Como experimentar crescimento com qualidade?

Referência: Levítico 21.16-20

INTRODUÇÃO

1.Muitas vezes buscamos métodos para o crescimento da igreja, mas o método de Deus para o crescimento da igreja é sempre o homem. Deus não tem tantas regras. Deus tem um método e o método de Deus é VOCÊ.

2.E. M. Bounds disse que Deus não unge métodos, Deus unge homens. Nossa fé é muito mais do que um conjunto de regras e doutrinas. É sobretudo, relacionamento com Deus.

3.Esse texto nos mostra que os sacerdotes que ministravam no altar não podiam se contaminar nem ser imperfeitos. A vida do sacerdote é a vida do seu ministério. Um sacerdote impuro era uma grande calamidade (Zc 3:1-3).

4.Um sacerdote com defeito podia ser sustentado como sacerdote. Ele podia comer do pão do seu Deus, mas não podia ministrar no altar. Tanto o sacerdote como o sacrifício precisavam ser perfeitos. Ambos tipificavam Cristo.

5.O véu do templo foi rasgado. Agora todos somos sacerdotes. Todos podemos entrar para adorar. Mas, se queremos ter comunhão com Deus, se queremos ministrar no altar, precisamos não podemos ter certos defeitos.

6.Algumas pessoas pensam de forma errada que Deus se importa apenas com números.Caem no erro da numerolatria. Outros pensam de forma errada que Deus só se preocupada com qualidade e não com quantidade. Caem no erro da numerofobia.

7.Qualidade gera quantidade. Uma igreja saudável cresce. Não é o que fazer para crescer, mas o que nos impede de crescer.

8.Levítico 21 é um quadro que mostra o crescimento com qualidade. Ninguém com defeito pode chegar para oferecer o pão no altar. O ministério não é um título, um cargo, mas um relacionamento com Deus.

Vejamos quem é que não serve para ministrar no altar:

I. NÃO SERVE AQUELE QUE É CEGO – V. 18

1.O cego é aquele que não tem visão

Aquele que não tem visão de crescimento não cresce. É preciso visão. Jesus disse para os seus discípulos: “Erguei os olhos e vede os campos, pois já branquejam para a ceifa” (Jo 4:35). Os cegos não servem. Há pessoas que têm capacidade, mas não têm visão. Eles não tem sonhos. Precisamos ter visão para crescer. Precisamos ter vontade de crescer. Um cego não tem visão.

2.Precisamos ter a visão de uma igreja grande

Precisamos ter a visão de uma igreja grande não para engordar a vaidade dos nossos membros. Não para dizermos que somos os melhores. Precisamos trabalhar para termos uma igreja grande para trazer glória ao nome de Deus, para impactar a cidade e a nação.
Se formos como um sacerdote cego a igreja não pode crescer. Sem visão o povo não sabe para onde vai.

3.Precisamos ter a visão além das paredes

Precisamos ter a visão de quebrar as paredes. Não podemos nos acomodar. Há muito povo nesta cidade. Temos que ter a visão de trazer os aflitos e deixá-los aos pés de Jesus.
Até 1970 as pessoas pensavam em ganhar outras para Cristo. Depois de 1970 houve uma forte ênfase em ganhar a família para Cristo. Depois de 1990, a ênfase passou a ser ganhar a cidade para Cristo. Uma igreja grande pode investir. Uma igreja grande pode influenciar.

4.Precisamos ter alvos claros de crescimento

Primeiro a visão, depois os recursos. Se não tivermos alvos e sonhos nós nunca vamos saber se chegamos até lá. Precisamos trabalhar em cima de alvos: físicos, espirituais e numéricos. Hoje, somos uma igreja com 850 membros. Quanto nós queremos crescer? Qualquer coisa é qualquer coisa. Precisamos ter alvos definidos. Exemplo: Paul Yong Cho
Precisamos ter o alvo de plantar igrejas, de termos novos membros sendo recebidos regularmente, de ampliarmos o nosso templo, de construirmos o nosso prédio de educação religiosa.
Sacerdotes cegos não servem para levar a igreja ao crescimento.

II. NÃO SERVE AQUELE QUE É COXO – V. 18

1.O coxo é aquele que se arrasta

O coxo é aquele que tem pernas, mas as pernas não suportam o corpo. Então, ele se arrasta. O crente não pode se arrastar. Deus tem nos levantado. Nossas pernas não podem ser emperradas. Precisamos caminhar. Precisamos trabalhar. Precisamos fazer a obra de Deus enquanto é dia.

2.O coxo é aquele que precisa ser carregado pelos outros

O coxo não caminha sozinho. Ele é dependente. Ele precisa sempre de alguém para lhe transportar. Há crentes que nunca aprendem andar com suas próprias pernas. Eles não progridem, não amadurecem, sempre ficam aonde as pessoas os deixam.
Uma igreja não pode crescer quando os seus crentes são coxos, quando eles não andam, não caminham, não fazem a obra de Deus. O Senhor espera de nós frutos, muitos frutos.

III. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM O ROSTO MUTILADO – V. 18

1.Aquele que tem o rosto mutilado tem duas caras

A igreja não pode crescer quando os seus sacerdotes, os seus crentes têm duas caras, usam máscaras. Não serve para estar fazendo a obra de Deus aquele que tem o rosto mutilado. Precisamos pregar o que vivemos dentro de casa, no trabalho. Precisamos pregar para nós mesmos. Não basta parecer santo na igreja e ser rude em casa e desonesto no trabalho.
O rosto mutilado é aquele que é uma coisa na igreja e outra em casa. Hoje muito discutimos sobre pastor de tempo integral e pastor de tempo parcial. Mais importante do que ser um obreiro de tempo integral é ser um obreiro integral. Não é uma questão de tempo, mas de vida. Devemos ser um só. O rosto mutilado não serve.

2.Não é a grandes talentos que Deus abençoa, mas pessoas íntegras

A vida do ministro é a vida do seu ministério. Podemos ter todos os dons, mas se não tivermos amor, nada disso nos aproveitará. A hipocrisia não funciona. Precisamos ser antes de fazer. Precisamos ter vida mais do que performance.

IV. NÃO SERVE AQUELE QUE É DESPROPORCIONADO – V. 18

1.Para a igreja crescer saudavelmente, os crentes não podem ser desproporcionados

Deus fez tudo perfeito e lindo. Ilustração: Certo dia vi um moço pedindo esmola, empurrando um carrinho. Corpo forte e as pernas fininhas. Desenvolveu o tronco, mas as pernas eram fracas. Às vezes crescemos numa área e somos doentes em outras. Temos áreas do nosso caráter que estão atrofiadas.

2.Uma super ênfase num único ponto da verdade pode nos deixar desproporcionados

No livro de Ezequiel temos a figura de Jesus representada em quatro retratos. Ele é descrito como LEÃO, BOI, HOMEM E ÁGUIA. Mateus apresenta Jesus como o Leão. Aquele que tem toda autoridade no céu e na terra. Jesus é sempre o leão que está rugindo: ele ensina com autoridade, ele cura, ele expulsa demônios. Mas esse não é todo o rosto do Senhor. Há igrejas que só falam de Jesus como leão. Só falam de poder.
Em Marcos Jesus tem o rosto do BOI. Ele veio não para ser servido. Em Marcos Jesus é servo. A igreja tem o chamado para servir. Mas para crescer não basta apenas servir. Muitas igrejas dizem: Ah! Agora sim, vamos criar asilos, creches, orfanatos. Mas esse não é todo o rosto do Senhor.
Em Lucas Jesus tem o rosto do Homem. Ele chora, ri, participa de encontros, entra na casa dos publicanos. Aí alguns dizem: Tá aí o segredo: precisamos ter grupos, vamos desenvolver relacionamentos, vamos assistir as pessoas. Mas esse não é todo o rosto do Senhor.
Em João Jesus é a Águia, voa nas alturas. Ele é o Filho de Deus. Ele veio da glória. Há igrejas que vivem mergulhas nesse senso do sobrenatural. Mas esse não é todo o rosto do Senhor.
JESUS não era desproporcionado. Ele foi integral. Ele foi rei, servo, homem, Deus. Qual é a ênfase da pregação? Se tem uma pessoa enferma: autoridade. Se tem um casal em conflito: o rosto de homem. Se tem uma necessidade a ser suprida: o rosto de servo. Sem tem alguém perdido: o evangelho da salvação. Precisamos apresentar todo o evangelho. O desproporcionado está errado. Precisamos apresentar Jesus em toda a sua beleza.

V. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM O PÉ QUEBRADO – V. 19

1.Aquele que tem o pé quebrado vive caindo

O coxo é diferente de quem tem o pé quebrado. O pé quebrado não fica em pé, está sempre caindo. Vida cristã é uma caminhada. Aquele que está em pé veja que não caia. Os crentes têm caído nos mesmos pecados, têm envergonhado o evangelho.
Uma igreja não cresce quando os seus líderes, os seus membros têm o pé quebrado. Uma igreja não cresce quando os seus crentes vivem tropeçando. Uma igreja assim, não pode andar com o Senhor, nem ministrar no altar e impede o crescimento.

VI. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM A MÃO QUEBRADA – V. 19

1.Aqueles que têm a mão quebrada não podem fazer a obra de Deus

Aqueles que têm as mãos quebradas não podem impor as mãos sobre os enfermos, não podem abraçar, abençoar, tocar, socorrer, ajudar. Precisamos orar levantando mãos santas, sem ira.
Somos uma raça de sacerdotes. Hoje todos somos ministros da nova aliança. Devemos ministrar uns aos outros, abençoar uns aos outros, consolar uns aos outros, exortar uns aos outros, orar uns pelos outros.

2.Aqueles que têm a mão quebrada não podem oferecer o pão de Deus

Eles não olham para a vida como uma liturgia ao Senhor. O culto não tem hora para acabar. O culto é a vida. Não existe: “Senhor agora entramos na tua presença”. Não estava antes? Não existe: “Continuamos em tua presença”. Vai sair depois?. A reunião começa e termina, mas o culto, não. O culto é a vida toda. Se a vida que vivemos fora do templo não é um culto ao Senhor, somos sacerdotes de mãos quebradas.

3.Aqueles que têm a mão quebrada não conseguem abençoar

Quando você abençoa outra pessoa, essa mesma bênção volta para você.
Precisamos abençoar as pessoas. Somos sacerdotes. O sonho de Deus é que abençoemos uns aos outros. Enquanto você abençoa outra pessoa, essa bênção volta para você. O eco responde para você com as mesmas palavras emitidas.

4.Quem tem mão quebrada não consegue trazer ofertas ao altar

Quem tem mão quebrada sempre comparece diante de Deus de mãos vazias. Quem tem mão quebrada não consegue ofertar nem traz os dízimos de Deus.

VII. NÃO SERVE AQUELE QUE É CORCOVADO – V. 20

1.O corcovado é profundamente pessimista

O corcovado anda olhando para baixo. O professor perguntou a um menino da classe: “O que é um pessimista?” O menino respondeu: “Um pessimista é uma pessoa que vive olhando para o pé”. Não podemos ser pessimistas, desanimados, só olhando os gigantes e fugindo deles.

2.Você é o melhor de Deus, a menina dos olhos de Deus

Você é alguém muito especial. Você é obra prima de Deus. Você é a menina dos olhos de Deus. Você é a herança de Deus, em quem Deus tem todo o seu prazer. Gente corcovada não pode ajudar a igreja crescer. Gente desanimada não consegue olhar para o céu. Gente corvada só olha para as dificuldades. Deus disse para Abraão: Sai da sua tenda e conta as estrelas: Uma, duas, mil, um milhão… assim será a tua descendência!

3.O corcovado anda sempre com um peso nas costas

Tem gente que só anda cansada. Só vive reclamando. Irmãos, não é o trabalho de Deus que cansa, é o pecado. O que cansa é o pecado. Se você ficar remoendo mágoa no coração, você pode tirar férias, passear, mas você vai estar sempre cansado.
Para a igreja crescer os crentes não pode ter peso sobre as costas. Não pode ter embaraço na vida. Toda hora você precisa estar pronto para testemunhar, para pregar, para viver e para morrer. Jesus era um homem livre, solto. Ele podia dormir mesmo na hora da tempestade. O líder, o crente não pode viver achatado, corcovado.

VIII. NÃO SERVE AQUELE QUE É ANÃO – V. 20

1.O anão é aquele que para de crescer

Você não pode ser anão. Ninguém nasce anão. Não tem bebê que nasce com 10 centímetros. Há um momento que o anão para de crescer. O líder não pode ser anão. O crente não pode ser anão. Nós precisamos crescer. Não podemos estagnar.
Quando o crente é um anão, tudo para na sua vida. Você precisa crescer na Palavra, precisa crescer na oração, precisa crescer no envolvimento com a obra, precisa crescer nos relacionamentos.
Hoje você precisa ser melhor do que ontem. Amanhã, melhor do que hoje. Para frente é que você caminhar. Para o alto é que você deve crescer. O curvado cresce para baixo. O anão não cresce para cima.

IX. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM BELIDA NOS OLHOS – V. 20

1.Quem tem pedra nos olhos vivem em grande desconforto

Há crentes que vivem sempre de forma desconfortável. Precisam remover as pedras dos olhos. Precisam tirar o que está trazendo sofrimento. Precisam remover o que está machucando.

2.Quem tem pedra nos olhos não consegue ajudar os outros

Jesus disse que se você tem uma trave no seu olho, você não consegue tirar o cisco no olho do seu irmão. Quando temos pedra nos olhos, tornamo-nos críticos dos outros, mas não podemos ajudar os outros a resolver os seus problemas.

3.Quem tem pedra nos olhos não enxergam as coisas com clareza

Jesus curou um cego, passando-lhe saliva nos olhos. Jesus perguntou: Vês alguma coisa? Sim, vejo os homens andando como árvores. Uma igreja para crescer, o pastor e os crentes não podem ver as pessoas como árvore. Ver as pessoas como coisas a serem exploradas. Não somos igreja para explorar as pessoas, mas para servi-las.

X. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM SARNA – V. 20

1.Sarna é aquela coceira gostosa que nos distrai

Você já pegou um bicho de pé? Já ficou coçando, coçando e gostando de coçar? Uma igreja para crescer seus membros não podem ter sarna. O prazer para o crente é só aquele que Deus dá. Hoje há muitos prazeres que são sarna para você coçar. Distraem você. Roubam o seu tempo. O líder, o crente não pode ter sarna para coçar.

XI. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM IMPINGEM – V. 20

1.Impingem é uma mancha

A igreja não pode crescer quando os seus crentes têm mancha na vida, no caráter, na conduta, na família, no trabalho.
Mancha é aquilo que tentamos esconder dos outros. É coisa feia. Exemplo: Naamã era um herói, mas leproso, tinha marcas feias na sua pele. Eliseu mandou ele tirar a armadura e mergulhar no Jordão. Antes de ser curado é preciso revelar a mancha.
Irmão, não pode ter mancha. Você precisa de vida limpa!

XII. NÃO SERVE AQUELE QUE TEM TESTÍCULO QUEBRADO – V. 20

1.Quem tem testículo quebrado não pode gerar filhos

Quem tem testículo quebrado não reproduz, não vai ter filhos. Somos chamados para gerar filhos, para darmos frutos. Precisamos gerar muitos filhos espirituais. Precisamos ganhar outros para Cristo.
A igreja precisa crescer e se multiplicar e para isso, cada crente precisa gerar outros filhos espirituais. Quantos filhos espirituais você tem? Quantas pessoas você já levou a Cristo? Quantas pessoas vão lhe esperar no céu para lhe abraçar e agradecer?

2.Deus se importa com quantidade

Você quer ver esta igreja crescer? Quer ver gente sendo salva todos os domingos? Quer se envolver nessa obra de consequências eternas? Quer gerar filhos em vez de ser apenas um expectador? Quer ser cooperador de Deus?

CONCLUSÃO

Que tipo de sacerdote você tem sido na Casa de Deus?
Você tem apenas se alimentado do Pão de Deus ou também tem se chegado ao altar para oferecer o Pão de Deus?

Sua vida tem sido irrepreensível ou você tem profanado o altar do Deus vivo?

Hoje é tempo de nos despertarmos! Nossa igreja pode crescer, precisa crescer, vai crescer. Você quer fazer parte desse desafio?

Autor: Rev. Hernandes Dias Lopes


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Como experimentar crescimento com qualidade? Reviewed by Esboços de sermões on 4/25/2012 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.