Removendo o Espírito de Ananias e Safira

Texto: Atos 5.1-16
No capítulo 4 do Livro de Atos, lemos uma narrativa tremenda acerca da igreja primitiva: TODOS TINHAM UM SÓ CORAÇÃO, UM SÓ PENSAMENTO, UMA SÓ MENTE. O SENHOR FAZIA MILAGRES, SINAIS E PRODÍGIOS POR MEIO DOS APÓSTOLOS.
Atos 4:32 diz que existia uma multidão que cria, que acreditava, que recebia, que tinha generosidade; era uma geração benévola. A Igreja estava descobrindo a sua prosperidade e, nessa rota, começou a crescer e ficar rica. Não havia necessidade alguma entre os fiéis.

Benevolência e generosidade: características do homem próspero

A Igreja primitiva ficou rica e não havia dentre eles nenhum necessitado. Isso foi possível porque aquela geração foi generosa e benévola. Os ricos repartiam seus bens e supriam os necessitados. E, aqueles que tinham pouco eram fiéis no pouco que tinham e o Senhor os colocava sobre o muito (Mt 25:21). Se você quiser entrar no muito do Senhor, honre-o no pouco. Muitas vezes as pessoas dizem que não ofertam ou não ajudam alguém porque têm pouco, mas precisam aprender a serem fiéis no pouco para adquirirem muito. A Igreja de Jesus nasceu com um caráter generoso, benévolo e fiel e por isso zerou a necessidade do povo.


Benevolência e generosidade fazem parte do currículo de quem quer ser próspero. A pessoa benévola é alguém que tem a graça e a pessoa generosa tem misericórdia e socorro. A Igreja nasceu e a sua necessidade no início era sinais, milagres, prodígios e maravilhas. Isso era o que a Igreja queria. Mas, Deus lhes deu muito mais. O Senhor lhes deu riquezas que cada fiel soube administrar e repartir. Vemos essa verdade personificada numa pessoa chamada Barnabé ou José da consolação. A Igreja começou a ser consolada, pois não havia entre o povo u necessitado sequer.

Infidelidade: a arma do inimigo

A igreja primitiva crescia em todos os níveis, porém Satanás entrou no contra-ataque e pegou numa equipe pessoas conhecidas dos apóstolos para minarem a essência do sagrado, para contaminarem os dízimos e as ofertas que estavam sendo trazidas. O Espírito Santo disse a Pedro: Ananias e Safira mentem a ti (At 5:3). Era tanta oferta que Pedro poderia apenas admoestar o casal. Quando alguém rouba a Deus, quem denuncia? O Espírito Santo. O Espírito Santo não quer um templo sujo e o que mantém o templo limpo é a fidelidade. O nosso templo só ficará limpo pela fidelidade. Você é dizimista? Você é ofertante? Não adianta mentir, pois o Espírito Santo lhe conhece.


Nesse contexto, Ananias personificava a infidelidade. Ao mesmo tempo em que existia José da Consolação que personificava a igreja generosa, benévola, dos milagres, existia Ananias, a personificação da infidelidade. O capítulo 4 de Atos fala das vitórias, e o capítulo 5 fala do contra-ataque. Satanás sempre trabalhará para fazer com que você minta acerca dos dízimos e das ofertas, que não lhe pertencem, mas pertencem ao Senhor. O inimigo vai tentar lhe enganar, porque se ele conseguir fazer com que você não entregue o dízimo, ou entregue apenas uma parte - o que não adianta - ele estará lhe prendendo na infidelidade.


Se você financia um carro em 12 vezes e diz que vai pagar apenas a primeira, a quinta, a décima e a décima segunda prestações, você não pode dizer que quitou o seu carro. Nesse momento, já haverá oficial de justiça atrás de você.
Você pode enganar ao líder de célula, a quem quer que seja, mas no céu, só existem duas definições: ou é fiel, ou é ladrão (Ml. 3:7-8). E, lugar de ladrão é na cadeia. É por isso que muitas pessoas vivem em prisões. Mas, o livro de Naum nos diz que o Senhor será uma fortaleza no dia da angústia, romperá nossas cadeias e não sofreremos a mesma angústia duas vezes (Na 1.7). Mas, para sair da prisão, é preciso pagar a fiança. Nesse caso, pagar a fiança é se reconciliar com a fidelidade, para que a escrita "ladrão" que está nos céus da cabeça do infiel, seja apagada.

Morte: resultado da infidelidade

O resultado do espírito de Ananias é a morte. A Bíblia não diz que Ananias morreu porque não entregou o dízimo e a oferta, mas porque mentiu ao Espírito Santo. Muitos de nós fazemos algumas coisas e, cinicamente, mentimos ao Espírito Santo, porque o nosso coração ainda não é liberto. Precisamos honrar o Espírito Santo. Quando não entregamos o dízimo e a oferta, estamos mentindo ao Espírito e não ao nosso líder.


O infiel morre e o cúmplice também. Mas, quem enche de dúvida o coração do dizimista? SATANÁS. Proponha no seu coração não mentir a Deus, não mentir ao Espírito e não ser cúmplice de ladrões. Só o diabo trabalha para alguém não ser dizimista, porque ele sabe que o dizimista é uma ameaça para o inferno, é prejuízo para o reino das trevas.


O inimigo encheu o coração de Ananias e Safira para fazer nascer uma geração de enganadores. Se, na época, a comunidade absorvesse o exemplo de Ananias e Safira, entraria, em toda a história da Igreja, o espírito de engano maligno para deixar a igreja pobre. Mas, pelo contrário, quando eles mentiram ao Espírito Santo, toda a comunidade viu a conseqüência deste pecado, e entrou o temor de Deus. Isso ficou registrado para que a igreja de Jesus não permitisse que o coração se enchesse do conselho do diabo.

Fidelidade: marca do filho legítimo

A dúvida, o medo e a insegurança são espíritos malignos, conselheiros do inferno na nossa audição para tentar nos tirar do propósito de Deus. Porém, o nosso ouvido está selado para receber a palavra de fé, porque "A FÉ VEM PELO OUVIR, E O OUVIR PELA PALAVRA DE CRISTO" (Rm. 10:7). Os seus ouvidos devem ouvir a Palavra de Cristo, palavras ungidas, palavra de fé, de ânimo, de libertação, de zelo, de benevolência.


Assim como o Espírito Santo ministrou consolação pela fidelidade, satanás queria trazer angústia pela infidelidade. Mas, prevaleceu o Espírito Santo do Senhor. Satanás não tem direito de encher o seu coração de engano. Dê um basta nisso! Sele a fidelidade do Senhor no seu coração.


Peça perdão ao Espírito Santo por ter pecado e por ter seguido o conselho do inimigo. Declare que você é fiel e aja como um filho legítimo. Decida não fazer história com Ananias e Safira, decida ser fiel e não ser cúmplice do pecado. Una seu coração à fidelidade, aos sinais, prodígios e maravilhas, para que a consolação venha para a igreja, juntamente com a benevolência e a generosidade.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Ap. Renê Terra Nova

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá á  disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!