O Ministério Cristão II

Estudo 2 – Os Profetas

Texto base: Efésios 4:7-13

Textos para meditação semanal:

2a. Feira: Atos 11:27

3a. Feira: Efésios 20:20

4a. Feira: 1 Coríntios 14:24,31

5a. Feira: Atos 13:1, 21:21

6a. Feira: 1 Pedro 4:11

Sábado : Levítico 8:8

Texto-Chave: “Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus…” 1Pe 4:11-a

 

Introdução

O segundo dom de Cristo é o de profeta. Veremos aqui como é esse ministério segundo as Escrituras, e como muitos podem estar certos ou errados em sua concepção ou administração desse dom na igreja .

 

I – O Profeta

O dom ministerial do profeta na igreja, segundo a passagem de Efésios 4:11, em termos de importância e proeminência só está abaixo do apóstolo, e quando examinamos o trabalho do profeta na igreja primitiva verificamos que não se tratava de uma pessoa que apenas profetizava mas que também exercia liderança entre os cristãos juntamente com os apóstolos e mestres (At 11:27; Ef 20:20).

Nosso estudo se motiva pelo fato de o profeta ser um personagem envolto por histórias pagãs de magia, misticismo e não raro – crueldade, fruto de uma imagem desterrada de povos antigos, idólatras e invocadores de demônios que a mídia através de filmes de cinema, televisão e teatro realçam com aparente prazer. Por causa disso, na mente de muitas pessoas, inclusive crentes em Jesus, a figura do profeta está mais ligada a maldições do que a bênçãos, mais a alertar sobre o diabo do que a recomendar sobre Jesus.

Posto assim, voltemos ao profeta crente em, e por Jesus Cristo da igreja. Examinando 1Co 14:24,31 e depois Atos 13:1;21:21 concorda-se que havia (e cremos que ainda há!) dois tipos de profetas na igreja: aqueles que transmitem palavra de edificação pelo dom de profecia, e aqueles que além disso são os líderes espirituais da igreja por possuírem o dom adicional de liderança.

No NT encontramos como profetas-líderes os nomes de Barnabé, Silas, Judas e Ágabo, além de outros que Atos 13:1 deixa transparecer (E1).

1 – O Ministério Profético

O verdadeiro profeta-líder se constitui num oráculo de Deus, dada a inspiração e a extrema confiança que suas palavras devem merecer (1Pe 4:11; Hb 5:12) e reúne em si o cargo dado por Cristo e o dom dado pelo Espírito Santo (1Co 12:10) e sua atuação na igreja, desde os primeiros dias até hoje, segue a natureza de quem os concedeu – não muda nem se altera.

Desta forma, não é muito difícil delinear algumas características deste importante personagem eclesiástico:

a – Sua Fala

Pedro define perfeitamente como um profeta de Deus deve falar quando afirma “Se alguém fala, fale de acordo com os oráculos de Deus (…) para que em todas as cousas seja Deus glorificado, por meio de Jesus Cristo, a quem pertence a glória e o domínio pelos séculos dos s3éculos” 1Pe 4:10-11. Meditando nisso, observamos que:

a1 – A fala do profeta, deve estar “de acordo com os oráculos de Deus”. Os dicionários definem oráculo como sendo qualquer entidade física que represente perfeitamente a vontade absoluta e verdadeira de uma crença ou religião, podendo se consistir em objetos (Ez 21:21; Lv 8:8) ou pessoas (I Sm 28:6) – (E2) .

a2 – O profeta de Deus tem extremo compromisso com a verdade de Deus, diferente dos não poucos que insistem em manifestar suas “verdades pessoais”, ou seja, aquilo que ele acha certo ou errado, como sendo a vontade de Deus.

a3 – Na maioria das vezes a mensagem é dada ao profeta no momento em que fala, embora como em muitas vezes aconteceu nos relatos bíblicos, o conteúdo de uma mensagem pode ser dada ao profeta durante uma oração, visão ou sonho, para ser publicada mais tarde (Is 6:9-13).

a4 – A mensagem pode ser também transmitida através de informações de conhecimento do profeta, tais como histórias bíblicas, testemunhos pessoais ou de outrem (At 2:14-37; 7), seguindo um método previsto nas Escrituras (veja-se Ef 6:18-20).

a5 – O ministério do profeta está muito mais relacionado a falar do que a predizer, entretanto em alguns casos pode englobar a predição do futuro. No NT encontramos Ágabo predizendo por profecia em duas passagens (At 11:27,28; 21:10-14) a fome que atingiu a Judéia e a prisão de Paulo em Jerusalém.

a6 – O profeta fala o que Deus manda falar, portanto nunca mente – as profecias sempre se cumprem, o que inclusive, é um dos meios de saber se uma profecia ou um profeta procede ou não de Deus (1Jo 4:1) (E3).

a7 – Outro detalhe no qual os falsos profetas falham é no amor pelo rebanho. O Senhor Jesus é reconhecido naqueles que são usados pelo Espírito pelo seu entranhável amor por suas ovelhas, muito ao contrário do que vemos em certos “profetas” que abordam os filhos de Deus para lhes dizer algo como “O Senhor me revela que o diabo está te esperando ali na esquina”, depois viram as costas e saem dizendo “fiz a minha obrigação” deixando a “vítima” para traz, sem instrução nem orientação. O recado de Deus, seja qual for seu conteúdo, sempre traz instrução e orientação dentro de sua mensagem, de modo que ela nunca parecerá “uma revelação de Deus seguida por um conselho de amigo”. Se alguém achar que tem um recado de Deus para alguém no qual não se veja orientação ou conselho é melhor ficar calado até que os obtenha do Senhor.

a8 – Um profeta é um ministro de Deus, sua função é tornar acessível aos outros cristãos as revelações d’Ele, e quanto mais normal e social ele for, tanto maior será sua aceitação. Já tivemos oportunidade de observar certas “imitações” que se deleitam em parecer misteriosos e místicos, donos de um semblante carregado e amedrontador, com olhares vagos ou parecendo estar enxergando figuras do além em todos os cantos.

a9 – Nem sempre um perigo profetizado significa ordem de fuga, veja-se a segunda profecia de Ágabo pela qual ele alertou a Paulo sobre o que lhe esperava em Jerusalém. Entretanto, apesar da legitimidade da profecia, Paulo tendo discernimento da parte de Deus aproveitou o recado para expor sua convicção sobre o que deveria fazer, ainda que seus irmãos em Cristo clamassem para que não fosse (At 21:4, 10-13).

a10 – O profeta deve amar a Palavra de Deus acima do que procede de seus lábios, e tanto lembrar como promover entre seus ouvintes a prova das revelações que recebeu. Fazendo isso estará zelando pelo nome de Cristo, da Igreja e dos dons que recebeu do Espírito (I Jo 4:1).

 

II – Onde estão os profetas hoje?

Reunindo-se as características de líder e profeta que esse dom de Cristo outorga a seus agraciados, veremos que os profetas da igreja atual são muitos dos nossos pastores, dirigentes e líderes. Se prestarmos atenção em suas pregações poderemos conferir essas qualidades.

 

Conclusão

Haveria muito o que falar sobre os profetas, mas o que meditamos até aqui já é bom material de aula para a compreensão desses admiráveis líderes espirituais da igreja.

Perguntas para Revisão

1. Em termos de importância o profeta está abaixo de qual outro dom na igreja?

2. Quais são os dois tipos de profeta na igreja?

3. Quando o conteúdo de uma mensagem pode ser dada a um profeta?

4. Quando uma profecia revela perigo, é sinal incontestável de ordem de fuga?

5. Quem são e onde estão os profetas hoje na igreja?

Autor: Igreja Evangélica Batista


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

O Ministério Cristão II Reviewed by Esboços de sermões on 1/26/2012 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.