Crescendo na devoção

Texto: Lucas 7:36-50

Devoção – sentimento religioso, prática religiosa, dedicação íntima, objeto especial de veneração, afeto.

Eu penso que a nossa devoção a Deus, é como uma plantinha de nosso jardim. Para que esta plantinha cresça, eu preciso a deixar  pegar sol, colocar água, retirar as impurezas da terra na qual ela está, ou seja, para que ela cresça, eu preciso cuidar. E a nossa devoção a Deus não é diferente, para que ela cresça e dê frutos eu preciso cuidar. Porém, de que forma eu preciso cuidar?  Eu respondo a você: Sendo disciplinado, sendo perseverante, sendo cuidadoso, zeloso, vigiando em todo tempo.

A verdade é irmãos que para cuidar de nossa vida devocional para com Deus, é algo que dá muito trabalho. Nós estamos sempre muito ocupados, os nossos afazeres são mais importantes, e afinal de contas nós trabalhamos muito e quando chegamos em casa nós estamos muito cansados. A grande realidade, é que muitos cristãos deixam de crescer na sua devoção a Deus, até mesmo porque já entraram no “tédio religioso”, e esse sempre foi um dos maiores inimigos do cristão no que se refere a sua vida espiritual.

Você sabe o que é o tédio? O tédio é um estado mental resultante do esforço para manter interesse por uma coisa pela qual não temos o mínimo interesse.  Ex: eu preciso orar, mais não estou afim. Eu preciso ler as Escrituras, mas não estou afim. Etc.

Já parou para se perguntar, porque você perdeu o interesse pela oração? Pela leitura da Palavra? Pelo prazer de estar na igreja?

Quando não temos nossa vida devocional edificada com raízes profundas, os frutos não aparecem, e se os frutos não aparecem, nós corremos o risco de ficarmos entediados e emergidos em um grande marasmo espiritual.

E a pergunta que nos vem à mente é: que atitudes eu devo tomar para que a minha vida devocional seja edificada sempre? Quais devem ser as motivações de meu coração, para que eu tenha uma vida devocional constante e proveitosa?

O texto supracitado nos mostra uma personagem que nos ensina muito sobre o que é a verdadeira devoção para com Deus. Nos mostra quais devem ser as motivações corretas de nossos corações para nos relacionarmos diariamente com Deus.

(Leia Lucas 7) Lá você encontra uma curiosidade: Cada evangelista conta um caso de uma mulher que ungiu os pés de Jesus, mas o caso que Lucas conta não é o mesmo.

Mateus, Marcos e João – contam o caso de Maria e o local é betânia.

Lucas – fala de uma mulher pecadora, e o local é Naim.

Quem são os personagens deste texto?

Jesus – O Senhor, o profeta, a sua fama corria por toda a cidade de Naim.

Simão – O fariseu, uma das maiores seitas dos judeus, que significa “separados”. Pregavam a observância as leis e as tradições. Eram estritamente religiosos frios e sem sentido.

A mulher pecadora – Era prostituta de Naim, se prostou aos pés de Jesus chorando, e com lágrimas regava os pés de Jesus. Ela os enxugava com os seus próprios cabelos, ela também beijava seus pés e os ungia com o ungüento (bálsamo) – era importado de Gileade.

Entenda o panorama do texto

1) Simão convida Jesus para jantar (vs 36)

2) A mulher pecadora soube disso, foi lá e se prostrou,  pegou um vaso de alabastro com unguento (vs37)

3) Prostrada, chorava aos seus pés, e enxugava com os cabelos, beijava seus pés e ungia com o ungüento (perfume) (vs 38)

4) O fariseu ao ver isso, questiona o ofício profético de Jesus (vs 39)

5) Jesus conta ao fariseu, uma parábola (vs 40-43)

6) Jesus faz uma comparação de ações entre Simão e a Mulher pecadora (vs 44-46)

7) Jesus dá sentido a verdadeira interpretação da parábola (vs 47)

8) Jesus perdoa os seus pecados pela fé que ela possuía, e ela ainda sai em paz (48-50)

(Lc 7.37,38) – A atitude daquela mulher manifestou seu amor por Jesus, pela sua ação. A mulher de má fama, prostituta, sem dizer palavra alguma provou o seu amor com uma oferta preciosa, como um sacrifício de ações de graças, e ela nem mesmo o conhecia.

ü O amor dela por Jesus foi manifestado pela ação. Ela se rendeu totalmente.

ü Seu ato foi uma expressão de gratidão pela aceitação e amor que ela havia encontrado.

ü A atitude daquela mulher indica humildade, indica senso de indignidade diante de alguém puro, santo e bom.

ü Aquela mulher temeu a Jesus, ela beijou seus pés – indicando muito temor.

(Lc 7.39) – O fariseu (religioso) questionou o oficio profético de Jesus. Um religioso que dá prioridade a tradições e cerimônias se torna alguém sem compaixão das pessoas. Simão não teve tolerância com a prostituta.

(Lc 7.40-43) – Jesus conta uma parábola. Demonstrando que Simão era o devedor dos cinquenta e a mulher pecadora o devedor dos quinhentos denários. Com isso, Jesus ensinou que aquela mulher tinha muitos pecados, e se foram perdoados, ela iria amar muito a quem muito a perdoou.

(Lc 7.44-46) “vês esta mulher” – Simão não notou a mulher, porque julgou que ela era muito baixa (devassa,depravada) para ser notada, por isso ele a desprezou. Mais na realidade ele também desprezou a Jesus, por não ter oferecido a ele as honrarias daquela época. Sua atitude demonstrou isso.

Simão demonstrou ser indiferente com o seu hóspede, era um péssimo hospedeiro.

SIMÃO: Não lavou os pés de Jesus com água, por causa da poeira, nem secou com a toalha.

A MULHER PECADORA: Regou os pés de Jesus com lágrimas e enxugou com os cabelos. (arrependimento, humilhação, humildade)

SIMÃO: Não deu um beijo de saudação (ósculo)

A MULHER PECADORA: Não parou de beijar seus pés, desde que entrou (temor)

SIMÃO: Não ungiu sua cabeça com óleo, que significa gesto de honra para os visitantes

A MULHER PECADORA: Ela com o bálsamo precioso, ungiu seus pés. Derramou perfume. (adoração)

O exemplo de uma vida devocional

1) Regou seus pés com lágrimas, lavava seus pés e os enxugava com os cabelos - A mulher demonstrou ser uma serva arrependida, humilde e humilhada (soltar os cabelos daquela forma era grande vergonha).

Ela se arrependeu – ela sentiu um pesar pelas coisas que fazia e voltou atrás. Arrependimento – é o sentimento de pesar por faltas cometidas ou por um ato praticado que gera mudança de atitude.

Ela foi humilde – ela foi submissa. Humildade é uma virtude como que manifestamos o sentimento de nossa fraqueza ou de nosso pouco ou nenhum mérito. “Bem aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mt 5.3)

Ela se humilhou – humilhar significa se rebaixar moralmente.

2) Pois não parava de beijar seus pés – Aquela mulher demonstrou um temor por Jesus que Simão não tinha. Temor é um sentimento de reverência e respeito santo. “A Bíblia diz que o temor do Senhor é o princípio da sabedoria”. “Eis que os olhos do Senhor estão sobre os que o temem sobre os que esperam na sua misericórdia” (Sl 33.18)

3) Com bálsamo precioso ela ungiu seus pés -  Ela entrou com seu frasco de alabastro pendurado no pescoço, cheio de perfume. Aquilo representava todas as suas economias (equivalia a trezentos denários). Diante disso podemos dizer que aquela  mulher adorou a Jesus.

Adorar - Está ligado a nossa atitude de cultuar, que deve ser a expressão de um coração sincero e verdadeiro. Adorar é render-se completamente, é servir, é ações de graças, é ofertar tudo o que temos.

Quais tem sido as suas motivações em sua vida devocional? Você tem tomado as atitudes corretas com relação a sua vida devocional?

Pr. Flavio Muniz


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Crescendo na devoção Reviewed by Esboços de sermões on 1/06/2012 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.