Texto Bíblico: Provérbios 4.20-27


VERSÍCULO 20: Deus nos chama a atenção para os próximos versículos, pois estes trarão um conhecimento fundamental para a nossa caminhada com o Senhor.


VERSÍCULO 23: No coração está a fonte dos nossos desejos. A ciência nos ensina que na realidade esta fonte seria localizada no cérebro, porém quando se fala, na Bíblia em emoções, desejos e sentimentos, se fala de coração e não do cérebro.
Muitas vezes erramos por ouvir apenas a voz do coração, ou seja, a voz das nossas emoções que por sua vez nem sempre estão tratadas o suficiente para decidir a coisa certa. A Bíblia também nos ensina que onde estiver o nosso coração aí também estará o nosso Deus. Por isso temos de procurar ter um coração voltado para o Senhor e sempre ouvindo a sua voz e não a voz das emoções.


VERSÍCULO 24: Nossa palavra tem poder e autoridade, o que sai de nossa boca será usado pelo Espírito de Deus ou pelos verdugos do inimigo de nossa alma. Quando usamos a boca como um canal de benção é como se ela fosse um manancial de águas cristalinas, porém quando a usamos para amaldiçoar ou fazer comentários pecaminosos, a nossa boca fica como uma rede de esgotos, por onde só passa aquilo que deve ser lançado fora. Como sua boca tem sido usada? (Pv 6.2; Pv 18.21; Tg 3.1-12)


VERSÍCULO 25: Os olhos são o principal meio de entrada das informações que recebemos de tudo o que nos cerca. Podemos afirmar que é uma grande porta para que os desejos cheguem ao nosso coração. Por isso devemos vigiar o que olhamos e como olhamos. Devemos lembrar também que o primeiro olhar não pode ser evitado, porém os demais podem, ou seja, quando olhamos para algo que não devemos ver temos de evitar o segundo olhar já que o primeiro não pôde ser evitado – Mt 6.23.


VERSÍCULO 26: Os pés são eles que nos conduzem aonde queremos ir, porém temos de vigiar pois certos lugares não são para serem “pisados” pelos santos de Deus, a não ser por ordem expressa do Senhor afim de se cumprir os seus propósitos para o Reino de Deus.
O Senhor nos chamou para usar os nossos pés para anunciar as boas novas – Is 52.10.
Devemos lembrar que os nossos pés são usados para conquistar territórios e pisar no inimigo. (Dt 11,24; Lc 20,43) – respectivamente.

 

Pr. Walter Louzada Belidio de Moraes