O Verdadeiro Significado do Natal

Texto: João 14.6

Introdução

Quem é Jesus? Quem é este de quem tanto se fala? Quem é este a respeito do qual tantos divergem? Quem é este que provoca tantas polemicas entre os homens? Quem é este pelo qual muitos em pleno século XXI ainda dão as suas vidas? Quem é este que dividiu a história em antes dEle e depois dEle? Quem é este que praticamente todo o mundo pára para comemorar o Seu nascimento? O que existe de tão significativo neste homem? Afinal, o que significa o seu nascimento para os homens, para o mundo? O que significa o Natal?

Infelizmente, o Natal vem se tornando uma época em que cada vez mais as pessoas se concentram tão somente em comprar, trocar presentes, comer, beber, festejar, viajar, comer panetones, enfeitar ruas, casas, escritórios, montar árvores de Natal, falar em Papai Noel, etc. Mas o que realmente significa o Natal? O que de fato significa o nascimento de Jesus?

Transição

  • Para nós cristãos, o nascimento de Jesus tem muitos significados.
  • Vamos destacar quatro significados do nascimento de Jesus que são da maior importância.

I. O nascimento de Jesus significa que Deus é real e se revelou à humanidade – Gálatas 4.4

  • Nós cristãos cremos que Ele de fato era quem Ele disse ser, ou seja, o Filho de Deus. E se Ele é o Filho de Deus, então de fato Deus existe e é real.
  • Este Ser supremo, criador de todas as coisas, se revelou? Ele se deu a conhecer? O nascimento de Jesus significa que sim, Ele se revelou. Porque Jesus é o cumprimento de uma história de revelação e redenção.
  • Ele, Jesus, é o único caminho de acesso a Deus.

II. O nascimento de Jesus significa que Deus é um Deus justo e amoroso – 1 João 2.2

  • Para que houvesse uma restauração da comunhão do homem com Deus, para que houvesse o perdão de Deus para com a humanidade, a justiça de Deus precisava ser satisfeita, o preço pelo pecado do homem precisava ser pago.
  • O ser humano não tinha condições nem de alcançar a restauração da comunhão com Deus por seus próprios recursos, e nem tinha como satisfazer a justiça de Deus por seus próprios méritos.
  • Só havia uma maneira de a comunhão ser restaurada, de a justiça de Deus ser satisfeita: o próprio Deus tomar a iniciativa.
  • Por que Deus não nos perdoou sem que Jesus tivesse que morrer para satisfazer a sua justiça? Porque a justiça é algo que está intrínseco no caráter de Deus, é algo inseparável de sua essência, é algo que Ele não pode deixar de satisfazer. Essa questão pode ser ilustrada por uma história interessante: a da jovem motorista.
  • No nascimento de Jesus e na Sua consequente morte, a justiça e o amor se encontram. A justiça de Deus é satisfeita e o Seu amor é demonstrado pelo fato de Ele fazer por nós o que nós mesmos não poderíamos fazer.

III. O nascimento de Jesus significa que Deus cumpre as suas promessas – 1 Coríntios 1.20

  • A vinda do Messias (o ungido de Deus, o Cristo) foi profetizada desde os acontecimentos no Éden. Por toda a extensão dos livros do Velho Testamento são dezenas de profecias que se cumpriram em Jesus.
  • Nosso Deus é um Deus que cumpre as Suas promessas. Nas sagradas Escrituras, Ele tem dado maravilhosas promessas para aqueles que crêem em Jesus. Promessas de vida abundante nesta vida e de uma vida eterna com Deus após a nossa morte física. Todavia, a Palavra de Deus também contém promessas de punição e julgamento para aqueles que não atentarem para a Sua revelação em Cristo.
  • O nascimento de Jesus significa que Deus cumpre as suas promessas. Que tipo de promessas queremos que se cumpram em nossas vidas?

IV. O nascimento de Jesus significa que Deus se importa conosco – 2 Coríntios 8.9

  • Em Cristo, Deus demonstrou o quanto se importa conosco. Primeiramente, porque em Cristo, o próprio Criador assumiu a natureza humana se tornando como um de nós. Ele se humilhou ao assumir a nossa natureza. Ele se importou tanto conosco que se tornou um de nós. E ao se tornar um de nós Ele demonstrou todo o seu amor, misericórdia e compaixão.
  • Ninguém jamais viveu como Ele viveu. Foi humilde, até mesmo pobre, para se identificar com os pobres. Deu atenção para aqueles que eram marginalizados para demonstrar o valor que cada ser humano tem independentemente de sua condição. Quanto aos enfermos, Ele os curou para mostrar que Deus se importa com os que sofrem. Ele mesmo enfrentou o maior de todos os sofrimentos. Foi injustiçado para demonstrar que se importa com os que sofrem injustiça, foi cruelmente açoitado e humilhado, morreu uma morte de cruz (que era uma pena de morte terrível) para, entre outras coisas, demonstrar que se importa com os que sofrem. Em Cristo, vemos que Deus se importa conosco.
  • Quando Felipe lhe pediu que Ele mostrasse o Pai, Jesus respondeu: “Felipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai” (Jo 14.9). Se quisermos saber se Deus se importa conosco, se quisermos saber o que Deus pensa e sente a respeito do sofrimento humano, basta olharmos para Jesus. Ao vermos Jesus vemos o Pai. O que Jesus pensou e ensinou é o que Deus sente e pensa a respeito do sofrimento. Ele se importa conosco.

Conclusão

  • Comemoremos o Natal com sabedoria, celebrando o seu verdadeiro significado e não apenas fazendo o que todos fazem sem refletir em seu verdadeiro sentido.
  • A atitude mais sábia que um homem pode ter é a de se prostrar diante de Jesus, confessando-o como Senhor e Salvador, e seguindo os seus ensinamentos. Pensemos seriamente no que Jesus ensinou: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”. Se você estava procurando o caminho para Deus, a resposta é Jesus. Se você estava procurando a verdade em relação à existência e à realidade que nos cerca, a resposta é Jesus. Se você estava procurando a vida, a verdadeira vida abundante nesta terra e a vida eterna de bem-aventuranças que nunca se acaba, a resposta é Jesus. Renda-se a Ele. Disso depende toda a minha e a sua eternidade, bem como a de todos os homens!

Pr. Ronaldo Guedes Beserra


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

O Verdadeiro Significado do Natal Reviewed by Aldenir Araujo on 12/20/2012 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.