Texto: Provérbios 22.29

Introdução

Verdadeira diligência é contrária à natureza dos seres humanos.
Desejo de gratificação instantânea é a característica comum a todos os seres humanos. Queremos o máximo possível o mais rápido possível.

Diligência é uma habilidade adquirida que combina persistência criativa, esforço inteligente, planejado e executado de forma honesta e sem atrasos, com competência e eficácia, de modo a alcançar um resultado puro e dentro do mais alto nível de excelência.

I. Recompensas da diligência:

1. Prosperidade – Pv 10.4
Os textos falam sobre enriquecer mesmo. Se se trabalhar com toda a diligência, a riqueza se torna uma realidade!

2. Domínio, controle, governo – Pv 12.24
Você terá controle sobre a situação, em vez de ser controlado por ela.

3. Bem precioso – Pv 12.27
Segundo esta tradução, ser diligente é um dos bens mais preciosos de um homem!

4. Fartura, satisfação – Pv 13.4
“Se farta”, literalmente, “engorda”. Ver também Pv 28.19
Quando usa a palavra “alma”, Salomão se refere à parte mais íntima do ser humano, seu núcleo, a morada de sua personalidade e de suas emoções.

5. Abundância – Pv 21.5
Diligência nos dará uma vantagem única que resultará em maior produtividade, realização, riqueza e satisfação.

6. Respeito e admiração dos poderosos – Pv 22.29
As conquistas dos diligentes tornam-se estrelas tão brilhantes que chamam a atenção de todos ao redor

II. Consequências da preguiça (Preguiça é a inimiga da diligência):

1. Provoca pobreza, fome, necessidade – Pv 6.6-11; 19.15, 24; 24.30-34

2. Não permite que o desejo seja satisfeito – Pv 21.25

3. Produz presunção, arrogância – Pv 26.16

Conclusão

Você persiste com criatividade diante de decepções e fracassos? Trabalha de forma inteligente? Planeja e executa as coisas corretamente? Trabalha com prontidão, eficiência e eficácia? Produz um resultado de qualidade? Alcança a verdadeira excelência?

 

Pr. Ronaldo Guedes, com o Livro: “Salomão, o homem mais rico que já existiu” de Steven K. Scott.