A Importância da Comunhão

Texto: “Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos! É como o óleo precioso sobre a cabeça, o qual desce para a barba, a barba de Arão, e desce para a gola de suas vestes. É como o orvalho do Hermom, que desce sobre os montes de Sião. Ali, ordena o SENHOR a sua bênção e a vida para sempre.” (Salmo 133).

Introdução: Temos a necessidade de vivermos unidos uns aos outros, porque só podemos ser edificados e abençoados se permanecermos juntos como um só corpo, “pois, ali o Senhor ordena a sua benção e a vida para sempre”.

1) Vantagens de se viver em comunhão:

  • Somos protegidos - “Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará? Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade” (Eclesiastes 4.9-12).
  • Somos edificados mutuamente, isto é, uns aos outros - “Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração” (Colossenses 3.6).
  • Somos fortalecidos pelo Espírito Santo – “É como o orvalho do Hermom, que desce sobre os montes de Sião” (Salmo 133. 3a).
  • Somos vivificados pelo Espírito Santo – “Ali, ordena o Senhor a sua bênção e a vida para sempre” (Salmo 133. 3b).

2) Desvantagens de não se viver em comunhão:

  • Vivemos desprotegidos e sem cobertura espiritual – “Ao desembarcar, viu Jesus uma grande multidão e compadeceu-se deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor. E passou a ensinar-lhes muitas coisas” (Marcos 6.34).
  • Corremos o perigo de cair e não conseguir nos levantar – “Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante” (Eclesiastes 4.10).
  • Perdemos o óleo da unção que desce do trono de Deus, sobre a igreja, (nós) – “É como o óleo precioso sobre a cabeça, o qual desce para a barba, a barba de Arão, e desce para a gola de suas vestes” (Salmo 133.2). Veja: Efésios 5.15-18

3) Como manter-se em comunhão?

  • Unido a Deus através de Cristo. Este é o princípio espiritual de toda comunhão – “Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado” (1 João 1. 5-7).
  • Unido à igreja, que é o corpo vivo de Cristo na terra, do qual ele é o cabeça – “o qual exerceu ele em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar à sua direita nos lugares celestiais, acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir não só no presente século, mas também no vindouro. E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja, 23a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas” (Efésios 1. 20-23).
  • Manter-se regularmente envolvido com os ministérios da igreja e sua visão - “Vivei, acima de tudo, por modo digno do evangelho de Cristo, para que, ou indo ver-vos ou estando ausente, ouça, no tocante a vós outros, que estais firmes em um só espírito, como uma só alma, lutando juntos pela fé evangélica” (Filipenses 1.27).

Dinâmica para os discípulos

  1. Você se encontra em comunhão com Deus e com a igreja?
  2. Se alguém não está em comunhão com a igreja, pode estar em comunhão com Deus?
  3. Você se sente de fato envolvido e protegido no corpo de Cristo (igreja)?

Conclusão: Se você se encontra sem comunhão com Deus ou ainda não teve o privilégio de entrar em comunhão com Ele, hoje, você poderá começar a desfrutar dessa vida de comunhão pedindo a Jesus Cristo que te purifique de todo o pecado e venha fazer morada em sua vida. Caso você esteja fora da comunhão do corpo de Cristo, busque sua restauração e passe a usufruir de todas as bênçãos que Ele tem para você.

Pr. Paulo Cezar Martins


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

A Importância da Comunhão Reviewed by Aldenir Araujo on 3/12/2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.