A Graça que Restitui

Texto: I Samuel 9: 1-8

Introdução: Davi já se tornara rei de todo o Israel, já havia vencido muitas batalhas, já conquistara muitas nações, adquirindo a fama de um dos grandes conquistadores da Antiguidade. Possivelmente já estava satisfeito com tudo o que realizara até então. Agora ele procura fazer algo que, politicamente, poderia lhe causar sérios problemas para o futuro, favorecendo um membro da família de Saul. Todavia, o que vai ficar registrado na Bíblia é uma bela lição de graça e de restituição. Acompanhemos o desenrolar dessa bela história.

1. “Há ainda alguém da casa de Saul para eu lhe fazer bem (vs. 1-4)?”

Quem foi Saul para Davi? Relembrando as ações dele para com Davi, só detectamos maldade e um desejo de morte sempre presente, apesar de todo o bem da parte de Davi para Israel e para o próprio Saul. Mas a graça não busca merecimento, aliás, ela é definida como um favor imerecido. A graça procura o alienado, o rejeitado, o desfavorecido e o conduz para uma condição que ele não merece e nem tem direito a ela. A graça “procura” a ovelha que se perdeu e está desgarrada pelos montes. Nenhuma pessoa merece a salvação. No entanto, qualquer pessoa pode ser salva pela graça de Deus.

2. Davi busca Mefibosete da casa de Maquir (vs. 5, 6).

Davi não apenas externa o seu desejo de beneficiar o descendente do seu inimigo, ele o procura, o encontra e o traz para dentro da sua casa (Lc. 19: 10). A graça encontra os descendentes de Adão sem qualquer mérito para com Deus, mas através de Cristo, o filho de Deus, essa situação se reverte inteiramente (Rm. 3: 10-18).

3. Mefibosete se apresenta a Davi, se ajoelha humildemente diante dele e recebe três notícias do rei (vs. 7).

É interessante ressaltar a humildade de Mefibosete diante de Davi, porque isto nos fala da sua consciência de falta de merecimento que ele reconhece ter. Ele jamais procurou o rei Davi para reclamar algum direito. Ele foi procurado pelo rei e elevado a uma condição que jamais sonhou pudesse acontecer. Por isso ele espera humildemente a determinação do rei a seu respeito e será agraciado com as seguintes notícias:
    a. “Não temas, porque usarei contigo de beneficência”. Beneficência ou misericórdia. Enquanto a graça é o atributo de Deus pelo qual Ele concede ao pecador o que ele não merece, a misericórdia é o atributo de Deus pelo qual Ele retém o que o pecador merece. Quando o pecador chega diante de Deus arrependido, Ele o agracia com a Sua misericórdia, perdoando sua dívida em Cristo (Lm. 3: 22).
    b. “Restituirei os teus bens”. Mefibosete era neto do rei Saul, mas perdeu a sua condição hereditária por causa dos desatinos do seu avô. Restituir é devolver uma condição perdida. A humanidade perdeu sua condição de dignidade real por causa de Adão, o nosso representante legal, mas todo aquele que vem a Deus pelos méritos de Jesus, o próprio Deus devolve a dignidade perdida e nos restitui à condição anterior (Rm. 8: 17; Gl. 4: 7; Tt. 3: 3-7).
    c. “Tu de contínuo comerás pão à minha mesa”. Mefibosete não precisa mais se preocupar com o seu sustento: ele será alimentado pelo rei (Jo. 6: 35, 57). Assim, também, aquele que foi chamado à salvação, nunca mais precisa se preocupar em mantê-la. Ela lhe é dada gratuita e imerecidamente, e mantida pelo Rei (Fl. 1: 6; I Co. 1: 7-9).

4. “Quem é teu servo, para tu teres olhado para um cão morto tal como eu (vs. 8)?”

Apesar de ter recebido a palavra do rei Davi sobre a sua nova condição, Mefibosete se mantém humilde e dependente dele, reconhecendo que não tem nenhum direito a tudo o que recebeu. Ele tem consciência de que foi agraciado pelo rei. Assim, cada crente no Senhor Jesus deve manter a humildade e a dependência de Deus para o viver diário, agradando Aquele que tão graciosa e misericordiosamente o amou.

Conclusão: A graça de Deus nos restitui todos os bens que nos foram tirados. Seja a nossa condição diante de Deus, seja a alegria e a paz perdidas, bem como a incerteza quanto ao futuro. Além do mais, muitas coisas que nos foram roubadas, a graça de Deus pode suprir: a harmonia no lar, a harmonia individual e o desejo de servir a Deus. Todos os bens de natureza espiritual nos são restituídos em Cristo (Ef. 1:3).

Pr. Paulo Guedes Soares


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

A Graça que Restitui Reviewed by Aldenir Araujo on 2/25/2014 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.