Esboço de sermão - A amargura

Texto: Hebreus 12:15

 

Introdução: A amargura é um sentimento que demonstra a falta de um espírito de reconciliação e pode ser verificada pelas nossas atitudes:
• Se estivermos maquinando maneiras de vingar-nos na primeira oportunidade;
• Se há recordação até dos mais íntimos detalhes de um evento que aconteceu há muito tempo;
• Se nos sentimos ressentidos, e devido a isso estamos tratando de justificar o ressentimento dizendo “eu tenho razão”;
• Quando lemos a Bíblia e quase inconscientemente aplicamos a Escritura a outros em vez de nós mesmos.

1 – A amargura de Levi e de Simeão – Gn. 34

Algumas lições desta história:
a – A raiz de amargura faz brotar em nós o desejo de vingança (v.14);
b – Nos cega de tal maneira que não medimos o que fazemos (vs. 25 e 26);
c – Nos leva a pensar que o que fazemos está certo (v. 31);
d – A raiz de amargura afeta a todos os que nos rodeiam (v.30).

2 – A amargura de Simão – Atos 8: 23

Algumas lições desta história:
a – O desejo de figurar, de anelar cargos na igreja, termina gerando amargura. O humilde não se amargura e serve o que Deus lhe dá (Atos 8: 18-19).
b – A inveja gera amargura para com os líderes, os irmãos, e até mesmo com Deus (At.8:23).

3 – Consequências da amargura:

a – A alma amarga impede que entendamos os verdadeiros propósitos de Deus em determinadas situações;
b – A alma amarga contamina a outros. Por meio de suas palavras o amargurado busca adeptos à sua causa. E quem se une é seu amigo e quem não se une é seu inimigo (Pv.26:21; Tg.3:5-6).
c – A alma amarga dá lugar ao diabo (Ef.4:26-27)
d – A alma amarga pode afetar a saúde (Tg.3:5-6).

4 – Como se libertar da amargura:

a – Reconhecer que o que estamos sentindo é pecado e arrepender-nos de senti-lo (Hb.12:14);
b – Não justificar que temos razão para sentir-nos assim, nem por isso deixa de ser pecado;
c – Perdoar ao ofensor como Deus nos perdoou (Ef.4:31-32; Mt.18:23-35);
d – Se a pessoa não reconhece a sua falta, devemos fazer cumprir a nossa parte com amor, perdoando-lhe e pedindo-lhe perdão.


Conclusão: Todo sentimento contrário à vontade de Deus, expresso em sua Palavra, deve ser eliminado da nossa vida para que o projeto de Jesus se cumpra em nós, e sejamos vitoriosos.

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á  disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!