A Bíblia é a Palavra santa de Deus

Introdução: A Bíblia não é a palavra do homem, dos santos ou dos anjos, mas a Palavra de Deus. – Provas:

I – Sua franqueza e fidelidade.

l. A literatura – biografias e romances – exalta as boas qualidades mas não menciona os erros e as fraquezas de seus personagens. – Exemplos.

2. A Bíblia, porém, fala das virtudes e das faltas de seus personagens. – Exemplos.

II – Satisfaz as exigências da vida humana.

A humanidade acha nela o auxílio precioso em quaisquer circunstâncias da vida.

III – Sua unidade maravilhosa.

Escrita por cerca de 40 homens, separados uns dos outros por tempo, posição geográfica, educação, cultura, língua, posição social, profissão etc., é, contudo, harmoniosa!

IV – Superior a todos os dentais livros.

1. Universalmente lido. - Traduzido já em 1.181 línguas e dialetos!

2. O mais antigo e o mais moderno. – Sempre novo.

V – Sua preservação.

1. Livros famosos desapareceram ou perderam sua influência.

2. A Bíblia apesar de atacada pela incredulidade e perseguição, é sempre vitoriosa.

VI – Sua influência no mundo.

1. Nações onde não é conhecida e vice-versa.

2. Abençoa os lares; exalta a mulher; santifica o berço; regenera o homem. Seus frutos.

VII – Não evolui.

1. Religiões e doutrinas "progressivas". – Livros de ciência mudados.

2. A Bíblia não progride. – Não evolui. Não sofre mutação. É sempre a mesma. O Evangelho, sempre o mesmo.

VIII – O homem por si não a escreveria.

1. Como um simples homem não podia ter feito a rosa ou o pôr-do-sol, não podia, igualmente, ter escrito a Bíblia.

2. Suas ciência moral, poesia, revelações, profecias etc.

IX – Sua profundidade.

Inesgotável. – Insondável.

X – Revela o plano de Salvação.

1. Responde à pergunta mais importante: "Que farei para me salvar?"

2. Trata dos assuntos mais importantes de maneira a satisfazer o ignorante ou o erudito.

3. Seus temas, os mais exaltados: Deus, Cristo, o Espírito Santo, o homem, o pecado, a justiça, a salvação.

0 Comentários