Nascemos para agradar a Deus

Texto: Apocalipse 4:11; Salmos 149:1-9 

Fomos planejados para agradar a Deus, fomos criados para louvor da Sua glória. No instante em que você nasceu neste mundo, Deus estava lá como testemunha invisível, sorrindo ao assistir seu nascimento. Ele quis que você vivesse, e sua chegada lhe deu enorme prazer. Deus é auto suficiente e não precisava nos criar, mas escolheu fazê-lo para a satisfação dEle e para que tenhamos a oportunidade da vida, da existência. Existimos para glória, propósito e prazer de Deus e para nosso benefício.

Dar satisfação a Deus, vivendo para seu prazer, é o primeiro pro­pósito de sua vida. Quando você tiver compreendido plenamente essa verdade, jamais voltará a se sentir insignificante, pois isso pro­va o valor que você tem. Se você é tão importante para Deus, e Ele o considera valioso o suficiente para mantê-lo consigo por toda a eter­nidade, que maior relevância você poderia alcançar? Você é um filho (a) de Deus e proporciona prazer ao coração dEle como nada mais que Ele já tenha criado. A Bíblia diz em Efésios 1:5: Deus já havia resolvido que nos tornaria seus filhos, por meio de Jesus Cristo, pois este era o seu prazer e a sua vontade.

Um dos maiores dons que Deus lhe deu foi a capacidade de apre­ciar o prazer da vida. Ele o dotou com cinco sentidos e emoções, para que você pudesse experimentá-lo. Ele deseja que você aprecie a vida, não se limitando a apenas suportá-la. O motivo pelo qual você pode sentir prazer é que Deus o fez à sua imagem e semelhança.

Nós nos esquecemos com frequência de que Deus também tem emoções. Ele possui sentimentos intensos. A Bíblia diz em Salmos 2:4 e 35:27, etc., que Deus sofre, fica irado contra o mal, sente compaixão, piedade, tristeza, bem como alegria, regozijo e satisfação. Deus ama, se deleita, sente prazer em ver seus filhos crescerem, exulta, desfruta e até mesmo ri!

Adorar desenvolve prazer no coração de Deus. A Bíblia diz em Salmos 147:11 que o Senhor se agrada muito daqueles que o adoram e confiam em seu amor. Qualquer atitude sua que venha agradar a Deus é um ato de adoração e isso move o céu na sua direção.

Os antropólogos que estuda a ciência que tem como objeto o estudo sobre o homem e a humanidade de maneira totalizante, ou seja, abrangendo todas as suas dimensões, perceberam que a adoração, que é a busca por Deus, é um impulso univer­sal, isto é, uma necessidade de todo ser humano não importando sua cultura, raça ou conhecimento. Este impulso foi posto por Deus na estrutura de nosso ser, uma necessidade in­trínseca de nos ligarmos a Ele. Por isso ado­rar deve ser tão natural quanto comer e respi­rar.

Quando não conseguimos adorar a Deus, sempre achamos um substitu­to, temos esta facilidade de buscarmos algo que no preencha, quando as pessoas não encontram a Deus, se voltam para si mesmas, fazendo de “tudo” para se sentir bem, para ser feliz e para ter paz, mas quero dizer que não existe vida plena, paz verdadeira e felicidade fora do Deus vivo, criador dos céus e da terra.

A bíblia diz em I Timóteo 2:5 que há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, que se fez homem. Jesus nos falou no Evangelho de João 14:6: Eu Sou O Caminho, a Verdade e a Vida, ninguém vem ao Pai senão por mim. Jesus Cristo é a única porta de acesso a Deus Pai, pois Cristo é o nosso redentor.

A razão pela qual temos esse desejo de busca por algo que nos preencha, é por que sem Deus estamos vazios, só Ele pode nos preencher, só a Sua presença nos faz plenos para a vida. Pelo fato de nos amar Ele procura por adoradores, pois o Seu prazer é nos ver adorando-o! Jesus disse em João 4.23: São estes os adoradores que o Pai procura, aqueles que o adorem em espírito e em verdade, isto é, aqueles que o fazem movidos pelo Espírito Santo, e não pela carne ou tradição. Por outro lado, quando adoramos a Deus na terra, no reino físico, Ele legalmente se manifesta mudando aquela geografia onde seu nome é exaltado através de louvores, declarações de fé e estilo de vida.

A adoração inclui elementos como louvores, cânticos e orações, os louvores são canais que nos ajudam a adorar, mas adoração vai muito além, é um estilo de vida. A adoração não é para você, é para Deus. Logicamente na adoração somos abençoados, ministrados, pois ministramos nosso amor ao coração de Deus e Ele nos toca, mas nossa motivação principal  deve ser glorificar e agradar ao nosso Criador.

O coração de Deus não é tocado pela tradição na adoração, mas pela paixão e pelo empenho. O Senhor diz em Isaías 29.13: “Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim...A adoração precisa ser movida pelo Espírito Santo, não é regra de homens que definem adoração, mas o nosso amor e desejo pela presença  dEle em nós.

A adoração não é parte de sua vida; ela é a sua vida. Não adore a Deus somente nos cultos na igreja, aqui na célula, pois nos foi dito: Procurem a ajuda do Senhor; estejam sempre na sua presença e Cantem glórias e louvem ao Senhor desde o nascer até o pôr-do-sol. Na Bíblia, as pessoas louvavam a Deus no trabalho, em casa, na batalha, na prisão e até mesmo na cama! Louvar deveria ser sua primeira atividade, assim que abrisse os olhos pela manhã, e sua última atividade, ao fechá-los à noite. O rei Davi disse nos Salmos 34.1: Eu agradecerei ao Senhor o tempo todo. Minha boca sempre o louvará.

Cada atividade pode ser transformada em ato de adoração, quando você a faz para louvar, glorificar e agradar a Deus. A Bíblia diz em 1 Coríntios 10.31: Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus.

Como é possível fazer tudo para a glória de Deus? Ao fazer tudo como se estivesse fazendo para Jesus e mantendo uma conversa contínua com Ele durante sua atividade. A Bíblia diz em Colossenses 3.23: Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens.

Este é o segredo de um estilo de vida em adoração, fazer todas as coisas como se fosse para Jesus. A Bíblia nos revela que devemos Pegar a nossa vida diária e comum; nosso dormir, comer, trabalhar e passear e colocarmos diante do Senhor como uma forma de ofer­tar, isto é, minha oferta a Deus precisa ir além do dinheiro. O trabalho seja no reino de Deus (igreja) ou no trabalho secular torna adoração quando você o dedica a Deus e o realiza com alegria e consciente de Sua presença em você.

Quando nos apaixonamos por alguém que Deus coloca na nossa vida, pensamos nesta pessoa o tem­po todo: no café da manhã, dirigindo para o trabalho, assistindo às aulas, na fila do supermercado, abastecendo o carro, no Metrô, no trabalho, etc., simplesmente não con­seguimos parar de pensar na pessoa amada! Isso faz com que mesmo longe da pessoa, nos sentimos perto. Desta forma estaremos permanecendo no seu amor. Esta é a verdadeira adora­ção, apaixonar-se por Jesus permanecendo no seu amor, Ele busca por pessoas ardentes e fervorosas por sua presença e por sua Palavra.

É hora de voltar ao primeiro amor e as primeiras obras, Ele quer ver seu coração ardendo em sua presença, Ele quer tocar em você! Não permita ser roubado pelo inimigo, persevere em buscar ao Senhor!

Compartilhar: Como está seu amor por Cristo Jesus? Ardente ou frio? Vamos orar e declarar nossa fé nEle, confessando-o como nosso Senhor e Salvador?


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Nascemos para agradar a Deus Reviewed by Aldenir Araujo on 3/29/2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.