Adoração é render-se

Texto: Gênesis 32:22-31

22 - Naquela mesma noite Jacó se levantou e atravessou o rio Jaboque, levando consigo as suas duas mulheres, as suas duas concubinas e os seus onze filhos.

23 - Depois que as pessoas passaram, Jacó fez que também passasse tudo o que era seu;

24 - mas ele ficou para trás, sozinho. Aí veio um homem que lutou com ele até o dia amanhecer.

25 - Quando o homem viu que não podia vencer, deu um golpe na junta da coxa de Jacó, de modo que ela ficou fora do lugar.

26 - Então o homem disse: -Solte-me, pois já está amanhecendo. -Não solto enquanto o senhor não me abençoar-respondeu Jacó.

27 - Aí o homem perguntou: -Como você se chama? –Jacó - respondeu ele.

28 - Então o homem disse: -O seu nome não será mais Jacó. Você lutou com Deus e com os homens e venceu; por isso o seu nome será Israel.

29 -Agora diga-me o seu nome - pediu Jacó. O homem respondeu: -Por que você quer saber o meu nome? E ali ele abençoou Jacó.

30 - Então Jacó disse: -Eu vi Deus face a face, mas ainda estou vivo. Por isso ele pôs naquele lugar o nome de Peniel.

31 - O sol nasceu quando Jacó estava saindo de Peniel, e ele ia mancando por causa do golpe que havia levado na coxa.

Um pequeno resumo da vida de Jacó:

Gênesis 27 começa a saga de Jacó.

*Ele era filho de Isaque e Rebeca, era neto do Pai da fé, Abraão.

*Ele era irmão gêmeo do primogênito Esaú.

*Naquele tempo havia um extremo valor na bênção paterna da primogenitura.

*Jacó cobiçava essa bênção, mas não podia, pois havia nascido depois de Esaú.

*Ele então chantageia o seu irmão num dia em que estava com fome e troca a primogenitura de seu irmão por um prato de comida.

*O seu pai estava quase cego e então com o apoio de sua mãe ele o engana se fazendo passar por seu irmão e recebe a bênção do seu pai.

*Esaú se sente enganado e traído vai em busca de Jacó para matá-lo, mas Jacó foge para uma terra distante.

*Jacó certo dia, fugindo de seu irmão, tem um sonho maravilhoso, vê anjos descendo e subindo no céu e faz uma proposta meio estranha para Deus: Gênesis 28:20-22

“E Jacó fez um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer e vestes para vestir, e eu em paz tornar à casa de meu pai, o SENHOR será o meu Deus; e esta pedra, que tenho posto por coluna, será Casa de Deus; e, de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo”.

*Jacó não entende aquilo como uma experiência espiritual diante de Deus, pelo contrário, ele tem uma experiência religiosa, pois barganha com Deus: “Se me deres devolverei 10% de tudo”.

*Mas, Jacó se vê impulsionado pelo Espírito para rever e fazer as pazes com o seu irmão, mas o seu coração ainda não estava completamente debaixo do Senhorio de Deus.

*Ele não consegue chegar diante de seu irmão e curvar-se diante dele e pedir perdão, ainda há um medo, uma falta de humildade, um coração não completamente espiritual.

*Gênesis 32:7: “Jacó encheu-se de medo e foi tomado de angústia”. Ele fica sabendo que Esaú está vindo com um exército de 400 homens.

*Ele tenta barganhar, mandando alguns presentes para ganhar seu irmão primeiramente, da mesma forma que fizera com Deus.

*Jacó era um homem com problemas, desesperado. Digamos que Deus o tenha colocado contra a parede para que ele fosse consertar o seu erro e reatar a sua amizade com o seu irmão.

*Jacó até aquele momento não sabia o que era adoração!

*Faltava em Jacó quebrantamento, apesar de ter amadurecido muito. Agora Jacó era um pai amoroso, era obediente ao Senhor e seguia a ordem do Senhor para voltar ao seu lar. Era humilde em muitas áreas de sua vida e um homem de oração, olhe a sua oração: em Gênesis 32:10

“menor sou eu que todas as beneficências e que toda a fidelidade que tiveste com teu servo”.

*Mas ao invés de confiar em Deus resolveu dar uma ajudazinha mandando uns presentinhos ao seu irmão, para não morrer.

*Havia um medo no coração de Jacó, um medo de voltar atrás, um medo de rever os seus conceitos, de voltar ao principio como diz em Apocalipse 2:5: “Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas”.

*Ele tinha boas qualidades: era obediente, de oração, buscando a fidelidade, humilde, dizimista, amoroso, bondoso, temente a Deus, mas continuava com aquele pontinho negro dentro do seu coração.

*Jacó era uma boa pessoa, mas para Deus ele precisava aprender a se render!

*Render: isso Jacó não tinha feito ainda.

*Ele orava, dizimava, amava sua família, era um bom pai e honesto, mas não havia se rendido.

*Jacó era um covarde – e render-se não é para covardes, mas para aqueles que tem sede profunda de Deus.

*Render-se tem a ver com deixar o controle, não dirigir mais a nossa vida.

*A verdadeira adoração acontece quando você se entrega totalmente a Deus.

*Tudo – o controle de tudo! Isso parece impossível? Deu medo agora no seu coração?

*Isso que Jacó sentia! Medo de se render, levantar as mãos e dizer me entrego, entrego tudo!

*Medo de se render é a mesma coisa de não ter fé!

1) Para adorar a Deus devo me oferecer por completo

Jacó teve uma experiência grandiosa com Deus em Betel, lugar onde ele disse que Deus estava presente, mas a carne ali ainda estava viva, Jacó ainda não havia sido quebrantado. Ele pegou aquela experiência e transformou em um testemunho religioso e nada mais, pois a natureza humana, a carne continuou imperando dentro dele e nada daquela experiência valeu, para a mudança da vida de Jacó.

*Muitos estão assim, até receberam a Jesus, mas nunca aceitaram seu senhorio. Muitas pessoas têm o Espírito Santo, mas o Espírito Santo nunca teve esta pessoa.

*Talvez você seja daqueles que ama ser Batista, ser Católico, ser Pentecostal, ser Renovado, mas você nunca deixou ser dominado pelo Deus que não se interessa por dogmas, ou denominações, mas por corações quebrantados. Um Deus que se interessa pelo ser humano para controlá-lo de forma definitiva e dar-lhe vitória sobre o pecado.

*Aprendemos a nunca desistir, não dar o braço a torcer, achar que estamos no controle, achar que temos que fazer alguma coisa para consertar algo que não temos condição de resolver.

*Adoração é oferecer-se como em Romanos 12:2

2) Para adorar a Deus devo tomar uma decisão intima e individual.

22 - Naquela mesma noite Jacó se levantou e atravessou o rio Jaboque, levando consigo as suas duas mulheres, as suas duas concubinas e os seus onze filhos.

23 - Depois que as pessoas passaram, Jacó fez que também passasse tudo o que era seu;

24 - mas ele ficou para trás, sozinho.

*Adoração não tem a ver com igreja no coletivo, mas no individuo. Eu não adoro como multidão, mas como indivíduo.

*Deus não procura igrejas, povos, músicos ou pastores que o adorem. Ele procura adoradores – isso mostra o indivíduo, o templo do Espírito Santo.

*Jacó leva as suas esposas, seus filhos, seus pertences e depois que todos passaram o texto é bem incisivo e detalhista: Ele fica para trás, sozinho.

*Deus tinha um propósito naquilo, Deus queria encontrá-lo sozinho, sem o carinho dos filhos, sem a mão calorosa de Raquel, sua esposa querida, ele estava sozinho e desprotegido.

*Muitos não querem atravessar o Jaboque espiritual porque Deus não trata conosco através da nossa Igreja, da nossa religião, das nossas boas amizades, do nosso pastor, ou até da nossa família que nos ensinou o caminho cristão.

*Jacó naquela hora não podia barganhar com Deus porque era neto de um dos homens mais importantes da Bíblia: O pai da fé, o amigo de Deus, Abraão.

*Jacó estava sozinho, ali ele não podia reivindicar nada, pois era hora da decisão, do acerto, do quebrantamento de sua vida. Ele esqueceu de tudo, jogou tudo que aprendera para fora de sua alma, jogou tudo que aprendera para longe, pois nesses momentos não se pode ter medo de voltar atrás, rever os conceitos, voltar ao primeiro amor e se arrepender por anos e anos sem deixar o Grande “EU SOU” ser Senhor de nossa vida.

*Na hora da decisão você deve negar tudo, jogar tudo por terra, e voltar-se ao Senhor, porque é agora que Deus trata conosco, que Deus nos amassa, onde a sua ira a nós é revelada, onde ele nos esmaga e nos faz ver que somos como um vermezinho na sua presença, mas, também é onde a sua graça nos é presenteada e somos transformados.

3) Para Adorar a Deus preciso soltar o volante

24 - mas ele ficou para trás, sozinho. Aí veio um homem que lutou com ele até o dia amanhecer.

25 - Quando o homem viu que não podia vencer, deu um golpe na junta da coxa de Jacó, de modo que ela ficou fora do lugar.

26 - Então o homem disse: -Solte-me, pois já está amanhecendo. -Não solto enquanto o senhor não me abençoar-respondeu Jacó.

27 - Aí o homem perguntou: -Como você se chama? –Jacó - respondeu ele.

28 - Então o homem disse: -O seu nome não será mais Jacó. Você lutou com Deus e com os homens e venceu; por isso o seu nome será Israel.

30 - Então Jacó disse: -Eu vi Deus face a face, mas ainda estou vivo. Por isso ele pôs naquele lugar o nome de Peniel.

31 - O sol nasceu quando Jacó estava saindo de Peniel, e ele ia mancando por causa do golpe que havia levado na coxa.

*Depois de ficar sozinho Jacó começou a lutar.

*A maior luta do homem não é com o pecado é com Deus, pois é Deus, pois a maior dificuldade do ser humano é soltar o volante e deixar Deus dirigir.

*Sproul diz: “Obviamente, aquele com quem Jacó lutou era mais que um homem – era o anjo de Deus”.

Há algumas coisas interessantes neste texto:

*Há uma luta espiritual – essa luta traz cansaço, traz dor, traz lágrimas, traz conflitos, traz desespero, traz vergonha, traz apego às coisas deste mundo.

*Há uma luta da adoração verdadeira com o controle humano – Duas coisas que são contrárias para serem vencidas deve haver guerra (Jacó X Anjo) – este é o lugar de guerra contra sua própria carnalidade.

*Jaboque é uma luta que deixa marcas para a vida toda – O anjo toca na coxa de Jacó depois de ver que não poderia dominá-lo. Aquilo deixou Jacó manco, pelo resto da vida, a partir daquele dia ele não poderia andar normalmente. Deus tocou na sua postura, ele agora andaria curvado diante de Deus. Adorar é se deixar quebrantar, é ser ferido por Deus, é sair derrotado pelo Deus vivo, sair coxo, mas sair vivo.

30 - Então Jacó disse: -Eu vi Deus face a face, mas ainda estou vivo.

*Adorar é atitude de mudança de caráter – O Dr. Sproul diz em seu livro “A santidade de Deus” que: “Quando um combatente revelava o seu próprio nome, significava que estava reconhecendo a sua derrota e a superioridade da outra parte. Era um ato de submissão”.

*Quando Jacó informa o seu nome ele está reconhecendo a sua derrota. Veja o texto: 29 -Agora diga-me o seu nome - pediu Jacó. O homem respondeu: -Por que você quer saber o meu nome? E ali ele abençoou Jacó.

*Veja que o anjo não revela o seu nome, pois havia vencido a Jacó.

*O nome Jacó significa: O trapaceador, o enganador. E o que o anjo faz, muda o seu nome. No VT o nome tinha haver com o caráter e Deus muda o nome de Jacó para Israel que quer dizer “O Deus lutou”.

*Deus muda o nome de Jacó para aquele com quem Deus lutou e venceu.

*Sabe quando você sabe que soltou o volante e deixou Deus dirigir quando você depende Dele para resolver seus problemas, por menor que seja, em vez de insistir em manipular outras pessoas.

*Você não precisa estar no controle sempre, ao invés de fazer mais, confie mais.

*Todas as vezes que você se coloca no controle de uma situação, você está dizendo para Deus eu sei fazer melhor.

*A HITÓRIA DO ALPINISTA

Conclusão: Você não estará pronto para ADORAR enquanto não estiver em total desespero, quebrantamento e submissão completa. Você tem que chegar ao fim da linha. Deve ser para você um caso de vida ou morte.

Jacó enfrentou essa crise: De um lado o seu irmão com um exército se aproximava de outro lado à ordem definitiva de Deus. Era o fim da linha para ele. Naquele momento os seus pecados o haviam alcançado, agora não podia mais se esconder, não dava mais para enganar, não dava mais para fingir – nesta hora ele vê Deus face a face.

*Jacó se entrega, começa a adorar:

1) Para adorar a Deus devo me oferecer por completo

2) Para adorar a Deus devo tomar uma decisão intima e individual.

3) Para Adorar a Deus preciso soltar o volante


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Adoração é render-se Reviewed by Aldenir Araujo on 5/24/2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.