Texto: "Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual; a fim de viverdes de modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado, frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus; sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a força da sua glória, em toda a perseverança e longanimidade; com alegria, dando graças ao Pai, que vos fez idôneos à parte que vos cabe da herança dos santos na luz" (Colossenses 1.9-12).

Introdução: Viver de modo digno do Senhor, isto é, corresponder às suas expectativas, significa assumirmos posturas corretas. Vejamos quais são estas posturas:

1 - A Cabeça sábia - "Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual" (v.9).
- Tiago ensina, em seu livro, no capítulo 1.5 que quem tem falta de sabedoria deve pedir a Deus e será dada abundantemente.
- Provérbios 2.1-6, nos instruem que devemos buscar a sabedoria como a prata e tesouros escondidos.

2 - Os pés firmes - "a fim de viverdes de modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado" (v.10a).
- O nosso caminhar deve ser firme e constante - (1 Coríntios 15.58).
- Iluminados pela Palavra de Deus - (Salmo 119.105).
- Andando pelas carreiras direitas - (Provérbios 4.10-12)
- Sem medo - (Josué 1.9)

3 - As mãos ocupadas - "frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus" (v.10b).
- Não há frutificação sem trabalho.
- Necessário: Escolher a semente, escolher a melhor terra, arar, gradear, corrigir, adubar, plantar, regar, fazer os tratos culturais, combater as pragas, colher e armazenar.
- O trabalhador é digno do seu salário
- Há uma ordem neste versículo: frutificar e crescer no conhecimento de Deus (intimidade).

4 - As costas fortes - "sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a força da sua glória, em toda a perseverança e longanimidade; com alegria" (v.11)
- Paulo nos instrui: "fortalecei no Senhor e na força do seu poder" - (Efésios 6.10)
- O fortalecimento vem do Senhor e não do braço humano ("segundo a força da sua glória").
- Deus nos deu espírito de poder, amor e sabedoria - (2 Timóteo 1.7).

5 - O rosto alegre - "em toda a perseverança e longanimidade; com alegria" (v.11b)
- O perseverante é motivado a uma conquista e isto alegra o coração
- Ele tem um alvo, persevera por ele, com paciência e alegria, com certeza da vitória - (Hebreus 11.6)
- A alegria vem de um coração esperançoso e confiante nas promessas de Deus.

Conclusão: "dando graças ao Pai, que vos fez idôneos à parte que vos cabe da herança dos santos na luz" - (v.12). Quando analisamos o verso 12, entendemos que existe uma herança, e precisamos ser agradecidos, porque o Pai nos fez merecedor da parte que nos cabe na sua herança.

Glória a Deus somos herdeiros de um Pai fiel e Rei do Universo.

Roberto e Lourdes – MIMS e AMAI