Jesus é o Senhor sobre todas as coisas

“Num Sábado, Jesus e os discípulos atravessavam uma plantação de trigo. Enquanto caminhavam, os discípulos colhiam espigas. Então os fariseus perguntaram a Jesus: Por que é que os discípulos estão fazendo o que a nossa Lei proíbe fazer no Sábado? Jesus respondeu: Vocês não leram o que Davi fez quando ele e os seus companheiros não tinham comida e ficaram com fome? Ele entrou na casa de Deus, no tempo do Grande Sacerdote Abiatar, comeu os pães oferecidos a Deus e deu também aos seus companheiros. No entanto, é contra a nossa Lei alguém comer desses pães, a não ser os sacerdotes. E Jesus terminou: O Sábado foi feito para servir às pessoas, e não as pessoas para servirem o Sábado. Portanto, o Filho do Homem tem autoridade até mesmo sobre o Sábado”.(Marcos 2:23-28)


Textos Complementares: Ex 20:8-11/Dt 23:25/Mt 12:11,12/Mt 23:4; 22:37,39/I Sm 21:6/Lc 10:25-37.


Versículo para memorizar:”E Jesus terminou: O Sábado foi feito para servir às pessoas, e não as pessoas para servirem o Sábado. Portanto, o Filho do Homem tem autoridade até mesmo sobre o Sábado.” (Mc 2:27,28)


Introdução: Em seis dias Deus fez toda a obra de criação, e no sétimo, descansou, deixando ao homem o mandamento de fazer o mesmo (Ex 20:8-11). Fica claro que o sábado foi feito para nele o homem repousar, aproveitando para glorificar a Deus pela saúde e disposição concedidas nos seis dias de trabalho. O Sábado, portanto, teria sido feito para benefício do homem, e não o homem para benefício dele. Os fariseus, extremistas que eram no cumprimento da lei, sem compreenderem seu espírito, levavam a guarda daquele dia ao extremo. Eram capazes de colocar o homem na condição de prisioneiro da lei, ao invés de beneficiado por ela.


Vejamos o ensino de Jesus sobre esse tema:

1- Vendo o Mal Onde Não Existe

A lei deixava claro que se alguém entrasse num território, estando com fome, tinha o direito de colher espigas para suprir sua necessidade momentânea, conquanto que não levasse dali para comercializar lá fora (Dt 23:25).


Quanto à guarda do sábado, o mandamento se referia a não trabalhar nesse dia, não proibindo, contudo, atividades que buscassem a preservação da vida. Se isso valia para um animal, quanto mais para um ser humano (Mt 12:11,12).


Logo, os discípulos não estavam quebrando a lei ao colherem espigas para comer naquele dia. Os fariseus estavam vendo o mal onde não existia, lançando culpa sobre ombros inocentes.
Cuidemos para não colocarmos sobre outros, obrigações não impostas por Deus. Não permitindo, igualmente, que o mesmo se faça conosco (Mt 23:4).

2- O Valor das Pessoas

Jesus citou o exemplo de Davi, e de como ele, num tempo de necessidade, comeu dos pães sagrados de que não era lícito comer (I Sm 21:6). Davi entendia naturalmente, que numa ocasião normal, não deveria mesmo lançar mão do que sagrado. Mas também sabia que sua vida e a de seus companheiros, era mais importante, do que qualquer cerimonial religioso.


O problema dos fariseus era considerar “as coisas” como mais importantes que “as pessoas”. Quando colocamos “as coisas” acima das “pessoas”, estamos deixando de cumprir o grande mandamento de Deus para o homem, que é o de “Amar ao Senhor teu Deus de todo coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento... e ao teu próximo, como a ti mesmo” (Mt 22:37,39).


Na parábola do Bom Samaritano, Jesus dá o exemplo do perigo de se inverter os valores, citando um sacerdote e um levita. Apesar de verem um homem caído, ferido e quase morto, passaram de largo. Não atenderam ao necessitado porque estavam mais preocupados com o serviço religioso no templo, do que com a ministração ao necessitado (Lc 10:25-37).

3- Jesus como Senhor de Todas as Coisas

Durante o Seu ministério, Jesus demonstrou ser Senhor sobre todas as coisas:
● Sobre a natureza (repreendendo tempestades);
● Sobre os demônios (expulsando-os);
● Sobre as enfermidades (curando os doentes);
● Sobre a vida e a morte (ressuscitando os mortos);
● Sobre o sábado (revelando seu verdadeiro propósito).

 

Nos exemplos anteriores, nenhum problema podia ser tão forte que Jesus não conseguisse resolver: nem tempestades, nem demônios, nem enfermidades, nem a própria morte. Todos teriam de se render aos Seus pés, incluindo a própria guarda do Sábado.


Ele é Senhor sobre todas as coisas, em todos os dias. Se não fosse Senhor sobre o Sábado, não o poderia ser sobre as outras coisas. Mas Ele o é.
Jesus tem sido Senhor absoluto em sua vida? Há algo em você, não rendido completamente a Ele? Bens, família, profissão, ambições pessoais e afins, já estão debaixo de Seu Senhorio?


Conclusão: Vimos sobre a importância de não se ver o mal onde não existe, exagerando na falsa retidão moral que sobrecarrega as pessoas. Entendemos que as vidas, pelas quais Cristo morreu, são mais importantes que rituais. E que Jesus quer ser Senhor (dono, proprietário) de tudo o que nos diz respeito.


Aplicação: Identifique uma área de sua vida na qual você se sente ainda no controle. Experimente transferir, por meio de uma declaração dos seus próprios lábios, todo controle dessa área aos cuidados de Cristo. Sinta o gozo de Deus transbordar em seu coração, como consequência dessa entrega voluntária e genuína.


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Jesus é o Senhor sobre todas as coisas Reviewed by Aldenir Araujo on 8/18/2012 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.