Andando na Medida do Senhor

Texto: Ezequiel 47.1-12

Introdução: O Senhor quer nos ministrar nesta lição sobre a necessidade de andarmos, trilharmos à medida dele. À medida que Ele nos ensina, estabelece patamares que consolidam etapas até chegarmos a lugares férteis, lugares de multiplicação que não apenas nos abençoarão, mais abençoarão a todos quanto cruzarem o nosso caminho.

1 - Voltando-se à Porta (v: 1) – O Espírito Santo sempre nos levará a olharmos para a porta. A Porta é Jesus, Ele é o caminho, é a Verdade, é a Vida, nada existe sem Ele, tudo foi feito por Ele e para Ele. Quem conhece a Jesus, conhece a seu Pai, quem quer adorar ao Pai, tem que adentrar ao Santo dos Santos passando pela Porta que é seu Filho. Quem quer tocar ao Pai, tem que beijar o Filho. Esse é o início de tudo. Sem isso não há trajetória, não se empreende a viagem que nos levará aos lugares férteis, lugares de multiplicação, lugares onde a benção superabunda.

2 - Águas que correm do Santuário – As águas purificadoras correm do Trono de Deus. Este lugar, não é um lugar geográfico, mas um lugar espiritual. Um lugar que se alcança em Deus. Um lugar que se chega na adoração. Um lugar que aquele que ama ao Senhor sacia toda a sua sede realiza todo o desejo de sua alma, clamando cada dia por mais do Senhor. A Palavra de Deus diz que “bom é o Senhor para os que se atém a Ele, para a alma que o busca” (Lamentações 3.25). Todas as nossas fontes estão ali, estão no Senhor.

3 - Águas que dão nos artelhos (v: 3) - O profeta agora estava sob a direção “daquele homem” que o guiava medindo distâncias, estabelecendo limites e etapas. E ele o fez passar por águas que davam nos artelhos. Os artelhos falam de fundamentos que geram equilíbrio. Não se alcança vitória sem estar bem fundamentado. A ausência de fundamentos sólidos distorce o caminho, acarretam danos e perdas e muitas outras coisas e o final é morte. Nossos pés precisam estar bem firmados, tanto espiritualmente, quanto emocionalmente e materialmente. O ensino, o discipulado, a vida de oração, a leitura da palavra, as ministrações, todas devem ser encaradas como de grande importância, pois nisso está à edificação de um caráter sólido e equilibrado que será valioso na caminhada.

4 - Águas que dão nos joelhos (v: 4) – Os joelhos é que nos dão mobilidade e flexibilidade. Temos que permitir que o mover do Espírito agindo sobre a Palavra em nossas vidas nos levem a nos mover, mas também a nos prostrarmos diante do Senhor, nos rendendo a Ele em sujeição, e também nos levantarmos quando temos que enfrentar o inimigo. O Senhor vai nos encaminhar nesse treinamento, ensinando-nos a sermos obedientes e flexíveis a voz do Espírito.

5 - Águas que dão nos lombos (v: 4b) – Os lombos falam da Aliança, da fidelidade e do compromisso. O rio de Deus tem que chegar até aos nossos lombos. Temos que ser trabalhados a ponto de nos tornarmos fiéis ao Senhor irrestritamente. Trazermos sobre nós a responsabilidade, o compromisso com a verdade, tanto em vivê-la, quanto anunciá-la. É parte do agir de Deus em nós gerar homens e mulheres de compromisso e aliança. Passe pelas águas que lhe dão sobre os lombos.

6 - Águas Profundas que o eu não pode atravessar – O refino de Deus é para nos levar aos lugares impossíveis de qualquer eu atravessar. Pois devemos entender isso, que os lugares de muitos peixes, lugares de abundância, são os lugares onde só podemos chegar pela intervenção divina, pelo agir sobrenatural de Deus. Em todos os outros momentos o profeta era instado a entrar nas águas, agora a Palavra diz que toda a criatura vivente por onde entrar essas águas viveria, seria sarada (v: 9). O Senhor trabalha para que sejamos preparados para romper com a linha racional do eu, nos sujeitando a Ele totalmente, para que possamos ser levados pela correnteza desse rio, recebendo cura, restauração e levando vida ao mar (mundo). As correntes de águas curadoras desembocam no mar (fig. Do Mar Morto), o propósito de Deus é gerar vida onde há morte, é nos tirar do templo e nos encaminhar aos lugares sem fôlego de vida e tudo restaurarem.

Conclusão: A multiplicação, abundância de peixes (vidas) está intimamente ligada a essa verdade. Se seguirmos estes princípios, nossas células serão prósperas, nossa Igreja verá uma grande multiplicação, nossa cidade será totalmente impactada, recebendo da parte do Senhor um grande avivamento.

Siga ao homem com o cordel de medir e não esmoreça na caminhada.

Você é um vencedor!

Prs. Israel e Ludmila


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Andando na Medida do Senhor Reviewed by Aldenir Araujo on 3/07/2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.