O encontro de Jesus com Zaqueu

Texto: Lucas 19:1-10

Introdução

– Quando a Bíblia descreve o grande amor de Deus (Jo. 3.16) nas pala-vra do próprio Jesus, entendemos um pouco como Ele fazia para alcançar um pecador. Na nossa própria experiência fomos uma espécie de Zaqueu. Jesus nos encontrou em algum lugar da nossa trajetória terrena e nos cons-trangeu a estar com Ele.
Transiução – Jesus passa uma única vez em Jericó. Mas esta passagem fica na histó-ria. Salva o cego Bartimeu e o cobrador de impostos  Zaqueu. E o encontro destes dois personagens foi muito interessante. É aquela história, todos já ouviram algo sobre Jesus Cristo, não é? Com Zaqueu não foi diferente, acho eu. E, quando sabe que o Mestre passaria por sua cidade, não perde tempo, corre e fica nas imediações por onde Ele passaria. Mas ao ver a multidão, e ao avaliar sua pequena estatura entende que seria impossível ter uma “vi-são” satisfatória daquele personagem que o atraia. Fazer o quê? Não perde tempo em conjecturas, a árvore está bem na trajetória do percurso de Je-sus. Ela se torna o palco de um dos mais belos encontros de um pecador com o Seu Criador.

TEMA: ZAQUEU E JESUS

 

1.  ZAQUEU UM EXPECTADOR OCULTO

a. Queria ver quem era Jesus v 3. Muitos querem ver Jesus. Até hoje as pessoas são curiosas a respeito dEle. Querem vê-Lo, mas sem muito compromisso.
b. Querem seus milagres, como Herodes, (Lucas 23. 8,9) para estes não há um espetáculo, mas o silêncio do Mestre.
c. Com Zaqueu foi diferente, pois o texto descreve que ele; (procurava) os estudiosos das línguas originais dizem que esta palavra denota uma ação contínua, a mesma força que ele usava para adquirir riquezas, ele usou para “ver” Jesus.
d. Mas é impossível alguém ficar oculto aos Olhos do Senhor. É impossível um coração passar despercebido diante dEle quando pulsa com o desejo de vê-Lo.

2. ZAQUEU ESPERAVA VER JESUS PASSAR MAS….

a. Zaqueu ficou olhando Jesus se aproximar e parar bem embaixo de onde estava. Zaqueu se achava indigno? O que estava acontecendo?
b. Jesus pára e olha para sua direção entre as folhas. Encontrou-me! E a-gora? (5)
c. Jesus não passa. Chega! Chegou o momento de Zaqueu. Já imaginou Jesus chegando até onde você está e parar bem de frente contigo? O que passaria em tua mente, em nossa mente? Talvez muita coisa, ou talvez nada. Daria um branco total.
d. Mas, Ele não somente chega até Zaqueu, mas o vê e fala: Zaqueu! Co-mo? Como Ele sabe o meu nome? Creio que um sentimento de calor e conforto inundou o coração de Zaqueu naquele momento. Desce depres-sa! Ele me convida para estar comigo em minha própria casa?
e. Uma alegria se espalha em seu coração e transborda, e um enorme sor-riso aparece em seu rosto. Mais que depressa recebe Jesus Cristo em sua casa.

3. OS MURMURADORES SE FAZEM NOTAR 7

a. (7) Ao verem isso, todos murmuravam, dizendo: Entrou para ser hóspe-de de um homem pecador.
b. Interessante notar que Jesus, certamente Ungido pelo Espírito Santo, es-tava agindo assim, de forma NATURAL no seu ministério; (Lucas 4. 17-21) (17 . Foi-lhe entregue o livro do profeta Isaías; e abrindo-o, achou o lugar em que estava escrito: 17 . Foi-lhe entregue o livro do profeta Isaías; e abrin-do-o, achou o lugar em que estava escrito: 18 . O Espírito do Senhor está sobre mim, porquanto me ungiu para anunciar boas novas aos pobres; enviou-me pa-ra proclamar libertação aos cativos, e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, 19 . e para proclamar o ano aceitável do Senhor. 20 . E fechando o livro, devolveu-o ao assistente e sentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele. 21 . Então começou a dizer-lhes: Hoje se cum-priu esta escritura aos vossos ouvidos).
c. É de se notar que os que não estão sob a mesma influência, não acei-tam, (I Cor. 2.14) (Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espíri-to de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente).
d. Portanto quem não entra na mesma atmosfera espiritual dinamizada pela presença do Senhor, não recebe a mesma bênção, note que em Jericó Jesus só salvou duas pessoas, Bartimeu e Zaqueu. Os outros não eram filhos de Abraão? (9)

4. A CONVERSÃO  DE ZAQUEU 8

a. Enquanto uns murmuram criticando, Deus estava operando Sua obra no íntimo de Zaqueu, este convicto do que desejava confessa sua fé em Cristo: “Zaqueu se levantou e disse ao Senhor” (8) não é interessante?
b. Note que em uma reunião pública é muito difícil alguém dizer do desejo de mudar de vida, muito mais de mudar a direção de sua fé.
c. Convém notar que Zaqueu era judeu, e como judeu cobra impostos de judeus para repassá-los a Roma, nação que dominava sobre Israel na-queles dias. Creio que seus compatriotas o consideravam “desviado” de sua lealdade ao sistema religioso dos fariseus e saduceus.  Portanto sua situação era no mínimo desconfortável diante do público que se reunia em sua casa. E levantar-se e dizer palavras que revelavam sua decisão de fazer uma mudança radical em sua vida, isto foi muito forte.
d. Resolve ajudar os pobres e se alguém lhe provasse que havia sido de-fraudado devolveria quatro vezes mais. Queria recomeçar sua vida com tudo acertado diante de Deus e dos homens.
e. Esta deve ser a atitude de todos que se convertem a Jesus Cristo, em todos os tempos e situações, independentemente de raça ou condição social.

5. A REAÇÃO E REVELAÇÃO DE JESUS 9,10

a. Foram poucas as confissões públicas de salvação como esta. José de A-rimatéia e Nicodemos eram  crentes “agente secreto”, ninguém sabia de sua fé em Jesus, (João 19.38,39)
b. A alegria de Jesus ao exclamar: (Hoje houve salvação nesta casa (..) Porque o filho do homem veio buscar e salvar o perdido.
c. Nas palavras de Jesus aprendemos que: 1) Zaqueu era um homem per-dido, i.é. não tinha salvação, era um candidato à condenação futura. 2) Zaqueu não era perdido para si mesmo, era uma ovelha perdida. Deus o perdera devido ao pecado que põe toda a humanidade em perdição eter-na, pois “o salário do pecado é a morte”, (Rm. 6.23ª)  Deus não era seu possuidor. Ele estava perdido, note que este relato, não é uma parábola, mas um fato real nos dias de Jesus. 3) Com esta confissão de mudança da parte de Zaqueu, Jesus disse: hoje houve salvação, i.é. Zaqueu foi salvo. 4) Aprendemos também que Jesus Cristo está a procura de todos os que se perderam, para que também eles sejam salvos como Zaqueu, pois, (Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura quem crer e for batizado será salvo: quem, porém, não crer será condenado (Marcos 16. 16,17)

Conclusão.

Hoje poderá ocorrer a chegada de Jesus Cristo em algum lugar e encontrar alguém como Zaqueu, se for você não se demore, desça da tua posição e receba Jesus com alegria em teu coração.

Autor: Osmar Fernandes Barreira

2 comentários: