Marcas de um cristão verdadeiro: Ele é praticante da Bíblia

Marcas de um cristão verdadeiro: Ele é praticante da BíbliaIntrodução: Em Tiago 1.21 está escrito: “acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada”. O que quer dizer a palavra “acolher”? Será apenas o ato de receber a palavra na mente e no coração? Segundo um estudioso da Bíblia, “por mais importante que seja a aceitação mental da palavra, ela não terá sido verdadeiramente recebida, a menos que seja colocada em prática. A palavra, pela qual somos gerados para uma nova vida (Tiago 1.18), e que foi implantada em nós (v.21), é uma palavra que precisa ser colocada em prática”. É sobre isso que vamos estudar na lição de hoje.

Desenvolvimento do ensino

Texto-base: Tiago 1.22-25

Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.

A partir desse texto, pode-se apontar dois tipos de pessoas: aquelas que ouvem a Palavra e não a praticam e aquelas que ouvem e praticam. Vamos discorrer um pouco sobre cada um desses dois tipos.

1. O ouvinte negligente

Segundo Tiago, aquele que ouve a palavra e não a pratica é um ouvinte negligente (v.23). Negligente é alguém desleixado e descuidado, ou seja, que não trata alguma coisa com o devido cuidado, zelo, dedicação e esforço. É assim que age para com a Palavra, aquele que apenas a ouve e não a pratica. A palavra de Deus não tem por objetivo tornar as pessoas mais cultas e entendidas sobre determinados assuntos. Não! Quando ela é assim tratada, está sendo negligenciada. A palavra de Deus tem por objetivo ser obedecida e praticada.

Duas são as características, conforme Tiago, do ouvinte negligente. Primeiramente, é alguém que se engana a si mesmo (v.22). Por quê? Por achar que apenas ouvir a palavra e tomar conhecimento dela seja suficiente. O ouvinte negligente pensa que tem um relacionamento com Deus pelo simples fato de ir à igreja com frequência, participar de uma célula ou ler a Bíblia. Está enganado, vivendo uma ilusão. Para falar da segunda característica, Tiago faz uso de uma ilustração, dizendo que o ouvinte negligente é semelhante a alguém que se olha no espelho e, logo que se vira, se esquece de sua aparência (v.23,24). Sendo assim, aquele que apenas ouve a palavra e não a pratica é alguém que, logo após ser impactado por sua mensagem, é capaz de esquecê-la ou guardá-la nos porões da mente e do coração, sofrendo um efeito superficial e temporário; os benefícios que recebe ao ouvir a palavra não duram mais do que sua imagem no espelho quando está penteando os cabelos.

Jesus, no final do Sermão do Monte, aplica mais um adjetivo ao ouvinte negligente. Ele o chama de imprudente (cf. Mt 7.26,27). A questão é que, aquele que apenas ouve a palavra e não a pratica, apesar de conhecer o que a Bíblia diz, não está pronto para enfrentar as provações e tribulações que a vida, certamente, irá lhe oferecer. Esse cristão, então, quando enfrentar problemas e dificuldades, terá mais chances de cair do que de ficar em pé. Sua negligência e consequente imprudência o levarão à ruína. Mesmo com a mais poderosa das armas nas mãos, diante de um inimigo, poderá ser grande e vergonhosamente derrotado.

1. Você tem tratado a palavra de Deus com negligência, apenas ouvindo e não praticando o que ela diz?

2. Você tem pensado que apenas ouvir e tomar conhecimento do que a palavra diz é suficiente? Sua vida cristã tem

se baseado em apenas ir à igreja, participar da célula ou ler a Bíblia?

3. Você pode ser comparado ao homem da ilustração dada por Tiago: alguém que sofre os efeitos da palavra de maneira superficial e temporária?

4. Você consegue detectar em sua vida derrotas que sofreu devido à sua negligência e imprudência de não praticar a palavra? Compartilhe com o grupo.

2. O operoso praticante

Tiago chama aquele que ouve a palavra e a pratica de operoso praticante (v.25). Uma das palavras gregas referentes a essa expressão, no mundo antigo, podia ser aplicada a um ator. Operoso praticante, então, é alguém que, semelhantemente a um bom ator, lê o script e o representa com precisão, ou seja, age e fala no palco segundo o que está escrito.

Duas também, conforme Tiago, são as características do operoso praticante. Primeiramente, como foi dito logo acima, é alguém que considera atentamente a palavra (v.25), ou seja, está preocupado em saber exatamente o que a palavra diz para que possa obedecê-la com fidelidade. Em segundo lugar, é alguém que persevera na prática da palavra, ou seja, com constância demonstra em sua vida um contínuo impacto provocado pela palavra. Podemos olhar para essa segunda característica de um outro ponto de vista. Em alguns momentos, tendo em vista os grandes desafios de obediência que a palavra nos traz, podemos nos sentir desanimados e tentados a desistir de obedecê-la. Diante disso, Tiago nos desafia a não parar, mas a perseverar na prática da palavra.

Em paralelo a outros textos bíblicos, Tiago diz que o operoso praticante será bem-aventurado no que realizar. Esse é um ensino constante nas Escrituras: aquele que vive de acordo com a palavra de Deus, ou seja, que a obedece e pratica, será, inevitavelmente, bem sucedido em sua vida. Ser bem-aventurado, entretanto, não exclui enfrentar problemas e tribulações. A questão é que, conforme diz Jesus no Sermão do Monte (Mt 7.24,25), “todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha”. O operoso praticante, então, é uma pessoa prudente, que está apta e pronta a enfrentar qualquer provação e dificuldade em sua vida, pois, além de ter a espada nas mãos, sabe como usa-la.

1. Você tem procurado conhecer com precisão o que a Bíblia diz de modo a obedecê-la e praticá-la com fidelidade?

2. Você tem se dedicado com constância à pratica da palavra, ou seja, continuamente você tem experimentado desafios e transformações em sua vida a partir dela?

3. Quando a palavra lhe diz algo que é contrário à sua vontade, que lhe é difícil de ser obedecido, você persevera em sua prática ou desanima e desiste? Você teria alguma experiência a compartilhar sobre isso?

4. Você reconhece em sua vida sucessos e vitórias obtidos a partir da prática da palavra? Poderia compartilhar algum?

Conclusão e desafios

Na lição de hoje, aprendemos importantes lições:

• A palavra de Deus não tem por objetivo tornar as pessoas mais cultas e entendidas sobre determinados assuntos, mas, sim, ser obedecida e praticada;

• Diante da palavra, podemos ser um de dois tipos de pessoas: ouvinte negligente ou operoso praticante;

• Ouvinte negligente é alguém desleixado e descuidado para com a palavra, que pensa que apenas ouvi-la e tomar conhecimento dela seja suficiente quanto à sua vida cristã. Por isso, o impacto que sofre da palavra é superficial e temporário, podendo ser grandemente derrotado quando passar por provações e tribulações;

• Operoso praticante é alguém que tem o cuidado de conhecer a palavra para obedecê-la e praticá-la com fidelidade e constância. Quando é confrontado pela palavra não desanima e desiste, mas persevera em sua prática. Por isso, é bem-sucedido no que faz e pode prevalecer frente às tribulações e provações que a vida lhe oferece.

A partir disso, seguem alguns desafios:

1. Busque conhecer com precisão e profundidade a palavra de Deus. Para tanto, seja freqüente à célula e aos cultos da igreja, participe do CCM, leia e estude a Bíblia;

2. Não pare e estacione no conhecer a palavra! Procure praticar cada verdade nova que aprender. Quando tiver a oportunidade de ouvir a palavra, anote ou guarde, de alguma maneira, o que você estiver aprendendo e, após isso, busque obedecer às ordens claras de Deus e pergunte-se como colocar em prática os princípios recebidos.

Para sua reflexão:

O que você irá fazer com o que aprendeu na lição de hoje? Irá apenas ouvir? Ou ouvir e colocar em prática?


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Marcas de um cristão verdadeiro: Ele é praticante da Bíblia Reviewed by Aldenir Araujo on 4/22/2014 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.