A Maturidade Cristã

Texto Base: Gênesis 41.9-41

A narrativa de José revela que idade não é sinal de amadurecimento. A maturidade cristã pode ser resumida da seguinte forma: O esforço do crente em reproduzir em sua vida o caráter de Jesus. Na vida de José podemos ver claramente o quanto Deus era real e relevante para ele. Vejamos:

1. José creditava tudo na sua vida a Deus. (v.15-16)

Este lhe disse: Tive um sonho, e não há quem o interprete. Ouvi dizer, porém, a teu respeito que, quando ouves um sonho, podes interpretá-lo. Respondeu-lhe José: Não está isso em mim; mas Deus dará resposta favorável a Faraó.

Vale a pena ressaltar as palavras do grande escritor C.S. LEWIS. “O ideal do verdadeiro é relacionar a Deus tudo na vida, cada ato simples ou sentimento, cada experiência, agradável ou não”.

2. José soube tirar proveito das situações que a vida lhe proporcionava. (Gênesis 39:4;21-22) (Gênesis 41.39-40)

logrou José mercê perante ele, a quem servia; e ele o pôs por mordomo de sua casa e lhe passou às mãos tudo o que tinha. O SENHOR, porém, era com José, e lhe foi benigno, e lhe deu mercê perante o carcereiro; o qual confiou às mãos de José todos os presos que estavam no cárcere; e ele fazia tudo quanto se devia fazer ali. Depois, disse Faraó a José: Visto que Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão ajuizado e sábio como tu. Administrarás a minha casa, e à tua palavra obedecerá todo o meu povo; somente no trono eu serei maior do que tu.

Observamos nestes versos que José antes de chegar ao posto de governador do Egito, teve a oportunidade administrar e gerenciar na casa de seu senhor como mordomo e também na prisão. Muitas pessoas andam tristes e reclamam da vida, de sua situação, da família e até de Deus e da Igreja. Vemos em José um homem que apesar de ser injustiçado e maltratado soube tirar proveito destas situações. Como diz o filósofo existencialista Jean-Paul Charles Aymard Sartre “Não importa o que a vida fez de você, importa o que você fez com que a vida fez de você”.

3. José foi um homem cheio do Espírito de Deus. (Gênesis 41.38)

Disse faraó aos seus oficiais: Acharíamos, porventura, homem como este, em que há o Espírito de Deus?

Um homem cheio do Espírito Santo possui uma vida efetiva de oração, tem intimidade com o Deus da glória, obedece a Deus, confia plenamente na Pessoa de Deus, e é dirigido pelo Espírito.

Conclusão

O crente maduro

* Dá a glória devida a Deus

* Sabe tirar proveito das situações que a vida lhe apresenta

* É cheio do Espírito Santo.

 

Jose Manuel Monteiro Junior

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á  disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!