Quando a Igreja ama de verdade

Texto: João 15.12

"Quando a Igreja ama de verdade"

Nesse texto Jesus expressa o seu desejo com relação à igreja:

Que nos amemos uns aos outros como Ele nos amou.

E amor não é apenas uma palavra!

1 João 3.18 (BLH) diz: Meus filhinhos, o nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações.

João 3.16 (BLH) também diz: Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna.

Deus amou o mundo e agiu... Logo, amor é ação, é atitude!

E o que acontece quando a igreja ama de verdade?

1º - Ela não faz acepção de pessoas.

Meus irmãos, como crentes em nosso glorioso Senhor Jesus Cristo, não façam diferença entre as pessoas, tratando-as com parcialidade.

Suponham que na reunião de vocês entre um homem com anel de ouro e roupas finas, e também entre um pobre com roupas velhas e sujas.

Se vocês derem atenção especial ao homem que está vestido com roupas finas e disserem: "Aqui está um lugar apropriado para o senhor", mas disserem ao pobre: "Você, fique em pé ali", ou: "Sente-se no chão, junto ao estrado onde ponho os meus pés", não estarão fazendo discriminação, fazendo julgamentos com critérios errados? (Tiago 2.1-4)

2º - Nenhum membro é desprezado.

O olho não pode dizer à mão: "Não preciso de você!"

Nem a cabeça pode dizer aos pés: "Não preciso de vocês!"

Ao contrário, os membros do corpo que parecem mais fracos são indispensáveis, (1 Coríntios 12.21-22)

3º - Ninguém passa privação.

Da multidão dos que creram, uma era a mente e um o coração. Ninguém considerava unicamente sua coisa alguma que possuísse, mas compartilhavam tudo o que tinham.

Com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus, e grandiosa graça estava sobre todos eles.

Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda (Atos 4.32-34)

4º - A derrota ou a vitória de um é a derrota ou a vitória de todos.

Quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele; quando um membro é honrado, todos os outros se alegram com ele.

Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. (1 Coríntios 12.26-27)

5º - O mundo reconhece que somos discípulos de Jesus.

"Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros.

Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros.

Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros". (João 13.34-35)

Conclusão:

Quando a igreja ama de verdade ela fica igual a Deus porque Deus é amor!

Pr. Jean Carlos Sardinha da Silva


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Quando a Igreja ama de verdade Reviewed by Aldenir Araujo on 2/08/2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.