Introdução:

O sábio Salomão se ocupa neste texto com um discurso sobre a solidão humana, mostrando ela como um grave problema moderno.

Vamos abordá-la sob alguns aspectos:

1) Solidão Familiar (8)

O texto fala de um homem que só pensava em trabalhar, ganhar para si, sem ter herdeiros para repartir ou para prosseguir sua geração. A falta de herdeiros era um dos piores males em Israel, pois o herdeiro, era a continuação da história familiar.

Jó perdeu seus dez herdeiros, Marta e Maria perderam Lázaro que era o provedor do lar. A Viúva de Naim perdeu seu único filho.

Deus não quer a solidão do homem (Gen.2:18).

A Bíblia nos mostra o valor de uma boa companhia: feminina (Prov.31:10ª31), Masculina (I Ped.3:8).

2) Falta de cooperação nos projetos da vida (9)

O vs fala de dividir nosso projeto de vida com alguém de nossa confiança.

Daniel dividiu com seus companheiros o projeto para livrar a vida de todos e pediu suas ajudas (Dan.2:13ª19).

Temos que nos ajudar como forma terapêutica de vida (Tg.5:16).

Cooperação mútua nos ajuda a vencer inimigos (Ex.17:11ª13).

3) Falta de amigos que nos mantenham vivos (10)

Esse versículo fala de pessoas que nos mantenha de pé, com postura espiritual vencedora.

A resposta do paralítico no Tanque de Betesda, mostra a sua solidão. Certamente até tinha alguém que o levasse até o Tanque, mas não tinha ninguém que o jogasse lá.

4) A Unidade que nos faz fortes (12)

A união do crente produz segundo o Salmo 133:

a) Óleo de azeite (unção)

b) Orvalho (vida produtiva)

c) Benção e Vida (Favores de Deus)

Nossa comunhão tem que ser horizontal (com os homem) e vertical (com Deus) (I João 4:20).

 

Pr. Josias Almeida