Resgatando a honra em nossa geração

Texto: I Samuel 4:18-22

Introdução:

- Icabode! Foi-se a glória, foi-se a honra!

- As maldições que tem assolado nossos dias são decorrentes da falta de honra.

- Deus estabeleceu a família, e com ela ordem e autoridade entre seus membros. E a Bíblia diz que “todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus”. (Rm. 13:1ª).

- Temos vivido em meio a uma geração de Icabode. Não há mais glória nas famílias, não há mais honra. Vemos filhos desonrando pais, irmãos desonrando irmãos, pais desonrando filhos, casais se digladiando. Filhos que são filhos da desonra, filhos gerados fora do casamento. Homens e mulheres que não se honram casando-se e gerando filhos fora de uma união segura.

- A honra é a semente do êxito, do sucesso, a desonra é a semente das portas fechadas.Quando uma pessoa decide viver pelo principio da honra ela abre a porta do sucesso a seu favor. Mas quando entra a desonra lhe é ministrado o fracasso.

- Neste texto vemos que Israel vivia um tempo angustiante, de batalha. Os filisteus sempre estavam ameaçando produção dos israelitas.

- Os lideres espirituais de Israel neste tempo era Eli, o sumo sacerdote e seus filhos, Hofni e Finéias. E a Bíblia diz que em uma data batalha a Arca da Aliança, e os filhos de Eli haviam morrido na batalha. Quando Eli soube que seus filhos haviam morrido (pois desonravam o Senhor e seu pai), ele caiu da cadeira quebrou o pescoço e morreu. A nora de Eli estava grávida e perto de dar a luz. Quando o bebe nasceu, por conta da noticia, ela fez pouco caso do filho e colocou o nome do menino de Icabode, que significa: Sem glória, sem honra.

- Este é o caso de nossa geração. Filhos sendo gerados, mas sem honra, sem glória. Com pouco caso.

- Mas antes de continuarmos se faz necessário sabermos o que significa a palavra HONRA.

- HONRA: glória, atribuir valor, riqueza, reputação (majestade), esplendor, preferir, receber, aceitar, considerar válido e legitimo. No hebraico: Kabod, a honra sempre está ligada a riqueza, sucesso, êxito, prosperidade.

- DESONRA: significa: rejeitar, não receber, considerar inválido, ilegítimo.

I – A quem devemos honrar?

“Portanto, daí a cada um o que deveis... a quem honra, honra”. (Rm.13:7)

a) Devemos honrar os velhos. “Diante das cãs te levantarás, e honraras a presença dos anciãos, e temerás o teu Deus. Eu sou o Senhor, vosso Deus. (Lv. 19:32). A honra não tem preço!

b) Honrar o líder: “Os presbíteros que lideram bem a igreja são dignos de dupla honra, especialmente aqueles cujo trabalho é a pregação e o ensino.” (1 Timóteo 5:17).

c) Honrar aos pais: “Honra o teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá”. (Ex. 20:12). A honra aos pais é chave para vida longa e prosperidade.

d) Honra a Deus: “O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o meu temor?” (Ml. 1:6).

- O principio da honra forma o caráter de sucesso!

- É necessário criarmos o hábito da honra. Ensinarmos isso, mas antes de tudo, vivenciarmos isto.

II - Mas como podemos criar o hábito da honra?

- Aqui vamos utilizar o termo grego para honrado: KALÓS

• Seja honesto: honrar é ser honrado (kalós). Honrado e honesto são sinônimos.

• Apresente-se com honra: A honra é fruto do trabalho. O objetivo de você se apresentar com honra é entrar na prosperidade. Por exemplo: se você faz o que deveria fazer dentro do seu trabalho, casa e não é reconhecido e mal interpretado, não se preocupe você prosperará, pois está se apresentando com honra.

• Comporte-se decentemente: Onde está a rota da prosperidade? Em saber honrar com decência. É descer do salto do orgulho. Todo orgulhoso é isento de honra.

• Seja decoroso: Kalós, honrado, significa também ser decoroso. Quem tem decoro sabe entrar pedindo licença. Uma pessoa de honra se levanta ao ver um idoso em pé e lhe da o lugar. Quem não dá lugar para os mais velhos não apenas comete falta de educação, mas uma falta de honra.

• Importe-se com os outros: honradez também significa se importar com os outros. Pessoas mal educadas são desrespeitosas, por isso trilham o caminho do fracasso. A honra é uma educação espiritual que nos faz respeitar as pessoas e nos importar com elas e com outras autoridades que estão sobre nós.

• Seja ético e justo: Quando você se submete você é honrado primeiro. Kalós nos fala de termos uma vida correta, aprovável de conduta, estima. É encontrar e andar pelas veredas da justiça.

- Como filho você é convocado por Deus par viver a honra que nossa geração perdeu.Honra traz reconciliação. Através da honra o coração dois pais é convertido aos filhos e o coração dos filhos é convertido aos pais. E temos algumas chaves para resgatarmos a honra e viver a reconciliação familiar.

 

4 chaves para resgatarmos a honra e trazer reconciliação na família.

1ª chave: Arrependa-se!

- Arrependimento significa reconhecer as falhas. Os que honram seus pais possuem vivem no mesmo espírito de Elias. Quando vivemos a honra vivemos no espírito da profecia.

- Muitos tem se levantado em desobediência e não aceitando autoridades dos pais. Se quisermos viver o êxito e a prosperidade devemos nos arrepender das mentiras, da preguiça, do desperdício, da indiferença e da violência.

2ª chave: Perdoe!

- O perdão tem o poder de arrancar as raízes de amargura e ódio que foram plantados por Satanás.

- O perdão dever ser uma via de mão dupla, tanto dos pais quanto dos filhos. E isto independe de sentimentos, é uma ordem. Por meio do perdão a honra é restaurada.

3ª chave: Honre seus pais!

- Devemos honrar nossos pais por algumas razões:

1º porque estamos honrando uma parte de nós mesmos, que nos gerou;

2º ao honrá-los estamos evitando repetir os erros deles;

3º ao honrarmos nossos pais estamos honrando a Deus que os constituiu autoridade sobre nós e

4º A honra aos pais nos garante longa vida e sucesso sobre a terra. Na verdade é o primeiro mandamento com uma promessa.

4ª chave: Abençoe!

- Os pais devem concertar os erros do passado.

- Não há maldição ou benção maior do que dos pais ou filhos.

- Abençoe seu filho hoje, pois o clamor de um pai é poderosíssimo.

Conclusão

- Deus está levantado uma geração Kabod e não Icabode. Ou seja, uma geração que se levanta em honra e para honrar.

- Uma geração que é honrada e sabe honrar.

- Uma geração profética, que obedece a Palavra de Deus.

- Uma geração que destrói o jugo de Satanás através da honra e da obediência.

Você já faz parte desta geração?

http://www.pibvida.com.br/

Continue ...

Como experimentar crescimento com qualidade?

Referência: Levítico 21.16-20

INTRODUÇÃO

1.Muitas vezes buscamos métodos para o crescimento da igreja, mas o método de Deus para o crescimento da igreja é sempre o homem. Deus não tem tantas regras. Deus tem um método e o método de Deus é VOCÊ.

2.E. M. Bounds disse que Deus não unge métodos, Deus unge homens. Nossa fé é muito mais do que um conjunto de regras e doutrinas. É sobretudo, relacionamento com Deus.

3.Esse texto nos mostra que os sacerdotes que ministravam no altar não podiam se contaminar nem ser imperfeitos. A vida do sacerdote é a vida do seu ministério. Um sacerdote impuro era uma grande calamidade (Zc 3:1-3).

4.Um sacerdote com defeito podia ser sustentado como sacerdote. Ele podia comer do pão do seu Deus, mas não podia ministrar no altar. Tanto o sacerdote como o sacrifício precisavam ser perfeitos. Ambos tipificavam Cristo.

5.O véu do templo foi rasgado. Agora todos somos sacerdotes. Todos podemos entrar para adorar. Mas, se queremos ter comunhão com Deus, se queremos ministrar no altar, precisamos não podemos ter certos defeitos.

6.Algumas pessoas pensam de forma errada que Deus se importa apenas com números.Caem no erro da numerolatria. Outros pensam de forma errada que Deus só se preocupada com qualidade e não com quantidade. Caem no erro da numerofobia.

7.Qualidade gera quantidade. Uma igreja saudável cresce. Não é o que fazer para crescer, mas o que nos impede de crescer.

8.Levítico 21 é um quadro que mostra o crescimento com qualidade. Ninguém com defeito pode chegar para oferecer o pão no altar. O ministério não é um título, um cargo, mas um relacionamento com Deus.

Vejamos quem é que não serve para ministrar no altar:

I. NÃO SERVE AQUELE QUE É CEGO – V. 18

1.O cego é aquele que não tem visão

Aquele que não tem visão de crescimento não cresce. É preciso visão. Jesus disse para os seus discípulos: “Erguei os olhos e vede os campos, pois já branquejam para a ceifa” (Jo 4:35). Os cegos não servem. Há pessoas que têm capacidade, mas não têm visão. Eles não tem sonhos. Precisamos ter visão para crescer. Precisamos ter vontade de crescer. Um cego não tem visão.

2.Precisamos ter a visão de uma igreja grande

Precisamos ter a visão de uma igreja grande não para engordar a vaidade dos nossos membros. Não para dizermos que somos os melhores. Precisamos trabalhar para termos uma igreja grande para trazer glória ao nome de Deus, para impactar a cidade e a nação.
Se formos como um sacerdote cego a igreja não pode crescer. Sem visão o povo não sabe para onde vai.

3.Precisamos ter a visão além das paredes

Precisamos ter a visão de quebrar as paredes. Não podemos nos acomodar. Há muito povo nesta cidade. Temos que ter a visão de trazer os aflitos e deixá-los aos pés de Jesus.
Até 1970 as pessoas pensavam em ganhar outras para Cristo. Depois de 1970 houve uma forte ênfase em ganhar a família para Cristo. Depois de 1990, a ênfase passou a ser ganhar a cidade para Cristo. Uma igreja grande pode investir. Uma igreja grande pode influenciar.

4.Precisamos ter alvos claros de crescimento

Primeiro a visão, depois os recursos. Se não tivermos alvos e sonhos nós nunca vamos saber se chegamos até lá. Precisamos trabalhar em cima de alvos: físicos, espirituais e numéricos. Hoje, somos uma igreja com 850 membros. Quanto nós queremos crescer? Qualquer coisa é qualquer coisa. Precisamos ter alvos definidos. Exemplo: Paul Yong Cho
Precisamos ter o alvo de plantar igrejas, de termos novos membros sendo recebidos regularmente, de ampliarmos o nosso templo, de construirmos o nosso prédio de educação religiosa.
Sacerdotes cegos não servem para levar a igreja ao crescimento.

II. NÃO SERVE AQUELE QUE É COXO – V. 18

1.O coxo é aquele que se arrasta

O coxo é aquele que tem pernas, mas as pernas não suportam o corpo. Então, ele se arrasta. O crente não pode se arrastar. Deus tem nos levantado. Nossas pernas não podem ser emperradas. Precisamos caminhar. Precisamos trabalhar. Precisamos fazer a obra de Deus enquanto é dia.

2.O coxo é aquele que precisa ser carregado pelos outros

O coxo não caminha sozinho. Ele é dependente. Ele precisa sempre de alguém para lhe transportar. Há crentes que nunca aprendem andar com suas próprias pernas. Eles não progridem, não amadurecem, sempre ficam aonde as pessoas os deixam.
Uma igreja não pode crescer quando os seus crentes são coxos, quando eles não andam, não caminham, não fazem a obra de Deus. O Senhor espera de nós frutos, muitos frutos.

III. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM O ROSTO MUTILADO – V. 18

1.Aquele que tem o rosto mutilado tem duas caras

A igreja não pode crescer quando os seus sacerdotes, os seus crentes têm duas caras, usam máscaras. Não serve para estar fazendo a obra de Deus aquele que tem o rosto mutilado. Precisamos pregar o que vivemos dentro de casa, no trabalho. Precisamos pregar para nós mesmos. Não basta parecer santo na igreja e ser rude em casa e desonesto no trabalho.
O rosto mutilado é aquele que é uma coisa na igreja e outra em casa. Hoje muito discutimos sobre pastor de tempo integral e pastor de tempo parcial. Mais importante do que ser um obreiro de tempo integral é ser um obreiro integral. Não é uma questão de tempo, mas de vida. Devemos ser um só. O rosto mutilado não serve.

2.Não é a grandes talentos que Deus abençoa, mas pessoas íntegras

A vida do ministro é a vida do seu ministério. Podemos ter todos os dons, mas se não tivermos amor, nada disso nos aproveitará. A hipocrisia não funciona. Precisamos ser antes de fazer. Precisamos ter vida mais do que performance.

IV. NÃO SERVE AQUELE QUE É DESPROPORCIONADO – V. 18

1.Para a igreja crescer saudavelmente, os crentes não podem ser desproporcionados

Deus fez tudo perfeito e lindo. Ilustração: Certo dia vi um moço pedindo esmola, empurrando um carrinho. Corpo forte e as pernas fininhas. Desenvolveu o tronco, mas as pernas eram fracas. Às vezes crescemos numa área e somos doentes em outras. Temos áreas do nosso caráter que estão atrofiadas.

2.Uma super ênfase num único ponto da verdade pode nos deixar desproporcionados

No livro de Ezequiel temos a figura de Jesus representada em quatro retratos. Ele é descrito como LEÃO, BOI, HOMEM E ÁGUIA. Mateus apresenta Jesus como o Leão. Aquele que tem toda autoridade no céu e na terra. Jesus é sempre o leão que está rugindo: ele ensina com autoridade, ele cura, ele expulsa demônios. Mas esse não é todo o rosto do Senhor. Há igrejas que só falam de Jesus como leão. Só falam de poder.
Em Marcos Jesus tem o rosto do BOI. Ele veio não para ser servido. Em Marcos Jesus é servo. A igreja tem o chamado para servir. Mas para crescer não basta apenas servir. Muitas igrejas dizem: Ah! Agora sim, vamos criar asilos, creches, orfanatos. Mas esse não é todo o rosto do Senhor.
Em Lucas Jesus tem o rosto do Homem. Ele chora, ri, participa de encontros, entra na casa dos publicanos. Aí alguns dizem: Tá aí o segredo: precisamos ter grupos, vamos desenvolver relacionamentos, vamos assistir as pessoas. Mas esse não é todo o rosto do Senhor.
Em João Jesus é a Águia, voa nas alturas. Ele é o Filho de Deus. Ele veio da glória. Há igrejas que vivem mergulhas nesse senso do sobrenatural. Mas esse não é todo o rosto do Senhor.
JESUS não era desproporcionado. Ele foi integral. Ele foi rei, servo, homem, Deus. Qual é a ênfase da pregação? Se tem uma pessoa enferma: autoridade. Se tem um casal em conflito: o rosto de homem. Se tem uma necessidade a ser suprida: o rosto de servo. Sem tem alguém perdido: o evangelho da salvação. Precisamos apresentar todo o evangelho. O desproporcionado está errado. Precisamos apresentar Jesus em toda a sua beleza.

V. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM O PÉ QUEBRADO – V. 19

1.Aquele que tem o pé quebrado vive caindo

O coxo é diferente de quem tem o pé quebrado. O pé quebrado não fica em pé, está sempre caindo. Vida cristã é uma caminhada. Aquele que está em pé veja que não caia. Os crentes têm caído nos mesmos pecados, têm envergonhado o evangelho.
Uma igreja não cresce quando os seus líderes, os seus membros têm o pé quebrado. Uma igreja não cresce quando os seus crentes vivem tropeçando. Uma igreja assim, não pode andar com o Senhor, nem ministrar no altar e impede o crescimento.

VI. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM A MÃO QUEBRADA – V. 19

1.Aqueles que têm a mão quebrada não podem fazer a obra de Deus

Aqueles que têm as mãos quebradas não podem impor as mãos sobre os enfermos, não podem abraçar, abençoar, tocar, socorrer, ajudar. Precisamos orar levantando mãos santas, sem ira.
Somos uma raça de sacerdotes. Hoje todos somos ministros da nova aliança. Devemos ministrar uns aos outros, abençoar uns aos outros, consolar uns aos outros, exortar uns aos outros, orar uns pelos outros.

2.Aqueles que têm a mão quebrada não podem oferecer o pão de Deus

Eles não olham para a vida como uma liturgia ao Senhor. O culto não tem hora para acabar. O culto é a vida. Não existe: “Senhor agora entramos na tua presença”. Não estava antes? Não existe: “Continuamos em tua presença”. Vai sair depois?. A reunião começa e termina, mas o culto, não. O culto é a vida toda. Se a vida que vivemos fora do templo não é um culto ao Senhor, somos sacerdotes de mãos quebradas.

3.Aqueles que têm a mão quebrada não conseguem abençoar

Quando você abençoa outra pessoa, essa mesma bênção volta para você.
Precisamos abençoar as pessoas. Somos sacerdotes. O sonho de Deus é que abençoemos uns aos outros. Enquanto você abençoa outra pessoa, essa bênção volta para você. O eco responde para você com as mesmas palavras emitidas.

4.Quem tem mão quebrada não consegue trazer ofertas ao altar

Quem tem mão quebrada sempre comparece diante de Deus de mãos vazias. Quem tem mão quebrada não consegue ofertar nem traz os dízimos de Deus.

VII. NÃO SERVE AQUELE QUE É CORCOVADO – V. 20

1.O corcovado é profundamente pessimista

O corcovado anda olhando para baixo. O professor perguntou a um menino da classe: “O que é um pessimista?” O menino respondeu: “Um pessimista é uma pessoa que vive olhando para o pé”. Não podemos ser pessimistas, desanimados, só olhando os gigantes e fugindo deles.

2.Você é o melhor de Deus, a menina dos olhos de Deus

Você é alguém muito especial. Você é obra prima de Deus. Você é a menina dos olhos de Deus. Você é a herança de Deus, em quem Deus tem todo o seu prazer. Gente corcovada não pode ajudar a igreja crescer. Gente desanimada não consegue olhar para o céu. Gente corvada só olha para as dificuldades. Deus disse para Abraão: Sai da sua tenda e conta as estrelas: Uma, duas, mil, um milhão… assim será a tua descendência!

3.O corcovado anda sempre com um peso nas costas

Tem gente que só anda cansada. Só vive reclamando. Irmãos, não é o trabalho de Deus que cansa, é o pecado. O que cansa é o pecado. Se você ficar remoendo mágoa no coração, você pode tirar férias, passear, mas você vai estar sempre cansado.
Para a igreja crescer os crentes não pode ter peso sobre as costas. Não pode ter embaraço na vida. Toda hora você precisa estar pronto para testemunhar, para pregar, para viver e para morrer. Jesus era um homem livre, solto. Ele podia dormir mesmo na hora da tempestade. O líder, o crente não pode viver achatado, corcovado.

VIII. NÃO SERVE AQUELE QUE É ANÃO – V. 20

1.O anão é aquele que para de crescer

Você não pode ser anão. Ninguém nasce anão. Não tem bebê que nasce com 10 centímetros. Há um momento que o anão para de crescer. O líder não pode ser anão. O crente não pode ser anão. Nós precisamos crescer. Não podemos estagnar.
Quando o crente é um anão, tudo para na sua vida. Você precisa crescer na Palavra, precisa crescer na oração, precisa crescer no envolvimento com a obra, precisa crescer nos relacionamentos.
Hoje você precisa ser melhor do que ontem. Amanhã, melhor do que hoje. Para frente é que você caminhar. Para o alto é que você deve crescer. O curvado cresce para baixo. O anão não cresce para cima.

IX. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM BELIDA NOS OLHOS – V. 20

1.Quem tem pedra nos olhos vivem em grande desconforto

Há crentes que vivem sempre de forma desconfortável. Precisam remover as pedras dos olhos. Precisam tirar o que está trazendo sofrimento. Precisam remover o que está machucando.

2.Quem tem pedra nos olhos não consegue ajudar os outros

Jesus disse que se você tem uma trave no seu olho, você não consegue tirar o cisco no olho do seu irmão. Quando temos pedra nos olhos, tornamo-nos críticos dos outros, mas não podemos ajudar os outros a resolver os seus problemas.

3.Quem tem pedra nos olhos não enxergam as coisas com clareza

Jesus curou um cego, passando-lhe saliva nos olhos. Jesus perguntou: Vês alguma coisa? Sim, vejo os homens andando como árvores. Uma igreja para crescer, o pastor e os crentes não podem ver as pessoas como árvore. Ver as pessoas como coisas a serem exploradas. Não somos igreja para explorar as pessoas, mas para servi-las.

X. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM SARNA – V. 20

1.Sarna é aquela coceira gostosa que nos distrai

Você já pegou um bicho de pé? Já ficou coçando, coçando e gostando de coçar? Uma igreja para crescer seus membros não podem ter sarna. O prazer para o crente é só aquele que Deus dá. Hoje há muitos prazeres que são sarna para você coçar. Distraem você. Roubam o seu tempo. O líder, o crente não pode ter sarna para coçar.

XI. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM IMPINGEM – V. 20

1.Impingem é uma mancha

A igreja não pode crescer quando os seus crentes têm mancha na vida, no caráter, na conduta, na família, no trabalho.
Mancha é aquilo que tentamos esconder dos outros. É coisa feia. Exemplo: Naamã era um herói, mas leproso, tinha marcas feias na sua pele. Eliseu mandou ele tirar a armadura e mergulhar no Jordão. Antes de ser curado é preciso revelar a mancha.
Irmão, não pode ter mancha. Você precisa de vida limpa!

XII. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM TESTÍCULO QUEBRADO – V. 20

1.Quem tem testículo quebrado não pode gerar filhos

Quem tem testículo quebrado não reproduz, não vai ter filhos. Somos chamados para gerar filhos, para darmos frutos. Precisamos gerar muitos filhos espirituais. Precisamos ganhar outros para Cristo.
A igreja precisa crescer e se multiplicar e para isso, cada crente precisa gerar outros filhos espirituais. Quantos filhos espirituais você tem? Quantas pessoas você já levou a Cristo? Quantas pessoas vão lhe esperar no céu para lhe abraçar e agradecer?

2.Deus se importa com quantidade

Você quer ver esta igreja crescer? Quer ver gente sendo salva todos os domingos? Quer se envolver nessa obra de consequências eternas? Quer gerar filhos em vez de ser apenas um expectador? Quer ser cooperador de Deus?

CONCLUSÃO

Que tipo de sacerdote você tem sido na Casa de Deus?
Você tem apenas se alimentado do Pão de Deus ou também tem se chegado ao altar para oferecer o Pão de Deus?

Sua vida tem sido irrepreensível ou você tem profanado o altar do Deus vivo?

Hoje é tempo de nos despertarmos! Nossa igreja pode crescer, precisa crescer, vai crescer. Você quer fazer parte desse desafio?

Autor: Rev. Hernandes Dias Lopes

Continue ...

Esboço de sermão–Faça a diferença

“Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus.” Hebreus 12.1,2

Requisitos para uma corrida espiritual vitoriosa:

• - Olhar para Jesus (Fé)
• - Perseverar
• - Seguir o exemplo das testemunhas (incentivo)
A palavra de incentivo de Noé:
“Uma pessoa pode fazer a diferença! Sei disso porque, quando Deus decidiu destruir a terra com água, ele fez uma aliança comigo para que a raça humana não perecesse” Gênesis 8.21
- A Bíblia fala que este homem viveu 950 anos. Que feito! Mas isto não é nada comparado ao modo como ele viveu sua vida. Sua retidão impediu que a humanidade fosse extinta.
- Você também pode fazer diferença neste mundo!

Observe na vida de Noé o quanto você pode fazer diferença nesta vida:

- Faça diferença para sua família
“Então o SENHOR disse a Noé: Entre na arca, você e toda a sua família, porque você é o único justo que encontrei nesta geração”
Gênesis 7.1
- Levar uma vida de integridade e obediência a Deus é algo que sempre tem o potencial de causar um impacto positivo nos outros.
- Faça diferença para a criação de Deus
- Faça diferença para as gerações futuras

- Suas ações podem ajudar aqueles que vêm depois de você. Por causa da aliança de Deus com Noé, podemos ter certeza que estamos livres da destruição causada por um dilúvio que atingiu o mundo inteiro. Isto é deixar um legado para a outra geração!
- Faça diferença em qualquer época
- Algumas pessoas querem impor restrições a si mesmas de acordo com o seu talento, inteligência ou experiência. Outras se preocupam com a idade. Mas, com Deus, uma pessoa sempre pode fazer a diferença, independente de circunstâncias e situações. E a idade não significa nada para ele.
“... Outro discípulo, André, irmão de Simão Pedro, tomou a palavra: "Aqui está um rapaz com cinco pães de cevada e dois peixinhos, mas o que é isto para tanta gente?" Disse Jesus: "Mandem o povo assentar-se...”Mateus 6. 5-10
- Noé tinha cerca de 600 anos quando começou a chover, e ele entrou na arca! Você nunca é velho ou jovem demais para fazer a diferença!

- Vamos analisar um pouco o quadro degradante do mundo desde a sua queda. Nos tempos de Noé:

“...O SENHOR viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda a inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mal. Então o SENHOR arrependeu-se de ter feito o homem sobre a terra, e isso cortou-lhe o coração...” Gênesis 6. 5,6
O Comentarista Champlin definiu o mundo na época de Noé da seguinte forma:

“... A justiça havia sido distorcida mediante governos tirânicos, campeava toda forma de imoralidade; os homens não cumpriam as palavras dadas; tinham se habilitado a praticarem ações injustas; eram arrogantes e hostis; faziam ouvidos surdos aos clamores dos necessitados”.

Nos tempos atuais:

• Imoralidade sexual
• Corrupção
• A violência
• Falta de ética
- O jeitinho brasileiro inserido na sociedade; não dá para definir exatamente o jeito, pois defini-lo é delimitá-lo. O jeito não admite delimitação (Lourenço Rega: Dando o jeito no jeitinho). Somos líderes no ranking de absurdos: inadimplência, pirataria, prostituição infantil, trabalho infantil, desigualdade social, etc
Mas o grande desafio é: Como fazer diferença neste mundo tão corrompido?

Como não se contaminar num ambiente que está cada vez mais sofisticado para oferecer atrativos para nossa carnalidade? O segredo é viver como Noé viveu; olhando sua vida podemos aprender algumas lições riquíssimas para fazer diferença apesar deste mundo!

1. Demonstre amor exclusivo a Deus

Acerca de Noé a Bíblia narra:
“...Noé seguia a Deus ininterruptamente e desfrutava de um íntimo relacionamento com ele...” Gênesis 9. 6b NTLH
- Ele amava muito a Deus mesmo quando mais ninguém amava! Deus era a coisa mais importante para ele.
- Deus deseja ser o centro das suas intenções. Ele o criou para um relacionamento sem barreiras. Espera que a sua resposta seja positiva em relação a este tão grande amor.
“...Não quero sacrifícios – quero o seu amor. Não me interesso por suas ofertas; o que eu quero é que vocês me conheçam...” Oséias 6.6 BV
- Muitas coisas tentarão roubar sua adoração exclusiva a Deus. O diabo com as suas sugestões: “Experimente... Deus está escondendo algo que lhe dará prazer“. Os desejos da carne (egocentrismo) e as atrações do sistema mundano. Seu coração precisa ser terra que só o Senhor anda!
- Um jovem rico tentou relacionar-se com Deus com o coração divido e isto não foi possível:

“... Eis que alguém se aproximou de Jesus e lhe perguntou: "Mestre, que farei de bom para ter a vida eterna?" ” [...] “...Disse-lhe o jovem: "A tudo isso tenho obedecido. O que me falta ainda?" Jesus respondeu: "Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois, venha e siga-me “. Ouvindo isso, o jovem afastou-se triste, porque tinha muitas riquezas. Mateus 19. 16, 20-22”.
- Rick Warren afirma que uma vida de completa devoção a Deus o faz sorrir! Não importa se na sua casa, trabalho ou vizinhança as pessoas estão desprezando seu relacionamento de amor com Deus. Saiba que Deus está vendo você! Ele o nota no meio da multidão e está pronto para abençoar você:
“Pois os olhos do SENHOR estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração.” II Crônicas 16.9
- Talvez você afirme: “Pastor eu estou quase me arrependendo por ter seguido a Jesus. Tenho sofrido coisas que nunca pensei em sofrer”. Pense de forma diferente: Antes você não sofria algumas coisas porque simplesmente a sua vida não incomodava Satanás. Agora ele sabe que você está do lado vitorioso e quer fazer de tudo para atrapalhar sua vida. Use a autoridade dada por Jesus e não aceite seus ataques! Outras situações diversas servem para seu crescimento espiritual e você deve pedir forças a Deus para superá-las!
- Deus só se impressiona com vidas que vivem um relacionamento verdadeiro em meio a este mundo dominado pelo Diabo!

- Nesta noite você pode afirmar que Deus é a coisa mais importante para você? Ou será que sua carreira, seus sentimentos, sua família, seu cônjuge e filhos, seu emprego, sua saúde disputam sua devoção exclusiva? O coração fica dividido aos poucos! (Salomão)

2. Tenha total confiança em Deus

“Pela fé, Noé construiu uma embarcação em terra seca. Ele foi alertado a respeito de algo que não podia ver e agiu com base no que fora dito. Por conseguinte, Noé se tornou amigo íntimo de Deus”. Hebreus 11.7 MSG
- Noé confiou em Deus mesmo quando não fazia sentido. Imagine a cena: Deus chega para Noé e diz: “Estou decepcionado com o ser humano. Ninguém, além de você me serve. Vou destruir o mundo e começar em você uma nova humanidade! Quero que construa um barco gigante para abrigar você e seus familiares e alguns animais desta destruição”.

- Noé tinha pelo menos três fortes motivos para duvidar da ordem de Deus:
- Ele jamais tinha visto chuva;
- Ele vivia centenas de quilômetros (pelo menos 700 Km) do oceano e mesmo que pudesse aprender a fazer um navio como conseguiria colocá-lo na água?
- Ele tinha que reunir uma quantidade enorme de animais e tomar conta deles.
- Qual foi a reação de Noé? Confiança plena nas palavras de Deus. Confiar em Deus completamente é acreditar que ele tem o melhor para a sua vida. Isto é ter uma atitude de espera que ele cumpra as suas promessas, ajude-o com os seus problemas e faça o impossível quando for necessário.
“... o Senhor se agrada dos que o temem, dos que colocam sua esperança no seu amor leal.” Salmo 147.11
- Imagine o desgaste de 120 anos construindo uma arca no quintal da sua casa? Quanta afronta, ele e sua família enfrentaram? Com certeza ele passou dias desanimadores, mas prosseguiu confiante.
- Em quais áreas da sua vida você necessita confiar em Deus completamente? Às vezes pode parecer que os céus estão fechados para você, que seus pedidos não fazem sentido para Deus. Seja confortado na percepção de Oswald Chambers a respeito da espera do cristão:
“...Tome posição de fé, acreditando que o que Jesus disse é verdade, mesmo que nesse meio tempo você não compreenda o que Deus está fazendo. Para ele, estão em jogo questões muito maiores do que apenas os pedidos que você está lhe fazendo”.

- Deus nunca deixará de atender os seus pedidos desde que eles sejam legítimos, ou seja, contribuam para o avanço do seu Reino!

3. Obedeça a Deus sem reservas

“.... Noé fez tudo exatamente como Deus lhe tinha ordenado”. Gênesis 6.22 Ntl
- Não seria fácil salvar a população animal do mundo inteiro da inundação pela qual o mesmo passaria. Deus sabia disso e detalhou toda a logística para Noé que obedeceu sem reservas todas às orientações de Deus.
- Se Deus pedisse a você a mesma coisa, você não apresentaria dúvidas, objeções e restrições típicas do ser humano? Noé não teve reservas; ele obedeceu a Deus incondicionalmente. Quando Deus pede algo, ele espera que seja executado sem dúvida e hesitação. Não cabe a desculpa: “Vou orar a respeito”, você deve fazer sem demora. Todo o pai sabe que obediência atrasada é na verdade desobediência.
- Deus não deve explicações para tudo que ele manda você fazer. A compreensão pode esperar, mas a obediência não. Ela ensinará mais sobre Deus do que uma vida inteira de discussões bíblicas. Você jamais compreenderá ordens sem que as tenha obedecido primeiro. A obediência libera compreensão.
- Você tem uma lista na sua vida de coisas que você acha certo fazer e outras não? Coisas do tipo: “Vou a Igreja, mas não quero me comprometer e ser membro; vou ser voluntário, mas não vou dar o dízimo; vou ler a Bíblia, mas não vou perdoar aqueles que me ofenderam”.

Conceitos ainda sobre obediência:


1. Obedecer parcialmente é desobedecer.
2. A obediência deve ser sem reservas e com entusiasmo:
“Obedeçam a Ele de coração alegre” Salmo 100.2 BV
“Ensina-me Senhor; a cumprir as tuas ordens escritas! Então eu te obedecerei até o fim da vida” Salmo 119.33
3. A maior prova de amor a Deus é o ato da obediência:
“...Se vocês me amam obedeçam aos meus mandamentos...” Tiago 2.24 CEV

4. Seja um cristão verdadeiro

“Ele não poupou o mundo antigo quando trouxe o Dilúvio sobre aquele povo ímpio, mas preservou Noé, pregador da justiça, e mais sete pessoas”. II Pedro 2.5
“Esta é a história da família de Noé: Noé era homem justo, íntegro entre o povo da sua época; ele andava com Deus”. Gênesis 6.9
- Você só conseguirá fazer diferença neste mundo se o seu testemunho for fruto de uma real transformação de vida. Ninguém repara em pessoas incoerentes!
- Um dos grandes sonhos de Deus para nós é que sejamos semelhantes a Jesus. Fomos criados para isto!
“... Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” Romanos 8.29
Significado do Termo: “...conforme á imagem de seu Filho...”. Ter a mesma forma que outra pessoa, moldar algo até lhe conferir uma semelhança duradoura.
“O supremo objetivo de Deus para a sua vida na terra não é o conforto, mas o desenvolvimento do seu caráter”. Rick Warren
- Gosto da forma como John Ortberg (“A Vida que Você Sempre Quis” - Editora Vida) descreve o dilema da transformação espiritual para o cristão. Para ele a real transformação acontece quando estamos com o foco no Centro ou no Cerne do evangelho!
“Respondeu Jesus: Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: 'Ame o seu próximo como a si mesmo.” Mateus 22. 37-39 – Nós acrescentaríamos: Discipulado, Missões, Comunhão (Mateus 28)
- A grande dificuldade neste ponto é que muitos enveredam por uma caminhada espiritual com uma mudança de “vida maquiada”, o que John Ortberg chama de “pseudotransformação”. Este estilo de cristianismo está pautado nos marcos territoriais que delimitam (identificam) quem é cristão e quem não é. Quais são os marcos atuais? Cantar no coro, dar o dízimo, ler a Bíblia todo dia, ir aos domingos na Igreja, usar roupas diferentes, ter um vocabulário próprio etc.
- Com Jesus não era assim. Ele trazia uma mensagem que falava aos anseios mais profundos do coração humano a fim de que ninguém se conformasse com uma subcultura religiosa, mas se transformasse em nova criatura. Em vez de se ocupar apenas das fronteiras, Jesus fixou a atenção em como realmente identificar os filhos de Deus, o coração da vida espiritual: Grande Mandamento e a Grande Comissão!
- Paulo escreveu á Igreja em Corinto sobre o que significa estabelecer diversos marcos espirituais sem a essência da vontade de Deus:
“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei”. I Coríntios 13. 1,2
- Por isso os líderes religiosos contemporâneos de Jesus discutiam tanto com ele por causa da circuncisão, das leis, quanto ao que podia se comer e quanto ao sábado também. Ele não discordava apenas do modo como interpretavam a lei, mas ameaçava o entendimento de si mesmo enquanto povo de Deus!
Como saber se estou satisfeito e assumindo uma vida cristã “pseudotransformada”? Algumas sugestões do autor para sua avaliação:

1. Você é artificial espiritualmente falando?

“... Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês limpam o exterior do copo e do prato, mas por dentro eles estão cheios de ganância e cobiça.” Mateus 23.35
- Viver uma vida dando uma impressão de espiritualidade. Com os dias passamos a viver no automático da vida cristã usando vários artifícios; discurso espiritual, isolamento, hipocrisia, comportamentos adequados, etc.

2. Você está se tornando um crítico, exclusivista ou orgulhoso demais?


“...gostam do lugar de honra nos banquetes e dos assentos mais importantes nas sinagogas...” Mateus 23.6
- Comparar-se com outro cristão é uma espécie de disputa. Deus sempre trabalha em nossa alma, mas às vezes a coisa fica no seu silêncio, para que ele contenha nossa tendência ao orgulho.

3. Você está mais ou menos acessível?

“Gostam” [...] “... de serem saudados nas praças e de serem chamados rabis...” Mateus 23.7
- Os leprosos, as prostitutas e os coletores de impostos se distanciavam dos mestres porque os consideravam bem próximos de Deus! Em contrapartida os religiosos alimentavam este sistema, eram quase inacessíveis. Jesus era diferente, era acessível e a sua espiritualidade ao invés de afastar atraía os cativos e desajustados.

4. Você está cansado de buscar o crescimento espiritual?

- A busca da retidão é sempre exaustiva quando visa um objetivo distorcido. É um estilo de vida Intimidante - padrão muito além da capacidade do homem natural - e Desestimulante - as pessoas podem se dedicar à vida inteira ao cumprimento das regras e não abrir o coração para o amor e a alegria. O marco de fronteiras não é o suficiente para atrair o espírito humano!

5. Você mede sua vida espiritual com superficialidade?

“... Guias cegos! Vocês coam um mosquito e engolem um camelo”. Mateus 23. 24

Como você responderia a pergunta: Como vai sua vida espiritual?
Falsa avaliação: Quanto leio da Bíblia, quanto oro, quanto jejuo, etc .
Real avaliação: Estou crescendo numa vida com os cinco propósitos? Como tem sido minha transformação?
• Você leva o amor de Jesus para as pessoas?
• Você vive relacionamentos saudáveis?
• Você buscar Deus naturalmente?
• Você está sendo transformado?
• Você tem melhorado a vida do outro por meio do serviço?

Conclusão

Você foi criado para fazer diferença neste mundo (Garça, Peixe de água salgada)
- Amando a Deus com todo o coração
- Confiando plenamente nEle
- Sendo obediente
- Sendo um diferencial por meio de uma vida diferenciada

Responda as seguintes questões:

• Você tem levado a sério fazer diferença neste mundo?
• Você gostaria de intensificar isso?
• Você gostaria de começar isto?
• Ore um minuto fazendo o seu compromisso com Deus, depois vou orar encerrando!

Autor: Pr. Ricardo Aurino

Continue ...

Estudo bíblico - A Importância da Sexualidade no Casamento

Quando Deus fez o primeiro casal, incluiu em sua estrutura emocional e física, os órgãos e o instinto sexual. E o fez com propósitos muito elevados, como tudo que o Criador realizou. Dessa forma, a sexualidade faz parte da vida de qualquer ser humano. Dela, ninguém pode se afastar. Quando alguém diz que é homem ou mulher, está implícita a idéia de sexo, de modo natural. No casamento, a sexualidade exerce papel fundamental, indispensável para o bom relacionamento entre os cônjuges, dentro do plano de Deus para o matrimônio. Vamos refletir um pouco sobre esse importante assunto.

1. A VISÃO BÍBLICA DO SEXO

O sexo foi feito por Deus

- Deus fez o homem, incluindo o sexo, e "viu que tudo era bom", Gn 1.31. As mãos que fizeram os olhos, o cérebro, também fizeram os órgãos sexuais. Aquele que criou a mente, também criou o instinto sexual.
- Jesus, mesmo em sua missão divina, era homem normal, incluindo a sexualidade Lc 2.21-23
O plano de Deus em relação ao sexo

- Deus quis, na sua soberania, que o homem participasse DIRETAMENTE da obra da Criação, através da procriação, dando-lhe instrumentos maravilhosos que são os órgãos e o instinto sexual. Nesse plano, observamos os seguintes aspectos, dentro da vontade de Deus:

1) O uso dos órgãos sexuais é privativo dos casados.

- A ordem de crescer e multiplicar foi dada a um casal, Gn 1.27,28.
- Deus não achou bom que o homem vivesse só, Gn 2.18,24; Sl 68.6;113.9.
- O homem é convidado a desfrutar o sexo com a sua mulher, Ct 4.1-12.
2) A relação sexual do cristão.

- Sua natureza foi prevista por Deus, Gn 1.27-28; 2.24. Portanto, não era, nem é e nem será pecado dentro dos princípios de Deus, Hb 13.4.

- Sua finalidade foi da procriação, Gn 1.27, 28; da satisfação (bem-estar, prazer, gozo), Dt 24.5; Pv 5.18-23; Ec 9.9; Ct 4.1-12;7.1-9; do ajustamento mútuo entre marido e mulher,1 Co 7.1-7: a) O princípio da prevenção (v.2); b) O princípio do direito mútuo (ou do dever) (v.3); c) O princípio da autoridade mútua (v.4); d) O princípio do hábito (v. 5).

- Sua funcionalidade foi para ser exclusiva, Gn 2.24; Pv 5.17; alegre, Pv 5.18); santa, Hb 13.4; natural, Ct 2.6; 8.3 (isto é, sem acessórios).
2. AS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES SOBRE SEXO

a) O casal pode fugir da rotina do “feijão com arroz”? Sim, o casal pode e deve quebrar a rotina e monotonia da vida a dois com criatividade e improviso. O casal de Cantares é capaz de se relacionar fora de seu leito conjugal, 3.4; de sair pra jantar, 2.4; de apreciar uma dança particular e privada, 6.13; de sair de férias ou a passeio, 2.10-13; 4.8; 7.11,12.

b) O local do ato sexual tem alguma influência sobre o desejo sexual? Sim, em Cantares encontramos um ambiente favorecedor da relação sexual. A casa arrumada ao gosto dela conforme a preferência dele, Ct 1.17; o quarto deve ser o Santo dos Santos do amor conjugal. É o lugar da nudez moral, psicológica e física, Ct 1.4; a cama que deve ser o altar desta entrega de amor, Ct 1.16b.

c) Quais os limites entre um casal dentro de quatro paredes? Vale tudo? Pode sexo oral e anal? Mesmo sabendo que muitos líderes pensam de modo diferente, exponho aqui o que penso: Primeiro, à luz do texto de 1 Co 7 o “corpo” da mulher pertence ao marido e vice-versa; Segundo, a lei do amor deve ser aplicada, pois amor não gera constrangimentos. Ou seja, o limite do que se pode fazer com o cônjuge será o amor em respeito a heranças psicológicas, morais, familiares ou religiosas; Terceiro, o texto de Romanos 1 trata de homossexualismo feminino e masculino e outras perversões sexuais, não do sexo anal; Quarto, o texto de Ct 7.3 refere-se a genitália (traduzida por umbigo) como taça onde o marido bebe seu vinho. Portanto, esta é uma decisão que só compete a cada casal tomar entre si e diante de Deus ante estas verdades expostas.
d) O casal pode usar revistas ou filmes pornográficos  e outros acessórios para esquentar a relação? Revistas e filmes eróticos, vibradores, chicotes, etc, não são coisas naturais. Quando a Bíblia está falando de prazer sexual, está falando de coisas naturais. Estes acessórios induzem a fantasia fora da pessoa e corpo de seu cônjuge. Isto é perigoso!

e) Filhos pequenos atrapalham a relação sexual? Não atrapalham quando a mulher sabe separar seu papel de mãe e esposa. Sendo assim, ela saberá a hora de cada uma das coisas.

f) Qual a freqüência da relação sexual entre o casal cristão? Esta é uma decisão particular de cada casal conforme suas carências, lembrando sempre do princípio de 1 Co 7 (não se recusarem por muito tempo). Quando o princípio da mutualidade é praticado o conjuge não vai para a cama só quando está com vontade, mas quando o outro também está. Isto é solidariedade erótica!

g) É pecado se masturbar? A automasturbação é um infantilismo psicológico prejudicial. Foge do principio do prazer mútuo da conjugalidade. Ec 9.9.

h) Por que muitas mulheres não chegam ao orgasmo? Porque muitos homens desconhecem as preliminares do ato sexual ou os pontos G´s da mulher. Se ele conhece e sabe, é um egoísta e sem amor. Não está cumprindo Pv 5.19.
i) O que fazer quando o marido só procura a mulher quando quer e leva meses?Ela deve conversar com ele francamente sobre sua necessidade sexual e procurar ser mais sedutora.

j) O que uma mulher deve fazer para sentir orgasmo? Conversar francamente com o marido para que ele seja paciente e longanimo na relação, ou seja: se segure por mais tempo; e no ato, que a mulher leve-o aos pontos de seu corpo que lhe dão mais prazer.

l)  Por que ao conversarmos sobre sexo ficamos excitados? Simplesmente por causa do psicológico. Sexo é o psicológico utilizando-se do biológico.

CONCLUSÃO

O homem cristão precisa compreender o valor da sexualidade, e ser grato a Deus por isso. Faz-se necessária uma visão abrangente do tema, de modo a não se deixar levar por conceitos e preconceitos que só fazem prejudicar o bom relacionamento entre as pessoas, principalmente entre marido e mulher, a quem Deus concedeu a bênção da união conjugal, como algo belo, santo e agradável, não só com finalidade procriativa, mas como meio de obter um relacionamento estável, rico em alegria e prazer.

 

Pr. Adriano Moreira

Continue ...

Esboço de sermão - Abrindo a Porta Para Jesus Entrar

Quebra-gelo: Cite algo que você gosta e o lugar onde pode ser encontrado esse produto.

Textos: Apocalipse 3:19-20

Introdução: Existem muitas coisas das quais gostamos e que não são encontradas em todos os lugares. Para as encontrarmos precisamos ir a lugares específicos. Por exemplo: algumas marcas de roupa, alguns tipos de comida, etc.

Já Deus e Jesus podem ser encontrados em qualquer lugar. Na época que viveu nesta terra Jesus podia ser encontrado na cidade ou no deserto; na beira mar ou no interior da casa; em festas religiosas ou em festas de casamento; isolado em oração ou rodeado de pessoas jantando em alguma casa.

Para encontrar com Jesus o importante não é o lugar onde procuramos sim a atitude que temos.

Para encontrá-lo:

1) É necessário arrepender-se. (Ap.3:19)

Arrependimento é reconhecer os nossos erros e dispor-se a abandoná-los.

Não podemos dizer que houve arrependimento se não deixamos o pecado. Isso é só engano.

Muita coisa Deus fala e faz para nos convencer do pecado, porque nos ama.

2) É necessário ouvir a voz de Jesus. (Ap.3:20)

Precisamos dar crédito ao que Ele nos ensina e seguir suas orientações.

3) É necessário abrir a porta. (Ap.3:20)

Temos que escolher, optar se queremos Jesus, e levar a vida cristã a sério, ou não.

Conclusão:

Jesus quer entrar em nossa vida, por isso repreende, disciplina e bate a porta do nosso coração. Jesus quer entrar para nos preencher.

Você gostaria que Jesus entrasse em sua vida ? Está arrependido de seus pecados e quer abrir a porta do seu coração para Ele entrar ? Levante a mão. Vamos orar.

 

Se você gostou desse esboço de sermão, compartilhe!

 

http://www.imm.com.br/

Continue ...

A Maravilhosa Graça de Deus

Texto: 2 Samuel 9; 16.1-4; 19.24-30

Os miseráveis é uma das principais obras escritas pelo francês Victor Hugo no século XIX. Narra à situação política e social francesa no período da Insurreição Democrática em 5 de junho de 1832 através da história de Jean Valjean.

Livre há quatro dias, Jean Valjean não encontrava quem o acolhesse devido ao seu passado. Sua fama o prejudicava. Cansado, com frio e faminto, precisava descansar, Valjean procurou um albergue, mas foi algo em vão. Desesperado, alguém lhe indicou a casa do bispo da cidade, D. Bienvenu.

Quando bateu na porta da casa do bispo, Jean Valjean não escondeu sua vida pregressa. Mesmo assim, o bispo o convidou para dividir a ceia e ainda lhe forneceu bons lençóis para a noite de sono. O ex-presidiário, entretanto, ainda padecia os efeitos de uma vida marcada pelo estigma do crime.

Valjean então resolveu fugir da casa do bispo pela madrugada, roubando os talheres de prata. Contudo, não conseguiu ir muito longe. Logo os guardas o pegaram, reconheceram as insígnias do bispo na prataria e o conduziram até a casa que lhe acolhera para ser reconhecido antes de ser devolvido ao cárcere.

Surpreendentemente, D. Bienvenu não só o perdoou como o liberou. Tratou-o com deferência e lhe fez uma pergunta desconcertante: “Estimo tornar a vê-lo. Mas eu não lhe dei também os castiçais? São de prata como os talheres e poderão render-lhe bem duzentos francos. Por que não os levou também”?

O perdão e o amor gratuito de D. Bienvenu impactou Valjean de tal maneira que sua vida mudou para sempre. O bispo o livrara da acusação da lei, mas o tornava, daí em diante, escravo da bondade. A gentileza, ou a graça, esmagou Jean Valjean. Ele nunca mais foi o mesmo. Ao liberá-lo, o bispo o fez servo de um gesto de grandeza.

A graça de Deus não é uma doutrina teológica para ser arquivada. É a mais prática e a mais bela verdade em toda a Palavra de Deus. Ela deve estar no cerne de sua experiência diária com Deus.

A doutrina da graça de Deus é exposta em várias cartas do Novo Testamento como Romanos, Gálatas e Efésios. Mas Quem poderia esperar encontrá-la brilhando nas páginas de 2Samuel 9? Pelo modo como Davi tratou Mefibosete, observamos um retrato da graça de Deus.

Contexto:

Este incidente ocorreu aproximadamente na metade do reinado de Davi. O Rei Davi estava refletindo sobre o seu querido amigo Jônatas, que havia sido morto em batalha junto com seu pai Saul cerca de 20 anos antes.

Davi havia prometido tanto a Saul quanto à Jonatas que não exterminaria seus descendentes quando se tornasse rei (1Sm 20.12-17, 42; 24.21). Então, Davi disse: “Resta ainda, porventura, alguém da casa de Saul, para que use eu de bondade para com ele, por amor de Jônatas?” (2Sm 9.1).

A palavra “bondade” (9.1, 3, 7) é a chave para este capítulo. É a palavra hebraica chesed, freqüentemente traduzida por “bondade”. Ela aponta para o fiel e infalível amor de Deus por Seu povo. Ela está relacionado ao chasidah, a palavra hebraica para “cegonha”. Talvez você tenha pensado porque nós associamos cegonhas e os bebês. Essa história vem dos hebreus, que observaram o amor excepcional e o cuidado que a cegonha demonstrava para com seus filhotes. Ela faz o seu ninho no mais alto das árvores, a salvo de seus inimigos. Ela nutre e cuida dos filhotes, as cegonhas representam um amor fiel. Os Hebreus diziam: “Essa é a maneira como Deus nos ama!” Não há nada em nós para merecer isso. A graça decorre da natureza de Deus.

Você vai notar que Davi disse: “Resta ainda, porventura, alguém da casa de Saul” Ele não pergunta se existe alguém saudável ou bem-sucedido, alguém qualificado, não, ou até mesmo “alguém que mereça”, não! Apenas, “alguém?”

Quando Ziba informou a Davi, talvez com uma pontinha de aviso em sua voz, “ele é coxo de ambos os pés”, Davi não perguntou: “Do que ele é aleijado?” “Davi não pensou: Ele seria inútil por aqui”. Ao invés disso, ele perguntou: “Onde ele está?” e mandou buscá-lo. A graça não depende do destinatário. Graça é um favor imerecido de Deus.

Há três coisas sobre a graça de Deus que estão ilustrados na a história de Mefibosete e Davi:

1. A Graça de Deus nos Alcança onde Estivermos.

A graça de Deus inicia o relacionamento. O Misericordioso Deus não espera que nos aproximemos dele para sermos envolvidos pela Sua graça. Na verdade, não podemos buscar a Deus com nossas próprias forças. A obra é inteiramente do Altíssimo, é Ele quem nos procura e nos encontra onde estivermos.

Note que foi o próprio Rei Davi, o homem mais importante que buscou a Mefibosete. O filho de Jônatas não estava buscando o favor de Davi. Ele não se considerava em condições de ter algum dia uma posição de honra no palácio. Na verdade, ele estava na clandestinidade, quando o rei encontrou. Este episódio se assemelha muito com a nossa vida.

A. Estávamos mortos em nossos delitos e pecados.

Duas vezes no texto somos informados de que Mefibosete era aleijado dos pés (9.3, 13). Quando o pai de Mefibosete, Jônatas, e seu avô, Saul, foram mortos em batalha, a ama, ou a escrava que cuidava da criança Mefibosete, percebeu que ele era o único herdeiro do trono e sua vida estava em perigo. O costume comum dos monarcas orientais naqueles dias era eliminar todos os rivais do trono. sucedeu que, apressando-se ela a fugir, ele caiu e ficou manco (2Sm 4.4).

O paralelo espiritual é óbvio. Assim como Mefibosete caminhava com seu pai, o homem inicialmente andava com Deus. Mas o pecado do homem veio e sofreu uma queda que o deixou como espiritualmente aleijado, afastado de Deus. Nós nascemos com uma natureza que nos separa de Deus e nos impede de chegar a Deus. Essa é a condição em que estávamos quando Deus nos procurou com o seu grande amor: “Estavas mortos em nossos delitos e pecados” Ef 2.1.

Observe que Mefibosete não foi curado de sua imperfeição, embora ele vivesse na presença do Rei em seu palácio. Toda vez que ele caminhava juntamente com suas muletas no esplendor do palácio, Mefibosete deve ter pensado: “Graça, graça!” Da mesma forma, quando Deus transformou o nosso coração e nos deus a absoluta certeza da salvação, ele não retirou as nossas imperfeições. Ainda somos pecadores, ainda somos espiritualmente imperfeitos, mas somos membros da família de Deus destinados a morar no palácio do Rei, graças à Sua graça.

B. Estávamos longe de Deus.

Davi pergunta: “Onde ele está?” (9.4). Ziba respondeu: “Ele está em Lo-Debar”. Era uma vila obscura ao norte de Jerusalém, a leste do Jordão, na região de Gileade (Am 6.13). Mefibosete sabia que, em virtude de sua linhagem, ele poderia ser condenado à morte pelo rei Davi, e assim ele estava vivendo em total obscuridade em Lo-Debar. O termo “Lo” em hebraico significa “não”, já a palavra “Debar”, significa “pastagem”. Ou seja, ele estava em um lugar ermo, afastado, totalmente isolado e escondido do rei.

É exatamente o lugar onde nós estávamos, quando Deus nos encontrou. Devido a nossa linhagem (descendentes de Adão), somos merecedores da condenação e do juízo de Deus.

Você pode imaginar o que Mefibosete deve ter pensado quando os mensageiros do rei bateram à sua porta e disseram: “Venha com a gente. O rei Davi quer vê-lo no palácio!” Versículo nos mostra que o seu medo era visível que o Rei Davi, antes de tudo disse: “Não temas...”

7 Então, lhe disse Davi: Não temas, porque usarei de bondade para contigo, por amor de Jônatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu comerás pão sempre à minha mesa.

8 Então, se inclinou e disse: Quem é teu servo, para teres olhado para um cão morto tal como eu?[1]

Nós nunca teríamos ouvido falar de Mefibosete se não fosse os passos graciosos Davi levou para salvá-lo. Seu nome foi escrito na Palavra de Deus, porque Davi chegou até ele e ajudou-o.

Todavia, a graça do deus procura-nos onde nós estamos em: Caído em pecado ou longe de Deus. O significado do nome de Mefibosete descreve muito bem a sua realidade: destruidor de vergonha. Mas, o Rei Davi o procurou numa terra árida sem esperança, longe de tudo e de todos, para transformá-lo num príncipe. Isso é graça! Mefibosete não fez nada para merecer tamanha bênção, mas a bondade de Davi o alcançou.

2. A Graça nos Leva a Presença do Rei.

A aflição de Mefibosete era uma bênção disfarçada. Se ele não tivesse dificuldades físicas ele teria, certamente, desafiado o trono de Davi ou até mesmo escapado dos mensageiros do rei. Mas sendo aleijado de ambos os pés, não havia muito que pudesse fazer, exceto acompanhar os guardas.

Ou seja, somente aqueles que reconhecem a sua condição espiritual podem responder a graça de Deus. Aqueles que pensam que estão bem espiritualmente, muitas vezes são rebeldes. Mas Mefibosete foi até o rei. E ele encontrou julgamento? Não! Ele encontrou A, B, C de graça - Aceitação, Bênção, e Comunhão.

A. Graça traz aceitação no Amado.

“Então, lhe disse Davi: Não temas, porque usarei de bondade para contigo, por amor de Jônatas, teu pai...” (2Sm 9.7).

Davi e Jônatas fizeram uma aliança (1Sm 20.13-17). Mefibosetedescobriu que ele foi aceito por Davi por causa do seu querido amigo, Jônatas.

Da mesma forma, Deus, o Pai fez um pacto com o Seu amado, o Senhor Jesus Cristo. Por causa Cristo, Ele nos mostra a Sua bondade. Paulo escreveu que Deus “... nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor da glória de sua graça, que ele nos concedeu gratuitamente no Amado” (Ef 1.5-6).

Louvado seja Deus, por que o Altíssimo nos aceita, apesar de nossas deficiências, por causa do Seu Filho amado, Jesus Cristo.

Quando Mefibosete sentou-se na mesa de Davi, a toalha da mesa cobriu os seus pés. Da mesma forma, quando nos sentamo-nos à mesa do Senhor, o sangue de Cristo cobre as nossas imperfeições!

B. Graça traz bênçãos sem medidas.

“... e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu comerás pão sempre à minha mesa” (2Sm 9.7).

10 Trabalhar-lhe-ás, pois, a terra, tu, e teus filhos, e teus servos, e recolherás os frutos, para que a casa de teu senhor tenha pão que coma; porém Mefibosete, filho de teu senhor, comerá pão sempre à minha mesa. Tinha Ziba quinze filhos e vinte servos.

§ Mefibosete recebe as terras, a herança de seu pai (9.9);

§ Ele recebeu a graça da provisão. Os filhos e os servos de Ziba deveriam trabalhar para Mefibosete.

Quantos filhos filhos e servos tinha Ziba? A resposta está no verso 10: “Tinha Ziba quinze filhos e vinte servos” Graça sobre graça, superabundante e transbordante!

A graça de Deus para conosco é assim:

2 Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas? (Rm 8.32)

3 Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo, (Ef 1.3)

A graça de Deus não retém qualquer bênção destinada ao nosso benefício. Como escreveu o Salmista:

11 Porque o Senhor Deus é sol e escudo;

o Senhor dá graça e glória;

nenhum bem sonega aos que andam retamente. (Sl 84.11)

C. Graça traz a Comunhão com o Rei e Seus Filhos.

Davi ordenou que Mefibosete comesse regularmente na mesa do rei. No caso de alguém esquecer, isto é indicado quatro vezes: 9.7, 10, 11, 13. Você pode imaginar o que deve ter sido para Mefibosete? Ele era um aleijado vivendo na obscuridade em Lo-Debar, onde a coisa mais emocionante que fazer era se sentar ao redor assistindo a queda das ervas daninhas. Ele é levado à capital de Jerusalém, onde ele poderia tomar todas as suas refeições ao lado do homem mais poderoso e mais rico de Jerusalém, além disso, Davi proclamou que Mefibosete deveria ser tratado como um príncipe.

Da mesma forma, Deus nos chamou à comunhão com Ele e com Seu Filho. Ele fez de nós membros da sua família, onde nós partilharmos juntos a graça de Sua mesa. Sua graça trouxe-nos em dia, doce comunhão com o Rei dos Reis e Seus filhos.

Assim, a Graça nos procura onde estivermos; a Graça nos leva a presença do Rei.

3. A Graça nos Mantém Firmes Diante do Retorno do Rei.

Para entender este ponto, devemos observar o capitulo 19 do Segundo Livro de Samuel (2Sm 19.24-30). Neste capítulo, o filho de Davi, Absalão se rebelou contra o pai, e Davi foi forçado a fugir de Jerusalém. Mefibosete tinha planejado ir junto, mas Ziba o enganou e saiu sem ele. Em seguida, ele mentiu dizendo a Davi que Mefibosete estava esperando para servir ao outro rei: “Hoje, a casa de Israel me restituirá o reino de meu pai” (16.1-4). Davi num ato impensado deu às pressas a terra de Mefibosete para Ziba. Agora, Davi está de volta e vai ao encontro de Mefibosete (19.24-30).

Esta parte da história ilustra o crente, que recebeu a graça de Deus, esperando fielmente para o retorno do rei. A aparência de Mefibosete e suas palavras a bondade de Davi demonstram e revelam como a graça de Deus guarda-nos para o retorno de Cristo.

A. A graça que nos mantém vivos lealmente em sua ausência.

Mefibosete tinha a aparência de uma pessoa enlutada. “Também Mefibosete, filho de Saul, desceu a encontrar-se com o rei; não tinha tratado dos pés, nem espontado a barba, nem lavado as vestes, desde o dia em que o rei saíra até ao dia em que voltou em paz” (2Sm 19.24).

O usurpador estava no trono, e Mefibosete não pôde entrar em a frivolidade da corte de Absalão, enquanto Davi era perseguido. Seu coração era leal a Davi, e seu estilo de vida reflete isso.

Agora, o nosso rei está ausente nesta terra. Um usurpador, o príncipe deste mundo, está temporariamente no trono. Mas o dia se aproxima quando Cristo voltará para governar. Em sua ausência, o fato de que recebemos a sua graça deve levar-nos a viver separado das coisas deste mundo. Certamente, algo que deve causar tristeza ao nosso Senhor quando aqueles a quem Ele tem derramado a Sua graça vivem para os prazeres deste mundo, como se o Rei não fosse voltar.

B. Graça nos Mantém Vivo com Saudade de sua Presença.

Quando Davi percebeu seu erro, dando a terra a Ziba, ele diz, “Você e Ziba repartirá a terra” (19.29). Os estudiosos não estão certos se isso significa que Davi estava restaurando a posse original a Mefibosete ou se Davi não tinha certeza de quem estava certo e optou por dividir a terra. É possível também que Davi estivesse testando Mefibosete, como também o rei Salomão que foram posteriormente testou as duas mulheres alegando que tinham o mesmo bebê.

O importante é observar a resposta Mefibosete (19.30): Ele disse ao rei: “Fique ele, muito embora, com tudo, pois já voltou o rei, meu senhor, em paz à sua casa” (2Sm 19.30).

30 — Que Ziba fique com tudo! — respondeu Mefibosete. — Para mim é suficiente que o senhor tenha voltado em paz para casa.[2]

Ele não queria a terra, ele queria a pessoa que tinha demonstrado tamanha bondade. A presença do Rei era mais importante do que as suas bênçãos.

Muitos anos atrás, Shah Abbis reinou na Pérsia. Ele profundamente amava o seu povo. Para entender as suas necessidades, ele misturou-se com eles em vários disfarces. Um dia ele foi como um pobre homem aos banheiros públicos onde se sentou ao lado de um homem comum que cuidava da fornalha. Ele falou com ele e compartilhou de seus alimentos. Nas semanas que se seguiram, voltou muitas vezes, de modo que o homem chegou a amá-lo como um amigo querido.

Então um dia o Xá revelou sua verdadeira identidade. O rei aguardou, esperando que o pobre homem fizesse algum pedido precioso. Mas o homem ali sentado, olhando com admiração. Finalmente, falou: “Você deixou seu palácio e sua glória para sentar-se comigo neste lugar humilde, participou da minha comida, preocupou-se comigo. Em outros, você pode conferir grandes riquezas, mas para mim você me concedeu um presente muito maior - você mesmo. Por favor, sua majestade, não retire da minha vida o inestimável dom da sua amizade”.

A graça de Deus deve nos fazer ansiar pelo retorno de Cristo, quando iremos vê-Lo face a face. O próprio rei é nosso deleite.

Quando encontramos a vida eterna, a graça, a alegria da intimidade com Deus, não procuramos mais a Deus para ter riquezas, ou saúde. O que mais ansiamos é a comunhão com Ele. Não são as bênçãos de Deus, mas o Deus das bênçãos.

Conclusão

Nós nunca teríamos ouvido falar de Mefibosete se não fosse a bondade e a fidelidade de Davi. Seu nome foi escrito na Palavra de Deus, porque Davi chegou até ele e ajudou-o.

Durante um campeonato ente escolas em 2009, no estado de Kansas, uma coisa incomum aconteceu. A equipe que venceu os 3.200 metros foi desclassificada. Mas o que aconteceu em seguida foi ainda mais incomum.

A primeira escola, Colgan St. Mary's, perdeu o primeiro lugar, porque os juízes decidiram que um corredor havia saído de sua pista ao passar o bastão para outra atleta. Diante disto, a segunda equipe, a Maranatha Academia, recebeu a medalha de ouro. Entretanto, depois de receberem suas medalhas, as meninas observaram a decepção estampada na face das atletas que foram desqualificadas. Diante desta cena, elas resolveram entregar as medalhas de ouro para elas.

Por que elas fizeram isso? Como treinador da Maranatha Bernie Zarda colocou: “O nosso tema do ano era correr não para nossa glória, mas para glória de Deus” Como resultado da ação das garotas, sua história foi contada ao longo do Kansas, e o nome de Deus foi exaltado.[3]

Agir com graça e gentileza para com os outros é uma das melhores maneiras de levar as pessoas ao Rei dos reis. Se eu sei que Jesus Cristo, eu sei que meu pecado foi perdoado, se eu conheço a hesed  se eu já experimentei a bondade amorosa de Deus, e daí? Qual é a minha responsabilidade agora neste mundo?  Qual é a minha responsabilidade na igreja?  Qual é a minha responsabilidade no trabalho? Qual é a minha responsabilidade no bairro onde eu moro?  Ouça Miquéias 6.8. 

8 Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o Senhor pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.[4]

Amar a bondade de Deus e amar o Evangelho de tal forma que você vai desejar compartilhá-lo. Então eu quero desafiá-lo nesta noite com esta passagem, esta imagem do Evangelho no Antigo Testamento.

Existe alguém que você precisa mostrar a bondade?  Caros amigos meu, Deus tem sido tão imensamente bom para nós.  Ora aqui está o desafio - para quem e em que circunstância é que vamos demonstrar isso aos outros?   Esta é uma pergunta para você – existe alguém que você deva mostrar a bondade de Deus?

-----------------------------------------------------------------

[1] Sociedade Bíblica do Brasil. (2003; 2005). Almeida Revista e Atualizada, com números de Strong (2Sm 9:8). Sociedade Bíblica do Brasil.

[2] Sociedade Bíblica do Brasil. (2005; 2005). Bíblia de Estudo Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2Sm 19:30). Sociedade Bíblica do Brasil.

[3] Our Daily Bread, 28 de março de 2011.

[4] Sociedade Bíblica do Brasil. (2003; 2005). Almeida Revista e Atualizada, com números de Strong (Mq 6:8). Sociedade Bíblica do Brasil.

 

http://ipbtabuazeiro.blogspot.com.br

Continue ...

Pentecostes: O Cumprimento da Promessa

TEXTO BÁSICO: Atos 2.1-36

INTRODUÇÃO

Quando lemos Atos 2, Lucas nos narra um fato histórico importante: o cumprimento da promessa do Pai em enviar o seu Espírito Santo. Ele narra o que aconteceu. Dois grupos receberam o Espírito Santo naquele mesmo dia: os 120 no início e os quase 3.000 no final. Foram pessoas e experiências diferentes.

Podemos estabelecer uma delas como padrão para hoje? Se vamos estabelecer uma precisamos buscar fundamentação em outros livros da Bíblia.

1. O ESPÍRITO FOI PROMETIDO

Assim como temos várias profecias acerca da vinda do Messias, também temos promessas sobre a vinda do Espírito:

Temos as profecias da descida do Espírito Santo no Dia de Pentecostes: Is. 32.15-20; 44.2-3; 59.21; Ez. 11.18-20; 18.31; 36.26-27; 37.1-14; 39.29; Jl. 2.28; Zc. 12.10. É prometida a restauração espiritual de Israel, já incluindo os gentios, por meio do Espírito Santo, sob o reinado do Messias (Is. 11.1-10).

A ênfase de Jesus em Atos 1, é que o Espírito seria uma dádiva, e não uma conquista. Haveria um tempo de espera entre a ressurreição e a ascensão de Cristo: Da ascensão ao Pentecostes, somente 10 dias.

Alguns detalhes são interessantes:

A) O local da descida seria Jerusalém, por determinação de Jesus. (At. 1:4).

B) Jesus comissiona novamente a Igreja: "mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra" (At 1.8).

C) Os discípulos resolveram esperar em oração perseverante e unânime (At 1.13-14).

D) O Espírito veio no "tempo determinado por Deus", assim como a vinda de Jesus (Gl 4.4-6).

2. O ESPÍRITO SANTO CHEGOU

Atos 2 narra o cumprimento da promessa do Espírito Santo: “Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, corno de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem” (At 2.1-4).

2.1. Quando e onde aconteceu a descida do Espírito?

"Ao cumprir-se o dia de Pentecostes" (2.1). Essa era uma das três principais festas religiosas do povo de Israel (Êx. 23.14-19; Dt 16.16).

Estavam todos reunidos no mesmo lugar. Provavelmente, os cento e vinte (At. 1.15) estavam reunidos, e a casa ou o local onde estavam poderia ser o cenáculo (At 1.13) ou um dos salões ou salas do templo (At. 2.46; Lc. 24.53). O certo é que este local ficava em Jerusalém (At 1.4; 2.5).

A lição que aprendemos desta primeira observação é que a descida do Espírito Santo foi um fato histórico que não se repetirá, tal como o nascimento, a morte, a ressurreição e a ascensão de Jesus.

4.2. Sobre quem veio o Espírito?

O Espírito veio sobre todos os que estavam reunidos e todos foram "cheios do Espírito Santo" (At 2.4). Todos já eram crentes ou discípulos de Jesus, conforme Ele próprio testemunhou: "porque eu lhes tenho transmitido as palavras que me deste, e eles as receberam, e verdadeiramente conheceram que saí de ti, e creram que tu me enviaste. É por eles que eu rogo; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que deste, porque são teus" (Jo 17.8-9).

A lição que aprendemos aqui é que os 120 que ficaram cheios do Espírito Santo, no dia do Pentecostes, não estavam sendo convertidos naquele momento. Eles tiveram o privilégio de receber o poder e a presença definitiva do Espírito.

4.3. Como aconteceu a descida do Espírito?

Foi um ato repentino: "de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles".

A vinda foi acompanhada por três sinais sobrenaturais: um som, uma visão e uma voz estranha (vento, fogo e fala).

O que significa isso? O som como de um vento: o poder e a soberania do Espírito que capacitaria a Igreja para testemunhar (Jo 3.8; At 1.8); a visão do fogo, a pureza da santificação e o fogo do juízo (Is 6.6-7; Lc 3.16); e o falar em outras línguas, que foi a capacitação do Espírito para que os judeus e gentios em Jerusalém fossem alcançados pela pregação do evangelho (At 1.5).

As línguas faladas pelos crentes no dia de Pentecostes eram "outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia", ou seja, uma habilidade sobrenatural para falar línguas reconhecíveis ou sistematizadas (At 2.4, 6, 8, 11). Era uma declaração pública e inteligível dos milagres de Deus. A língua como meio de comunicação do Evangelho, para a evangelização das nações.

A lição que aprendemos em Atos 2 é que o Espírito veio para inaugurar a nova era espiritual, na qual o Evangelho seria pregado a todas as nações. É o que prometiam todas as profecias do Antigo Testamento (Is 32.15-20; 44.2-3; 59.21; Ez 11.18-20; 18.31; 36.26-27; 37.1-14; 39.29; Jl 2.28; Zc 12.10).

O Espírito veio também para ser o executivo da obra missionária. Ele revestiria a Igreja com poder para testemunhar (At 1.8).

4.4. Como a descida do Espírito foi explicada?

Pedro explicou o Pentecostes de duas maneiras:

· Primeiro, foi o cumprimento da promessa do Pai, conforme havia sido predito pelo profeta Joel (At 2.14-21; Jl 2.28-32);

· Segundo, foi uma consequência da exaltação de Jesus Cristo: Exaltado, pois, à destra de Deus, tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vedes e ouvis (At 2.33; Jo 7.39). Pedro envolve a pessoa do Pai e do Filho na descida do Espírito (Jo 14.16; 15.26).

CONCLUSÃO

Qual o significado do Pentecostes?

Martyn Lloyd-Jones ao resumir o significado do Pentecostes, diz: “O primeiro grande propósito do Pentecostes era oferecer a prova final do fato de que Jesus de Nazaré é o Filho de Deus e o Salvador do mundo. Isso é declarado. A segunda coisa é a grande Inauguração da Igreja como seu corpo; e a terceira é uma prova do fato de que essas várias pessoas que são acrescidas à Igreja são membros do corpo”.

Concluímos que o derramar do Espírito marca o início de um novo tempo: A era do Espírito, os "últimos dias", o período entre a primeira e a segunda vinda de Jesus.

O Espírito foi derramado sobre toda a carne. (At 2.17). A palavra "derramar" indica abundância e "toda a carne" significa universalidade. Todo aquele que crer em Cristo será habitado pelo Espírito Santo, independente da raça, condição social, sexo e idade. (Compare: At. 2.12; Gl. 3.28-29; 4.4-7; Ef. 1.13-14).

 

Autor: Pr. Josias Moura de Menezes

Continue ...

Monte Moriá

TEXTO: GÊNESIS 22:1-3; 9-14

"Sucedeu, depois destas coisas, que Deus provou a Abraão, dizendo-lhe: Abraão! E este respondeu: Eis-me aqui. Prosseguiu Deus: Toma agora teu filho; o teu único filho, Isaque, a quem amas; vai à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre um dos montes que te hei de mostrar. Levantou-se, pois, Abraão de manhã cedo, albardou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e Isaque, seu filho; e, tendo cortado lenha para o holocausto, partiu para ir ao lugar que Deus lhe dissera... Havendo eles chegado ao lugar que Deus lhe dissera, edificou Abraão ali o altar e pôs a lenha em ordem; o amarrou, a Isaque, seu filho, e o deitou sobre o altar em cima da lenha. E, estendendo a mão, pegou no cutelo para imolar a seu filho. Mas o anjo do Senhor lhe bradou desde o céu, e disse: Abraão, Abraão! Ele respondeu: Eis-me aqui. Então disse o anjo: Não estendas a mão sobre o mancebo, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, visto que não me negaste teu filho, o teu único filho. Nisso levantou Abraão os olhos e olhou, e eis atrás de si um carneiro embaraçado pelos chifres no mato; e foi Abraão, tomou o carneiro e o ofereceu em holocausto em lugar de seu filho. Pelo que chamou Abraão àquele lugar Jeová-Jiré; donde se diz até o dia de hoje: No monte do Senhor se proverá."

- O "Monte Moriá" que será objeto da nossa meditação, marcou profundamente a vida de Abrão, o pai da fé. Foi também no Monte Moriá que Salomão edificou ao Senhor o majestoso templo.

"Então Salomão começou a edificar a casa do Senhor em Jerusalém, no monte Moriá, onde o Senhor aparecera a Davi, seu pai, no lugar que Davi tinha preparado na eira de Ornã, o jebuseu." (II Crôn. 3:1)
- Hoje, ali no mesmo local está uma mesquita muçulmana, a famosa Mesquita de Omar, e sua cúpula dourada.

- Mas, destaque maior deste "monte", e que nos traz preciosas lições, é a profunda e dolorosa provação de Abraão, que foi convocado pelo Senhor a oferecer o seu próprio filho, o seu único filho Isaque, o filho da promessa, em sacrifício.

- Gênesis 22:2: "Prosseguiu Deus: Toma agora teu filho; o teu único filho, Isaque, a quem amas; vai à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre um dos montes que te hei de mostrar"

E o verso 3 diz: Levantou-se, pois, Abraão...e partiu para ir ao lugar que Deus lhe dissera".

I – SUBINDO O MONTE MORIÁ - PROVAÇÃO

- O Monte Moriá passou a representar para nós, um lugar de provação, visto que Abraão sofreu um das mais difíceis provas que um ser humano pode passar – abrir mão do seu próprio filho, do seu único e tão amado filho, para sacrificá-lo em holocausto.
- Nesta noite, subir o Monte Moriá é, para nós,sinônimo de "provação", prova difícil como prova de fogo, onde o ouro é purificado. Cada um de nós tem o seu próprio Monte Moriá.

Por que teria Deus trazido esta tão dura prova a Abraão?

Por que todos os grandes homens da Bíblia foram duramente provados?

1) Qual foi o Monte Moriá de Moisés?

- Moisés foi provado – Depois de 40 anos de lutas e vitórias e profundas experiências no deserto rumo à tão desejada "terra que emana leite e mel", ao chegar na divisa Deus lhe diz: "Eu te fiz vê-la com os teus olhos, porém para lá não passarás" (Deut. 34:4)
- Como é difícil "renunciar" coisas tão preciosas; algo que queremos muito!
- Moisés foi capaz de abrir mão deste privilégio porque via muito além! Via a eternidade! A Canaã celeste!

2) Qual foi o Monte Moriá de José?

- Quanto sofreu José nas mãos de seus irmãos, sendo vendido como escravo para o Egito!
- Quanto sofreu José nas mãos daquela mulher vulgar e mentirosa, a mulher de Potifar, lançado no fundo do cárcere, sendo inocente, reto!!
3) Qual foi o "Monte Moriá" de Elias?

Poderoso profeta, que desafiou em nome do Senhor os profetas de Baal...mas que sofreu nas mãos de Jezabel, mulher cruel e ímpia, que o perseguiu e lhe fez guerra sem cessar...
4) Qual foi o "monte Moriá" de Paulo, apóstolo dos gentios, pregador destemido, anunciador ousado das Boas Novas?
- Duramente esbofeteado por um espinho na carne que o fazia sofrer e gemer!
- Todos esses homens fiéis subiram o monte da provação, mas no topo da provação encontraram a provisão

II – ESTANDO NO MONTE MORIÁ – PROVISÃO

- Abraão sobe o duro e penoso Monte Moriá, levando o seu maior tesouro, sua esperança, seu único filho para ser sacrificado!

"Prosseguiu Deus: Toma agora teu filho; o teu único filho, Isaque, a quem amas; vai à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre um dos montes que te hei de mostrar"

- Ali estava o filho da sua velhice! Nele se cumpriria a promessa: Fazer dele, Abraão, uma grande Nação; como as estrelas do céu...
- Mas, naquele momento de provação, parecia que todas as estrelas desabavam do céu!
- A dura experiência de se perder um filho
- Temos muitos casos, e muito têm trilhado este monte terrível, mas nenhum comparado ao sofrimento de Abraão.
- Jó perdeu, não um filho, mas todos – Dura prova, mas não havia opção; era um fato.
- Davi perdeu seu filho Absalão na guerra. Tanto pais choram até hoje a perda de seus filhos na violência das guerras.
- Tantos pais perdem seus filhos em acidentes trágicos! E quantas vidas são ceifadas pela enfermidade!
- Mas, para Abraão Deus não apenas pediu o seu filho em sacrifício, mas também que Abraão mesmo o executasse! Ele próprio deveria ser o arquiteto do sofrimento e angústia do filho!
- Ele decidiu obedecer!!
- Renunciar seu maior tesouro! Abrir mão da sua maior esperança; renunciar seu próprio filho!

- Isto é Moriá!! Colocar no altar o seu "Isaque". Algo ou alguém que lhe seja muito precioso...e deixá-lo no altar do Senhor!
- Estando no Moriá, no seu tôpo, você experimentará, com certeza, a provisão de Deus... e o seu monte da provação se tornará em monte da provisão.
"Então disse o anjo: Não estendas a mão sobre o mancebo, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, visto que não me negaste teu filho, o teu único filho. Nisso levantou Abraão os olhos e olhou, e eis atrás de si um carneiro embaraçado pelos chifres no mato; e foi Abraão, tomou o carneiro e o ofereceu em holocausto em lugar de seu filho." (Gênesis 22:12-13)
- Todos os servos de Deus que subiram o monte da provação encontraram, no tôpo, a provisão.
- Moisés não entrou na terra de Canaã mas, sepultado pelo próprio Deus, foi levado à Canaã celestial, onde não há mais noite, nem dor, nem lágrima, nem morte.
- José é levantado do cárcere da humilhaçãopara o trono do Egito
- Paulo faz do seu espinho motivo de glóriaporque, de fato, a graça do Senhor lhe bastava!
- Abraão, disposto a oferecer o seu filho em sacrifício, recebe no tôpo do monte o substituto cordeiro, símbolo perfeito do sacrifício de Cristo na cruz, em nosso lugar. "Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" João 1:39.

III – DESCENDO O MONTE MORIÁ -GLORIFICAÇÃO

"Pelo que chamou Abraão àquele lugar Jeová-Jiré; donde se diz até o dia de hoje: No monte do Senhor se proverá." (Gênesis 22:14)
- Ao subir era "Monte Moriá", ao descer, "Monte Jeová Jiré". Desceu, Abraão, glorificando a Deus e abraçado ao seu filho!

- Quantas vezes queremos a provisão de Deus, mas nos recusamos a subir o monte da provação. Queremos descer o monte da glorificação antes de subir o monte da provação.

Conclusão:

Você está disposto a subir o "Monte Moriá", hoje?

Qual é o seu Isaque, hoje?

Cuidado para não colocá-lo acima da obediência a Deus.

Seu Isaque pode ser um filho, pai, mãe, alguém ou vício, paixão, trabalho, sucesso etc.

Pr.Odilon S.Pereira

Continue ...

Dando a volta por cima

“Quem é sábio? Aquele que considerar essas coisas. Quem tem discernimento? Aquele que as compreender. Os caminhos do SENHOR são justos; os justos andam neles, mas os rebeldes neles tropeçam.” Os 14.9
“Eu não vim chamar justos, mas pecadores, ao arrependimento” Lc 5.32 - Jesus Cristo de Nazaré

Introdução:

Como está sua vida?
Está vivendo uma fase boa ou ruim?
Veja bem! Eu não falo isso para condenar você. Eu não estava lá para julgar sua situação naquele momento, e mesmo que estivesse, quem sou eu? Jesus estava lá e não te julgou...
Aliás, chega de julgamento, o mundo julga, as pessoas julgam, o diabo julga.
JESUS SALVA!

Bom, supondo que esteja ruim, você deseja mudar? Quer dar a volta por cima? Então você veio ao lugar certo. Eu realmente creio que Deus trouxe você aqui.
Mas preciso lhe dizer: eu não tenho solução...
MÁGICA, RÁPIDA E FÁCIL.

Isso é coisa de cinema!
Têm pessoas que pensam que a vida é um filme. Que tem um jeito espetacular de dar a volta por cima dos problemas... Assim, por exemplo...
Então, você deseja mudar, dar a volta por cima no caminho mais difícil. Todavia, de forma eficaz, ou quer continuar como está?
A ação chave começa com...ARREPENDIMENTO
Arrependimento é o ato de rever sua situação e mudar de direção e comportamento!
Veja o que o profeta falou:
“Agora, assim diz o SENHOR dos Exércitos: "Vejam aonde os seus caminhos os levaram. Vocês têm plantado muito, e colhido pouco. Vocês comem, mas não se fartam. Bebem, mas não se satisfazem. Vestem-se, mas não se aquecem. Aquele que recebe salário, recebe-o para colocá-lo numa bolsa furada". Assim diz o SENHOR dos Exércitos: "Vejam aonde os seus caminhos os levaram!” Ag 1.5 -7
"Vejam aonde os seus caminhos os levaram. - É hora de avaliação!
O pecado é todo ato contrário à vontade de Deus, descrita em sua Palavra.
Ex. Idolatria, feitiçaria, mentira, prostituição, pornografia, arrogância, prepotência, infidelidade, roubo, vício, altivez, ódio etc.

E a Bíblia diz que “o salário pelo pecado é a morte” – Rm 6.23, sendo assim, Deus não quer que você viva no pecado, ele deseja seu arrependimento, por isto Ele enviou seu filho único, Jesus, para morrer na Cruz e te purificar de todos os seus pecados.
Sem mudança de vida não existe verdadeiro arrependimento. E sem arrependimento não existe salvação. Quem permanecer no pecado será condenado.
Vamos caminhar nas Escrituras e aprender com exemplos de homens de fé, os passos que você precisa tomar para rever a situação em que hoje se encontra sua vida:

Para DAR A VOLTA POR CIMA, você...

1. PRECISA CAIR NA REAL: Mc 14.71-72.

Como Apóstolo Pedro:

“Ele, porém, começou a praguejar e a jurar: Não conheço esse homem de quem falais. Nesse instante o galo cantou pela segunda vez. E Pedro lembrou-se da palavra que lhe dissera Jesus: Antes que o galo cante duas vezes, três vezes me negarás. E caindo em si, começou a chorar.”
- Deus não vai realizar o processo de cura enquanto não houver reconhecimento do erro.
Não se engane, não é tradição, religião ou dinheiro, que vai lhe trazer paz e segurança.

2. PRECISA DEMONSTRAR ARREPENDIMENTO: I Rs 21.27-29

Como Rei Acabe:

27-Quando Acabe ouviu essas palavras, rasgou as suas vestes, vestiu-se de pano de saco e jejuou. Passou a dormir sobre panos de saco e agia com mansidão.
28- Então a palavra do SENHOR veio ao tesbita Elias:
29- "Você notou como Acabe se humilhou diante de mim? Visto que se humilhou, não trarei essa desgraça durante o seu reinado, mas durante o reinado de seu filho".
Deus perdoou Acabe porque ele se arrependeu, porém, houve conseqüências do seu pecado. Todavia, a humildade deixava claro seu arrependimento.

3. PEDIR AJUDA A DEUS: II Reis 22.18-19

Como o Rei Josias.

18. Todavia ao rei de Judá, que vos enviou para consultar ao Senhor, assim lhe direis: Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: Quanto às palavras que ouviste,
19. porquanto o teu coração se enterneceu, e te humilhaste perante o Senhor, quando ouviste o que falei contra este lugar, e contra os seus habitantes, isto é, que se haviam de tornar em assolação e em maldição, e rasgaste as tuas vestes, e choraste perante mim, também eu te ouvi, diz o Senhor.
Volte seus olhos hoje para Deus, assim haverá esperança!
“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.” – II Cr. 7:14
Existe uma condição, novamente –ARREPENDIMENTO.
Mudança de vida = afastar-se dos seus maus caminhos!
Quais são seus maus caminhos?

- Galera?
- Vícios?
- Sexualidade?
- Criminalidade?
Deus te recebe como você está, mas Ele não te deixará como você está. Quem se encontra com Jesus muda de vida. Ele te toma pela mão e te leva a uma vida muito melhor em todos os sentidos.

4. REFAZER O CAMINHO DE VOLTA: Lc. 15: 17-19.

Como o Filho Perdido
17. Caindo, porém, em si, disse: Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui morrendo de fome!
18. Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti;
19. Não sou mais digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados.

Você precisa mudar de direção em sua vida, precisa rever urgente.
Mude com urgência: como marido, como filho, como irmão, como funcionário e volte atrás.

Volte hoje para Deus!

5. PARAR DE SE JUSTIFICAR. Lc 18.13-14


Como senhor romano, cobrador de impostos.
13 Mas, o publicano ficou à distância. Ele nem ousava olhar para o céu, mas batendo no peito, dizia: 'Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador'.
14 "Eu lhes digo que este homem, e não o outro, foi para casa justificado diante de Deus. Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado".

Eu sei que você tem mil justificativas, mas elas não poderão mudar sua vida.
Só Jesus pode. Deixe suas justificativas e se entregue a Jesus. Reconheça-O hoje como Senhor e Salvador.

6. DECIDIR PAGAR O PREÇO PELO ERRO. Lc 19.8-9.

Como Zaqueu.

“Mas Zaqueu levantou-se e disse ao Senhor: "Olha, Senhor! Estou dando a metade dos meus bens aos pobres; e se de alguém extorqui alguma coisa, devolverei quatro vezes mais". Jesus lhe disse: "Hoje houve salvação nesta casa! Porque este homem também é filho de Abraão.”
Ou paga agora, ou precisará pagar na eternidade, mas você vai precisar pagar. Quando você prefere?

7. ACEITAR OS AJUSTES DE DEUS: Pv. 3: 11-12 e Heb. 12:11.

Como o Rei Salomão:

11. Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor nem se magoe com a sua repreensão,
12. pois o Senhor disciplina a quem ama, assim como o pai faz ao filho de quem deseja o bem.

Hb. 12: 11

11. Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados.

Conclusão:

Amigo! Essa é a sua vida. Deus te trouxe hoje aqui para lhe dar esta Palavra, eu sou apenas o carteiro de Deus, o porta voz, o mensageiro do céu!
Para todos, sem distinção, que desejam dar a volta por cima, é necessário...
1. Caírem em si
2. Demonstrarem arrependimento
3. Pedirem ajuda
4. Refazerem o seu caminho de volta
5. Pagarem o preço
6. Pararem de se justificar
7 Aceitarem os ajustes do Pai...

É um longo caminho. Mas você está disposto a dar hoje o primeiro passo para consertar a sua vida?
Esta é a vontade de Jesus Cristo
O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Ao contrário, ele é paciente com vocês{1}, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento II Pe 3.9
Disse Jesus...
“E quem vier a mim eu jamais rejeitarei.” Jo 6.37
Você quer, hoje, vir para Jesus?

Fonte: Pr. Carlito Paes

Continue ...

Deus quer usar o seu jeito de ser

- Deus formou cada criatura de uma forma toda especial para fins especiais!

- Os animais são extremamente diferentes; alguns saltam, outros escavam, outros nadam, outros voam etc. Apesar da diversidade cada um tem uma função importante que direta ou indiretamente contribui positivamente para o ecossistema como um todo.
- Assim acontece com o homem! Cada um foi moldado ou feito com peculiaridade própria para determinados fins (tarefas).

- Existimos para acrescentar na terra e não para extrair, como se o mundo e tudo que há fosse feito exclusivamente para nos servir.

A Bíblia comprova que o homem foi feito de modo peculiar por Deus:

“Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para que nós as praticarmos” (Ef. 2.10).
- A palavra poema vem da palavra criação ou manufatura. Você é uma obra de arte feita manualmente por Deus. Você não foi feito numa linha de produção de montagem em massa, sem ter sido objeto de reflexão. Você é uma obra prima exclusiva feita sob medida!
- A sua existência realmente visa contribuir pois você é um dos maiores projetos de Deus, e saiba que Deus não “faz porcaria”:
“Tu fizeste tudo com delicadeza, as partes mais íntimas de meu corpo, e as uniste no ventre de minha mãe . Obrigado por teres me feito de maneira tão maravilhosamente complexa! O seu trabalho é maravilhoso” (Sl. 139.13-14).
- Diante disso gostaria que nessa noite você refletisse um pouco na sua vida, é olhasse para você sob a perspectiva de Deus. Ele deseja usar aquilo você é e capacita-lo ainda mais para que você faça tudo aquilo que Ele sonhou com a sua vida. Só assim você entenderá uma parte da resposta do “por que” da sua existência. Então a partir de agora vou lhe mostrar como você vem sendo formado para servir de modo que agrade a Deus. Você vai se surpreender com um Deus que não despreza nada do que aconteceu ou acontece com você.

Para descobrir seu jeito de ser você precisa ....

1. PERCEBER AS OPÇÕES DO CORAÇÃO

- A Bíblia usa o termo coração para descrever os lotes de desejos, sonhos, afeições e interesses que você possui.
“ Assim como a água reflete o rosto, o coração reflete quem somos nós” Pv. 27.19 NTLH
- Seu coração determina o porque você diz as coisas que diz, sentir-se como se sente e agir da forma que age. Fisicamente cada um de nós tem um batimento cardíaco único. Assim como temos impressões digitais, padrões de íris e de voz singulares, seu coração bate com padrões sensivelmente diferentes. Do mesmo modo, Deus deu a cada um de nós um compasso emocional único que dispara quando pensamos em alguns assuntos.
Quando você começar a servir a Deus em um lugar específico, de coração, sua vida passará ter:
a) Entusiasmo – Você experimentará uma vida cheia de motivação. Nada mais será empolgante do que fazer algo cheio de entusiasmo.
Você tem levantado todos os dias com muita motivação ou tem apenas arrastado a vida?
b) Eficiência – Todas as vezes que você faz o que Deus o condicionou para amar, você se torna bom nisso. A paixão leva a perfeição. Sem entusiasmo você nunca será um bom servo e isso precisa ser respeitado.
- Não se conforme em apenas alcançar uma boa vida , porque uma boa vida não é boa o suficiente. Você pode ter muito do que viver e ainda assim não ter para que viver. Em vez disso almeje a vida melhor – servir a Deus de forma que exprima o que está em seu coração.

Para descobrir seu jeito de ser você precisa ....

2. ASSUMIR QUE SUAS HABILIDADES VÊM DE DEUS

“Deus dá a cada um de nós habilidades para fazer determinadas coisas” (Rm 12. 6 NLT)
- Você nasceu com determinadas habilidades que foram dadas por Deus e que precisam ser consideradas na descoberta do seu MOLDE. Para que você o sirva da melhor maneira.

- Você pode estar pensando: Há eu não acredito possuir habilidades. Pois bem, para provar o contrário entenda: seu cérebro pode armazenar 100 trilhões de fatos, sua mente pode lidar com 15 mil decisões por segundo. Seu olfato pode perceber até 10 mil odores diferentes.
Acredite: Você possui um conjunto de habilidades

Duas verdades acerca das suas habilidades:

a) Suas habilidades devem ser usadas para deixar Deus feliz

“Quer vocês comam e bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para glória de Deus” (1Co 10.31 NVI)
b) Você deve fazer aquilo que é capaz de fazer

- Somente você pode exatamente realizar algumas coisas. Isto acontece porque Deus dotou você com habilidades singulares. Você possui uma configuração ímpar. Não pense que suas habilidades são só para você ganhar a vida, Deus as deu para servi-Lo.
“Deus deu a cada um de vocês algumas capacidades especiais; estejam certos de as estarem usando para se ajudarem mutuamente, transmitindo para aos outros as muitas espécieis de bênçãos de Deus”(1Pd. 4.10 BV).
Comece a partir de hoje usar suas habilidades para Deus!

Para descobrir seu jeito de ser você precisa ....

3. SE ADEQUAR A SUA PERSONALIDADE

- Sua singularidade é um fato científico!
- Sabia que a possibilidade de você encontrar alguém exatamente igual a você é de 1 para 10 elevado a 2 400 000 000 potência. Se você for escrever esse número com cada zero de espessura de uma polegada, seria necessário uma tira de papel com 60 mil quilômetros.

- Deus aprecia a diversidade:

“Deus age por intermédio de homens e maneiras diferentes, mas é o mesmo Deus que atinge seus propósitos mediante todos eles”
(1 Co 12.6 CH)
- Você possui traços de personalidade diferente dos outros. Deus fez introvertidos e extrovertidos, os que gostam de rotina e os inovadores, os racionais e os emocionais, os que preferem trabalhar sozinhos e os que preferem integrar uma equipe.

- A Bíblia demonstra os vários tipos de personalidades de homens que foram extremamente usados por Deus; Pedro era sanguíneo, Paulo colérico, Jeremias era melancólico etc.
Saiba: Sua personalidade demonstrará como e onde você servirá a Deus. Quanto mais você entender isso, mais você se sentirá motivado e produtivo.

Admita a composição da sua personalidade, pois ela foi dada para você servir.
Para descobrir seu jeito de ser você precisa ....

4. ACREDITAR QUE DEUS USA SUAS EXPERIÊNCIAS

- Soberanamente Deus vêm usando as experiências da sua vida para molda-lo para seu serviço.

- Para descobrir sua forma melhor de servir a Deus você precisa considerar as seguintes experiências:

a) Experiências familiares
b) Experiências educacionais
c) Experiências profissionais
d) Experiências espirituais
e) Experiências árduas
- Gostaria de destacar nesse momento aquilo que parece o ponto tenebroso da nossa história de vida. Aquilo que você não gosta nem de lembrar e comentar, as experiências dolorosas da vida.

- A Bíblia incentiva você não ignora-las e acreditar que elas foram permitidas por Deus para fazer de você uma pessoa melhor e para que você sirva melhor.

- Você lembra o que disse: “sua vida é para contribuir e não para extrair”. Quem seria mais apto para consolar e ajudar alguém com câncer? Com certeza alguém que já teve ou tem esta doença.

Quanto a isso a Bíblia declara:

“Ele nos conforta em todos os nossos problemas , de modo que podemos confortar a outros. Quando alguém estiver atribulado, seremos capazes de dar-lhe o mesmo conforto que recebemos de Deus” (2Co 1.4 NTL)
Acredite: “Experiência não é o que não acontece com você . É o que você faz com o que tem passado”.(Aldous Huxley)

O que você fará com o que tem passado? Não desperdice sua dor; use-a para ajudar os outros.

Conclusão:

- Mas suas habilidades, inclinações, personalidade e experiências só podem ser usadas por Deus se você for invadido pela presença de DEle em sua vida. Como isso será possível?
- Assumindo uma espiritualidade sadia.
- A Bíblia afirma que Deus dá dons espirituais que são presentes de Deus ao homem no momento da sua salvação. Isso acontece quando este se rende sem reservas a Ele, crendo que Jesus é o único meio de aproxima-lo a Deus, através do arrependimento dos seus erros cometidos (pecado).

- Pelo raciocínio bíblico só será possível você começar realizar tarefas que agrade a Deus depois da presença dele em você.Então, terás condições por meio dos dons espirituais (serviço, ensino, socorro) servi-lo na real concepção da palavra.

- Não continue enganado quanto a esse ponto e entenda:
“Só a presença de Deus em você fará com que realize boas obras”.

- Com certeza se Gandi, Madre Tereza de Calcutá, Buda entre outros tão destacados como “servos padrões” da humanidade se não “realizaram” suas boas ações por capacitação direta de Deus e para Deus, de nada valeu.

- Tudo que Jesus realizou estava respaldado em duas verdades:

a) “Não faço nada que não seja da vontade do Pai”.
b) “Tudo que eu faço é por capacitação direta do Pai”.

- Além dos dons espirituais que Jesus recebeu de Deus sua vida de servo era uma continuidade de um relacionamento com Ele.
- Você precisa se entregar a Jesus, e estar perto de Deus, para cumprir realmente sua carreira de servo!

- Você foi FORMADO para servir e sua vida só fará sentido se admitir isso. Mas tudo precisa começar com uma entrega total a Deus, decidir não viver para si mesmo mas viver intensamente para ele. Decida isso e experimente os melhores dias da sua vida que invadirá, com certeza, toda a eternidade.


Autor: Pr. Luiz Sanches

Continue ...