Buscando a dracma perdida

Texto : "OU QUAL É A MULHER QUE, TENDO DEZ DRACMAS E PERDENDO UMA DRACMA, NÃO ACENDE A CANDEIA, E NÃO VARRE A CASA, BUSCANDO COM DILIGÊ...

Texto: "OU QUAL É A MULHER QUE, TENDO DEZ DRACMAS E PERDENDO UMA DRACMA, NÃO ACENDE A CANDEIA, E NÃO VARRE A CASA, BUSCANDO COM DILIGÊNCIA ATÉ ENCONTRÁ-LA? E ACHANDO-A, REÚNE AS AMIGAS E VIZINHAS, DIZENDO: ALEGRAI-VOS COMIGO, PORQUE ACHEI A DRACMA QUE EU HAVIA PERDIDO." (Lucas 15:8,9)
Verdade Central: A história da dracma perdida é o resgate da nossa identidade. A mulher é a figura da igreja que com diligência deve procurar o que foi perdido de valores, conceitos, fidelidade e aliança com o passar do tempo.
Introdução: A parábola da dracma perdida mostra a diligência de uma mulher que ao perder algo precioso foi à sua procura, sem hesitar. Quem conhece a parábola sabe que o requisito básico para que a dracma fosse encontrada foi o de acender a luz. Só encontramos o que perdemos quando acendemos a luz. O escuro dificulta o reconhecimento e a procura. O ato de varrer significa tirar a sujeira. A igreja é responsável por tirar toda sujeira com diligência, cautela e muita observância.

1. ACENDENDO O CANDELABRO - A primeira atitude de alguém que procura algo é iluminar ao máximo o ambiente para enxergar da melhor forma possível. O candelabro é um sinal no mundo espiritual. Jesus disse que Ele é o candeeiro de ouro que anda no meio da igreja, na nossa casa, dentro de nós (Ap. 1:12-15). A menorah significa que por sete dias na semana não faltará a luz de Deus na sua casa. Onde existe a luz de Deus, as trevas não podem entrar, fazer visitação. E o que a luz faz? Revela a sujeira.
Quando a luz é acesa e uma busca diligente se inicia, muitas sujeiras que estavam escondidas começam a aparecer. O desejo de Deus é que tiremos da nossa vida tudo que não O agrada e isso só é possível se nos voltarmos aos princípios da Palavra. A luz da Palavra de Deus arrancará da sua vida todas as trevas e o conduzirá por um lugar seguro.
2. O VALOR DA DRACMA - A dracma perdida possui um valor espiritual: A fidelidade. A dracma representava uma aliança. Toda mulher casada usava um enfeite na testa, tipo um colar, formado por dez moedas de prata e uma moeda maior no centro.
Perder a dracma significava colocar em risco a sua descendência, pois a dracma era um sinal profético, era um sinal de perpetuação de geração. Muitas pessoas perderam muitas coisas valorosas na vida, mas hoje é o seu dia de achar a dracma, por que a sua vida e a sua casa receberão a limpeza de Deus.
3. UMA MULHER ESTRATEGISTA - É interessante a postura da mulher ao encontrar a dracma, pois normalmente quando perdemos algo de valor e encontramos, guardamos em um lugar seguro por medida de segurança. Mas a atitude da mulher não foi a de guardá-la, mas de chamar todos os seus vizinhos mais próximos, aqueles que se alegrariam com ela, que não tirariam por menos tal acontecimento por possuírem visão. Que mulher estrategista! Compartilhou a bênção com aqueles que compreendiam o verdadeiro significado de encontrar algo precioso que estava perdido.
Conclusão: A Igreja de Jesus é convocada a retornar diligentemente aos princípios da Palavra. O Senhor quer que vejamos a Sua Palavra a ponto de que seja revelada ao nosso entendimento e para isso os olhos do nosso coração precisam estar iluminados. Precisamos dar valor ao que realmente é valorizado por Deus, jogarmos fora todo lixo que estava em nosso coração e compartilhar com o próximo o nosso maior tesouro: Jesus.

Relacionados

Estudo biblico 2317238135359550564

Postar um comentário

emo-but-icon

Mais

Recentes

Comentários

Seguidores

Siga no Facebook

Siga no Google+

item