Qual o segredo de uma vida vitoriosa sobre as tentações

Texto: Mateus 4:1-11

Introdução

Logo no início da história humana, o livro de Gênesis registra que Satanás tentou Adão e Eva no Éden. A ideai da palavra Tentação é a de seduzir alguém para que faça o mal, arrastando-o ao pecado, de forma que a pessoa escolha o caminho errado.

Foi exatamente este o proposito de Satanás no Éden. Satanás pretendia afastar a raça humana dos propósitos de Deus. Adão e Eva cedem a tentação e se tornam os primeiros seres humanos a pecar contra Deus. E assim Deus estabelece um plano para resgatar a humanidade decaída, enviando o seu próprio filho como nosso redentor para dar a sua vida por nós, nos livrando da culpa do pecado.

Sabendo que Jesus veio para destitui-lo Satanás tenta afastar Jesus de seu propósito. A cena descrita neste capitulo 4 de Mateus faz parte de um registro onde o evangelista Mateus procura nos mostrar como Satanás agiu para envergonhar a Cristo. Mas o plano de Satanás falhou.

Jesus prevaleceu. E sua tentação serviu para que toda criatura no céu, na terra ou abaixo dela, soubesse que Ele é o grande conquistador. Jesus desmascarou Satanás e o derrotou, e por causa da sua vitória, hoje podemos vencer a tentação.

Assim como Adão e Eva tiveram que enfrentar o diabo no Éden, Jesus o enfrentou no deserto em circunstâncias bem mais difíceis. Adão e Eva foram envergonhados e derrotados. Jesus prevaleceu e seu nome foi glorificado. A derrota de Adão e Eva só comprovaram que o homem sozinho não tem condições de vencer o inimigo. A vitória de Cristo, nos mostra que Ele mesmo sozinho num deserto é um grande vencedor e jamais poderá ser derrotado.

Onde Jesus foi tentado

O verso 1 diz: “A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto…”.

Jesus não foi tentado em um Jardim como o Éden, em um templo ou em seu batismo que havia acontecido pouco antes, mas no deserto, onde se sentia cansado, só e faminto, e quando estava mais vulnerável.

O diabo frequentemente nos tenta nestas condições, quando estamos sob tensão física ou emocional, nos sentindo solitários, cansados, precisando tomar importantes decisões, ou em duvida. Mas ele também costuma nos tentar em nossos pontos fortes, especialmente naqueles onde temos mais tendência ao orgulho.

Portanto devemos estar sempre vigilantes. Jesus nos recomenda em Marcos 14:38: "VIGIAI E ORAI PARA QUE NÃO ENTREIS EM TENTAÇÃO; POIS O ESPÍRITO ESTÁ PRONTO, MAS A CARNE É FRACA.”

Apesar de estar no deserto, Jesus estava vigilante. O verso diz que Ele havia Jejuado durante 40 dias e quarenta noites. Quando estamos em “desertos espirituais”, precisamos estar vigilantes, precisamos estar exercitando nossa comunhão com o Senhor, precisamos nos fortalecer através do alimento da sua palavra.

Tenho aprendido que após momentos de regozijo na presença do Senhor veem as lutas e provações

As tentações de Jesus seguiram-se imediatamente após o batismo. Em seu batismo Jesus é visitado por uma maravilhosa presença do Espírito Santo, e ali o Pai confirma o seu chamado. E logo após este momento de profundo regozijo Jesus é levado para o deserto.

Tenho visto em alguns batismos que há uma grande manifestação de alegria e gozo da presença do Senhor na vida de muitos. No batismo muitos cristãos tem a sensação de que estão iniciando uma nova etapa na sua vida. Mas, quero adverti-los que também virão as lutas espirituais, e os desertos desta vida.

O que estamos querendo dizer é que depois de cada momento de vitória se produz um momento de reação de Satanás, e sempre nessa reação está o perigo maior de sermos atingidos por setas malignas.

Algo parecido aconteceu com Elias. Com extraordinária coragem Elias enfrenta 400 profetas de Baal. Aquele foi um momento de grande regozijo. Mas, a matança dos profetas de Baal provocou a ira da malvada Jezabel, e esta ameaçou tirar-lhe a vida. E Elias que antes havia enfrentando corajosamente os inimigos, agora fugia, motivado pelo medo. E vai para o deserto, onde começa a entrar em conflito interior. Mas pela misericórdia de Deus Elias não sucumbiu no deserto. Ali Ele foi renovado.

Mas agora, falemos um pouco das tentações de Cristo.

Primeira lição: A tentação de colocar as necessidades físicas acima das espirituais.

Vejamos o que diz Satanás: “3 Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães. 4 Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.”

Jesus poderia ter usado o seu poder espiritual, caso quisesse, para satisfazer sua necessidade material, pois com certeza ele estava com fome.

Mas naquele exato momento travava-se uma batalha espiritual extremamente grande entre as forças espirituais do bem e do mal. Satanás o confrontava, porque sabia que ele estava enfraquecido fisicamente. Porem Jesus tinha plena consciência de que o único pão que poderia alimenta-lo naquele instante era o da “….palavra que procede da boca de Deus…”.

Aprendemos com Jesus que em muitos momentos, precisaremos nos alimentar espiritualmente com a palavra de Deus para que tenhamos forças para vencer as lutas que se levantam.

Costumamos sempre cantar: “Pois Tua palavra é pura, Escudo para os que nele crêem…”

Segunda Lição: A tentação de usar o nome de Deus para dar cobertura a atitudes erradas.

A partir do verso 5, o texto declara: “Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo 6 e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra. 7 Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus.”

Será que nós acharíamos sensato um crente subir num prédio e dizer: “olha gente, eu vou me jogar deste prédio, porque esta ordenado por Deus aos anjos, que me guardem”. É claro que esta atitude esta totalmente errada. Não podemos colocar nossa vida em risco de forma tão irresponsável e ainda pedir ao Senhor que nos de proteção para um ato de tamanha irresponsabilidade. .

O que estamos aqui ensinando é que não podemos usar o nome de Deus para dar cobertura a comportamentos errados.

Me lembro de uma irmã que estava intrigada com outra irmã e todos os dias orava, pedindo a Deus que mandasse fogo de juízo sobre a outra. Sua atitude estava errada, e ao contrário deveria orar pela outra pedindo a Deus que a abençoasse e que aquele conflito fosse resolvido.

Nos dias de hoje temos visto muita gente usando o nome de Deus, e até a sua palavra para dar cobertura a comportamentos errados. Há poucos meses atrás vimos num noticiário sobre corrupção em nosso Brasil, algumas pessoas pedindo a Deus que abençoasse o dinheiro corrompido que eles haviam adquirido.

Se alguém anda orando para que seu time preferido ganhe uma partida de futebol, ou se há alguém orando para ganhar na loteria, saibam meus queridos, que com estas orações Deus não tem pacto, e estas não serão respondidas.

Não tentemos ao Senhor. Usemos a nossa fé e o nosso direito de reivindicar sua proteção com responsabilidade e compromisso com a sua palavra.

Terceira lição: A tentação de adorar a criatura em vez do criador

Vejamos o que o texto: “ 8 Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles 9 e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. 10 Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto. 11 Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram.”

Satanás pretendia desviar Jesus da adoração ao Pai. O pai procura adoradores “…que o adorem em Espírito e em verdade”. João 4:23

Adorar a criatura em lugar do criador tem sido uma das grandes mentiras nos dias de Hoje. E vem a ser por isso que está ocorrendo tanta degradação moral e espiritual.

Em romanos 1:24-27, Paulo mostra as consequências que surgem a partir do momento que o homem deixa de ser um adorador do Deus:

  • O homem é entregue a corrupção moral espiritual. – “24 Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si; 25 pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém!”

  • O ser humano passa a cultivar relacionamentos afetivos contrários ao princípio de Deus. “ 26 Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; 27 semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro

Fomos criados para adorar a Deus, e quando nos desviamos deste alvo, experimentamos degeneração, e corrupção moral e espiritual.

Conclusão

Quantos querem ser vitoriosos sobre as tentações?

Só há um caminho, que nos é recomendado pelo salmista no salmo 119: 11: “Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti.”

Em segundo lugar creiamos na promessa do Senhor que nos garante dar vitória: “…mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar. I Coríntios 10:13.

Que nos Deus em sua infinita misericórdia nos ajude a vencer.

 

Pr Josias Moura


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Qual o segredo de uma vida vitoriosa sobre as tentações Reviewed by Aldenir Araujo on 2/08/2012 Rating: 5

Um comentário:

  1. O MAIOR SEGREDO É MANTER A NOSSA ALIANÇA QUE FIZEMOS COM DEUS E PERMANECER FIRME EM TIAGO 4-7

    ResponderExcluir

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.