Como ser vencedores

Texto: Romanos 8:37-39 

Introdução:

Se alguém fracassa em sua vida espiritual não é por falta de graça e amor divino. (Romanos 8:31-34)
Somente em Cristo Jesus se revelou o amor divino de Deus, enquanto permanecemos em Jesus Cristo tendo o como nosso Senhor podemos ter a certeza de que nunca seremos separados do amor de Deus.

I. Para sermos vencedores temos que ser humildes

1. Jesus é nosso exemplo. (Mateus 11:29)
· HUMILDE. É ser submisso, inclinar-se, obediente.
· O humilde é exaltado
2. Deus exalta os humildes e os protege (Salmos 147:6)
· Segundo o salmista Deus lhes assegura a ajuda e a vitória final (Salmos 22:26)
3. Deus respalda os humildes
4. Jesus Cristo ajudou os humildes e aflitos debaixo do novo pacto. (Mateus 11:28-30)
· Primeiro vinde a mim
· Tomai sobre vós o meu jugo.
· O jugo, problemas da vida (Criticas contra nós)
5. Deus se deleita naqueles que tem um espírito humilde
· Todo crente deve pedir um espírito de humildade
· Para poder ser agradável a ele (Gálatas 5:23) Mansidão, temperança.
· Aqui entram os frutos do espírito santo.
· Melhor é humilhar o espírito com os humildes. (Provérbios 16:19)  

II. Para sermos vencedores temos que ser tementes a Deus

1. O temor é aborrecer o mal (Provérbios 8:13)
2. O temor de Deus deve fazer que os crentes se apartem do mal (Provérbios 16:6, 14:26)
No temor de Jeová está a fonte de confiança.
3. É necessário aborrecer o pecado que desagrada a Deus e arruína a vida cristã.
· O temor de Deus é respeitá-lo como Deus.
· A causa de sua glória (Santidade, Majestade e poder)
· O temor a Jeová faz que os crentes ponham sua fé e confiança só nele.
· O temor nos faz reconhecer que ele é um Deus que está irado com o pecado.
· Tem poder para castigar os que transgridem
· Quando Adão e Eva pecaram tiveram medo de Deus.
· Tentaram esconder-se da sua presença. (Gênesis 3:8)  

III. Para sermos vencedores temos que ser obedientes a sua palavra.

1. É perigoso quando não se obedece a sua palavra. Exemplo de Jonas 1:1
2. Jonas foi chamado por Deus para advertir a cidade de Nínive.
3. Deus ia julgar a Nínive por causa do seu pecado.

· Era uma nação muito ímpia, brutal e imoral
· Qual é o perigo, de fugir (Jonas 1:3)
· Jonas fugiu do chamado de Deus, negando-se a entregar a mensagem.
4. Deus segue seu processo (Jonas 1:4)
· Enviou uma grande tempestade sobre o mar
· A fim de persuadir Jonas que obedecesse ao seu chamado.
· Por sua desobediência decide que o lancem ao mar (Jonas 1:12)
· Jonas sabia e reconhecia que era Deus quem alvoroçou o mar (Jonas 2:2) 

Conclusão:

Neste relato de Jonas ocorreram sete milagres:
1. Deus causou uma grande tempestade (Jonas 1:4)
2. Guiou a sorte para implicar a Jonas (Jonas 1:7)
3. Aquietou o Mar (Jonas 1:15)
4. Providenciou um grande peixe para tragá-lo (Jonas 1:17)
5. O manteve vivo durante três dias (Jonas 1:17)
6. Ordenou ao peixe que o lançasse na praia
7. Fez com que o peixe vomitasse Jonas em terra seca (Jonas 2:10)


Pr. Aldenir Araújo

 

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á  disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!