-nos e proteger-nos. – Isaias 43:1; 41:10, 13.

III – Muitos cristãos são hipócritas.

1. Somos responsáveis pela nossa situação, perante Cristo; quanto aos outros, não é de nossa alçada julgar. – Romanos 14:4,12; João 21:21-22.

2. Morreram A ou B por você? É ele seu Salvador? – Jeremias 2:2; 45:22.

IV – Ainda é cedo; sou muito jovem! Tenho muito tempo; deixarei para mais tarde.

1. Quando é que se deve buscar o Senhor? – Isaias 55:6.

a) Quais as virgens que puderam tomar parte nas bodas? As que estavam prontas. Estará você? – Mateus 25.

b) O caso do rico louco. – Lucas 12 :19-20. Se Deus chamar você estará prontos?

e) Na juventude é o melhor tempo para servir o Senhor. – Eclesiastes 12:1.

(1) Atos 26 :28-29; Hebreus 4:7.

As sete coisas indispensáveis

As sete coisas indispensáveis

1. Sem derramamento de sangue não há remissão. – Hebreus 9:22.

2. Sem fé é impossível agradar a Deus. – Hebreus 11:6.

3. Sem as obras a fé é morta. – Tiago 2:26.

4. Sem santificação nenhum homem pode ver o Senhor. – Hebreus 12:14.

5. Sem amor nada somos. - I Coríntios 13:13.

6. Sem castigo não somos filhos. – Hebreus 12:8.

7. "Sem Mim (Jesus Cristo) nada podeis fazer". – João 15:5.

A verdade que traz liberdade

A verdade que traz liberdade

Texto: João 6:60-71; 14:6

I – Um homem cego procura a verdade.

l. A crença no sobrenatural é-lhe intuitiva, pois o vê:

a) No reino astral.

b) No reino botânico.

c) No reino animal.

2. A morte, inevitável, leva o homem a buscarem conhecimento desse Ser, o qual se vê nos sistemas religiosos.

a) A insuficiência dos tais sistemas provou-se por Elias e os três moços hebreus.

II – Jesus, a verdade e as provas são:

1. No seu batismo.

2. Em Nazaré.

3. Ao sepulcro de Lázaro.

4. No seu próprio sepulcro.

III – A característica da verdade é que esta não pode ser exterminada.

1. Provou-se nas covas dos leões.

2. Provou-se na Inquisição.

3. Prova-se ainda nas perseguições terríveis do ultramontanismo.

IV – A verdade traz a liberdade.

1. Do erro. – João 8:32, 36.

2. Da condenação eterna.

3. Para chegarmo-nos a Deus em oração. – Hebreus 4:16.

4. Para entrarmos finalmente no eterno descanso.

Uma questão importante

Uma questão importante

Texto: Isaias 55:6

Introdução: Venho hoje com uma mensagem de vida ou morte, que cura ou mata. Não é uma advertência antiga, mas atual e solene.

Muitos dizem que querem ser cristãos, mas que esperam uma oportunidade boa. Somos mais sábios com as coisas materiais do que com as espirituais.

I – Como buscar o Senhor?

1. Pelo estudo de Sua Palavra. – Salmo 119:130.

a) Buscando-O assim nós O acharemos. – Deuteronômio 4:29.

2. Pela oração. – Provérbios 8:17.

a) A oração é o copo com o qual vamos à "Fonte de água viva" buscar a água para mitigar a sede da alma.

b) Como a flor abre corola, para receber o orvalho, assim deve ser com nossa alma.

c) Busquemos o Senhor em oração, e O acharemos.

3. Por intermédio das ordenanças da Igreja.

a) Se não formos á Igreja, estaremos perdidos? Não é isso, mas a Igreja foi instituída para, por meio dela, sermos levados a Deus.

b) As ordenanças são: o batismo (morte, sepultamento e ressurreição de Cristo) ; santa ceia (segunda vinda de Cristo).

e) A advertência divina. – João 13:17.

II – Quando devemos buscar o Senhor? – Isaias 55:6.

1. Na velhice? Amanhã? Hoje à noite? Agora!

2. Momento virá em que a porta da graça se fechará. – Cantares 5:6.

a) Esse momento vem individualmente e virá coletivamente. Amós 8:11,12.

b) Buscai o Senhor agora. – Hebreus 4:7; Apocalipse 3:20.

Para quem iremos nós?

Para quem iremos nós?

Texto: João 6:60-69; 68

Introdução: A esperança dos judeus sobre o reino de Jesus e o terrível desapontamento ao verem que outra era a missão de Jesus.

O abandono dos seguidores de Jesus e a franca confissão de Pedro. – João 6:68.

I – Para quem iremos?

A religião de Cristo apresenta grandes vantagens quando comparada com outras ideologias.

1. Buda?

a) O budismo não satisfaz, já pelo seu fundador, já pelos seus princípios – A posição da mulher.

2. Maomé?

a) Também não satisfaz, haja vista o que fez e ensinou o seu fundador – O estado da mulher.

3. Confúcio?

a) Considerem-se os efeitos da religião chinesa.

4. Escribas e fariseus?

a) Eles invalidam os mandamentos pelas suas tradições e formalidades religiosas.

5. Filósofos, teólogos ou cientistas?

a) Dizem-se sábios, mas são loucos, não crêem em Jesus e nas Escrituras, e os últimos inventam algo para a destruição de seus semelhantes.

6. Fontes mundanas de prazer?

a) Os prazeres não satisfazem a alma.

(1) J. Tinkan viajou por todo o mundo para encontrar 15 minutos de verdadeira felicidade e não a encontrou.

b) No mundo e nas suas modalidades não encontramos as palavras de vida, mas de morte.

II – Jesus é a única fonte verdadeira.

1. Ele é a fonte de água viva.- - João 4:13,14; 6:40.

a) Os samaritanos.

b) Os gregos e seu desejo.

2. Esta fonte foi profetizada e aberta para ti. – Daniel 9:2; Zacarias 13:1.

3. Para quem irás?

a) Fora de Cristo encontrarás desilusão e morte.

b) Em Jesus você encontrará descanso, faz e vida eterna. – João 6:35, 37; Mateus 11:28-30.

A caminho da vida eterna ou seguindo impressões falsas

A caminho da vida eterna ou seguindo impressões falsas

Texto: Provérbios 14:12

I – O caminho de Deus é o da obediência:

1. Obediência, melhor do que sacrifício. - I Samuel. 15:22.

2. Não obedeceram à minha voz. – Números 14:22-24,

3. Uma bênção se ouvirdes os... – Deuteronômio 11:27.

4. Purificando as nossas almas. - I Pedro 1:22.

5. Espírito dEle conduz à obediência. – Ezequiel 36:26,27,

II – O caminho de Satanás é o da desobediência.

l. Espírito que opera nos filhos da desobediência. – Efésios 2:1,2.

2. certamente não morrereis. – Gênesis 3:5.

3. Não te encurvarás a elas... – Êxodo 20:4,5.

a) Não obstante. – Mateus 4:10.

4. Não entraram na arca. - I Pedro 3 :20.

III – O caminho da vida – Aceitar a palavra.

1. Desobediência de um (Adão) – pecado – morte. – Romanos 5:19.

2. Obediência de Um (Cristo)– Justo – salvação – vida eterna.

3. Provai os espíritos. - I João 4:1.

4. Ninguém vos engane – ira de Deus. – Efésios 5:6.

5. Desobediência, justa retribuição. – Hebreus 2:2.

6. Promessa àqueles que guardam, – Apocalipse 22:7.

Caminho novo. – Hebreus 10 :20.

Uma reunião inevitável

Uma reunião inevitável

Texto: Amós 4:12

I – A pessoa que devemos encontrar - "Teu Deus".

1. A existência de Deus é revelada.

a) Na natureza. – Romanos 1:19-20.

b) Na consciência. – Romanos 2:14-15.

2. Deus se revelou como uma Pessoa. – Hebreus 1:1-3.

3. Todos devem algum dia encontrar-se com Deus na pessoa de Jesus. – Apocalipse 1:7; Filipenses 2:10-11.

II – A reunião inevitável – "Encontrar".

Se não aqui, no juízo. – Hebreus 9:27.

1. O fim é certo para todos. - II Coríntios 5:10.

2. O tempo do fim é incerto. – Tiago 4:13-14.

3. O nosso estado no fim determinará a nossa sorte. – Apocalipse 22:11.

III – A preparação necessária - "Prepara-te".

Que preparação pode fazer um pecador para encontrar-se com um Deus santo?

l. Alguns nada fazem: os indiferentes. – Mateus 24:38-39.

2. Alguns dependem das boas obras: os moralistas. – Isaias 64:6.

3. Alguns confiam na religião: os fariseus. – Filipenses 3:4-9.

4, Alguns confiam na preparação para eles feita por Deus. Romanos 1:17. A justiça divina.

O preparo para encontrar a Deus

O preparo para encontrar a Deus

Texto: Amós 4:12

Introdução: Cada pessoa terá de encontrar-se com Deus.

I – Por que preparar-se?

1. Porque a vida é curta e incerta.

2. Porque a morte é certa.

3. Porque o julgamento está em andamento.

4. Porque a eternidade dependerá do nosso preparo.

II – Por natureza não estamos preparados.

1. Nosso coração é enganoso. – Jeremias 17:9.

2. Nossa vida está errada. - Isa. 64:6.

3. Nosso relatório (ou feitos) é mau. – Mateus 15:19.

III – Como preparar-se?

1. Pelo arrependimento. - Atos 3:19.

2. Pela fé e confissão do Senhor Jesus. - Atos 4:12.

3. Pela obediência. - I Samuel 15:22.