Características do verdadeiro cristianismo - Parte 1

Características do verdadeiro cristianismo - Parte 1

Características que definem a nossa transformação

Texto: Lucas 6:44-45
“Porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois dos espinheiros não se colhem figos, nem dos abrolhos se vindimam uvas. O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem; e o homem mau, do seu mau tesouro tira o mal; pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca”.
 
Introdução: O bom tesouro do seu coração produz o bem; e um homem mau do mal tesouro do seu coração traz mal. Porquê da abundância do coração fala a sua boca.
 
Nesta mensagem hoje eu gostaria de começar uma série de quatro partes sobre as características do verdadeiro cristianismo.

1. O que significa ser cristão?
2. Como é um cristão?
3. Como um cristão age?
4. Qual é o propósito de um cristão?
 
Estas são algumas das perguntas que estaremos olhando enquanto passamos por esta série.
 
Minha oração é que possamos apresentar uma imagem precisa do que Jesus deseja ver em nós como verdadeiros crentes em Cristo. Como cristãos do Novo Testamento em Cristo, devemos ser como Ele em todas as áreas. Na verdade, são Suas características que devem ser retratadas em nossas vidas.
 
Filipenses 2:5 “Tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Jesus”
 
Ao longo desta série, vamos extrair da vida de Pedro, um dos discípulos de Jesus, um exemplo da transformação que um cristão atravessa e como as características de Cristo devem ser retratadas em nossas vidas como crentes.
 
Pedro era um homem com muitas facetas em seu caráter. Eu acho que a maioria de nós se identifica com Pedro de algumas maneiras. Ele é uma boa ilustração das características do verdadeiro cristianismo. Vemos nele uma transformação notável que surge como resultado da graça de Deus sendo liberada em sua vida. Ele nos dá esperança.
 
Pedro era naturalmente impulsivo, afetuoso, carinhoso e dotado de perspicácia espiritual; contudo, às vezes lento para compreender verdades mais profundas.

1. Ele foi corajoso em sua confissão de Cristo, mas culpado de uma negação mais covarde.
2. Ele se sacrificou, mas inclinou-se para o egoísmo.
3. Ele era um homem de contradições por causa do mesmo processo de crescimento que estamos atravessando.
4. Pedro não era perfeito, contudo o vemos como alguém que se esforça por obter as características de Cristo.
 
Foi Pedro, que recebeu as chaves do reino. O fato de que ele recebeu as chaves do reino ilustra ou retrata-nos as características muito próprias da vida cristã para nós como companheiros de fé.
 
Mateus 16:19 "dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares, pois, na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus".

I. Transportados para o Reino do Filho.

Um dos aspectos mais importantes do nosso cristianismo é o de reconhecer que há uma transformação em que estamos continuamente envolvidos à medida que crescemos e amadurecemos no Senhor Jesus Cristo.
 
2 Coríntios 3:18 “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor”
 
Nossa transformação começa quando somos transportados do reino das trevas para o reino do Filho, porque as influências em nossas vidas começam a mudar.
 
Colossenses 1:13-14 “e que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado; em quem temos a redenção, a saber, a remissão dos pecados”
 
A pessoa que somos hoje é o resultado de todas as nossas influências passadas - boas e más. Ficamos muitas vezes hipnotizados pelo que se passa quando um dos chamados heróis cai da glória. Estes são apenas mais exemplos de como o reino das trevas é incapaz de transformar nosso caráter.
 
A verdade é; quando nós recebemos a Cristo e Ele nos transporta do reino de escuridão, começamos uma jornada de transformação em uma nova pessoa com novas características. Todas as coisas se tornam novas com as coisas velhas passando.

2 Coríntios 5:17 “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”.

II. Características da Transformação.

1. A transformação começa com o novo nascimento. João 3:3 “Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus”

Para que as novas características de Cristo comecem a surgir em nossas vidas, a semente deve primeiro ser plantada. Isso acontece quando chegamos ao lugar em nossas vidas onde reconhecemos nossa necessidade de um Salvador.

1. Nós nos tornamos incapazes de mudar por nós mesmos.
2. Reconhecemos nossa condição pecaminosa e convidamos Jesus Cristo para ser o Senhor de nossas vidas - Lucas 5: 8.
3. Nós nos arrependemos dos nossos pecados e, como resultado, Deus envia o Espírito Santo para iniciar o processo de regeneração.
4. A Divina semente de Deus entrou em nossos corações e vidas e agora começa a crescer e produzir frutos e características do reino.
 
Isso aconteceu com Pedro e os outros discípulos após a ressurreição de Jesus dentre os mortos. Apesar de terem andado com Jesus por 3 anos e meio, eles não puderam nascer de novo e experimentar Seu poder transformador em suas vidas até depois da ressurreição.
 
João 20:21-22 “Disse-lhes, então, Jesus segunda vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós. E havendo dito isso, assoprou sobre eles, e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo”
 
Até este tempo Jesus tinha estado ensinando-os e treinando-os, mas a revelação do reino e a transformação que acontece com ele não aconteceu.

Uma vez que eles entraram neste reino novo as verdades do reino começaram a cristalizar em seus corações e mentes e as características do reino e do verdadeiro cristianismo começaram a surgir em suas vidas.
 
Para muitos de nós, em nossa busca por Deus, antes de chegarmos ao lugar onde nos arrependemos e pedimos a Cristo em nossas vidas, estávamos em busca da verdade, mas nada realmente resolvido.
 
A semente não teve a chance de enraizar. Pedro e os outros discípulos nunca entenderam realmente o que Jesus estava dizendo até que eles nascessem de novo. Uma vez que eles foram realmente nascidos de novo as peças começaram a se encaixar, assim como fez para você e para mim. (Ver 1 Coríntios 2:11-14 para um estudo mais aprofundado).
 
2. Um crescimento começa a tomar lugar. 1 Pedro 2:1-3 “Deixando, pois, toda a malícia, todo o engano, e fingimentos, e invejas, e toda a maledicência, desejai como meninos recém-nascidos, o puro leite espiritual, a fim de por ele crescerdes para a salvação, se é que já provastes que o Senhor é bom”
 
Há três coisas distintas mencionadas nesta passagem que aumentarão ou impedirão nosso crescimento no Senhor Jesus Cristo.
 
· Devemos deixar de lado toda malícia, invejas e maledicência. Essas coisas impedem a semente de germinar e crescer.
· Devemos nos humilhar com fé. Isto é o que fertiliza o solo de nossos corações e faz com que a semente germine e comece a crescer maravilhosamente. Pedro exibia constantemente essa fé. Por exemplo. Andando sobre a água. Mateus 18:3-4 "e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, quem se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no reino dos céus”
· Devemos desejar o leite puro da palavra com fome e sede de justiça.
Isaías 28:9-11 "Ora, a quem ensinará ele o conhecimento? E a quem fará entender a mensagem? Aos desmamados, e aos arrancados dos seios? Pois é preceito sobre preceito, preceito sobre preceito; regra sobre regra, regra sobre regra; um pouco aqui, um pouco ali. Na verdade, por lábios estranhos e por outra língua falará a este povo”
 
Novamente, encontramos Pedro um grande exemplo de alguém que tinha fome e sede de palavra de Deus. Ele sempre parecia ser aquele que estava fazendo perguntas a Jesus e pedindo mais explicações sobre o que Ele estava ensinando.
 
João 6:68 “Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna”
Mateus 15:15 “E Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Explica-nos essa parábola”
Mateus 18:21 “Então Pedro, aproximando-se dele, lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu hei de perdoar? Até sete? ”
Mateus 19:27 “Então Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que nós deixamos tudo, e te seguimos; que recompensa, pois, teremos nós?"
Lucas 12:41 “Então Pedro perguntou: Senhor, dizes essa parábola a nós, ou também a todos?"
 
· Pedro exemplificou essa característica do verdadeiro cristianismo pela mudança em sua vida de uma cana para uma rocha.
· Pedro era aquele que estava cheio de estranhas contradições em sua caminhada inicial com o Senhor. Às vezes ele era presunçoso, tímido e até covarde, mas nós o vemos transformado em um poderoso homem de Deus que liderou a igreja primitiva em seus primeiros dias.
· No final o encontramos como uma rocha firme na fé e fortalecendo os santos, assim como Jesus profetizou que o faria.
· Ele passou de ser tímido e covarde para ser corajoso e imutável na fé.
 
O maravilhoso exemplo de Pedro de verdadeiro crescimento cristão e transformação foi resultado de sua contínua fome e sede de Palavra de Deus. Nos últimos dias, ele nos deixou com esta exortação.
 
2 Pedro 3:18 “antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como até o dia da eternidade”
 
3. Devemos começar a vestir o novo homem.
Isaías 61:10 “Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegrará no meu Deus, porque me vestiu de vestes de salvação, cobriu-me com o manto de justiça, como noivo que se adorna com uma grinalda, e como noiva que se enfeita com as suas joias”
 
Nós temos que perceber, quando chegamos a Cristo, nossos pensamentos, emoções e hábitos foram moldados pelo mundo e um ambiente ímpio. Há uma renovação de nossas mentes que deve começar a acontecer.
 
Novamente, isso ocorre através da palavra de Deus. (Ver Romanos 12:1-2 6:11-14 para um estudo mais aprofundado). Portanto, devemos começar a adiar todos os nossos velhos caminhos e começar a colocar os novos caminhos ou a nova natureza.
 
Efésios 4:17-18 “Portanto digo isto, e testifico no Senhor, para que não mais andeis como andam os gentios, na verdade da sua mente, entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração”
Efésios 4:20-24 “Mas vós não aprendestes assim a Cristo. Se é que o ouvistes, e nele fostes instruídos, conforme é a verdade em Jesus, a despojar-vos, quanto ao procedimento anterior, do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; a vos renovar no espírito da vossa mente; e a vos revestir do novo homem, que segundo Deus foi criado em verdadeira justiça e santidade”
Colossenses 3:8-10 “mas agora despojai-vos também de tudo isto: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca; não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do homem velho com os seus feitos, e vos vestistes do novo, que se renova para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou”
 
Pedro foi transformado de um pescador profano para um homem que andava em santidade e justiça mostrando o novo homem que foi criado de acordo com a imagem de Cristo.
 
Lucas 5:8 “Vendo isso Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Retira-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador"
 
4. Nós devemos ter uma vida radiante.
Mateus 5:16 "Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus”
 
Filipenses 2:13-16 “porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade. Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus imaculados no meio de uma geração corrupta e perversa, entre a qual resplandeceis como luminares no mundo, retendo a palavra da vida; para que no dia de Cristo eu tenha motivo de gloriar-me de que não foi em vão que corri nem em vão que trabalhei”
 
A vida de Pedro estava tão transformada e radiante que, através de sua própria sombra, as pessoas eram curadas.

Atos 5:15 “a ponto de transportarem os enfermos para as ruas, e os porem em leitos e macas, para que ao passar Pedro, ao menos sua sombra cobrisse alguns deles”
 
Conclusão: Ao concluir esta mensagem, vimos que Cristo realmente deseja que essas características de transformação façam parte de nossa experiência cristã. Vimos que a transformação começa por nascer de novo e que, como resultado da libertação da graça transformadora de Deus em nossas vidas, entramos em um processo de crescimento quando nos humilhamos e desejamos o leite puro da palavra. Vimos também que nosso caráter começa a mudar realmente quando começamos a vestir o novo homem, que foi criado segundo Jesus Cristo. E então, como resultado, começamos a emanar a própria vida de Cristo dentro de nós e nos tornamos radiantes.

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Características do verdadeiro cristianismo - Parte 1 Reviewed by Aldenir Araujo on 2/07/2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.