Servo ou religioso?

Nos dias de hoje há muita confusão entre o religioso e o cristão, o discípulo. Precisamos aclarar isto cada vez mais.
I. Introdução
Você já reparou que acostumar-se com algo não exige muito esforço? Repare no fato de alguém entrar em um recinto com um perfume muito doce e forte. Todos irão reparar. Alguns não gostarão, outros até se sentirão mal. Agora se você não pode sair deste local você naturalmente acaba se acostumando com este odor. Seja ele bom ou ruim.
Há um ditado interessante que diz: "o pecado é como o perfume, você acaba se acostumando com ele". Isto é real. Todo o perfume que passamos, tempos depois já estamos de tal forma acostumados com ele que nem notamos a sua presença em nós. Nós nos acostumamos tão facilmente com algo que elas se tornam corriqueiras para nós. Todavia não podemos ter o Senhor com corriqueiro para nós.
O que fez Jesus com os vendilhões do templo? Não estavam os homens daquela época acostumados com eles? Não estavam adaptados àquela situação? Vejamos qual é a posição do Senhor…

II. Jr 2.13; Ap 2.4-5
O que é uma cisterna? É um local para armazenar água. A religiosidade é como uma cisterna rota: começamos bem, mas no decorrer do tempo deixamos ao Senhor e ficamos com o passado, com as experiências do passado. Nossa comunhão e nossa vida com Deus tem que ser diária, permanente, tal qual o maná no deserto que era sempre para um determinado dia.
Com freqüência ficamos com a história do passado ou, o que é pior, com a história dos outros. Temos que ter a nossa própria história com o Senhor. Temos que estar diariamente buscando da fonte e não cavando cisternas rotas.
Nos dias de hoje há muita confusão entre o religioso e o cristão, o discípulo. Precisamos aclarar isto cada vez mais. Devemos que entender que o morno, ao qual está a ponto de ser vomitado, também está dentro da igreja. Não é do mundo que ele será vomitado, mas é para o mundo que será expulso.
Cada dia que passa aumenta a polarização que o Senhor nos falou em Ml 3.12-18. A cada momento, a cada tempo está se distanciando o justo do ímpio, o que serve a Deus daquele que não serve a Deus.
Para facilitar isto, faremos um paralelo entre o religioso e o discípulo. Não temos o intuito de julgar ninguém, porém não podemos deixar nenhum homem em confusão. Todos devem saber como Deus o vê.

III.Religioso ou Discípulo (servo)?
O Religioso:
– Tem a bíblia centralizada no homem. Enxerga tudo o que Deus tem para ele: graça e salvação.
– Interpreta a palavra mecanicamente, age como se ela fosse um tabuleiro de xadrez 2Co 3.6.
– Ouve verdades de Deus 2Tm 3.7.
– Obedece algumas regrinhas que as considera sumamente importante Mt 23.23.
– Aprende a saber muita coisa 1Co 8.1b
– Tem o eu no comando.
– Se esforça por imitar a Cristo, na carne
– Canta muitos cânticos
– Estuda sobre o Espírito Santo.
– Faz orações. Fala, fala e não ouve.
– Confia sua vida a uma instituição religiosa.
– Sua vida é uma eterna luta contra o mal. "Mente vazia oficina do diabo. Membros ociosos oficina do diabo".
– Vive com sede Jr 2.13.
– Faz prosélitos Mt 23.15.
– Não coloca sua vida na luz Jo 3.19-21.
– Não reconhece as autoridades como vindas de Deus.
– Seus olhos brilham para as coisas do mundo.

O Discípulo (servo):
– Tem a bíblia centralizada em Deus. O que importa é o propósito eterno de Deus.
– Tem revelação de Deus. Compara coisa espiritual com coisa espiritual 1Co 2.12-14
– Ouve a Deus Hb 3.7-8. Ninguém pode ouvir a Deus e não mudar.
– Ama a vontade de Deus e obedece a Cristo em tudo Jo 14.23.
– Aprende a guardar o que Cristo ensinou Mt 28.20.
– Tem a Cristo no centro de sua vida – é alguém que se esqueceu de si mesmo.
– Cristo vive nele Gl 2.20.
– Louva ao Senhor.
– Vive cheio do Espírito Santo Rm 8.5-9.
– Fala com Deus, dialoga com seu Pai.
– Confia sua vida a igreja que é o corpo de Cristo.
– Não tem tempo para praticar o mal, seus membros estão ocupados com a justiça Rm 6.13.
– Bebe muita água da vida.
– Dá fruto (faz discípulos) Jo 15.1-6,8,16.
– Anda na luz 1Jo 1.5-10.
– Acata todas as autoridades delegadas Rm 13.1.
– Seu atrativo é o Senhor, ama a simplicidade de Deus.

O coração do religioso não se sacia, não se satisfaz com as coisas simples de Deus. O religioso tende matar sua sede no mundo, nos atrativos do mundo ou do poder, que pode ser intelectual.

IV.Conclusão :
O que o Senhor quer de nós?
O que o Senhor espera de você?
O que você tem feito?
Que tipo de homem você é?
O nosso Deus e Pai não é um Deus de desordem, Ele deseja que todo aquele que se aproxima d’Ele realmente viva como Ele quer e deseja, sem mesclas ou confusão.

Autor: Daniel Souza


Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!
Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Servo ou religioso? Reviewed by Esboços de sermões on 12/30/2011 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

All Rights Reserved by Esboços de sermões © 2014 - 2016
Designed by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.