PRINCÍPIOS DA SABEDORIA DIVINA PARA UMA VIDA BEM-SUCEDIDA

Texto:  Provérbios 4.23-27

Início de novo ano é o momento em que fazemos avaliações do ano que passou e projeções para o ano que se inicia. É importante planejarmos e sonharmos quanto a várias áreas da nossa vida, mas acima de tudo precisamos cuidar da nossa alma, que é o nosso bem mais precioso. O Senhor Jesus disse: “Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?” (Mt 16.26). Estamos iniciando um novo ano, e para que este novo período da vida seja feliz precisamos estar atentos aos princípios da sabedoria divina. Em Provérbios 4.23-27, encontramos alguns desses princípios. Vejamos:

Cuide dos Seus Pensamentos (v. 23)

– O coração é figurativamente a fonte das emoções, e a sede do intelecto. Quando a sabedoria bíblica aconselha: "guarda teu coração", ela está instruindo sobre "guardar a tua mente". Nós somos o que pensamos. São os pensamentos que geram os sentimentos e as ações, portanto, precisamos gerenciar os nossos pensamentos. O apóstolo Paulo exorta: “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento”. (Fp. 4.8).

Não podemos impedir que pensamentos voem sobre a nossa mente, mas podemos impedi-los de fazer o seu ninho. Para que tenhamos um novo ano feliz precisamos encher o nosso pensamento com os valores da Palavra de Deus, por meio da leitura e meditação da Sagrada Escritura, mantendo a nossa mente sujeita ao Senhor, rejeitando todo o pensamento que contraria a Sua vontade.

Cuide da Sua Fala (v. 24)

- A língua é o membro mais difícil de ser controlado. Ela é um poderoso instrumento tanto para o bem quanto para o mal. Tiago 3.2b afirma: “Se alguém não tropeça no falar é perfeito varão, capaz de refrear também todo o seu corpo”. Ou seja, a pessoa que consegue controlar a sua língua poderá ter domínio sobre os outros aspectos da sua vida. O rei Davi traz a seguinte instrução: "Refreia a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem dolosamente" (Sl. 34.13).

Aquilo que o justo fala deve produzir vida, e não morte. Deve curar, e não adoecer. A nossa palavra é indicação do estado do nosso coração. Devemos afastar dos nossos lábios a perversidade e a maldade. Não devemos utilizar a nossa boca para promover a fofoca, a difamação, a maledicência e murmuração, e sim para disseminar a bênção do Senhor. Tudo o que falarmos a respeito de alguém precisa passar pelas três peneiras: é bom, é verdade, é necessário. Se não passar por esses critérios, não vale a pena ser dito. Para que o ano novo seja verdadeiramente feliz devemos usar a nossa boca de maneira construtiva e abençoadora, a fim de que Deus seja glorificado.

         Quais os pensamentos que você tem cultivado? Quais as palavras que você tem pronunciado? O Pr. Ricardo Gondim escreveu: “Sem esperar datas, construamos o tempo do renovo. Ele virá como fruto de nossa sintonia com os propósitos de Deus na história e dos atos de homens e mulheres dedicados aos valores do Reino. Assim, em todas as manhãs se iniciará um feliz ano novo”.

Como visto, início de novo ano é o momento em que as pessoas fazem avaliações do ano que passou e projeções para o ano que se inicia; vimos a importância de planejarmos e sonharmos quanto as várias áreas da nossa vida, mas que, acima de tudo precisamos cuidar da nossa alma, que é o nosso bem mais precioso.  Afirmamos que, para este novo período da vida ser feliz, precisamos estar atentos aos princípios da sabedoria divina, que se encontram em Provérbios 4.23-27.

Cuide da sua visão (v. 25)

- Os olhos são a porta da alma. Aquilo que o homem vê pode ter uma interferência direta nos seus pensamentos, emoções e atitudes. Por isso, o olhar deve ter três características: Estabilidade: O olhar deve ser estável e não marcado pela distração. Precisamos selecionar com critério para o que vamos dirigir o nosso olhar;  Bondade: Os olhos bons resultarão numa vida de luz, os olhos maus trarão uma vida na escuridão das trevas. Jesus afirmou: “São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão”! (Mt 6:22); Espiritualidade: Os olhos humanos devem estar firmados em Jesus, o autor e consumador da fé (Hb 12:2). Devemos olhar para Ele em busca de graça e força para vencer cada dificuldade e para permanecer firmes até o fim.  Conservar os olhos da fé fixos em Jesus é manter comunhão contínua com Aquele que é a fonte de poder, graça e sabedoria, que pode fortalecer-nos e guardar-nos até o fim.

Cuide do seu comportamento ( vs. 26-27)

- A ideia do texto é de pesar o próprio curso de ação. A ação do homem deve ser marcada por: Prudência: A ação humana não deve ser impulsiva ou intempestiva. Precisamos meditar e orar antes de agir. Provérbios 19.2 afirma: “Não é bom proceder sem refletir; e peca quem é precipitado”; Integridade: A sabedoria divina capacita o indivíduo a manter-se na vereda da vida, sem desviar-se para o lamaçal da morte. Há somente um caminho que produz segurança, que é o caminho do Senhor; à direita ou à esquerda deste caminho há maldade e destruição; Fé: Os caminhos do Senhor devem ser trilhados com a devida confiança de que eles são para o nosso bem, e que Deus estará conosco em todas as circunstâncias. A BLH assim traduz o Sl 37.5,23: "Ponha a sua vida nas mãos do Deus Eterno, confie nele...", pois Ele "guia com segurança, no caminho em que devem andar, as pessoas que Ele aprova".
        Pureza de mente, verdade e doçura no falar, firmeza no olhar e cautela no agir são conselhos que o ajudarão a viver bem consigo mesmo, com o seu próximo e com Deus. A maneira como vivemos no presente terá consequências no futuro. O presente é o prólogo do futuro. Lembre-se a cada dia desse novo ano do princípio da semeadura e colheita: “Pois o que o homem semear, isso também colherá”. (Gl 6:7)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Pr. Jan Marke


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

PRINCÍPIOS DA SABEDORIA DIVINA PARA UMA VIDA BEM-SUCEDIDA Reviewed by Aldenir Araujo on 6/07/2012 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.