10/23/2013

O poder da vontade e a sua aplicação em levar almas a Cristo

O poder da vontade e a sua aplicação em levar almas a Cristo
Texto: Malaquias 3:16; Marcos 2:1-12

I – Análise do paralítico.

1. Quem era ele? – Não se sabe.
2. Certamente estaria paralisado havia muito tempo e teria gasto seu dinheiro à procura de alívio.
3. Ouve falar de Jesus, quer ir ter com Ele, mas não pode.
4. Alguns amigos generosos se oferecem a levá-lo.
5. As dificuldades que teriam surgido.
a) Menosprezo, críticas da parte do povo.
b) A multidão não lhes abre o caminho.
c) Admoesta a voltarem com o doente.
d) Não conseguindo caminho, fazem-no pelo telhado, o que mostra muita resignação e persistência.
6. O resultado – o homem curado.

II – Há paralíticos espirituais.

1. Homens há que querem ir ter com Jesus, mas sentem-se paralisados devido ao pecado, idolatria, indiferentismo, vícios etc.
2. Devemos encaminhá-los a Jesus. – Malaquias 3:16.
3. Provavelmente encontraremos as mesmas dificuldades encontradas por aqueles quatro.
a) Críticas, zombarias, escárnios.
b) Perseguições, indiferentismo e inimizades.

III – Como levar almas a Cristo Jesus.

1. Pela pregação do Evangelho.
2. Pela oração e leitura da Bíblia.
3. Pela boa conversa e comportamento social.
4. Pela distribuição de folhetos evangélicos.
5. Pela insistência em convidar nossos vizinhos a assistirem às reuniões.
6. Pelo visitar os interessados, auxiliando assim o pastor.
a) Na Igreja de Deus há trabalho para cada membro sincero. - II Coríntios 12:9.
b) Deus é que dá esse poder. – Deuteronômio 8:17, 18; Filipenses 4:13.
c) A religião de Cristo exige trabalho. – Lucas 19:13.
7. Deus nos recompensará segundo o trabalho. - I Coríntios 15:18; Hebreus 6:10; Salmo 50:5.

Um dia de boas novas

Um dia de boas novas

Texto: II Reis 6:24-30; 7:3-10

Introdução:

a) Descrição da fome. - II Reis 6 :24-30.

b) O livramento. - II Reis 7:3-16.

I – Uma grande necessidade.

1. Um mundo morrendo à míngua, chorando, debatendo-se, orando pelo pão da vida.

II – Um grande auxílio.

1. Descrição de uma abundância. - II Reis 7:8.

2. A quantidade de pão espiritual (luz) que Deus nos deu assombra a cada pessoa a quem ela é revelada.

3. Toda a necessidade espiritual conceptível é suprida pela mensagem do Evangelho.

III – Um grande dever.

1. Somos mordomos deste cumprimento, e como mordomos requer-se que sejamos fiéis. - I Coríntios 4:1-2; II Timóteo 2:2; 1 Pedro 4:10.

2. Em face da necessidade do mundo, meramente desfrutar o que Deus nos deu e não partilhar isso com os outros seria egoísmo extremo. - II Reis 7:8-9.

3. Ficar silencioso e prostrar-nos inertes implica em morte aos milhões de famintos e grande perigo às nossas próprias almas.

Conclusão: Demo-nos pressa em relatar o que temos visto e sentido. - I João 1:3.

Condição, Provisão, Comissão e Visão

Condição, Provisão, Comissão e Visão

I – Uma condição – Pecado universal.

1. Homem destituído da glória. – Romanos 3:23.

a) Todos os homens. – Romanos 5:12.

2. O aspecto terrível da humanidade. – Isaias 1:5-6.

3. Não existe justiça pura. – Isaias 64:6-8.

4. O salário de tudo isso. – Romanos 6:23.

II – A provisão – Um salvador perfeito.

l. A promessa. – Gênesis 3:15; Mateus 1:21.

2. Ele veio. – João 1:29.

a) Buscar os perdidos. – Lucas 19:10.

b) Convidar os oprimidos. – Mateus 11:28.

c) Salvar os pecadores. - I Timóteo 1:15; Hebreus 7:25.

III – Aquela comissão – Um evangelho sem limites.

1. Dada por Jesus aos discípulos.

a) Enviados como Ele foi. – João 17:18.

b) Somos incluídos. – João 17:20.

2. Naquele tempo Ele usou outros. – Lucas 10.

3. Hoje Ele usa Sua igreja. – Todos os salvos.

IV – Nossa visão – Todos trabalhando.

1. "Levantai os vossos olhos". – João 4:33.

2. Obedecer à nossa visão. - Atos 26:19.

3. As portas estão abertas. - I Coríntios 16:9.

4. O chamado é urgente. - Atos 16:9. Isaias 6:8.

A parte de Deus e a nossa parte

A parte de Deus e a nossa parte

Texto: I Coríntios 3:9

"De sorte que somos cooperadores com Deus".

O Plano da salvação. Cf. Gênesis 3:15. Salvar homens e não animais.

I – A parte de Deus.

1. Fez o homem.

2. Inspirou os homens a escreverem a Bíblia – para tornar conhecido o plano da redenção.

3. Inspirou a multiplicação da ciência, para facilitar a propagação do Evangelho.

4. Mandou o Espírito Santo para impressionar os corações humanos.

5. Preparou um meio pelo qual o mortal pode alcançar a imortalidade e o lar celeste.

II – A nossa parte.

1. Antigamente Deus falou face a face com os homens.

2. Salvar homens – que têm mãos, pés, língua.

3. Ele precisa de nós, de nossa consagração e serviço.

4. Somos embaixadores. - II Cor. 5:18, 20.

a) Mestres. - Mat. 28:18-19.

b) Testemunhas. - Atos 1:8.

"Trabalhar com deus é a única maneira de andar com Deus." Cf. Isaías 50:7.

Luz ao anoitecer

Luz ao anoitecer

Texto: Isaias 60:1-2

I – As lições do passado.

1. A tendência da corrupção do homem.

2. As retribuições da providência.

3. A preservação da verdade de Deus.

II – Os deveres do presente.

1. Um aumento de unidade e espiritualidade na Igreja.

2. Um aumento do esforço missionário.

III – As perspectivas para o futuro

1. O progresso humano pelo Evangelho.

2. A fraternidade universal.

3. A prevalência universal dos princípios fortes do Cristianismo.