A família sem cabeça

Texto: Juízes 21:25

Introdução

1. Apesar de pequena que é a cabeça; no corpo ela tem uma grande importância, as funções mais delicadas, mais importantes estão na cabeça.

2. Um corpo pode ter uma grande força, uma grande musculatura ou beleza, mas um corpo sem cabeça é um corpo que não serve para nada.

3. Existem também muitas pessoas que parece que não tem cabeça, e se tem não a usam. Exemplo: as mulheres e homens atraentes fisicamente, mas com a cabeça oca.

4. Mas também têm famílias sem cabeça, famílias que são iguais ao texto que lemos; cada um faz o que acha melhor, cada um faz o que lhe dá vontade e por isso não existe paz, por isso não existe harmonia no lar, pois não existe uma cabeça que dirija o destino da família.

5. Vejamos algumas características que tem as famílias sem cabeça

I.  É uma família sem autoridade. Josué 1:16-18

1.     O povo de Israel aceitou Josué como cabeça que os guiaria, mas exigiram dele para aceitar sua autoridade duas coisas: que Deus estivesse com ele e que fosse exemplo de esforço e valentia.

2.     Uma família sem cabeça é uma família sem autoridade, pois não têm exatamente esses dois requisitos: os pais não se deixam governar por Deus e tão pouco dá exemplo.

3.     Um pai ou uma mãe que é governada pelo espírito santo é alguém que toma decisões corretas para sua família, é alguém que coloca em pratica a palavra de Deus, que disciplina e corrige quando é necessário e que consulta cada decisão ao Senhor.

4.     O melhor complemento da autoridade é o exemplo, eu não posso exigir que minha família faça o correto se eu não o faço. Assim como na cabeça estão as funções de falar, ouvir e ver assim também uma família sem cabeça é uma família que não vê, que não ouve e que não fala.

II.  É uma família que não enxerga (indiferentes) os filhos. I Samuel 3:11-13

1.     O sacerdote Eli estava vendo o que seus filhos andavam fazendo, mas não os repreendeu, ele, não queria enxergar, por isso Deus o repreendeu.

2.     Somos cruéis se vemos o erro na vida dos nossos filhos e não os avisamos e não os repreendemos.

3.     Não diga que não havia dado conta do que seus filhos andam fazendo.

4.     Não diga que não viu a hora que chegaram e com quem chegaram.

5.     Não diga que não viu com quem saiu sua filha porque por sua indiferença ela poderá sofrer consequências.

6.     Envolva-se na vida dos seus filhos para o bem deles, não mintamos dizendo que não notamos que algo está errado.

III.  É uma família sem ouvidos para ouvir.  Provérbios 21:13

1.     Como e difícil fechar nossos ouvidos ao clamor do pobre, mais difícil ainda é fechar os ouvidos para não ouvir o clamor da nossa família.

2.     Certo psicólogo disse que todas as pessoas andam carregando uma placa que diz “quero me sentir importante” e a melhor forma de fazer alguém sentir-se importante é ouvir o que ele tem a dizer.

3.     Ponhamos atenção as palavras e as ações dos nossos filhos, sim, escute as ações dos seus filhos não só as palavras.

4.     Com sua rebeldia, com suas notas baixas, com sua indiferença, mesmo com seu silencio eles estão gritando para nós “Me dê atenção!”

5.     Devemos dar ouvidos as queixas dos nossos filhos e também do nosso cônjuge, mas com uma atitude, deixe que o outro fale o que está sentindo sem ser interrompido (provérbios 18:13)

6.     Devemos nos calar e ouvir o que os outros têm para nos dizer, tenhamos a coragem de escutar.

IV.  É uma família que não se comunica. II Timóteo 4:1-2

1.     A comunicação é fundamental em toda relação.

2.     Não devemos nos cansar de aconselhar nossos filhos, um conselho nunca lhes fará dano.

3.     Aconselhe a tempo e fora de tempo, nunca é tarde para aconselhar os filhos, não diga como já se casou não posso aconselhar, mas, faça a tempo e fora de tempo, não diga que porque é adulto não precisa de conselho. 

Para os filhos...

1.     Conte aos teus pais todo o que acontece, conta-lhes teus problemas, teus medos, eles saberão te dar um bom conselho.

2.     As dúvidas da tua vida conta tua família para te ajudar. 

Conclusão:

Para que nossa família seja uma família com cabeça, precisamos aprender a escutar, a ver e falar e sobre tudo a submeter nossa vida a cristo Jesus, e deixar que ele governe nossa vida e nossa família.

Pr. Aldenir Araújo


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

A família sem cabeça Reviewed by Aldenir Araujo on 1/01/2013 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.