Qual é a oração que move o céu?

Texto: Daniel 9:20-27 Introdução: 1. No capítulo 9, Daniel fez uma grande descoberta ao examinar Jeremias 29:10-14. Ele descobriu que o cat...

Texto: Daniel 9:20-27
Introdução:
1. No capítulo 9, Daniel fez uma grande descoberta ao examinar Jeremias 29:10-14. Ele descobriu que o cativeiro babilônico tinha a duração de 70 anos.
2. Também no capítulo 9, Daniel fez uma grande oração, onde adorou a Deus, fez confissão do seu pecado e dos pecados do povo e pediu a Deus a restauração da sua cidade.
3. Finalmente, no capítulo 9, Daniel recebeu uma grande revelação, acerca das setenta semanas que haveriam de vir sobre o seu povo.
4. Vamos examinar o texto de Daniel 9:20-17 e ver alguns aspectos importantes da oração que move o céu.

I. É UMA ORAÇÃO RESPONDIDA PRONTAMENTE PELO CÉU – v. 20-23

1. A resposta foi pronta e imediata – v. 20-21
• Daniel pediu urgência na resposta à sua oração (9:19). As orações da Bíblia são feitas com esse senso de urgência: “Senhor, desce depressa antes que o meu filho morra”.
• Somos informados que enquanto Daniel orava, a resposta chegou (Dn 9:20-21). Esta é a promessa de Deus: (Is 65:24).
• Muitas vezes Deus responde nossas orações imediatamente, enquanto oramos. Foi assim com o servo de Abraão, Eleazar (Gn 24:12,15).
• Gabriel informou a Daniel que logo que ele começou a orar, Deus já despachou o seu pedido.

2. A resposta foi através de um anjo – v. 21•

o anjo Gabriel é o mensageiro de Deus (Dn 8:16; 9:21; Lc 1:19,26).
* Gabriel é o anjo que assiste diante de Deus e é o mensageiro de Deus.
* Os anjos são espíritos ministradores em favor dos salvos (Hb 1:14).
* Eles confortaram a Jesus no deserto e no Getsêmani (Mt 4:11; Lc 23:43).
* Ezequias orou e um anjo derrotou os exércitos da Assíria.
* Cornélio orou e um anjo o orientou a enviar um mensageiro a Pedro.
* A igreja de Jerusalém orou e um anjo foi enviado à prisão para libertar Pedro (At 12).
* Eliseu orou para que Deus abrisse os olhos do seu moço a fim de pudesse a hoste de anjos que estavam acampados ao seu redor (2 Rs 6:17).

3. A resposta transcendeu o pedido – v. 20
• Daniel pediu pela cidade e Deus respondeu revelando sobre o próprio Messias que haveria de vir, trazendo gloriosos benefícios (Dn 9:24,25).
Deus dá mais do que pedimos. Ele pode fazer infinitamente mais do que pedimos ou pensamos.
• Daniel orava apenas pela restauração da cidade de Jerusalém (Dn 9:20). Mas a resposta de Deus a ele tratou de coisas mais profundas: não apenas a restauração física da cidade, mas a salvação eterna do seu povo.

II. É UMA ORAÇÃO FEITA POR ALGUÉM AMADO NO CÉU – v. 23

1. Daniel era amado no céu, por isso, foi ouvido rapidamente – v. 23
• A resposta é dada de pronto porque Daniel é um homem muito amado (v. 23).
=> Sabemos que Deus responde suas orações por causa das suas muitas misericórdias e não por causa dos nossos méritos (9:18).
• Entretanto, a Bíblia diz que a oração do ímpio é abominação para Deus, mas a oração do justo o seu deleite. O altar está ligado ao trono. Se há iniquidade no coração, Deus não nos ouve (Sl 66:18).
• Daniel era amado no céu e na terra, por isso sua oração foi prontamente ouvida. Sua piedade moveu rapidamente o céu. A graça de Deus nos torna amados no céu.

2. Daniel era amado no céu, porque viveu piedosamente desde sua juventude – Dn 1:8

• Daniel resolveu firmemente não se contaminar desde jovem. Ele enfrentou os perigos e desafios da vida, mantendo-se íntegro ao seu Deus. Ele andou com Deus como jovem escravo e também como homem idoso. Na pobreza e na riqueza. Na humilhação e na promoção.

3. Daniel era amado no céu, porque tinha intimidade com Deus• Daniel era um homem de oração.

Ele orou sistematicamente. Orou nas horas de dificuldades. Orou quando estava ameaçado de morte. Orou confessando os pecados do seu povo e pedindo livramento para o seu povo. Ele tinha vida de intimidade com Deus.
• Aqueles que prevalecem na oração, são aqueles que têm intimidade com Deus.

CONCLUSÃO

1. Pela oração ligamos a terra ao céu e trazemos o céu à terra;

2. A estreita conexão entre o binômio oração/palavra e o discernimento dos propósitos de Deus na história.

Fonte: Rev. Hernandes Dias Lopes

Artigos Relacionados

Estudo biblico 2758562424353572653

Postar um comentário

emo-but-icon

Popular

Recentes

Comentários

Seguidores

Siga no Facebook

Siga no Google+

item