Vivendo para ser e fazer discípulos

A Consumação Do Plano

Texto Básico: Gálatas 4.4,5; Filipenses 2.5-8

Texto Áureo: João 19.30

Texto Devocional: João 17.1-5

Introdução
- Na cruz, diz a Bíblia, Jesus rendeu o espírito. Antes, disse uma expressão que sacudiu o inferno de pavor: "Está consumado!" (João 19.30 – o nosso texto áureo).
- Este fato his­tórico ocorreu no começo da era cristã e teve consequências diretas na ordem natural e sobrenatural.
- Jesus morreu para consumar, terminar ou completar o plano que Deus o encarregou de cumprir, visando a salva­ção do homem condenado pelo pecado.
- O plano teve início, na sua etapa terrena, em Belém da Judéia (Lucas 2.6,7). Tudo aconteceu no momento previsto por Deus.
- O apóstolo Paulo escreveu: "Vindo, porém, a plenitude do tem­po, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar…" (Gálatas 4.4,5).

I. Então, O Senhor Tem Um Plano

1. Os céus e a terra pertencem ao Senhor.
- Há maravilhas sem conta no planeta em que habitamos. Perten­cem, por direito de criação, ao nosso Deus. Seres e coisas são do Senhor (Salmos 24.1).
- O homem foi criado para adminis­trar o patrimônio divino. O pecado prejudicou este plano original.
2. Houve necessidade de Jesus fazer uma re­conciliação. 
- Em 2 Coríntios 5.18-20, temos a revelação de que Deus nos confiou uma obra.
- Somos embaixadores, enviados em nome de Cristo, para a obra de reconciliação. Isto faz parte do plano de Deus.

II. Como Servir No Plano De Deus

1. Não há lugar para o orgulho.
- O desejo de ocupar a primei­ra posição, o lugar destacado, pode ser até normal.
- O problema surge quando isto ocorre com a exclusão do outro. Na obra do Senhor não deve ser assim.
- E uma fraqueza humana que fere a ética bíblica.
- E uma situação antiga, existente na igreja primitiva.
- Estão lembrados do estra­nho pedido da mãe de Tiago e João, provavelmente Salomé, irmã de Maria? Solicitou honrarias exclusivas para os seus filhos. Jesus ouviu a mãe que assim procedia, observou a justa indignação dos outros discí­pulos e comentou, condenando o orgulho:
"…quem quiser ser o primeiro entre vós, será vosso servo; tal como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos" (Mateus 20.27,28).
2. O Mestre tinha autoridade para falar. 
- Em Mateus 11.29, Jesus convida a aprender com Ele lições de mansidão e humildade.
- Aquele que estava no princípio com Deus, e que teve o poder de fazer todas as coisas (João 1.2,3), agora estava entre nós, preparando os continuadores da sua obra.
- Alertou contra as ciladas do maligno, uma das quais é o cultivo da vaidade.
- Jesus foi o Modelo perfeito.
- O apóstolo Paulo lembrou aos filipenses, que Jesus "a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte, e morte de cruz" (Filipenses 2.8).
3. O registro de Marcos.
- O evangelista Marcos também regis­trou o pedido de Salomé. Indicou, a propósito, o ensino de Jesus.
- O exer­cício da autoridade no Reino de Deus não pode ter o mesmo sentido do existente na área secular.
"Mas entre vós não é assim; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva" (Marcos 10.43).

III. Como É O Plano Do Bom Pastor

1. Deus nos vê como ovelhas.
- No Salmo 78, de Asafe, temos lições sobre a providência de Deus. Uma delas, Israel, como povo, era um rebanho de ovelhas preciosas, sua herança. Por isso, escolheu Davi, para ser o “pastor de Jacó" (vs. 70-72).
- Como se dá no tempo da igreja, da Revelação do Novo Testamento, no olhar de Deus?
- Da mesma forma. O apóstolo João disse que Jesus, o enviado de Deus para a consumação da obra de reconciliação, veio como o bom Pastor.
- Registrou as palavras incisivas do Mestre: "Em verdade, em verdade vos digo: O que não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador" (João 10.1).
- A segunda parte do versículo é uma advertência contra os falsos mestres, que tentam desviar o rebanho do Senhor, a igre­ja fiel.
2. O falso líder.
- Pode parecer estranho um líder ser um instru­mento da morte. Mas esse tipo existe.
- O líder que não é verdadeiro. O líder disfarçado. Em Jerusalém, Jesus disse que os judeus examinavam as Escrituras cuidando ter nelas a vida eterna.
- Jesus e a Bíblia são as fontes da vida eterna (João 5.39,40).
- Como o Bom Pastor, Ele vai até onde é necessário (João 10.11). Jesus é o Bom Pastor, fiel e verdadeiro, que con­sumou a obra que recebeu do Pai. Para salvar suas ovelhas, realizou milagres, repreendeu os espíritos malignos, ensinou o caminho, orientou com verdade (João 14.6).
- Como suas ovelhas, ouvimos sua voz e suas pa­lavras de vida eterna. O plano foi assegurado.
- O plano foi consumado. Aleluia!

Conclusão
- Jesus recebeu do Pai uma missão e a cumpriu cabalmente.
- Quan­do estava pregado na cruz, ao exclamar: "Está consumado!"
- Jesus estava dizendo que nada mais havia que precisasse ser feito. Como Salvador, Jesus é perfeito, fez uma obra completa.
- E nós, seus discípulos, temos a missão de testificar de seu plano eterno de salva­ção, para o mundo. Jesus nos vê como ovelhas.
- Trata-nos como ovelhas, sendo Ele o Supremo Pastor, que deu a sua vida pelo rebanho.

Perguntas Da Lição
1. Qual é o significado de Gaiatas 4.4?
2. Que ligação existe entre o plano de Jesus e a Reconciliação?
3. Apresente duas passagens bíblicas que mostrem Jesus como Modelo de humildade.
4. Qual é a mensagem final do Salmo 78?
5. Por que Jesus deu a vida por suas ovelhas?

Pr. Josias Moura de Menezes


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Vivendo para ser e fazer discípulos Reviewed by Aldenir Araujo on 2/08/2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.