As Sete Mensagens De Jesus Na Cruz

1. Pai Perdoa-Lhes Porque Não Sabem O Que Fazem. Lucas 23:34.

- Esta é a mensagem do perdão.
- É a voz do sumo Sacerdote perante o Altar de Deus oferecendo-se a Si mesmo em sacrifício.
- É o momento que Jesus se impôs como o Grande intercessor – o oferecimento do grande sacrifício por nós.
- Esta foi a oração feita por Jesus, rogando perdão para os seus inimigos.
- Este é o preço do Calvário: implora o nosso perdão; chora por nós e conosco; pede que o Pai nos perdoe, porque não sabemos o que fazemos.
- Nesta prece de Jesus, não há apenas intercessão, há mais do que isto; há uma demonstração do Seu amor e do nosso dever.
- Este apelo de Jesus revela a grandiosidade do seu amor que é imensurável e incondicional.
Jesus é o único Mediador entre nós e Deus. Devemos sempre perdoar, porque Ele nos perdoou primeiro.

2. Hoje Mesmo Estarás Comigo No Paraiso. Lucas 23:43.

- Esta é a mensagem da salvação. É uma promessa de Cristo ao assaltante arrependido.
- Apesar de indigno, cheio de pecado, ele, que há um momento atrás blasfemava contra o Senhor, volta-se para Jesus.
- O que lhe deu esperança? – A grandiosidade do amor de Deus revelado em Cristo no Calvário.
- Jesus olha para ele, responde ao seu pedido como Deus o faria, porque Jesus é Deus!
“Hoje estarás comigo no paraíso”. Jesus é a nossa Salvação, só Ele nos concede a vida eterna.

3. Mulher, Eis Ai Teu Filho; Filho, Eis Ai Sua Mãe. João 19:26-27.

- Esta é a mensagem da família, mensagem da entrega.
- A entrega de sua mãe aos cuidados do discípulo amado.
- Esta é uma nova agonia de Jesus: a lembrança do lar. Maria permanecia diante da cruz. Ficou ali parada, muda, olhando aquele amor, que era maior do que se podia compreender.
- Mãe de coração quebrantado, que tem tristezas, provações em seu lar, separação, solidão.
- João também olhou para Jesus e este lhe disse: “Eis ai tua mãe”.
- João era seu amigo.
- Um amigo fiel, um amigo que sente, que entende, que ajuda, compreende e crê. Um amigo nunca abandona.
- Um amigo ampara, é forte na morte, nunca trai, sempre perdoa.
- Jesus santificou a amizade em Sua Paixão. João era seu amigo de verdade.
- Há amigo mais chegado do que um irmão.
- Havia permanecido perto de Jesus e naquele último momento, quando Ele devia ser deixado só, deu a João, num amor altruísta – a benção mais preciosa que Ele tivera nesse mundo – sua mãe.

4. Deus Meu, Deus Meu, Porque Me Desamparaste? Mateus 27:46; Marcos 15:34.

- Esta é a mensagem da oração, do clamor.
- Pouco antes de Sua morte, houve o clamor de desamparo, de solidão, de deserto, de dor. O horror pela escuridão cai sobre eles.
- Há silêncio ao redor da cruz, exceto o ruído do Precioso sangue pingando da cruz em resgate da humanidade, o sangue-vida de Deus em Cristo, está caindo no chão.
- Este é o único som que se houve ao redor da cruz. E eis que dali sai uma voz, como um murmúrio pelo silêncio de Deus. Não é um grito de misericórdia, não é um grito de dor; mas é um grito cheio de angústia.
- Aqui Jesus fala como homem. Falando como homem, nenhuma gota de sofrimento lhe é poupada.
- Ouça este grito de angústia e lembre-se que nunca um grito de dor ou de agonia sai de você, sem que encontre eco no coração de Deus.
- Naquele momento de escuridão, com as nuvens e a obscuridade ao redor Dele, Jesus estava experimentando as agonias do inferno – a separação de Deus.
– Não ter Deus por perto, não falar com Ele, não sentir Sua presença, não ser capaz de chamá-lo, eis a consequência do pecado.
- Jesus, para que pudéssemos ganhar a salvação, e nos arrebatar dos tormentos do inferno, arremessou-se na escuridão onde Ele foi esquecido, para que nós nunca o fôssemos por Deus.

5. Tenho Sede. João 19:28.

- Esta é a mensagem da necessidade.
- É o grito de angústia física. Este pedido de Jesus foi seu primeiro grito de dor física.
- A dor é a coisa mais profunda que conhecemos nesta vida. Todos nós a experimentamos, mais cedo ou mais tarde.
- Saber que Deus pode sentir os sofrimentos da dor, é saber que o maior de todos se une ao menor, é saber que o Altíssimo se inclina ao mais baixo, é saber que Deus ama o homem.
- O fim está chegando!
- O pobre doente vira, abre os olhos e diz fracamente: “Tenho sede! Tenho muita sede!” - Seu pobre corpo estava fraco e abatido.
- Tenho sede, sede causada pela febre, pelas dores cruciantes, Seus lábios estavam totalmente ressequidos.
- Era não só a sede de água, mas também sede de alma, sede da salvação dos pecadores.
- A sede da alma piedosa de Jesus, não pôde ser saciada a não ser com lágrimas das nossas almas arrependidas.
- Nós fomos feitos para saciar a Sua sede, para atender aos Seus rogos.

6. Está Consumado. João 19:30.

-  Esta é a mensagem da vitória, da Obra completada.
- É o grito de vitória por Ter obedecido até a morte, e morte de cruz. Combateu o bom combate e completou a carreira.
-Esta é a mensagem da fidelidade, da obediência.
- A última cena da vida do Senhor Jesus está perante nós.
- Chegamos ao fim, quando o Senhor Jesus murmura as últimas palavras sacrificiais: “Está Consumado!” A profecia está consumada. A Obra está consumada. A verdade está consumada. O exemplo é consumado!
- O caráter perfeito, a união da ternura e da força são coroados pela perseverança.
- A batalha está consumada. A vitória está ganha. A Igreja está consumada. O Corpo de Jesus está edificado. A redenção está consumada. Os sofrimentos do Mestre chegaram ao fim.

7. Pai, Em Tuas Mãos Entrego O Meu Espírito. Lucas 23:44-48.

- Esta é a mensagem da comunhão. É o grito de resignação.
- A Obra Sacerdotal já estava consumada. Jesus, o Homem, termina finalmente Sua carreira de tristeza.
- A alma humana estava deixando o corpo.
- Os rostos pálidos olham além da escuridão, mas os lábios não nos falam e não nos contam nada a respeito daquele mistério.
- Mas há uma voz que soa além-túmulo, uma voz de poder e de amor, a voz Daquele que venceu a morte, a mesma voz que disse naquele dia do Calvário –“Nas Tuas mãos entrego o Meu espírito”.
- A morte de Jesus é a revelação desta última compaixão. O mistério da morte de Jesus é o mistério de Seu excessivo amor.
- O mistério da morte de Jesus é o mistério da compaixão humana. Isto tudo é a revelação da resignação à vontade de Deus.

Que com estas sete mensagens de Jesus na cruz, você possa tirar grandes lições para aplicar em sua vida. Amém!

Bispo Hermes da Gama


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

As Sete Mensagens De Jesus Na Cruz Reviewed by Aldenir Araujo on 2/15/2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.