Adoração: estratégia para guerra espiritual

"Quando entrarmos em profunda adoração, entraremos na cláusula da perfeição, onde o próprio Deus diz: "Eu procuro verdadeiros adoradores que me adorem em espírito e em verdade" (Jo. 4:23)


A base da verdade e da justiça está no trono de Deus, que é onde se proclama dia e noite: "Santo, Santo, Santo é o Senhor dos exércitos" (Is. 6:3). "Senhor dos exércitos"! Para proclamarmos a santidade de Deus temos que reconhecer que há guerra. Somos a casa de Deus na Terra e esta casa vai viver em guerra 24 horas, mas a santidade de Deus vais ser instalada, para que todos vejam a glória do Senhor estabelecida na nossa vida. Porque Deus é Santo e é Guerreiro, toda a Terra está cheia da Sua Glória.


A revelação de guerra espiritual não fazia parte do nosso currículo. Falar nisso era ministrar doutrina da Nova Era ou de demônios, e, hoje, a revelação salta aos nossos olhos. Essa guerra é necessária para mantermos a nossa santidade e a nossa integridade. Deus tem uma base do Seu trono no céu e fez uma base na Terra. Sabe onde está essa base? Em mim e em você, para proclamarmos 24 horas por dia a santidade do Deus Todo Poderoso. A maior arma para a guerra é mantermo-nos em adoração dia e noite. Não existe nenhuma arma poderosa melhor do que a adoração para a guerra espiritual. Todos nós temos que aprender sobre adoração para vencer as guerras, porque a adoração é um envolvimento direto com o Senhor da guerra, e, na base do Seu trono (que é justiça e é verdade - Sl. 89:14), é proclamada a santidade do Deus que é Senhor da guerra (Is. 6:3).

A adoração abre o entendimento para o Evangelho

A adoração abre a revelação daquilo que Deus quer fazer em nosso meio. Quando adoramos, a revelação se amplia, a glória de Deus se manifesta e entramos no Reino da Luz, na revelação da luz de Cristo. No livro de Efésios está escrito que o Senhor nos chamou, nos arrancando do império das trevas e nos deu uma graça riquíssima, chamado "dom gratuito de Deus". Em II Coríntios 4:4 Ele revela que debaixo da chamada para esse Reino de Luz, Ele nos revelou o Evangelho da doksa (glória) do Senhor Jesus Cristo. Debaixo desta revelação da doksa de Deus, nós estaremos na completude do Evangelho. Estamos tendo a revelação gradativa do que é a Boa Notícia de Deus.

A adoração arranca as guerras interiores

Quando entrarmos em profunda adoração, entraremos na cláusula da perfeição, onde o próprio Deus diz: "Eu procuro verdadeiros adoradores que me adorem em espírito e em verdade" (Jo. 4:23). E quando Jesus estava falando de adoração, pregava a uma estrangeira, inimiga dos judeus e que estava vivendo ilegalmente com um homem (Jo. 4:20-24). Por dez vezes Jesus fala a palavra "adoração" e dentro dessa chamada de adoração, Ele descobre o que aquela mulher tem dentro dela. Jesus arrancou as guerras interiores dela falando de adoração. Aquela mulher foi impactada, as crises da alma foram denunciadas enquanto Jesus falava de adoração. E, em seguida aquela mulher se tornou uma missionária em potencial, com Jesus lhe ministrando a adoração.

A adoração revela a verdade

Em Isaías 6:3 os serafins proclamam que o Senhor dos Exércitos é Santo, Santo, Santo. E adiante de Deus vai a verdade (Sl 89:14), mas, para se manter a verdade no trono, haverá guerra. Observemos nossos filhos, tão pequeninos, já herdam a natureza adâmica, mentindo e levando até os pais a mentirem. Para alguém falar a verdade, se passa por uma guerra. Quando estamos ajudando os discípulos, depois de muito tempo eles abrem o coração para nós, mas, até esse momento, eles ocultam algo, guardando no coração. Quando chega a verdade absoluta, essa pessoa fica desnuda diante da verdade. Mas, para isso ser confessado há uma guerra violenta.

A base do trono de Deus é justiça

Para a justiça ser exercida hoje se faz guerra. Muitos que trabalham com a advocacia muitas vezes atuam debaixo de um complô e de uma cumplicidade para tornar a verdade em mentira e a mentira em verdade e convencer que o que é certo é errado e o que é errado é certo, devido a interesses pessoais e não interesse em estabelecer a verdade. Isso é desvio da ética, da moral, da sensatez da verdade. Para nos mantermos em integridade no Reino há uma guerra diária, e essa guerra não é feita por mim nem por você. Ela é feita por Jeová Tsavaot, o Senhor dos exércitos, que vai à frente do Seu povo dando capa-citação para vencer todas as batalhas.

Adoradores: uma classe procurada por Deus

O Pai procura verdadeiros adoradores (Jo. 4:23). Ele procura uma classe, porque todos nós podemos ser adoradores momentâneos, temporários e, na hora em que chega a crise, acabamos por nos descontrolar e ficamos dizendo: "meu Deus, por que logo comigo?" Não existe nenhuma outra classe da Bíblia que Deus procure: nem pastores, nem evangelistas, mestres, apóstolos, nenhuma, mas Deus tem uma classe especial na Terra que Ele procura: adoradores. E, quando respondemos a Deus como verdadeiros adoradores, conquistamos o Trono de Deus e Deus nos conquista. Assim, nada na Terra será empecilho para o adorador, porque este terá o coração em Deus e Deus terá o coração no adorador. A freqüência do coração do adorador estará na mesma freqüência do adorado; há uma cumplicidade. O coração do adorador está em linha com os pensamentos, sentimentos, força e graça de Deus.


Todas as vezes que os homens conseguiram atingir o coração de Deus foi na adoração. Desde Adão até os apóstolos, só conseguia ter êxito o líder adorador. Você pode ser um excelente pregador, um excelente líder de células, um excelente administrador, um excelente coordenador de grupos, um excelente professor de escola de líderes, um catedrático, um doutor, pode ser pós-doctor, pode ter o que quiser, e tudo isso pode ser apreciado, respeitado e honrado por Deus, mas nenhuma dessas classes é procurada por Deus. Ele procura homens e mulheres que, independente de qualquer coisa, jamais deixarão de dar a Ele o perfeito louvor, a perfeita adoração. Deus vai levantar nesta igreja multidões de adoradores e a graça d'Ele, a revelação, a luz do Evangelho da glória de Cristo virão sobre nós.

 

Ap. Renê e Pra. Ana Marita Terra Nova


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Adoração: estratégia para guerra espiritual Reviewed by Aldenir Araujo on 9/12/2012 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.